domingo, março 7, 2021

Gripen para o Brasil

Míssil misterioso: AIM-9P

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

No link enviado pelo leitor Python, a imagem que mostra claramente o míssil AIM-9P de manejo, na ponta da asa do F-5EM. Abaixo das asas, o Derby, BVR.

Parabéns à FAB que passou a tirar fotos de seus caças sem o velho AIM-9B.

LEIA TAMBÉM:

- Advertisement -

82 Comments

Subscribe
Notify of
guest
82 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader

“Parabéns à FAB que passou a tirar fotos de seus caças sem o velho AIM-9B”

Ainda que de um lado só… 🙁

DrEngAir

Virou papel de parede.

AceCombat

Essa foto comprova que não estamos tão ruim assim um tapa na orelha de quem fala mal da nossa FAB este F-5EM nos moldes desta foto derruba até os SU-30MKV do chaves.

MOsilva

Não é exatamente o que se poderia chamar de “estado da arte”, mas dá um poder de defesa/ataque significativo ao F-5M, que não é meramente um “alvo”…
SDS.

Giordani RS

Mas o lado bom é saber que o pessoal da Comunicação social foi renovado e quem sabe, antes de morrer, lá por 2040/50(considerando que a Natureza siga seu curso normal), Eu consiga ver um vídeo de baixa resolução no youtube de um AIM-9 “bê” sendo lançado de um F-5 da FAB…

Já dizia o Hard: Óh vida…Óh dor…

zmun
Python

Corrige aí Galante é Python 4 não é o AIM não!!!

Python

Aqui uma imagem do míssil Ativo na Expoaer 2010 na BACO!! Não tenho imagens melhores…

comment image

E o AIM-9B já era na FAB, são utilizados para sustentação em alguns casos…

O míssil é Python 4 aqui outra imagem de outro ângulo notem que é ígual ao Derby:

comment image

Luiz Carlos

Não seria o A-Darter da Denel Dynamics da África do Sul e pela FAB, que inicialmente está investindo US$ 52 milhões no desenvolvimento da nova arma. O míssil terá grande agilidade e capacidade de realizar manobras em altos ângulos de ataque, graças ao empuxo vetorado e poderá operar em ambientes saturados de contramedidas eletrônicas, por causa do seu seeker infravermelho de grande sensibilidade e alcance. O A-Darter terá capacidade “lock on after launch”, voando até um ponto determinado por guiagem inercial e depois ativando seu buscador de IR, quando estiver próximo do alvo. O míssil será também “off-boresight”, podendo ser… Read more »

Andre Luis

Soberania do espaço aéreo feita com F-5 é brincadeira.

Edcreek

OLá,

Melhorou mais ainda esta aquem.

Vale lembrar que tem que ter misseis desses para gerar arrasto aerodinamico para deixar o “bixo” mais domavel….

Um caça novo para ontem, seja Rafale ou Super Hornet….

Abraços,

Marcelo M

Olhando os dois mísseis na foto, eles são praticamente idênticos da linha azul para trás, o que até poderia enganar uma origem comum, mas olhando o Python 4 eles não tem nada a ver…

Marcelo M

vejam imagens do AIM-9P http://sistemadearmas.sites.uol.com.br/aam/aim93finais.html

Mas pelas informações, eles não estão operacionais , são versões apenas de manejo certo?

Python

É sim moçada é Python 4, vejam os do F-5 chileno que esteve na Cruzex 2008, é ígual, não tem erro não eles são diferentes porque este é de manejo o corpo realmente é parecido com AIM-9P mas não é se olhar em detalhes…
Vou colocar outras imagens quando puder!
Abraços!

Python

Marcelo intão compara a cabeça do AIM-9P e a do míssil da foto, melhor o sensor… Não tem nada a ver, estou tentando ajudar o pessoal…
Abraço!

Joaca

Observem que todos os mísseis são inertes, sem propelente (aneis azuis no corpo)

Bosco

Grosso demais para ser um Sidewinder (????) e definitivamente não é um Python 4.

Seal

Olha a FAB escondendo o Ouro!!

Parece a penúltima versão do Side-winder,antes do “R”

Carlos Eduardo Nascimento

Olá a todos.

Pelo que li recentemente, esse é a unidade de treinamento do Python 4. Ele utiliza o equipamento ótico do Python, no corpo de um míssil parecido com o AIM-9.
Foi feito para baratear o treinamento e não utilizar o míssil propriamente dito ou fabricar uma versão específica de manejo e treinamento, como acontece com o Python 3 (azul, branco e azul e cinza).

Seal

mAS eu queria ver mesmo era com os nossos MAA-1B com aquelas aletas,parece muito com o mortal míssil russo R-27.

Nick

Caro Python,

As aletas do Python 4 são bem diferentes do AIM9-P , pelo menos para mim isso ae é um Sidewinder 😀

[]’s

Jovert

Duvido que haverá anuncio e se houver vai ser a versão daquele anuncio que o Lula fez no 7 de setembro. Será que esse vento também sérá regado a vinho frances? Como dizem, depois do terceiro ou quarto copo todos os caças são bons.

Francisco AMX

Sabem pq quase não tem foto dos aviões armados? pq quase nunca eles estão armados… as vezes me pergunto se temos alguma capacidade além de meia dúzia de mísseis…

Sds!

Renan

AceCombat,
Esse F-5EM com essa configuração de armamento derruba qualquer aeronave do planeta, o problema é o Mike ser abatido antes de lançar o missel.

Python

Nick, é lógico que são diferentes esse é o míssil de MANEJO, o real é diferente mesmo, tem fotos aí no meu post dos reais mais tem que esperar a moderação aceitar… É concerteza um Python4 infelizmente o pessoal não está acreditando mas posso colocar outras imagens que vão esclarecendo… Infelizmente algumas não vou poder postar, mas é perfeitamente normal você achar isso afinal tem tudo pra ser AIM mas não é…
Abraço!

J Curitiba

“Francisco AMX disse:
4 de novembro de 2010 às 16:25”

Infelizmente, creio que o colega Francisco AMX te toda razão.

Considerando a realidade das forças armadas brasileiras, também acho que como diria aquele piloto israelense entrevistado em São José dos Campos a alguns anos: “Uma força aérea sem armas não passa de um aeroclube”.

Acredito, infelizmente que essa é a realidade da FAB, um aeroclube, com uma limitadíssima capacidade de combate.

Gostaria da opinião dos colegas:

Alguém tem idéia real da capacidade da FAB de sustentar um combate de média intensidade na realidade sulamericana?

Python

Outro detalhe é muito comum encontrar mísseis de manejo que são diferentes dos reais, é só olhar os AIM-9 mesmo há versões que não tem as aletas, e são bem diferentes…o mais importante no caso é o sensor.

Galileu

Milagres acontecem…

Sempre vemos nossos temidos F5 com seu armamento principal (canhão Pontiac M39)

Menos mal ainda há esperanças ahahah

Python

O que é ruim mesmo galera é que a FAB não libera com facilidade essas imagens, falta muito nessa área de divulgação da força, como na Expoaer desse ano em Canoas, tinha F-5EM em exposição estática com Python4, Derby, Python3 e Piranha, e ninguém sequer tem uma foto descente apenas o Spotter que diivulgou uma com o Derby…

Patriota

Acho que os franceses desta vez entram pelo cano. Como base podemos falar que a seleção brasileira vai fazer um amistoso contra luxemburgo, ue contará com o reforço de um argentino naturalizado rsrsrs. É dever dos “RAFAEL” abaterem na proporção de 3/1. Se forem abatidos, como diriamos no futebol, QUE PUTA FIASCO, dai já poderiamos saber o pq que esta aeronave não vende de maneira nenhuma.
Seria ela a aeronave do dunga??????????????????????????????????
Aguardemos a seleção de luxemburgo F5………………..

Patriota

***Post local errado (maldito google chroma rsrsrss)

Gabriel T.

Python, tem uma coisa desse mundo de fotografia que você não conhece. Existem sim fotos de F-5 com todos esses mísseis. Mas quem tirou a foto não quer divulgar porque quer ser a última bolacha do pacote.

Python

Gabriel, exato infelizmente é assim, uma pena realmente…

Nick

Caro Python,

To começando a acreditar que seja um Python 4, 😀

Existe uma semelhança no diâmetro do missil com o Derby da foto, portanto sua alegação faz sentido!

[]’s

Python

Vamos lá mais um esclarecimento:
Notem nessa foto do F-16 chileno, são os mesmo mísseis debaixo das asas, notem que ele tem um “anel” cinza ao redor do sensor o mesmo do F-5EM a única diferença é que está sem as aletas…Notem o AIM na ponta da asa e a diferença…
comment image

Nesta outra o F-5EM com o mesmo míssil também sem as aletas…
comment image

Python

Nick aguarde o Galante aceitar os meus posts que estão com links de fotos e você não vai mais ter dúvida…
😀

mustangUY

Es un Misil DERBY de la Empresa israeli Rafael, muy bueno.

Berkut

Python,

S!… Python 4 (manejo)

segue uma foto do Python 4 da Fach (só que sem as aletas dianteiras):
comment image

Foto do aim9-P ( aqui mesmo do blog, hehe):
comment image

Sds!

Berkut

Python,

S!… Python 4 (manejo)

Alberto

misseis grandes em caças pequenos = aumento do arrasto

G-LOC

Pode ser um Python 4/5 de treinamento mas com uma aleta diferente para despistar. Os F-16I e F-15I israelenses tem python 4/5 de treino sem aleta frontal e com a traseira bem menor.

Bosco

Que eu saiba mísseis de “manejo” não voam. São usados para o treinamento do pessoal em terra.
Mísseis de treinamento com ogivas inertes e sem propelentes em geral possuem a mesma configuração externa, massa e distribuição de peso de um míssil real.
Esse aí se for um Python de treinamento é inédito, porque sua configuração externa é completamente diferente de um “real”.

Rodrigo

Francisco AMX disse:
4 de novembro de 2010 às 16:25

Estou 100% de acordo..

Batendo papo com milicos lá em SBMT me falaram que a FAB não munição para uma semana toda de campanha.

PREZADO RODRIGO SOLICITAMOS ENCARECIDAMENTE NÃO UTILIZAR O TERMO “MILICO”. ESTE É PRECONCEITUOSO E MOSTRA DESRESPEITO

Berkut

Bosco, ok..
o termo correto não é “manejo”, mas é um Python 4.
A FACh tb o utiliza, postei tb uma foto que eles troxeram na outra cruzex, estamos esperando a moderação.

sds!

Python

É Bosco você está certo é treinamento, mas num vou discutir issu to usando esse termo porque tem um pessoal que tá acostumado a ouvir míssil de manejo e tal… Mas é sim um Python 4 logo você tira as duvidas eu também no começo jurava que era AIM-9P, depois correndo atrás é que fui saber o que era na verdade!
Abraço!

Galileu

lol eu disse no post anterior que era de treinamento!!

Aí Bosco fica esperto mano, to aprendendo!! ahhahahaha

Algum chuta quantos mísseis a FAB tem?? curto e médio alcance.

uns 80 será…?? haha

abraço

MOsilva

Um míssil de treinamento Python 4 com configuração dos planos de guiagem completamente diferente do modelo armado???? Que coisa mais estranha!!!!
Na verdade, não faz muito sentido. Uma das funções do míssil de treinamento é o adestramento do pessoal de terra para instalação e manejo dos mísseis vivos. Mas se o modelo de treinamento tem uma configuração diferente, ele somente servirá para treinamento em voo. E mesmo assim, terá características de arrasto distintas do modelo vivo. Definitivamente, não faz sentido…
SDS.

Alexandre Galante

Galera, cheguei agora. Que eu saiba o míssil é o AIM-9P, a FAB ainda não comprou o Python 4. Ficaria muito feliz se ela comprasse logo o Python 5.

Ricardo_Recife

Pessoal não acredito que seja o Python 4.

Acredito que é o Python 3 ou o Derby. Aposto no último. A FAB comprou um lote deles da Rafael em 2006 para os F-5M.

MOsilva

Olá
Galante, este míssil está mais misterioso do que você pensava, né?
Python, quando você escreveu sobre a FACh, eles não poderiam estar usando a versão de treinamento do AIM9-P? Afinal, o F-16 usa este modelo de míssil.
SDS.

Combates Aéreos

A primeira vitória do Firebee

  Israel recebeu seus primeiros drones Teledyne Ryan 147T (AQM-34F Firebee na USAF) em julho de 1971. Os Firebee podiam...
- Advertisement -
- Advertisement -