segunda-feira, março 1, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Sinal verde para a Suécia participar da Força de Resposta da OTAN

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

caças Gripen - foto N Ehlén - Combat Camera - Forças Armadas da Suécia

Nos próximos três anos, uma unidade de caças Gripen deverá fazer parte da NRF, assim como uma unidade anfíbia e outra de infantaria, além de caça-minas

As Forças Armadas da Suécia informaram na quarta-feira, 16 de outubro, que receberam o sinal verde e consideram apropriado fazer parte da NRF, a Força de Resposta da Organização do Tratado do Atlântico Norte – OTAN (NATO Response Force). A participação nas atividades, em cada caso, dependem da decisão do Governo e do Parlamento.

A NRF consiste de uma força de reação imediata (Immediate Response Force ) com aproximadamente 13.000 pessoas e outra de reforço (Response Forces Pool), caso necessário, para complementar os esforços. Para a Suécia, a participação na NRF poderá ser positiva para gerar oportunidades melhores de prosseguir na reforma de sua defesa, além de aprofundar cooperações já existentes. Concretamente, a oportunidade é de participar em exercícios maiores e mais complexos do que os permitidos por acordos bilaterais.

A proposta das Forças Armadas Suecas para a NRF, nos próximos três anos, é a seguinte:

  • 2014 : uma unidade de caças JAS 39 Gripen e caça-minas tipo Koster;
  • 2015 : uma unidade de caças JAS 39 Gripen e uma companhia anfíbia;
  • 2016 : uma unidade de caças JAS 39 Gripen e um batalhão de infantaria motorizado.

Antes do final do ano, espera-se que o Governo Sueco  tome a decisão sobre quais unidades serão incluídas na NRF. Por hora, as Forças Armadas Suecas foram convidadas para o exercício “Steadfast Jazz” da OTAN, o maior que a aliança já fez nos últimos sete anos. A participação sueca deverá ser com oficiais de estado-maior. O exercício deverá treinar forças de reação na Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia entre os dias 2 e 9 de novembro.

FONTE / FOTO (N Ehlén/Combat Camera): Forças Armadas da Suécia (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em sueco)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Advertisement -

Combates Aéreos

Caças Su-30 indianos ‘jammearam’ mísseis AMRAAM disparados pelos F-16 paquistaneses

Pilotos de caça paquistaneses dos aviões de combate F-16 dispararam de quatro a cinco mísseis AMRAAMs americanos (AIM-120 advanced...
- Advertisement -
- Advertisement -