terça-feira, dezembro 6, 2022

Gripen para o Brasil

Caças F-35A da Coreia do Sul operacionalmente despreparados 234 vezes em um período de 18 meses

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

SEUL, 4 de outubro (Yonhap) — Os caças furtivos F-35A da Coreia do Sul foram classificados como operacionalmente despreparados em 234 ocasiões ao longo de um período de 18 meses encerrado em junho devido a avarias, disse um legislador na terça-feira (5/10).

Citando dados da Força Aérea, o deputado Shin Won-sik, do Partido do Poder Popular, disse que, durante o período, os caças foram aterrados em 172 casos, enquanto houve 62 casos em que os jatos podiam voar, mas eram incapazes de realizar certas missões.

Shin divulgou os dados, enfatizando que os militares sul-coreanos devem fazer grandes esforços não apenas para introduzir esses sistemas de armas de ponta, mas também para mantê-los.

Os caças de quinta geração aterrados poderiam realizar missões por apenas 12 dias em média no ano passado e 11 dias no primeiro semestre deste ano.

Em comparação, os caças F-4E e F-5 da geração mais antiga foram aterrados 26 e 28 vezes, respectivamente, durante o período de 18 meses.

A Força Aérea disse que não houve problemas em manter a postura de prontidão, pois os F-35As atingiram sua taxa de operação alvo de 75%.

Ele reconheceu problemas na aquisição de peças para os defeitos identificados no modelo recém-lançado, acrescentando que trabalhará para recebê-los rapidamente do fabricante.

A Coreia do Sul concluiu a implantação de 40 F-35As em janeiro sob o primeiro projeto do país para adquirir o caça furtivo fabricado pela gigante de defesa dos EUA Lockheed Martin.

- Advertisement -

69 Comments

Subscribe
Notify of
guest

69 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rogério Loureiro Dhiério

Os caças de quinta geração aterrados poderiam realizar missões por apenas 12 dias em média no ano passado e 11 dias no primeiro semestre deste ano.”.

A SAAB e o Gripen E mandaram um grande abraço.


luiz carlos - Pará de Minas

rapaz, com essa disponibilidade eim? sei não… melhor um F15 ou F39 na mão(pronto) do que essa ¨NAVINHA¨ de STARWARS

Andre

A força aérea coreana discorda de você:

A Força Aérea disse que não houve problemas em manter a postura de prontidão, pois os F-35As atingiram sua taxa de operação alvo de 75%.”

luiz carlos - Pará de Minas

rapaz, … mesmo ¨não operacional¨ ainda, é possível afirmar pela própria natureza do projeto, que o F39 terá mais disponibilidade efetiva do que esse ¨LEGO¨ do star wars ( muitas pecinhas); por ser um monomotor, reabastecimento e rearmamento rápido ¨nanico ¨aos radares inimigos . etc, etc, etc. natureza do projeto sem complicações voltado pra maxima efetividade.
ah, e se depender do olho de ¨Seca – Pessegueira¨ do kim gordin, nenhum sai do chão.

Andre

Eu prefiro acreditar no presente do que em uma expectativa futura.

Realmente é possível que o F39 tenha mais disponibilidade, mas também é possível que, quando o F39 estiver operacional, o F35 esteja mais maduro e por haverem mais unidades, tenha maior disponibilidade de peça e de operação.

Possível muita coisa é.

ALISON

queria q fosse possivel vc dar umas ferias pra gente…

Meireles

Kkkkkkkk… Sqn, os Grpens só vão estarem operacionais em 2025 dá pra acreditar? Sendo assim os F-35 é quem mandam um grande, e forte abraço.

Curiango

Ainda não sabemos da disponibilidade operacional dos Gripens

Salim

Setenta E Cinco Por Cento Disponível, Está Escrito, Pergunte a alguém da FAB se este nr e ruim. Vcs só leem a parte ruim, f39 não está operacional nem na Suécia . Se com 75% deu este nr então ele voou no mínimo 750 Missões.

Hellen

Se ja esta dificil para os fabricantes de peças do F-35 entregar peças nova para construção de novos aviões na linha de montagem(falta de turbinas) vc imagina entao os pedidos de peças para manutenção preventiva operacional para esses avioes a dor de cabeça e a canibalização de pecas entre avioes para manter um minimo possivel de avioes operacional em vôo com restrição de alguma função inoperante por falta de peça !!!!

Last edited 2 meses atrás by Hellen
Meireles

Se está difícil pra eles que tem dezenas de países como compradores dos F-35, imagina pra nós que só tem 2 países como compradores dos Gripens, o Brasil, e a Suécia.

tadeu54

Não é verdade, Hungria, Tchequia, Tailândia e África do Sul também operam esse avião.

Meireles

E o da nova versão Grpen NG quantos países operam esse avião?

Elias

Uma questão de operacionalidade. Como sempre precisa de adaptação das equipes ja que se trata uma tecnologia nova.. quanto a peça de reposição como disse a força aérea é uma questão de sincronização com a fabricante… esses russologos… tsctsc

Tiago

F35 sempre foram um má idéia, desde o projeto até o iludido que compra

Marcelo

Procura um psicologo no SUS é de graça !!!!

alaor

Mas vai …, esse avião é bichado não adianta! É um marea produzido nos EUA, dor de cabeça toda hora, incomodando, caco podre.

Nei

Talvez, por se tratar de uma uma tecnologia totalmente nova e aprimorada, em relação a geração 4.
J-20, que não sabemos dos problemas, pois a China praticamente não divulga, também deve possuir inúmeros defeitos, pois como disse, é uma nova tecnologia.
O F-35, possui uma fusão de sensores como nunca visto antes.
Então dá problema e vai continuar dando problema, até que soluções completas sejam implementadas.
Aliás o 6ª geração que já estão fazendo, ou já fizeram, também vai dar problema.

Hawke

Para o pessoal que joga COD, Freefire e BF, grandes estrategistas muitos melhores que “Sun Tzu”, o F35 é muito pior que os aviões velhos clássicos da Coreia do Norte!

Andre

A Força Aérea disse que não houve problemas em manter a postura de prontidão, pois os F-35As atingiram sua taxa de operação alvo de 75%.”

Passadinha de pano básica para aliviar a carga emocional nos putinzetes.

Mirão

?

Pelo visto o Putin alugou um apartamento na sua mente heim? Cuidado, talvez no seu subconsciente haja um agente da KGB adormecido!!!

Andre

Temos um putinzete incomodado aqui…

Afinal, quem acha que taxa de operação de 75% é um “estado cômico de disponibilidade” mostra que baseia suas opiniões no amor incondicional ao gênio do xadrez 5d. Não há outra explicação para esse esse número cômico.

Luis Carlos

Imagine milhões de norte-coreanos atacando e os F-35 aterrados, como sempre.
Desista, Dezinho.
Esse avião é uma jaca.

Andre

É Da Lua, sua incapacidade de leitura, afinal o texto fala que a disponibilidade dos F35 é de 75%, associada ao seu transtorno de personalidades múltiplas, lhe impede de fazer uma análise razoável da realidade.

Isso já aconteceu, e mesmo sem o F35 foram parados.

Você pode achar ele uma jaca, mas todos os operadores querem mais, e mais outros, que ainda não o operam, também o querem. Nada é perfeito, mas é o melhor disponível no mercado.

Rui Chapéu

Faz 10 meses que os caças estão em operação, projeto novo… é normal levar tempo.

E contra mig mofado da coreia que passa fome até estilingue derruba.

Agressor's

Quando a propaganda é muito o desempenho pode ser pouco. Portanto mais vale um pequeno na mão do que um grande não funcionando!!

Mirão

O F35 está neste estado cômico de disponibilidade a quase uma década.

Gastaram muita imaginação na parte complexa e se deixaram agir como amadores no básico?

glasquis7

O F35 está neste estado cômico de disponibilidade a quase uma década.”

Curioso que Israel, vivendo num ambiente ampla e frequentemente contestado, não tem tido maiores reclamações do F 35.

Luis Carlos

Prezado.
O que Israel fala, não se escreve.
Até hoje, estão atacando a Síria através do Líbano.
Não entraram mais no espaço aéreo sírio depois da perda do F-16.
E ainda tiveram o desplante de dizer que não foram os sírios que derrubaram, mas foi um erro do piloto.
Fala sério!

glasquis7

E o que tem isso a ver com os F 35?

Salim

Israel vai começar a atacar conforme suas instruções expondo seus pilotos e equipamentos. O duro e que chegam a escrever estas coisas, devia bloquear como atentado a inteligência mínima.

Andre

Mas nem a Coréia está reclamando, e isto esta claro no texto:

A Força Aérea disse que não houve problemas em manter a postura de prontidão, pois os F-35As atingiram sua taxa de operação alvo de 75%.”

Até porque, há pouco tempo a Coréia fez uma segunda compra de F-35:
https://www.aereo.jor.br/2019/10/11/coreia-do-sul-vai-comprar-mais-vinte-cacas-f-35/

E a menos tempo ainda, uma elefante walk só de F-35:
https://www.aereo.jor.br/2022/03/26/coreia-do-sul-realiza-primeiro-exercicio-elephant-walk-com-cacas-f-35/

Imagine se esteve bem o avião por lá…

Maurício Veiga

Eles não podem reclamar, nunca dirão ao inimigo aonde está o ponto fraco e a consequente vulnerabilidade, tenho um amigo mecânico na Força Aérea Israelense e ele sempre me alertou sobre problemas de FOD em turbinas do F16, mas ninguém oficialmente comenta sobre isso!!! O F35 ainda não amadureceu como avião de combate mas a influência política que ele carrega voando ou não vale seu peso em Ouro…

Glasquis7

Vc tem um amigo…

E o grande segredo que ele te revelou foi que o F16 sofre com problemas de frog?

Maurício Veiga

“FOD”, foreign object damage!!!
Ele sempre mencionou que os caças Americanos eram “delicados” quanto a manutenção (F16/F15).

Luis Carlos

Normalíssimo.
Kim achou o mesmo.
hehehehe

Nei

Kings, kings.

Paulo Brics

Está claro que a dificuldade em conseguir peças de reposição está relacionada não apenas ao fato de que a quantidade de jatos vendidos é grande mas principalmente porque a quantidade de problemas recorrentes que esta plataforma apresenta é absolutamente sem precedentes na história da aviação militar mundial. A fórmula do fracasso está consolidada. Imaginem o que ocorrerá se estes jatos entrarem em combate intenso. 90% da frota ficará inoperante rapidamente e o que restar será suplantada por maioria adversária. Como dizem os especialistas do meio, estas compras bilionárias de jatos de combate na maioria dos casos não são decisões técnicas… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Paulo Brics
rui mendes

BRICs, está tudo dito.
Como costumo dizer, vocês enganam os meninos.
Faz um favor, para ti próprio, lê um bocadinho imprensa escrita da especialidade, não queiras informação detalhada, credível e segura, na internet.

Luis Carlos

A LM tem histórico de fracasso em avião vendido em grandes quantidades.
Vide o F-104.

Andre

para os padrões da década de 1960, o avião vendido em grandes quantidades foi o F-4, e este teve um enorme sucesso.

Andre

Combate intenso contra quem? Os Mig-29 norte coreanos? Estes até os FA-50 dão conta.

TJLopes

Quantas vezes os J-20 estiveram operacionalmente despreparados no último ano? E o Su-57 russos?

Como é bom viver numa democracia e ter acesso a informações.

Last edited 2 meses atrás by TJLopes
Elias

Exato….👍

Andre

Os 4 su57? Hahahah

Mirão

OS caças russos e chineses devem ser muito mais confiaveis do que um caça que mundialmente sofre um acidente catastrofico a uma taxa quase mensal.

Rodrigo

Como não o su57 está sempre pronto para uma parada militar na Rússia ou para alguma olhar no solo…

Luis Carlos

Está aí a vantagem de esperar o projeto ‘amadurecer’.
Os americanos correram com o seu na expectativa de amarrar vários clientes.
O resultado está aí.
Imagine uma guerra entre as Coreias que têm pequenas dimensões territoriais.
Milhares ou mesmo um milhão de soldados do Norte atacando e até se aproximando das bases desses F-35 e eles aterrados por problemas técnicos.
Kim agradece..

Andre

Imagine esses 1M de soldados com cobertura aérea dos Mig29. Os FA-50 vão fazer a festa.

Maurício.

“em que os jatos podiam voar, mas eram incapazes de realizar certas missões.”

Na minha opinião, a grande parte dos F-35 estão nessa fase, podem realizar algumas missões mas outras não, na minha opinião o F-35 ainda não é um avião completo, ainda não está plenamente operacional. Enquanto isso, os “véio” de guerra, como F-16, A-10, F-15 e F-18 é que carregam o piano.

Cristiano Salles (Taubaté-SP)

Acho que ainda vai demorar uns 3 à 5 anos para o F-35 amadurecer…, acho que os caças de 4 à 4,5 geração ainda são os mais confiáveis e versáteis…

Na hora que inventarem um pod ou radar que detecta os caças de 5 geração, acabou pra eles…, pois os caças de 4 e 4,5 geração são muito mais manobraveis.

Nossos Gripens com a tinta especial que diminui a assinatura e com pods que possam no futuro próximo, detectar os 5 geração…, vamos poder operar por vários anos, até a vinda do 6 geração.

Abraço a todos…

Fiquem com DEUS…>>>

Bruno Vinícius

Não existe solução mágica no mundo real. Um radar na banda X que detecte um caça de 5ª geração a 100km irá detectar um de 4ª a 1000. Essa disparidade pode ser reduzida utilizando-se outras frequências, porém, a disparidade nunca deixará de existir. Isso significa que a vantagem de uma aeronave stealth sobre uma não stealth veio para ficar. Outrossim, existem limitações quanto a quantidade de energia elétrica que um caça pode produzir, ou seja, não dá para aumentar a potência do radar de projetos já existentes de maneira infinita (seja o radar nativo, seja radares em pods, como você… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Bruno Vinícius
Andre

Mas o radares atuais já detectam os caças 5gen, eles não são invisíveis.

A diferença está na distância em que eles são detectados. Enquanto um avião 5gen detecta um 4gen a 150km, o inverso detecta a 20km. Quando inventarem um pod/radar que detecta um 5gen a 150km, o 4gen vai ser detectado muito antes.

Andre

Quanto tempo o F-14 demorou para resolver todos seus problemas? Quanto tempo o F-15 demorou para estar habilitado para missões de ataque ao solo?

O F-35 está plenamente operacional mas ainda tem problemas. Enquanto o J-20 ainda não tem nem seu motor definitivo e só foram entregues 4 su-57, como noticiou a TASS mês passado, mesmo com seus problemas, o F-35 é melhor do que qualquer 4gen.

Lucas F

A Teen Series inteira (F-14, F-15, F-16, F/A-18) passou por inúmeras correções de deficiências/bugs em décadas posteriores a introdução.

É cômico os detratores caçoarem as quedas do F-35 A/B/C, quando em +360,000 menos de 1% deles caíram, em termos de primeira década em operação, isso é um número melhor que a Teen Series inteira.

oswaldo

Que belo caca esse F 35. So nao pode voar… KKKKKKKKK

Carlos Campos

olha esses números são ridículos, precisam melhorar, foi comprado com a premissa de colocar superioridade contra CN e CHina, e agora ficam no Chão, tem que ver de quem é o erro e apertar, não adianta nada ter F35 rainha de hangar.

Mirão

A função primária do F35 e alegrar as crianças do War Thunder.

rui mendes

É, esse avião não vale nada, para os que não o têm e queriam muito ter.
Acho que Norte-Americanos e Europeus, não tiveram problemas desses e os pilotos os adoram, ainda há pouco, em um exercício de treino, nos EUA, um F35A, derrubou 5 ou 6 F15, praticamente sem os F15, saberem o que os derrubou, e dizem que a nível de informação e recolha de dados, não há nada parecido.
Os Italianos dizem que é muito fácil , a logística desses caças e têm os modelos A e B.

Lucas F

Sim, a capacidade ISR já foi ben elogiada. De acordo com o ex-chefe da força aérea israelense, durante um único vôo com os F-35I “Adir”, a IAF coletou mais informações que outras plataformas/sistemas que levariam semanas para capturar: “Amid Iran nuclear fears, Israel to bolster its fighter jet arsenal”-ThJePost.

Lucas F

Sim, recordo-me de um elogio da força aérea israelense sobre a capacidade ISR quando em um único vôo, eles obtiveram uma maior coleta de informações que outras aeronaves/plataformas levariam semanas para identificar.

Inimigo do Estado

E dizem que este avião é que vai derrotar a Rússia, China, Irã, Coréia do Norte juntos, e ainda salvar o mundo da invasão Alien.

Óh Deus.

Salim

Rússia está perdendo da Ucrânia até hj, não consegue superioridade nem supremacia aerea. O curioso e que perdeu espaço aereo e Kherson. S75 não vai sair prancheta falta compradores/investidores. Quanto a China impossivel saber pois nunca fizeram nada em aviação combate, depois de testado ai da pra opinar, no achismo acho que não.

Gustavo

F-Bug não deixa a fama cair por terra.

JNWatanabe

Em comparação, os caças F-4E e F-5 da geração mais antiga foram aterrados 26 e 28 vezes, respectivamente, durante o período de 18 meses.

E essa turma da terceira idade carregando o piano…

Bruno Vinícius

A cadeia de produção do F-35 já passa por problemas há algum tempo. Fica a impressão de que ela não foi dimensionada para a quantidade de caças sendo produzidos e operados, resultando numa carência de peças de reposição. Felizmente, é algo que pode ser corrigido, mas levará algum tempo.

Meireles

Aqui no blog eu só vejo coisas positivas sobre o Gripen, e coisas negativas sobre o F-35, todos os países da Otan estão comprando os F-35, só aqui no blog é que são contra os F-35… Pessoal da FAB eu particularmente torço pro Brasil comprar os F-35, o Brasil está cobrindo a lacuna de falta de caças de quarta geração com os Gripens ok mas, precisamos de caças de quinta geração pra ontem, vamos mandar metade do pessoal da FAB embora, e vamos comprar uns 200 Gripens, e uns 80 F-35. 40 caças Gripens pra 2030 é sacanagem, nenhum país… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Meireles
Salim

Esqueceram que Coreia tem F16 e F5, o Norte não tem nada. Su30/35 tá tomando pau de mig29 e missil portátil curto alcance na Ucrânia. No aguardo das pseudo maravilhas da china

Lucas F

“A força Aérea disse que não houve problemas em manter a postura de prontidão, pois os F-35As atingiram sua taxa de operação alvo de 75%.”

Apesar das intempéries da ordem de peças, isso é um bom número. Vale destacar que o F-35A mantém por dois/três anos consecutivos a melhor disponibilidade dos caças do inventário da USAF.

No mais, o legislador não menciona o número de aterramentos da frota de caças de 4ª geração.

Last edited 1 mês atrás by Lucas F

Últimas Notícias

Eve anuncia acordo com a Volatus Infrastructure para apoiar automação de vertiportos

Novo software da Eve Air Mobility ajudará a maximizar a capacidade e a eficiência dos vertiportos da empresa norte-americana MELBOURNE,...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -