Caças Mirage F1 franceses chegam à Lituânia para policiar o Báltico

    199
    9

    Arrivée des mirage F1CR

    Em 26 de abril, quatro jatos Mirage F1CR franceses pousaram na Base Aérea de Siauliai, na Lituânia, para uma missão de 4 meses de policiamento aéreo dos Países Bálticos, num revezamento mantido pelas forças aéreas dos países da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

    Sob o mandato da OTAN, a França assumirá nesta terça-feira, 30 de abril, a missão de policiar o espaço aéreo da Lituânia, Letônia e Estônia, mantendo o alerta 24 horas por dia, sete dias por semana. Nessa missão, os quatro jatos Mirage F1CR do Esquadrão de Reconhecimento 2/33 “Savoie”, normalmente estacionados na Base Aérea 118 de Mont de Marsan, na França, substituem caças F-16 da Dinamarca que cumpriram a tarefa nos últimos quatro meses.

    O destacamento precursor de cinquenta militares franceses, de várias especialidades (mecânica, infraestrutura, comunicações etc) já havia sido deslocado. No total, 90 militares garantirão o cumprimento da missão.

    Arrivée des mirage F1CR

    FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da França (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

    VEJA TAMBÉM:

    9 COMMENTS

      • Aldo, tanto na Força Aérea Francesa quanto na Força Aérea Espanhola eles estão na sua fase final de vida operativa.

        Já li sobre desativação ainda neste ano.

        Os links no final da matéria falam dos últimos acontecimentos relacionados aos Mirage F1 franceses.

    1. O mapa é claro:
      http://www.guiageo-europa.com/mapas/mapa/baltico.gif

      Poggio,

      Salvar suecos, alemães, dinamarqueses e os poloneses do norte. 🙂

      Falando sério agora, este destacamento da OTAN é muito importante para manter unidades de vários países membros e aliados com experiência operacional no policiamento desta importante passagem.

      Entretanto penso que estão apenas gastar as horas de vôo do Mirage F1, pois este não é um vetor adequado para esta missão. Melhor uso teria os Mirage 2000 C, mesmo que armado apenas como AAM Magic II, pois para prontidão 24/7 com possíveis interceptações noturnas ou com mau tempo um bom radar doppler é essencial.

      Um General da Força Aérea Russa (Военно-воздушные cилыРоссии) em São Petisburgo poderá fazer uma provocação muito interessante com a OTAN: programar e executar vôos reconhecimento noturnos e/ou em mau tempo com um elemento (duas aeronaves) rápido, entrando no Báltico pelo Golfo da Filânidia.

      Imagine um par de Su-27 Flankers ou Tu-22M Backfire em patrulha de vigilãncia marítima ou eletrônica passando rápido entre a Filândia (norte) e Estônia (sul), correndo livre pelo Báltico entre Suécia de um lado, Polônia e Alemanha do outro.

      Um Mirage F1 CR tem desempenho para acompanhar, mas é uma aeronave de reconhecimento tático, nem sei se esta versão tem radar e, se tiver, deveria ser um Cyrano IV ou algo assim.
      Melhor e mais útil um Mirage 2000 C com radar Thompson-CSF RDM (Radar Doppler Multifunction) ou talvez com o RDI (não sei qual versão estão usando).

      Abç.,
      Ivan.

    2. Nunão,

      Naquela esquina do Mar Báltico o caça ideal para o Armée de L’Air combater seria o Mirage 2000-5, com radar RDY e mísseis MICA. As distâncias são curtas, as fronteiras próximas e não há espaço para disparos de mísseis de longo alcance, como os novos/futuros Meteor e AMRAAM AIM-120D.

      Mas a situação atual não é de combate, longe disso.

      Para policiamento aéreo, com aeronaves em QRA, acredito que o melhor para os franceses é usar as horas ainda disponíveis dos Mirage 2000 mais anticos, os ‘C’, apenas com mísseis WVR IR Magic II e canhões.

      Os trinta e poucos Mirage 2000-5 são aeronaves de superioridade aérea válidas, principalmente sobre os espaços apertados da Europa.
      Vale a pena usar com parcimônia, ao menos enquanto os Rafale estão sendo entregues.

      Mas definitivamente o F-1 CR é inadequado para a missão de polícia aérea naquele cenário. Suas horas de vôo restante seriam melhor utilizadas no norte de África.

      Abç.,
      Ivan.

      • Não sei dizer, Galeão. Os franceses já cumpriram a missão diversas vezes, mas até agora só haviam mandado Mirage 2000C.

        Conforme os links abaixo da matéria, há uma longa lista de caças que cumpriram o papel, desde mais antigos como o F-4 Phantom até mais novos como o Eurofighter Typhoon, passando por Gripen, F-15, F-16 (desde novos como os poloneses até os MLU de outros países) e MiG-29.

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here