mirage-f-1-foto-forca-aerea-francesa

Objetivo do treinamento é aumentar eficácia em operações da OTAN e preparar as tripulações para exercícios internacionais, como a Cruzex

A Força Aérea Francesa (Armée de l´air) noticiou que entre 9 de março e 3 de abril, duas aeronaves Mirage F1 CR da base de Reims, acompanhadas de dois Mirage 2000 RDI do esquadrão de caça 1/12  de Cambrai e de uma aeronave de transporte C160 do esquadrão 2/64  de Évreux, participarão do estágio TLP (Tactical Leadership Program) em Florennes, na Bélgica.

Trata-se de um treinamento tático anual composto de seis sessões de quatro semanas, em que pilotos já qualificados como “chefes de patrulha” tornam-se “chefes de missão” (Mission Commander). O fato de ser realizado em outro país deve-se ao objetivo de aprimorar o entrosamento das equipes em um contexto multicultural. A certificação como chefe de missão é indispensável para liderar missões em exercícios da envergadura de uma Red Flag (Estados Unidos), Maple Flag (Canadá) e Cruzex (Brasil).

Fonte e foto (SIRPA Air): Armée de l´air

About Fernando "Nunão" De Martini

View all posts by Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

11 Responses to “Franceses treinam na Bélgica para exercícios internacionais” Subscribe

  1. AMX 19 de março de 2009 at 13:15 #

    A versão do Mirage F-1 citada é a de Reconhecimento, estou certo?
    Que eu saiba, é a última versão desse caça ainda em uso pela França. Alguém pode confirmar?
    O uso operacional dessa versão, atualmente, é “só” pra rectat ou pra caça/defesa aérea também?

    Obrigado.
    Abraços!

  2. AMX 19 de março de 2009 at 13:15 #

    A versão do Mirage F-1 citada é a de Reconhecimento, estou certo?
    Que eu saiba, é a última versão desse caça ainda em uso pela França. Alguém pode confirmar?
    O uso operacional dessa versão, atualmente, é “só” pra rectat ou pra caça/defesa aérea também?

    Obrigado.
    Abraços!

  3. Roberto 19 de março de 2009 at 16:18 #

    Interessante, pesquisei na http://www.areamilitar e encontrei o esclarecimento de que o F1 já foi “abatido” na força francesa. Vejam, abaixo:

    Designação Local:Mirage F1C
    País: França Qtd: Max/inicial:120 – Em serviço:0 Situação: Abatido

    O Mirage F1 entrou ao serviço do «Armée de l’Air» em Maio de 1973, na versão F1C, equipada com o radar Cyrano IV.

    Além da versão base, a força aérea francesa utilizou a versão F1CR de reconhecimento e o F1CT, que foi transformado em aeronave de ataque/bombardeamento.

    Os Mirage-F1 franceses estiveram pela primeira vez em acção no Chade, onde efectuaram operações de apoio ao bombardeamento de forças libias e estiveram na guerra do golfo em 1991, tendo efectuado 114 missões de ataque e intercepção.

  4. Roberto 19 de março de 2009 at 16:18 #

    Interessante, pesquisei na http://www.areamilitar e encontrei o esclarecimento de que o F1 já foi “abatido” na força francesa. Vejam, abaixo:

    Designação Local:Mirage F1C
    País: França Qtd: Max/inicial:120 – Em serviço:0 Situação: Abatido

    O Mirage F1 entrou ao serviço do «Armée de l’Air» em Maio de 1973, na versão F1C, equipada com o radar Cyrano IV.

    Além da versão base, a força aérea francesa utilizou a versão F1CR de reconhecimento e o F1CT, que foi transformado em aeronave de ataque/bombardeamento.

    Os Mirage-F1 franceses estiveram pela primeira vez em acção no Chade, onde efectuaram operações de apoio ao bombardeamento de forças libias e estiveram na guerra do golfo em 1991, tendo efectuado 114 missões de ataque e intercepção.

  5. Mirage 19 de março de 2009 at 16:26 #

    Eu e minha versão F-1 somos os mais belos aviões da família Mirage.

  6. Mirage 19 de março de 2009 at 16:26 #

    Eu e minha versão F-1 somos os mais belos aviões da família Mirage.

  7. chips 19 de março de 2009 at 18:41 #

    pode tirar o “cruzex” dai, eles só mandam pilotos iniciantes…
    Deveriam nos chamar para um exercicio na França…ai sim veríamos o verdadeiro poder de fogo…

  8. chips 19 de março de 2009 at 18:41 #

    pode tirar o “cruzex” dai, eles só mandam pilotos iniciantes…
    Deveriam nos chamar para um exercicio na França…ai sim veríamos o verdadeiro poder de fogo…

  9. Storm 20 de março de 2009 at 8:15 #

    Por falar em F1 , vcs viram o Rubinho tá andando barbarida com a braw-F1 (ex Honda)

  10. Storm 20 de março de 2009 at 8:15 #

    Por falar em F1 , vcs viram o Rubinho tá andando barbarida com a braw-F1 (ex Honda)

  11. cal 10 de maio de 2010 at 15:36 #

    O RUBINHO ESTÁ ANDANDO ONDE?

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

95, 102 e 116 milhões de dólares: aproveite que os preços do F-35 estão despencando…

…afinal, sem motor a tendência de um avião é cair mesmo! – Brincadeiras à parte com o fato do valor dos motores do […]

Brasil espera uma proposta da Suécia para empréstimo de caças Gripen para uso da FAB

Suécia teria oferecido ao Brasil empréstimo ou aluguel de caças suecos enquanto os comprados não chegam; entregas só começam em […]

Rio pode ser a primeira cidade a receber o A380

O Galeão pode ser o primeiro aeroporto da América do Sul a receber o Airbus A380-800 e o Boeing 747-8, […]

Compre sua revista Forças de Defesa número 11

Outra revista igual a essa, só daqui a 100 anos! A Revista Forças de Defesa 11ª edição de 140 páginas na versão impressa […]

Cerimônia marca entrega da frota completa das aeronaves de patrulha da FAB

As aeronaves P-3AM Orion foram recebidas a partir de 2011   A Base Aérea de Salvador (BASV) realizou na quarta-feira […]

Contrato de 12 aviões A330 MRTT para a Força Aérea Francesa

Aeronaves receberam o nome ‘Phénix’ e custarão 3 bilhões de euros, incluindo sistemas de apoio e treinamento. Terão três pontos […]