Home Aviação de Transporte Embraer inaugura hangar de montagem final do KC-390, em Gavião Peixoto

Embraer inaugura hangar de montagem final do KC-390, em Gavião Peixoto

695
46

KC-390 - 1

Foi também assinado contrato com a FAB para a produção de 28 aeronaves, incluindo pacote logístico, no valor total de 7,2 bilhões de reais. Contrato deverá se tornar efetivo em 90 dias

Gavião Peixoto, 20 de maio de 2014 – A Embraer inaugurou hoje o hangar onde será instalada a linha de montagem final do jato de transporte militar KC-390. O evento ocorreu na unidade de Gavião Peixoto, SP, e contou com a presença da Excelentíssima Presidenta da República Dilma Rousseff e do Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, entre outras autoridades.

Na ocasião, a Embraer e o Comando da Aeronáutica assinaram o contrato para a produção seriada do KC-390, marcando o início de uma nova fase do projeto, cujo desenvolvimento foi iniciado em 2009. O contrato prevê a aquisição de 28 aeronaves ao longo de um período de dez anos, com a primeira entrega programada para final de 2016. Além das aeronaves, o contrato prevê o fornecimento de um pacote de suporte logístico, que inclui peças sobressalentes e manutenção. Com valor total de R$ 7,2 bilhões, o contrato ainda depende de documentação complementar para se tornar efetivo, o que se estima ocorrer em um prazo de 90 dias. Somente então a Embraer o incluirá formalmente em sua carteira de pedidos.

KC-390 - 2

O KC-390 é um projeto conjunto da Força Aérea Brasileira com a Embraer para desenvolvimento e produção de um avião de transporte tático militar e de reabastecimento em voo, e representa expressivo avanço em termos tecnológicos e de inovação para a indústria aeronáutica brasileira. Uma aeronave desenvolvida para estabelecer novos padrões na sua categoria de mercado, com menor custo operacional e flexibilidade de realizar diversas missões: transporte de cargas e tropas, lançamento de cargas, reabastecimento em voo, busca e resgate e combate a incêndios florestais.

O avião será produzido na unidade industrial de Gavião Peixoto, em instalações de mais de 30.000 metros quadrados de hangares, onde o primeiro protótipo já se encontra na fase de montagem estrutural. O início da montagem final está planejada para junho. Cerca de 1.500 empregados da Embraer estão hoje diretamente envolvidos no projeto. Mais de 50 empresas brasileiras estão participando do desenvolvimento do KC-390.

“Hoje é um dia histórico para a Força Aérea Brasileira”, disse o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito. “O KC-390 é um projeto que foi cuidadosamente especificado para servir ao nosso País, em total alinhamento com as diretrizes da Estratégia Nacional de Defesa e vai representar um salto na capacidade operacional da aviação de transporte”.

KC-390 - 3

“Estamos muito satisfeitos em atingir mais um grande marco deste projeto desafiador”, disse Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “Poucos países do mundo podem se orgulhar de operar aeronaves especificadas, desenvolvidas e fabricadas em seu solo, e mais uma vez a parceria entre a Força Aérea Brasileira e a Embraer está gerando um produto que promete ser um grande sucesso mundial”.

O contrato de desenvolvimento do KC-390 foi assinado em 2009. Além do pedido para a Força Aérea Brasileira, atualmente existem intenções de compra de 32 aeronaves para outros países.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Veja abaixo mais imagens, via Palácio do Planalto:

KC-390 e autoridades na inauguração hangar em Gavião Peixoto - foto 5 Roberto Stuckert Filho - Planalto

KC-390 e autoridades na inauguração hangar em Gavião Peixoto - foto Roberto Stuckert Filho - Planalto

KC-390 e autoridades na inauguração hangar em Gavião Peixoto - foto 2 Roberto Stuckert Filho - Planalto

KC-390 e autoridades na inauguração hangar em Gavião Peixoto - foto 3 Roberto Stuckert Filho - Planalto

KC-390 e autoridades na inauguração hangar em Gavião Peixoto - foto 4 Roberto Stuckert Filho - Planalto

46
Deixe um comentário

avatar
43 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
25 Comment authors
Rinaldo NeryApolloRoberto F SantanaJackal975Joner Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Olhem só as fotos do danado!

Valor do contrato R$ 7,2 bilhões, ou, R$ 257 milhões a unidade, conforme a conta de padaria.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Rafael, de fato, é uma conta de padaria, pois como diz o próprio texto (e destacamos no subtítulo), o valor total inclui um pacote de apoio logístico, com sobressalentes e manutenção.

Nick
Visitante
Member
Nick

FInalmente. 🙂

Parabens à Embraer, à FAB por esse marco. atingido. Se vai ser um sucesso comercial como o C-130, tenho minhas dúvidas, mas acredito que pagará os investimentos, fora os dividendos com o knou-how adquirido.

[]’s

phacsantos
Visitante
Member
phacsantos

US$ 117 milhões por aeronave, considerando o suporte, não é tão acima do ventilado que seria por volta de US$ 90 milhões.

Bom….acabou a conversa fiada que o Brasil não seria o primeiro comprador, que não daria credibilidade, etc.

Boa sorte à Embraer!

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Sim, Nunão e a gente nunca sabe ao certo o que está incluso no contrato. A conta de padaria é só para comparar com outras contas de padaria rsrs.

André Sávio Craveiro Bueno
Visitante
Member
André Sávio Craveiro Bueno

Por ser um jato e, portanto, poder voar mais alto e rápido, é possível dizer que uma operação de REVO com o KC-390 seria mais econômica para as aeronaves reabastecidas do que outra feita por um turbo-hélice?

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

Ano de Ouro pra FAB!

Parabéns a Embraer e a FAB. Um dia histórico, como disse o saito.

Quanto as vendas externas, aposto todas minhas fichas na expertise da Embraer na avaliação de mercado e pós-venda para garantir que isso ocorra. O primeiro cliente deverá ser uma nação sul-americana.

Sds.

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

E que belíssimo hangar!

Espero estar presente no voo inaugural. Será uma experiência inédita ver o voo inaugural de uma aeronave militar produzida no Brasil para os brasileiros.

Vespão
Visitante
Member
Vespão

Realmente belo hangar …

Na torcida pelo projeto …!!!!

eduardo pereira
Visitante
eduardo pereira

Excelente notícia, parabens à Fab e à Embraer, graças a Deus as coisas estão acontecendo e a modernidade e reaparelhamento ocorrendo !!

Sds, Eduardo o observador.

Brandenburg
Visitante
Brandenburg

Realmente uma bela aeronave e um belo hangar, orgulho para todos nós.Parabéns à FAB e Embraer e quem sabe em alguns anos vejamos sair daí o protótipo de um caça filhote do Gripen. Aos pessimistas que sempre estiveram de plantão só posso dizer: chorem de raiva! Habemus KC! Sds

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

É um marco importante, pois o último avião realmente militar e totalmente projetado no Brasil foi o Tucano.

jura_gol
Visitante
jura_gol

Muito feliz por este dia,

Marcelo Pamplona
Visitante
Member
Marcelo Pamplona

Boa tarde!

Meus parabéns à Embraer e à FAB por tal projeto!

Torço para que esta aeronave seja mais um sucesso, seria muito bem vinda nisso, vez que urge a empresa diversificar ainda mais seu portfólio de produtos e serviços (civil e militar).

Mas tenho algumas dúvidas:

Além dos concorrentes tradicionais – em especial o Hércules da LM – a Boeing oferece algum na sua linha atual de produção com especificações e preço parecidos?

Lembro-me de ter lido que ela ajudaria na divulgação/venda do KC 390. Isso estava vinculado, ou não, ao resultado do FX-2?

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Cuidado com o excesso de otimismo, papel é papel, projeto é projeto, no mundo virtual tudo funciona as mil maravilhas.

Deixa voar, ensaiar e testa,r aí sim podemos estourar a champagne.

Antes que venham as acusações de pessimista, aviso que torço pelo sucesso do projeto,só que a dor ensina a gemer e devagar com o andar….

Grande abraço

Baschera
Visitante
Member
Baschera

O preço flay away vai ficar em torno dos Us$ 60 milhões por unidade…..

Sds.

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

Baschera, acho esse valor que você muito baixo.

Na LAAD os gerentes do projeto insinuaram que o valor fly away ficaria em torno de 80 milhões.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Poggio,

Acho que este valor que você cita será o final, incluso todos os itens normais….

O valor base não pode ser maior do que um C-130J…senão não vai vender.

Sds.

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

Baschera,

Segundo o Aguiar, o valor fly away de um C-130 varia entre 90 e 125 milhões (link abaixo). O KC-390 seria ligeiramente interior à base dessa faixa. Pelo menos é o que se espera.

http://www.aereo.jor.br/2013/04/10/kc-390-mercado-de-728-aeronaves-em-77-paises/

http://www.aereo.jor.br/2013/04/09/embraer-diz-que-preco-de-kc-390-ira-incomodar-a-concorrencia/

Marcos
Visitante
Member
Marcos

A IAE já entregou seis motores para a Embraer, com potência estimada em 31,300 lbs de empuxo.

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

Frase da presidenta durante a cerimônia:

“O país precisa que, cada vez mais, a inovação, a tecnologia e o conhecimento resultem em um país onde o uso de empregos cada vez mais qualificados significará que nós, de fato, entramos no caminho de um outro tipo de desenvolvimento”

jairo boppre sobrinho
Visitante
jairo boppre sobrinho

Corsario
Hehehehe, cuma?
Abs

jairo boppre sobrinho
Visitante
jairo boppre sobrinho

Baschera
Na sua opinião, o preço precisa ser mais baixo do que o C-130j, porque?
O C-130 é melhor?
É apenas pergunta p aprender.
Abs

Luis
Visitante
Luis

Legal, faltam agora os 28 para equpar a FAB.

Off-topic: saiu hoje aqui no RJ a edição de nº 40 da coleção da De Agostini, com o F-5E Tiger II da FAB. Nº de matrícula 4844, pertencente ao 1º GAvCa. A pintura ainda é a “Southeast Asia”.

phacsantos
Visitante
Member
phacsantos

Aqueles “pinos ” no teto e onde será instalada a sonda?

Marcos
Visitante
Member
Marcos

phacsantos

Os pinos são dos rebites que ainda vão ser tracionados.
A sonda, pelo menos no que se viu no modelo em escala, fica instalada centralmente.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

vou me corrigir

Vendo a última imagem, com a Presidenta na frente e o KC390 atrás, vê-se que a sonda está colocada lateralmente. Então, pode ser que sejam para a instalação da sonda os pinos que você vê ali.

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

Luis
20 de maio de 2014 at 19:38 #

“Off-topic: saiu hoje aqui no RJ a edição de nº 40 da coleção da De Agostini, com o F-5E Tiger II da FAB. Nº de matrícula 4844, pertencente ao 1º GAvCa. A pintura ainda é a “Southeast Asia.”

Obrigado pela informação Luis, vale ouro. Vou procurar a banca amanhã mesmo. Perdi o Gripen porque não sabia que tinha saído, quando soube já tinha acabado.

Abraço.

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

jairo boppre sobrinho
20 de maio de 2014 at 19:30 #

Pois é, também não entendi. Na verdade no fundo eu entendi, só não sei explicar kkk.

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

Inveja da miniatura na mão da presidenta.
Se tivesse lá tinha dado um elza kkkk.

phacsantos
Visitante
Member
phacsantos

Marcos, perguntei pois pensava que fosse “integrado ” a fuselagem e não montado depois. Deve ser por algum motivo de segurança?

Abs

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Phacsantos,

Sondas revo “fixas” (ou seja, não retráteis) são “adendos” instalados sobre a fuselagem, conectando-se a uma entrada da tubulação de combustível e prendendo-se a locais específicos de encaixe.

Não são partes integradas à estrutura da fuselagem ou à fuselagem em si, mesmo porque precisam ser retiradas para manutenção e tudo o mais.

Esse tipo de coisa só é instalada, em geral, mais para o fim do processo de montagem.

phacsantos
Visitante
Member
phacsantos

Valeu Nunão

Darkman
Visitante
Darkman

Parabéns a Embraer e FAB por esse projeto !!!
Esperamos que ele entre no mercado militar colhendo muitos frutos.

rommelqe
Visitante
rommelqe

Maravilha!!!
Parabéns à FAB e à EMBRAER!
Parabéns à verdadeira engenharia brasileira.
Prezado Juarez: claro que a experiência é essencial em projetos dessa natureza e que somente com os voos dos protótipos será possível contornar algumas das eventuais, e possíveis, dificuldades. Mas, tenho certeza de que vc também concorda, o Brasil já acumulou conhecimento suficiente para conseguir tornar esse projeto uma realidade vitoriosa.
Phacsantos, só incluindo uma observação às do Nunão: se o tubo de reabastecimento fosse integrado à estrutura da fuselagem, seriam criadas zonas com excessiva concentração de tensões mecânicas.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“Na sua opinião, o preço precisa ser mais baixo do que o C-130j, porque?” Me metendo na conversa… Não há como uma aeronave mais pesada e jato puro ser mais barata. Vai até dá, mas é dumping, o que tornaria a Embraer passível de um painel na OMC; como aliás já aconteceu antes mas por outros motivos. “O C-130 é melhor?” Depende de como é usado, em algumas funções é, em outras não, mas tem mta folha corrida p/ mostrar, é confiável e enquanto havia dinheiro p/ investir, estava disponível ao contrário do ac da Embraer. Agora o mercado está… Read more »

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Baschera! Eu troco de nome, passo a me chmar maria Jose se no bico do lápiz ele custar menos qeu noventa milhões de dólares, pessoalmente acho qeu vai dar mais dd 100 milhões. Agora a versão civil de carga, bom é outra história, sem sistema de missão específico, sem sistemas de EW, rampa de carga diferente, sem sistema de proteção balistica em pontos sencíveis, aí pode ser que chega mais perto do teu número, agora versão militar com REVO sendo feita com os famoso custos Brasil, com todo os funcionários regidos por nossa maravilhosa e domocrática CLT que só serve… Read more »

Joner
Visitante
Joner

Já é uma realidade, eles sabem fazer! É um bom projeto, com sábios requisitos, tanto para atender a FAB como para buscar seu espaço no mercado.
Parabéns aos envolvidos, é um lindo jato, demostra o quanto são competentes, e na minha opinião, já é melhor que o C-130, pois o tempo dele já passou.
Quanto a qualidade, é só olhar para os equipamentos que forão escolhidos, foi um projeto pensado para vender desde o primeiro traço no CAD.

Novamente parabéns, estava no hora de algumas fotos!!!

phacsantos
Visitante
Member
phacsantos

No “Blog do Planalto” está que a previsão é de 42 unidades para outros países.

Antes eram 32…..esses 10 adicionais seriam da Suécia???

Brasil – 28 aeronaves
Portugal – 06 aeronaves
Argentina – 06 aeronaves
Chile – 06 aeronaves
Colômbia – 12 aeronaves
República Checa – 02 aeronaves

Suécia – 10 aeronaves ???

http://blog.planalto.gov.br/aviao-kc-390-garante-mobilidade-estrategica-de-tropas-e-fortalece-industria-nacional-afirma-o-gerente-do-projeto/

Jackal975
Visitante
Jackal975

Que boa notícia, não vejo a hora de ver o bicho pronto saindo do hangar.
Alguém sabe dizer por que esse número “28”? Tem alguma explicação?
Off-topic: coisa triste político em ano de eleição né? Aquela foto com todos eles amontoados na estrutura da cabine, meu Deus, que cena desnecessária, diria até patética.

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

Os painéis do windshield são imensos, a cabine tem o piso baixo, se fosse mais alto justificaria porque o piloto necessitaria de mais visão para o tráfego curto para pouso e taxi em áreas remotas, com os assentos em nível baixo sobra área envidraçada, mas com visão para o alto. No para-brisa, os limpadores terão que ser enormes e potentes, duvido que o windshield seja de vidro, que no caso teria que ser terrivelmente pesado, e com o domínio da construção de plexiglass curvados, deva ser de acrílico, portanto tremendamente suscetível a arranhões dos limpadores. No voo, os grandes painéis… Read more »

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“Antes eram 32…..esses 10 adicionais seriam da Suécia???”

A FMV já confirmou??? Não!!! Então não são.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Este post já tem mais comentários, do que o KC-390, unidades vendidas.
Que dureza!!!
E sem Dreher!!!

Apollo
Visitante

Uma coisa é ver maquete e imagem promocional outra coisa é ver ele de verdade. Que coisa mais linda !!!!!!!!!!!! Será uma bela aeronave.

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Parabéns ao Brig Zavaroni e ao Cel Eng Carneiro pela condução do projeto.
O número 28 é a quantidade necessária de aeronaves para transportar a Brigada Paraquedista e a Brigada de Operações Especiais em 48 horas, considerando-se uma certa disponibilidade de aeronaves, que não me recordo.
Espero que meu filho consiga voar essa aeronave, no futuro.

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

Prezados,

Sobre o meu comentario em 21 de maio de 2014 at 11:03,
O Fernando Valduga do Cavok esta em Santiago e tirou algumas boas e interessantes fotos do evento.
Uma dessas fotos e uma maquete do KC-390, que nao sei se e uma maquete antiga, mas podemos notar perfeitamente que o tamanho do parabrias foi alterado, ficando menor e vai de acordo com que comentei.