quinta-feira, abril 15, 2021

Gripen para o Brasil

Typhoons da RAF próximos de receberem o pacote “Drop 2”

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Os Eurofighter Typhoon Tranche 1 da Royal Air Force (RAF) serão atualizados após a entrega recente do pacote Drop 2.

Após o encerramento do Contrato de Desenvolvimento Principal do Tranche 1 entre a NETMA e a Eurofighter, o Reino Unido estabeleceu uma equipe conjunta com a BAE Systems. Esta equipe foi inicialmente utilizada para desenvolver uma atualização chamada Tranche 1 Drop 1 que posteriormente atuou de forma intensa durante o envio dos Typhoon em apoio à Operação ELLAMY na Líbia.

Após o desenvolvimento do pacote Drop 1 para o Tranche 1, as nações parceiras foram convidadas a participar do programa de desenvolvimento. O segundo pacote de atualização, conhecido como Drop 2, entrará agora em serviço com a Royal Air Force, tendo sido desenvolvido através de um acordo de apoio mútuo entre as nações parceiras que envolveram a BAE Systems e a SUZ da Alemanha.

O Drop 2 fornecerá atualizações de capacidade para uma ampla gama de sistemas e aviônicos do Typhoon cobrindo os displays e comandos, identificação e ataque, dispositivos de defensa e sub sistemas de comunicação, simultaneamente, proporcionando melhorias de disponibilidade e sustentabilidade para a frota Tranche 1.

O primeiro vôo de um Typhoon com estas modificações aconteceu na base aérea da RAF de Coningsby, no dia 2 de maio de 2012 e foi conduzido pelo Esquadrão de Testes e avaliação 17 (R), onde continuará a ser avaliado nos próximos meses à frente dos Tranche 1 que serão modificados.

Após o primeiro voo bem sucedido, Robert Forshaw, responsável pelo programa ‘Drop’ dentro do Ministério da Defesa do Reino Unido, disse: “O sucesso deste programa de modernização tem demonstrado a capacidade da BAE Systems em entregar melhorias no sistema de armas, integradas com soluções de apoio para a Força Aérea Real, em colaboração com seus parceiros industriais.

A equipe ter superado alguns desafios significativos para chegar a esta fase e que é testemunho das relações de trabalho entre a BAE Systems, a SUZ alemã e a equipe da QinetiQ envolvidos no projeto. Eu gostaria de transmitir meus agradecimentos pessoais a todos os envolvidos no projeto e estou ansioso para trabalhar com eles novamente nos programas Drop 3 e 4. ”

Andy Flynn, chefe dos Serviços de contrato de engenharia para a NETMA disse: “Esta estreita relação de trabalho é parte integrante de como nós vamos funcionar como uma equipe de gerenciamento e entrega no Contrato 1 – o contrato de serviços de engenharia que é a primeira entrega tangível de uma transformação conjunta do programa entre a indústria e a NETMA. Contratos 1 e 4 foram assinados em março de 2012.

FONTE: BAE Systems

Previous articlePrimeiro voo do A-1M
Next articleSaldão holandês
- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

A.T.E.N.Ç.Ã.O.

No “saldão holandês” não há espaço para comentários.

Combates Aéreos

Ex-piloto de caça indiano dá mais informações sobre o combate de F-16 versus MiG-21 na Caxemira

Segundo o historiador militar e ex-piloto de caça indiano Arjun Subramaniam (@rhinohistorian no Twitter), o ataque de hoje da...
- Advertisement -
- Advertisement -