Eurofighter Typhoon com dois mísseis Storm Shadow sob as asas

Em 14 de maio de 2024, conforme relatado por Gareth Jennings, editor da Aviation Desk no Janes, um porta-voz da BAE Systems confirmou especulações anteriores sobre a potencial expansão da frota de Eurofighter Typhoon da Força Aérea Italiana. A Itália está considerando a aquisição de mais aeronaves, possivelmente adicionando 24 caças Typhoon adicionais. No entanto, detalhes concretos ainda não foram divulgados, estando pendentes do processo parlamentar oficial programado para o verão.

Apesar das consultas, tanto a Força Aérea Italiana quanto a Leonardo Aircraft evitaram fornecer confirmação ou mais informações. Notavelmente, se a Itália prosseguir com a compra, isso estaria alinhado com os programas Quadriga da Alemanha e Halcon da Espanha, deixando o Reino Unido como o único parceiro do consórcio sem um pedido adicional.

Porta-vozes da BAE também sugeriram possíveis medidas para manter a posição do Reino Unido dentro do consórcio Eurofighter, à medida que outras nações membros buscam expandir suas frotas. Uma consideração é estender a vida útil da frota existente para garantir paridade com as nações parceiras.

Nos últimos 20 anos, a Força Aérea Italiana, que atualmente opera 94 Eurofighter Typhoons, alcançou mais de 80.000 horas de voo com esse tipo de aeronave.

O Eurofighter Typhoon é uma aeronave de combate multirole desenvolvida por um consórcio de empresas aeroespaciais europeias, incluindo Airbus, BAE Systems e Leonardo.

Projetado para uma ampla gama de operações aéreas, o Typhoon apresenta uma configuração de asa delta e canard, proporcionando significativa manobrabilidade. A aeronave é destinada a atender às necessidades operacionais atuais e futuras, com atualizações contínuas mantendo-a atualizada com a tecnologia de aviação de combate. Tem um peso máximo de decolagem de 23.500 kg e uma velocidade máxima de Mach 2.0.

Subscribe
Notify of
guest

28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bryan

É uma aeronave que, no papel, é muito interessante, mas sabe quando se tem a dúvida se realmente é aquilo tudo?

Ricardo

Verdade bom é o F5

Elias

é verdade,, os su 34 abatidos na ucrania que digam …

Fábio CDCD

Feliz da FAB se tivesse pelo menos uns 36 Sukhoi Su-34 Fullback para substituir os A-1M.

Carlos Campos

Deus nos Defenderay

Romão

Nenhum Su-34 foi abatido pelo Typhoon.

Jonathan Pôrto

🤣🤣🤣🤣🤣🤣

BLACKRIVER

Bom mesmo são os F16 BLOCK 30/40

Felipe

40/42

Camargoer.

Gloster Meteor

Carlos Campos

É tudo isso mesmo, tem os melhores armamentos, e com os novos radares vão ter uma capacidade EW formidável, só é caro pra crlh voar

Jorgemateus77

Não é tudo isso não… tudo isso é o super caça de 4.5++++++ geração que nunca foi testado num teatro real

Dudu

A França ter abandonado esse programa para desenvolver o Rafale foi um livramento. Dos 4 membros do consórcio Eurofigther, 2 – Alemanha e Espanha – não quiseram participar do projeto sucessor dessa aeronave, o Tempest, liderado pela Inglaterra; e se tornaram sócios do SCAF frances. Os franceses aceitaram sócios no SCAF por dois motivos: Dividir os custos do projeto e garantir clientes fortes para manter ativa suas linhas de produção. O Rafale mesmo sendo um avião incontestavelmente superior ao Eurofigther, sofre com a dificuldade de efetivar vendas expressivas. Até agora 2022 tinham sido 24 aeronaves entregues, entre encomendas domésticas e… Read more »

Carlos Campos

Alemanha no mínimo vai comprar 300, nunca chegará nesse numero, o avião vai ser caro de manter e comprar se com o Eurofighter já deixam ele de rainha de Hangar imagine com um mais moderno e caro, a França com 650 un, não imagino também o Rafale jap teve cortes e chegarou ao ponto de só 6 serem feitos por ano para manter produção viva

Last edited 3 dias atrás by Carlos Campos
Dudu

A rainha do hangar alemão vai ser o F-35. Tu acha mesmo que os alemães sendo o motor econômico da euoropa, com a oportunidade de ter uma maquina dessas nao vao no minimo querer ter centenas e depois substiuir os Eurofigthers pelo scaf,nao? Isso em um mundo pos-Ucrânia e talvez com um conflito semelhante com o Cazaquistão?

Carlos Campos

Se o F35 vai ser a Rainha, o Eurofighter vai ser a Princesa……… Tu acha mesmo que os alemães sendo o motor econômico da euoropa, com a oportunidade de ter uma maquina dessas nao vao no minimo querer ter centenas e depois substiuir os Eurofigthers pelo scaf,nao? Isso em um mundo pos-Ucrânia e talvez com um conflito semelhante com o Cazaquistão?…………….. Não acho não, antes com o gás Russo como já disse não tinham dinheiro para uma boa disponibilidade do Eurofighter, eram muito mais competitvos, agora com India e China, Malásia e Vietnã colocando produtos no mercado tão bons quanto os… Read more »

Heli

Em 2018 quase metade dos Eurofighters deles não estavam operacionais

rui mendes

Vocês dizem cada uma, imaginação não falta.
Só não conduz com a verdade.

Carlos Campos

Sério mesmo, cada uma né, o Portal de Noticias Estatal escancarando o Problema do Exército.
https://www.dw.com/pt-br/as-for%C3%A7as-armadas-alem%C3%A3s-est%C3%A3o-sucateadas/a-64169247
DE mais de 100 caças só 4 prontos para o combate,
https://www.aereo.jor.br/2018/05/02/apenas-4-dos-128-eurofighter-da-alemanha-estao-prontos-para-combate/
E aí quem é o mentiroso agora

Rui Mendes

Queres te enganar a ti, só pode, a mim não enganas, estamos em 2024 filho, 2022 e 2018 já passou, depois disso a Alemanha corrigiu muitos dos problemas de falta de manutenção dos seus meios, e tem investido biliões de euros.
E rainha de hangar e isto e aquilo, não tinha nada a ver com os meios, mas sim com falta de interesse dos Alemães, antes dos Russos invadir a Ucrânia, pois os caças com mais uso e disponibilidade na Europa, são os Typhons Ingleses.

TJLopes

“O Rafale mesmo sendo um avião incontestavelmente superior ao Eurofigther…”

Segundo quem? O super trunfo?

EduardoSP

Dudu, a lista de encomendas do Rafale mais recente que eu encontrei é a seguinte:
Egito – 54 unidades
França – 234 unidades
Índia – 36 unidades
Qatar – 36 unidades
UAE – 80 unidades
Indonésia – 42 unidades
Grécia – 6 unidades

Total: 488 unidades

Dudu

“O Rafale mesmo sendo um avião incontestavelmente superior ao Eurofigther, sofre com a dificuldade de efetivar vendas expressivas. Até agora 2022 tinham sido 24 aeronaves entregues, entre encomendas domésticas e exportações e até agora, existem 228 encomendados.”

Correção:

Até 2022 foram entregues 240 aeronaves*

O Temlest ta mais para um avião de 5° geração do que um de 6°.*

Marcelo

E ainda tem a Croácia e a Sérvia para entrar na lista.

Rodolfo

Servia – 12
Pra chegar em 500

Jonathan Pôrto

Só tenho uma frase pra descrever essa notícia: AIIII , QUE INVEJA!!!

Victor

Que força aérea tem a Itália!

Jorgemateus77

Se a Itália quiser doar umas 10.unidades para o Brasil, q nem em 2001 doou 10 C-130 seria muito bem vindo