Home Noticiário Internacional Peru avalia seriamente caças Eurofighter da Espanha

Peru avalia seriamente caças Eurofighter da Espanha

336
33

Proposta de 20 caças usados está avaliada em 900 milhões de euros

 

EJ 200 Eurofighter Typhoon - foto Rolls Royce

Ángel Páez

A Força Aérea Espanhola ofereceu à Força Aérea do Peru (FAP) 20 caças Eurofighter Typhoon de segunda mão por aproximadamente 45 milhões de euros cada. A entrega poderia ocorrer em um prazo não superior a um ano.

A oferta foi feita a partir de um requerimento do ‘Comando de Operaciones”  (COMOP) da FAP que se encarrega da avaliação da aeronave que deve substituir os 12 Mirage 2000, 19 MiG-29 e 18 Sukhoi-25, que compõem atualmente a força de combate do Peru.

Segundo relatórios do COMOP, a frota atual necessita de uma modernização no curto prazo por estar desatualizada.

Os 12 Mirage 2000 completaram 26 anos de serviços na FAP e quase todos os MiG-29 foram adquiridos usados da Bielorússia em 1996.

A maior parte das aeronaves de combate tem entre 20 e 25 anos de fabricação e há mais de uma década que não passam por um processo de manutenção maior.

De um total de 49 aviões de combate, só é possível contar com 22. Ou seja, menos da metade da atual frota.

No caso dos Sukhoi-25, por exemplo, comprados de segunda mão da Bielorússia em 1997, eles não receberam nenhuma modernização até o momento. Contatos com a Geórgia, Ucrânia e Bielorússia para prover programas de atualização das aeronaves fracassaram.

Como parte do processo de avaliação de opções para novos caças, o COMOP solicitou ofertas das empresas fabricantes.

As opções foram ordenadas da seguinte forma: primeiramente comprar uma frota nova. Em segundo lugar, adquirir unidades usadas.

No primeiro caso o COMOP definiu como opções o: Eurofigther Typhoon, o F/A-18 Super Hornet, o Saab 39 Gripen, o Rafale e os russos Su-27 e Su-30.

No segundo caso, os caças usados poderiam ser os russos MiG-29 o Sukhoi-27, o Eurofighter Typhoon e o F-18 Hornet.

Todas as empresas apresentaram suas propostas, mas a decisão final está na mão do executivo, que deve apontar o vencedor.

Além dos custos, o COMOP enfatizou a transferência tecnológica, o prazo de entrega e as compensações (Off-Set).

As conversações com os espanhóis estão avançando. Uma comitiva chegou ao Peru para entregar a proposta e o Ministro de Defesa, Pedro Cateriano, esteve na Espanha na primeira semana de novembro para tratar do tema.

Os Eurofighter oferecidos possuem em média 600 horas de voo das 6000 que cada célula dispõe.

FONTE: la republica (tradução e adaptação Poder Aéreo, a partir do original em espanhol)

COLABOROU: ‘Augusto’

VEJA TAMBÉM:

33
Deixe um comentário

avatar
31 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
24 Comment authors
ivanildotavaresDrCockroachAlmeidathomas_dwpaulsnows Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Edgar
Admin
Member

Como se não bastasse as tribos africanas que tem aviação melhor que a nossa agora nosso vizinho pobre está realmente cogitando afundar ainda mais a FAB no “ranking” da aviação de caça sul americana…

http://www.aereo.jor.br/2013/01/17/se-arrependimento-matasse/

eduardo pereira
Visitante
Member
eduardo pereira

Edgar, concordo totalmente contigo e veja que negoçao seria pra nós um caça tampao que esta entre os melhores do mundo e que só voou 600 horas de 6000, ta na fralda ainda. Obs. nao seria um tampao, seria a compra do século para a FAB.

jacubao
Visitante
jacubao

PQP, agora a casa vai cair de vez. Já estou prevendo o bombardeio de comentários no aereo.
Seguuuurrraaa peããããoooooo….

Augusto
Visitante
Augusto

Como eu havia dito anteriormente: a FAB está atrás da Venezuela, do Chile e muito em breve estará atrás do Peru. Esse é o retrato da Força Aérea do país que pleiteia assento permanente no Conselho de Segurança da ONU. Piada pronta!

Adriano Bucholz
Visitante

Talvez o Peru nos façam a segurança na copa e poderiam cobrar de “aluguel” metade do preço que vão pagar nos caças, é só sair uma propina que funciona!!!! Parece até brincadeira, mas do jeito que esse bando administra era capaz de acontece um cenário desses!!!

Fabio ASC
Visitante
Fabio ASC

Alguém, por favor, faça um comparativo entre este Typhoons e os F 16 MLU do Chile.

Obrigado.

Alfredo Araujo
Visitante
Member
Alfredo Araujo

Ao contrário dos amigos, eu vou na contra-mão dos comentários… Nesse ponto eu estou com a FAB. No relatório do finado FX e do recém finado FX2, a FAB escolhe o Gripen (ao menos é o que se diz nos sites) simplesmente pelo fato da hora de voo desse ser quase a metade dos outros… Pq ?? Pq historicamente a FAB não tem grandes recursos para manter a sua frota. Isso se chama pé no chão… Infelizmente os militares daqui tem q ter isso… senão é CC na garagem, avião no hangar e navio nas bases… Agora o Perú… não… Read more »

Corsario137
Visitante
Corsario137

Alfredo,

Concordo contigo que os Typhoon tem tudo para serem as mais nova “Rainha do Hangar” MAS… A verdade é que isso não deixa de ser um tapa na cara da FAB. Eles terão um Typhoon e nós de Forévis5.

Por essa eu não esperava!

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Voar F-5 80 h/ano é a mesma coisa que manter aeronave no hangar.
Um pelo outro, o Perú está melhor que nós.

—–

Fabio:

F-16 x Typhoon
Diria que estão de igual para igual. Vai depender muito
da proficiência dos pilotos. Como os chilenos já estão a mais
tempo operando as aeronaves, provavelmente estarão à frente,
além de que, dado ao menor custo operacional, devem voar
bem mais.

—–

Mas que vai ser um tampa na cara do GF, isso vai. É uma
declaração de incompetência.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Como esses 20 caças, eles podem desativar todo o resto.

andreas
Visitante
andreas

Bom, vou fazer um pequeno exercício de futurologia: quando o Chile comprou os F-16, o que aconteceu? Nada! Quando a Venezuela comprou os Su-30, mesma coisa. Não desencadeou uma corrida armamentista pela AS. Mas se o Peru levar mesmo os Eurofighters, aí a coisa pode mudar de figura, e muito! Venezuela e Chile estão nas pontas do continente, mas o Peru está no meio, aí a coisa muda de figura. A Colômbia estaria com o vizinho do norte e do sul com aviões novos, e eles no meio, terão de partir pra algo assim também, e pra ontem! Equador nem… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

CONTAGEM REGRESSIVA

340 dias

——

Faltam 340 dias para aposentadoria dos Mirage 2000.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

andreas

Também vou fazer um pequeno exercício de futurologia:

– Quando o Chile comprou os F-16, o que aconteceu?
– Nada!

– Quando a Venezuela comprou os Su-30, o que aconteceu?
– Nada!

– Mas se o Peru comprar mesmo os Eurofighters, o que vai acontecer?
– Também não vai acontecer nada!!!!

Baschera
Visitante
Member
Baschera

O assunto não é novidade já foi colocado aqui no PA. Não seja por isto…. a UK também está querendo se livrar dos seus tranche 1 e provavelmente a Itália também… pois estes vetores desta série majoritariamente tem capacidades ar-ar (Tranche 1 – Block 1 e 2) e alguma capacidade ar-terra ( Block 5). É possível (e já está sendo feito) a modernização dos tranche 1 (block 1 e 2) para o padrão block 5 através do programa de retrofit “R2″….. o problema é que custa muito caro. Modernizá-los para o padrão tranche 3 custaria ainda mais caro….. e lí… Read more »

andreas
Visitante
andreas

Caro Marcos, é possível que redunde nisso mesmo, nada! Mas seria interessante que finalmente os outros façam também alguma coisa, que talvez isso fizesse o Brasil parar de usar Foverer 5 Highlander…

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

Pelo amor de Deus, o Peru mal dá copnta de manter as aeronaves que tem em mínimas condições de vôo, agora vai compra um vetor que tem a hora de acima 35.000 Euros, arã.. me engana que eu gosto…..

Grande abraço

Nick
Visitante
Member
Nick

SE o Peru optar pelos Typhoon usados, sem dúvidas terá o vetor mais capacitado na arena ar-ar da AS. Mas por 45milhões de euros será que não dá para ir de zero, nos por exemplo SU-30MK?

[]’s

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Mais exercício de futurologia:

– O que aconteceu quando os Xavantes* foram aposentados?
– Nada!

– O que vai acontecer quando os Mirages forem aposentados?
– Nada!

* Não sei se é de conhecimento geral dos comentaristas, mas a FAB não possui mais jatos de treinamento.

Giordani
Visitante
Member
Giordani

“Fabio ASC disse: 25 de janeiro de 2013 às 10:37 Alguém, por favor, faça um comparativo entre este Typhoons e os F 16 MLU do Chile.” Modo super trunfo. A FAP teria um excelente e superior caça na arena ar-ar, mas perderia na arena ar-solo. Eu não gosto de comparativos de valor de hora de voo. Quem quer ser grande não se apega a isso. Duvido que alguém escolha um sistema de alarmes para sua casa só pela variável custos. Dizer que o Gripen é melhor que o F-18 e o Rafale por causa do valor da sua hora de… Read more »

eriksondb
Visitante
eriksondb

Sinceramente estou torcendo para que essa compra se realize, se vai ser bom pra eles ou não, isso é problema deles, o fato positivo pra América Latina é que gera concorrência entre as Forças e mais uma pressão pro GF brasileiro se mexer.

thomas_dw
Visitante
thomas_dw

Pouco provavel que esta noticia tenha fundamento – porque a Espanha tem poucos mais de 30 disponiveis de uma encomenda de 60-65.

Augusto
Visitante
Augusto

O PIB do Peru vem crescendo há 6 anos consecutivos a uma taxa quase chinesa de 6,5%. Apesar de ainda ser um país cheio de carências, na última década a situação geral melhorou notadamente.

Além disso, a baixa disponibilidade dos meios aéreos do Peru obrigou o país a fazer um seguro de 22,2 milhões de dólares por apenas 12 vetores. Sendo assim, nada mais lógico do que otimizar o investimento e renovar logo a frota. É melhor que ficar pagando caro para manter uma dúzia de aeronaves velhas.

Vader
Visitante
Member

Que é isso gente, nossos F-5 da FAB dão pau fácil nesses Typhoon… Não podemos nos esquecer que a FAB está contente de F-5… 😉

thomas_dw
Visitante
thomas_dw

uma compra de 20 EF-2000 custaria algo como US2.4bn – mais uns US$2bn para a infraestrutura, dinheiro que o contribuinte Espanhol pagou.

Agora, a Espanha vai aposentar o F-1 este ano, quer dizer, acreditando nesta noticia, a Espanha vai entao ficar com 120 F-18 que daqui a pouco devem comecar a ser aposentados e 30-40 EF2000 …

Esta noticia tem tanta credibilidade como a de que a Russia ia vender Backfire para a China, noticia alias desmentida esta semana pelo Governo da Russia.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Thomas, interessante conjecturar o lado espanhol da história. A Espanha tem obrigações contratuais e responsabilidades com a indústria e o consórcio Eurofighter para adquirir um total previsto de 87 caças Typhoon (localmente denominados C.16). Como outros países do consórcio, a Espanha deve estar achando uma boa ideia revender pelo menos os 19 Typhoons Tranche 1 que recebeu (entregas concluídas em 2007). As entregas do Tranche 2 foram iniciadas em 2008, e havia a previsão de receber 34 caças (sobrando assim para entregar outros 34 exemplares do Tranche 3, embora haja notícia de que esse número foi reduzido para 20). E… Read more »

Lyw
Visitante
Member
Lyw

Pessoal vamos falar seriamente aqui, a compra destas aeronaves pelo Peru com certeza seria vergonhoso para a FAB. Entretanto vamos falar um pouco sobre a realidade do Peru… Primeiro: As forças armadas deste país já fizeram bastante alardes na impressa sobre seus planos de modernização e até agora (tirando a compra dos K-1) nada foi realizado, vide a compra dos tanques chineses Type 90 e outros alardes como a ridícula compra de meia dúzia do PAK-FA. Segundo: A força aérea peruana já iniciou a modernização dos seus MIG-29, o Grupo Aéreo 6 da FAP, com sede na cidade de Chiclayo,… Read more »

Lyw
Visitante
Member
Lyw

Poggio, eu concordo quanto ao que o Peru foi, eu descordo quanto ao que o Peru é! A julgar pela forma como vem se dando a modernização das forças armadas peruanas, creio que agora o buraco é mais embaixo, até porque nunca existiram jatos de caça tão caros como os que são comercializados hoje! Mas, embora eu ache pouquíssimo provável e duvide que o Estado Peruano tenha condições financeiras para isto, não duvido que mesmo assim venham a fazê-lo.

paulsnows
Visitante
paulsnows

“Metade da frota de Caças Eurofighter (EFA) da Espanha está sem voar por problemas de configuração. Os soldados que trabalham com eles diariamentedisseram que foram descobertos erros graves na cúpula do sistema de ar condicionado – que saltam automaticamente e outras falhas relacionadas a software. Fontes Força Aérea Espanhola confessaram que os problemas encontrados no caça mais moderno de toda a frota espanhola são “graves” e afetam seu funcionamento. Uma circunstância agravante, uma vez que Espanha pagou recentemente atrasada 1,8 milhões de Euros nos ​​chamados “programas especiais”, das quais cerca de 65% é dedicado ao programa Eurofighter. Especificamente, falar sobre… Read more »

thomas_dw
Visitante
thomas_dw

Erro meu, sao 96 e nao 120, assim como a Alemanha e o Reino Unido, a Espanha nao vai comprar to o lote que planejou. A RAF ja esta atualizando o primeiro lote para um padrao mais novo, a Espanha nao tem o dinheiro mas tambem nao deve descartar os EF2000 por que nao tem nada para os substituir. Dai se eles venderem 20, vao pedir um valor bem proximo daquele que pagariam por um novo, afinal, todos os EF2000 sao quase novos. Como o Peru pretende pagar a hora voo de um EF2000 – so Deus sabe, este sao… Read more »

Almeida
Visitante
Member
Almeida

Pela Espanha, que está cortando seus gastos com defesa em 35%, passar adiante os tranche 1, assim como fizeram os alemaes com a Austria e os ingleses com a Arabia Saudita, é o unico caminho para manter suas obrigacoes contratuais com o programa. Ja para o Peru, nao faz sentido. Os tranche 1 so servem para combates ar-ar e nao podem substituir todo o acervo da FAP. Alem disso, custam uma fortuna para operar como todos sabem. Atualiza-los para o padrao tranche 1 block 5 ou tranche 2 pra cima sairia pelo preço de jatos novos. Melhor para o Peru… Read more »

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

Comentario do Augusto sobre a economia peruana me despertou a curiosidade; entao conferi o preco do metro quadrado da construcao (Global Property Guide) e renda per capita do Peru, Chile (F-16) e Brasil: Brasil: a) US$ 3836 (preco/m2); b) PIB per capita de US$ 11640; c) retorno alugueis 5.71%; d) “a”/”b” = 33% Peru: a) US$ 1306 (preco/m2); b) PIB per capita de US$ 10234; c) retorno alugueis 8.17%; “a”/”b” = 12.8% Chile: a) US$ 1794 (preco/m2); b) PIB per capita de US$ 17310; c) retorno alugueis 8.99%; “a”/”b” = 10.4% Conclusao: “Bora comprar imoveis no Peru e Chile cambada…”… Read more »

ivanildotavares
Visitante
Member
ivanildotavares

Dr. Barata,

Os terremotos me desanimam.

Abraços