segunda-feira, junho 21, 2021

Gripen para o Brasil

Ajuda chilena vai de 767 para Gaza

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

767-chile-foto-fach

Neste domingo, dia 1º de fevereiro, o Boeing 767 300 ER  da Força Aérea Chilena decolou com destino à Jordânia. O objetivo da missão é entregar  24 toneladas de alimentos, medicamentos e equipamentos diversos destinados à população de Gaza. Na carga, destaque para 12 toneladas de leite em pó e 3 toneladas de medicamentos e insumos médicos. No dia 3 de janeiro, 3 toneladas e meia de medicamentos já haviam sido enviadas pelo Chile.

O Boeing 767 300 ER foi recebido pela FACH recentemente, em agosto do ano passado. A aeronave realiza missões de transporte estratégico no Grupo de Aviação nº10 (II Brigada Aérea de  Santiago)  que também opera outras aeronaves de grande porte, como Hércules C-130, Boeing  737 e 707 (este último utilizado também como Avião-Tanque).

767-chile-envio-ajuda-a-gaza-foto-2-fach

Fonte e fotos: FACH

Nota do Blog: clique aqui para ler notícia anterior sobre missão similar realizada pela FAB, utilizando uma aeronave C-130, que aproveitou para trazer material de aviação na volta, incluindo uma turbina de Boeing 707, aeronave que na FAB também executa missões de transporte estratégico como o 767 da FACH.

- Advertisement -

48 Comments

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Almeida

Ta na hora de botarmos o FX-2 um pouco de lado nas nossas discussoes e começar a tratar das aviaçoes de patrulha e transporte um pouco tambem. Os 707 ja estao bem velhos, eram chamados de sucatas ja ha 10 anos atras e temos uma grande defasagem na capacidade de transporte tatico e estrategico e de avioes-tanque. Poderiamos fechar uma parceria entre a Boeing ou Airbus com a Embraer para produzir meia duzia de reabastecedores/transportes multimissao estrategicos, baseados nos 767 ou A330 MRTT. Poucas unidades, ate mesmo apenas 4, para pelo menos substituir os cansados KC-137 e manter a capacidade… Read more »

Almeida

OBS: como é bonito o padrao de pintura “cinza superioridade aerea: dos chilenos, com a faixa azul e estrela branca solitaria na cauda! Parabens aos nossos hermanos, estao fazendo o dever de casa direitinho, com muito menos recursos!

Zero Uno

almeida:

Concordo inteiramente com vc em pensar também com relação ao p
rojeto CX como é chamado na FAB o plano de reaparelhamento da nossa aviação de transporte.
Más ainda acho que o C-390 seria uma solução “caseira” melhor para nós do que comprar-mos os Airbus. Isso porque caso você não saiba, o C-390 leva 03 dias do tempo nescessário para se transformar num reabastecedor(avião tanque) do que um C-130 leva – 15 dias se não me engano.

Zero Uno

Almeida…

Os chilenos possuem a LEI DO COBRE que está amparada na constituição daquele país. Segundo essa lei, uma parte dos royaltes nas da exploração desse minério vai para o reequipamento das forças armadas chilenas. ISSO É LEI e está na constituição. Eles têm mesmo é dinheiro sobrando para equipar suas forças armadas. Tanto que o próximo passo dos chilenos é renovar a sua frota naval.

Abraços.

João-Curitiba

Senhores, como diz o esquartejador, vamos por partes: 1) Além de possíveis 22 unidades do C-390 para a FAB, os Correios já anunciaram que querem 25, em lugar dos caros contratos de aluguel de táxis aéreos, que custam 500 milhões por ano. Afora que os Correios possuem em caixa mais de 2 bi, conforme dito pelo próprio ministro das Comunicações. Também podem usar a aeronave a Petrobrás e a PF. 2) Muito bonito este 767, assim como todas as aquisições das FAs do Chile. Mas enquanto eles importam bons equipamentos, a FAB está para receber 2 E190 e já usa… Read more »

Noel

Almeida, esse assunto já foi tratado anteriormente no Blog, só não lembro o título, e fique tranquilo, pois a FAB já tem os projetos, em andamento, para fazer as substituições com quantidades parecidas com as que vc postou.
O Zero Uno, o nome do projeto transporte é KC-X, e não CX, e o tanker é o KC-X2. O substituto do bandera era o CT-X, que babou.
Sds

Zero Uno

Apoiado João-Curitiba. Apoiado. Concordo em gênero, número e grau com você.

Noel: Eu sei disso. Só não mencionei o KC-X porque estava falando à respeito de um projeto que se encaixa perfeitamente em outros projetos que vc sitou… Más valeu pela postagem esclarecedora para muitos.

Abraços.

Raphael

Eu pilotei um 767-300 no simulador. Um amigo meu trabalha com simuladores.

Estes avioes sao facilimos de pilotar, tudo eh monitorado pelo computador. Nem dah graca, rss.

Douglas

500 milhoes de aluguel ano????

o correios não é a estatal onde trabalhou o amigo dos petralhas, hoje inimigo, R. Jefferson?????

salgadinho esse aluguel não??

Almeida

Fala Zero Uno! Entao, realmente fui infeliz em dizer que eles tem poucos recursos. É que os nossos recursos destinados POR LEI e NA NOSSA CONSTITUIÇAO, como os royalties reservados pela Petrobras para a MB, vivem sendo contigenciados que eu acabei esquecendo do dinheiro da Lei do Cobre chilena! Como eu disse, eles estao fazendo o dever de casa! Quanto ao C-390, sei que ele pode realizar diversas missoes e eu acredito MUITO na futura capacidade operacional e no sucesso de vendas do mesmo! Mas acho que precisamos de plataformas um pouco maiores para certos tipos de missoes estrategicas e… Read more »

JACUBÃO

Esse Brasil é mesmo uma piada, pois até a Bolívia que vive da produção de coca e gás conseguiu um DC-10, já o Brasil…

Noel

Tá empolgado em Almeida rsrsrs, só vou falar do seu Esqd de C-390 sediado em Brasília; companheiro as unidades de transporte sediadas no Rio, em caso de necessidade, podem deslocar grandes contigentes de tropas do EB ou do CFN e MB, lembre-se que a Brig Inf PQDt e mais três grandes batalhões de Infantaria do EB (o REI, o Avai, e o Sampaio) tem sede na Vila Militar, ao lado do Campo dos Afonsos, fora as batalhões de fuzileiros, e mais próximo de SP, né; enquanto em Brasília, o EB não possui muitas unidades desse porte, tô lembrando do BGP,… Read more »

Almeida

Noel, que tal em SP entao? No RJ ja temos o Gordo e o Corsario!

Baschera

Não é nada oficial, mas a FAB já estaria estudando a compra de um avião heavy load. Seria a compensação ao russos, quanto ao FX-2.
Sds.

André C.

Sobre o avião de carga “heavy” eu li algumas noticias que diziam que a FAB estava de olho no AN-124 ,que tambem seria possivel uma parceria EMBRAER-ANTONOV para continuar o desenvolvimento do AN-124.

João-Curitiba

Mas o Antonov não é ucraniano?

Baschera

Comentário do Brig. Saito, sobre os transportes B.707 da FAB, em entrevista a ALIDE hoje: ““Os KC-137 (Boeings 707 convertidos como reabastecedores e transportes de tropas) estão nos dando muitos problemas. A revisão da turbina não é mais feita no Brasil e a compra de componentes está cada vez mais cara. Sempre apresentam defeitos em missões de longa duração, inclusive na última delas, durante a Operação Red Flag com a Força Aérea dos Estados Unidos. Temos de pensar numa alternativa de curto prazo”, declarou Saito. O programa, ainda não lançado, abrangeria a conversão de aeronaves civis. Na última linha, menciona… Read more »

Baschera

Na mesma entrevista O Brig. Saito, mas já falando sobre o KC-X e o C-390,….: “Saito demonstrou entusiasmo pelo novo avião de transporte em desenvolvimento pela Embraer, o C-390. “Esse programa, que batizamos de KC-X, visa à construção de um total entre 50 e 60 cargueiros birreatores, capazes de transportar até 19 toneladas. É um mercado bastante amplo e que está relativamente aberto e que atenderá a substituição de centenas de aparelhos C-130. A versão C-130J não agradou aos usuários. É cara e tem problemas de motor. Estive na CASA para ver o A-400, que também apresenta problemas de motorização… Read more »

André C.

Sim, O Antonov é Ucraniano.

João-Curitiba

Desculpe André C.

É que no questionamento faltou citar o Baschera, sobre ele falar numa compensação aos russos. Os russos possuem algo semelhante ao Antonov?

Noel

Almeida, desculpe-me não ter respondido ontem, tive que sair. Bem, quanto a transferir ou, criar um novo Esqd em SP, confesso que tenho minhas dúvidas, em relação ao local para alocar a unidade e o custo logístico de tal decisão, lembro que o 1º/6ºGAV operava o RC-130 no Recife, que foram transferidos para o Galeão para facilitar a logística e o custo de manutenção dos mesmos; além do que, SP é muito próximo do Rio, estando assim em uma área de rápido deslocamento de aeronaves de transporte tático e/ou estratégico. Talvez, se fosse criada uma nova Base, pois a atual… Read more »

Wladimir

Semelhante não. Se não me engano, eles possuem o IL-76 com capacidade emtorno de 50 toneladas. Ouvi falar que a FAB estaria interessada no C-17 também. O An-124 não está mais em produção, mas estuda-se abri-la porque o aparelho é um verdadeiro sucesso no ramo de logística. Se a FAB adquirisse o Antonov, seria interessantíssimo, pois ampliaria de maneira significativa nossas capacidades de transporte estratégico.

Wladimir

*em torno

JACUBÃO

Acredito que seria uma boa adquirir para substituir os valentes e cansados KC-137, aeronaves como MD-11, B767, DC-10, AIR BUS entre outros aviões civis, e deixar os C-390 para as missões hoje empregadas pelos jurássicos hercules.

Almeida

Ta na hora de botarmos o FX-2 um pouco de lado nas nossas discussoes e começar a tratar das aviaçoes de patrulha e transporte um pouco tambem. Os 707 ja estao bem velhos, eram chamados de sucatas ja ha 10 anos atras e temos uma grande defasagem na capacidade de transporte tatico e estrategico e de avioes-tanque. Poderiamos fechar uma parceria entre a Boeing ou Airbus com a Embraer para produzir meia duzia de reabastecedores/transportes multimissao estrategicos, baseados nos 767 ou A330 MRTT. Poucas unidades, ate mesmo apenas 4, para pelo menos substituir os cansados KC-137 e manter a capacidade… Read more »

Almeida

OBS: como é bonito o padrao de pintura “cinza superioridade aerea: dos chilenos, com a faixa azul e estrela branca solitaria na cauda! Parabens aos nossos hermanos, estao fazendo o dever de casa direitinho, com muito menos recursos!

Zero Uno

almeida:

Concordo inteiramente com vc em pensar também com relação ao p
rojeto CX como é chamado na FAB o plano de reaparelhamento da nossa aviação de transporte.
Más ainda acho que o C-390 seria uma solução “caseira” melhor para nós do que comprar-mos os Airbus. Isso porque caso você não saiba, o C-390 leva 03 dias do tempo nescessário para se transformar num reabastecedor(avião tanque) do que um C-130 leva – 15 dias se não me engano.

Zero Uno

Almeida…

Os chilenos possuem a LEI DO COBRE que está amparada na constituição daquele país. Segundo essa lei, uma parte dos royaltes nas da exploração desse minério vai para o reequipamento das forças armadas chilenas. ISSO É LEI e está na constituição. Eles têm mesmo é dinheiro sobrando para equipar suas forças armadas. Tanto que o próximo passo dos chilenos é renovar a sua frota naval.

Abraços.

João-Curitiba

Senhores, como diz o esquartejador, vamos por partes: 1) Além de possíveis 22 unidades do C-390 para a FAB, os Correios já anunciaram que querem 25, em lugar dos caros contratos de aluguel de táxis aéreos, que custam 500 milhões por ano. Afora que os Correios possuem em caixa mais de 2 bi, conforme dito pelo próprio ministro das Comunicações. Também podem usar a aeronave a Petrobrás e a PF. 2) Muito bonito este 767, assim como todas as aquisições das FAs do Chile. Mas enquanto eles importam bons equipamentos, a FAB está para receber 2 E190 e já usa… Read more »

Noel

Almeida, esse assunto já foi tratado anteriormente no Blog, só não lembro o título, e fique tranquilo, pois a FAB já tem os projetos, em andamento, para fazer as substituições com quantidades parecidas com as que vc postou.
O Zero Uno, o nome do projeto transporte é KC-X, e não CX, e o tanker é o KC-X2. O substituto do bandera era o CT-X, que babou.
Sds

Zero Uno

Apoiado João-Curitiba. Apoiado. Concordo em gênero, número e grau com você.

Noel: Eu sei disso. Só não mencionei o KC-X porque estava falando à respeito de um projeto que se encaixa perfeitamente em outros projetos que vc sitou… Más valeu pela postagem esclarecedora para muitos.

Abraços.

Raphael

Eu pilotei um 767-300 no simulador. Um amigo meu trabalha com simuladores.

Estes avioes sao facilimos de pilotar, tudo eh monitorado pelo computador. Nem dah graca, rss.

Douglas

500 milhoes de aluguel ano????

o correios não é a estatal onde trabalhou o amigo dos petralhas, hoje inimigo, R. Jefferson?????

salgadinho esse aluguel não??

Almeida

Fala Zero Uno! Entao, realmente fui infeliz em dizer que eles tem poucos recursos. É que os nossos recursos destinados POR LEI e NA NOSSA CONSTITUIÇAO, como os royalties reservados pela Petrobras para a MB, vivem sendo contigenciados que eu acabei esquecendo do dinheiro da Lei do Cobre chilena! Como eu disse, eles estao fazendo o dever de casa! Quanto ao C-390, sei que ele pode realizar diversas missoes e eu acredito MUITO na futura capacidade operacional e no sucesso de vendas do mesmo! Mas acho que precisamos de plataformas um pouco maiores para certos tipos de missoes estrategicas e… Read more »

JACUBÃO

Esse Brasil é mesmo uma piada, pois até a Bolívia que vive da produção de coca e gás conseguiu um DC-10, já o Brasil…

Noel

Tá empolgado em Almeida rsrsrs, só vou falar do seu Esqd de C-390 sediado em Brasília; companheiro as unidades de transporte sediadas no Rio, em caso de necessidade, podem deslocar grandes contigentes de tropas do EB ou do CFN e MB, lembre-se que a Brig Inf PQDt e mais três grandes batalhões de Infantaria do EB (o REI, o Avai, e o Sampaio) tem sede na Vila Militar, ao lado do Campo dos Afonsos, fora as batalhões de fuzileiros, e mais próximo de SP, né; enquanto em Brasília, o EB não possui muitas unidades desse porte, tô lembrando do BGP,… Read more »

Almeida

Noel, que tal em SP entao? No RJ ja temos o Gordo e o Corsario!

Baschera

Não é nada oficial, mas a FAB já estaria estudando a compra de um avião heavy load. Seria a compensação ao russos, quanto ao FX-2.
Sds.

André C.

Sobre o avião de carga “heavy” eu li algumas noticias que diziam que a FAB estava de olho no AN-124 ,que tambem seria possivel uma parceria EMBRAER-ANTONOV para continuar o desenvolvimento do AN-124.

João-Curitiba

Mas o Antonov não é ucraniano?

Baschera

Comentário do Brig. Saito, sobre os transportes B.707 da FAB, em entrevista a ALIDE hoje: ““Os KC-137 (Boeings 707 convertidos como reabastecedores e transportes de tropas) estão nos dando muitos problemas. A revisão da turbina não é mais feita no Brasil e a compra de componentes está cada vez mais cara. Sempre apresentam defeitos em missões de longa duração, inclusive na última delas, durante a Operação Red Flag com a Força Aérea dos Estados Unidos. Temos de pensar numa alternativa de curto prazo”, declarou Saito. O programa, ainda não lançado, abrangeria a conversão de aeronaves civis. Na última linha, menciona… Read more »

Baschera

Na mesma entrevista O Brig. Saito, mas já falando sobre o KC-X e o C-390,….: “Saito demonstrou entusiasmo pelo novo avião de transporte em desenvolvimento pela Embraer, o C-390. “Esse programa, que batizamos de KC-X, visa à construção de um total entre 50 e 60 cargueiros birreatores, capazes de transportar até 19 toneladas. É um mercado bastante amplo e que está relativamente aberto e que atenderá a substituição de centenas de aparelhos C-130. A versão C-130J não agradou aos usuários. É cara e tem problemas de motor. Estive na CASA para ver o A-400, que também apresenta problemas de motorização… Read more »

André C.

Sim, O Antonov é Ucraniano.

João-Curitiba

Desculpe André C.

É que no questionamento faltou citar o Baschera, sobre ele falar numa compensação aos russos. Os russos possuem algo semelhante ao Antonov?

Noel

Almeida, desculpe-me não ter respondido ontem, tive que sair. Bem, quanto a transferir ou, criar um novo Esqd em SP, confesso que tenho minhas dúvidas, em relação ao local para alocar a unidade e o custo logístico de tal decisão, lembro que o 1º/6ºGAV operava o RC-130 no Recife, que foram transferidos para o Galeão para facilitar a logística e o custo de manutenção dos mesmos; além do que, SP é muito próximo do Rio, estando assim em uma área de rápido deslocamento de aeronaves de transporte tático e/ou estratégico. Talvez, se fosse criada uma nova Base, pois a atual… Read more »

Wladimir

Semelhante não. Se não me engano, eles possuem o IL-76 com capacidade emtorno de 50 toneladas. Ouvi falar que a FAB estaria interessada no C-17 também. O An-124 não está mais em produção, mas estuda-se abri-la porque o aparelho é um verdadeiro sucesso no ramo de logística. Se a FAB adquirisse o Antonov, seria interessantíssimo, pois ampliaria de maneira significativa nossas capacidades de transporte estratégico.

Wladimir

*em torno

JACUBÃO

Acredito que seria uma boa adquirir para substituir os valentes e cansados KC-137, aeronaves como MD-11, B767, DC-10, AIR BUS entre outros aviões civis, e deixar os C-390 para as missões hoje empregadas pelos jurássicos hercules.

Reportagens especiais

Caça Saab JAS 39E Gripen: sistemas de guerra eletrônica e radar AESA

O programa Gripen NG que formará a base para a futura família de caças JAS 39E/F que entrará em...
- Advertisement -
- Advertisement -