sábado, maio 28, 2022

Gripen para o Brasil

Saab apresenta o status do Acordo de Offset do Programa Gripen ao Comando da Aeronáutica

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Comissão Coordenadora do Programa de Aeronave de Combate (COPAC) participou, no dia 1º de dezembro, da XII Project Management Meeting (PMM) do Acordo de Offset do Projeto F-X2.

O evento foi realizado em Brasília (DF) e integrou a previsão contratual que estabelece que a SAAB – empresa sueca de Defesa e Segurança – apresente o status do desenvolvimento das atividades do Acordo de Compensação Comercial, Tecnológica e Industrial ao Comando da Aeronáutica (COMAER).

Na oportunidade, a Empresa mostrou uma visão geral do progresso do Acordo de Compensação, do calendário das atividades realizadas no último semestre, dos próximos eventos planejados para o primeiro período de 2022, além de outras informações relevantes à equipe multidisciplinar de acompanhamento do Projeto da Força Aérea Brasileira (FAB), composta pela Gerência Executiva do Projeto da COPAC e por analistas do Instituto de Fomento Industrial (IFI).

A atividade contou com a presença de organizações que integram o projeto, como do Departamento de Ciência e Tecnologia da Aeronáutica (DCTA), das empresas como a EMBRAER, Atech, Ael Sistemas, SAAB Aeronáutica e Montagens (SAM), SAAB Sensores e Serviços do Brasil (SSSB), que apresentaram os benefícios decorrentes das atividades de transferência de tecnologia, assim como os instrumentos utilizados para a retenção dos conhecimentos adquiridos.

Para o Gerente de Programas da AEL Sistemas, Saul Teixeira Bencke, a principal conquista no Projeto Gripen foi a conclusão da fase de qualificação, que foi submetida a uma série de testes em vários laboratórios ao redor do mundo. “Finalmente conseguimos concluir essa etapa, após cinco anos de desenvolvimento. Temos hoje um produto maduro. A próxima fase é começar a produção seriada dos equipamentos (Wide Area Display, Head Up Display e Helmelt Mounted Display) e entregar para a SAAB montar nas unidades de produção”, comentou.

De acordo com o Diretor de Cooperação Industrial do Programa Gripen no Brasil, na SAAB, Luis Antonio Hernandez Gonzalez, com a entrega das unidades pelas empresas brasileiras, a expectativa para o próximo período do programa é um incremento na área de Ensaios em Voo. “Nós teremos uma reconfiguração da aeronave para aproximar ao modelo brasileiro, o que vai permitir a realização de todos os ensaios em voos necessários”, apontou.

Segundo o Gerente-Adjunto do Projeto F-X2, Coronel Aviador Leandro Barbosa Ferreira Pinto, a transferência de tecnologia está beneficiando toda a nossa Base Industrial de Defesa. “Todos os esforços estão sendo direcionados para o incremento das capacidades da indústria nacional e dos centros de pesquisas do setor aeronáutico”, finalizou.

FONTE: Força Aérea Brasileira

- Advertisement -

8 Comments

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gilson

O comandante da FAB, foi até a Suécia, para receber as quatro aeronaves Gripen, e cadê os aviões? estão na Suécia ainda ou já está a caminho por navio? disseram que pelo o menos dois já estariam a caminho este ano. Cadê?

Henrique

Ele trouxe ele nas malas, mas ficou preso nos correios em Curitiba……….
.
.
Vai vir de navio em duas levas, espere

Paulo

Estão vindo com a transferência de tecnologia.. enganaram bem os brazukas.

Denis

Nossa! Você acredita mesmo no que está dizendo, ou está só zoando?

Bueno

“Finalmente conseguimos concluir essa etapa, após cinco anos de desenvolvimento. Temos hoje um produto maduro. A próxima fase é começar a produção seriada dos equipamentos (Wide Area Display, Head Up Display e Helmelt Mounted Display) e entregar para a SAAB montar nas unidades de produção”
????

As primeiras entregas da Suecia não estão com o Wide Area Display, Head Up Display e Helmelt Mounted Display ?

As primeiras entregas do Brasil estão com o Wide Area Display, Head Up Display e Helmelt Mounted Display intermediario ?


JT8D

Sim

Gilson

E outra coisa o teste do 14 X, já foi feito, gostaria de saber se foi bem sucedido e se realmente alcançou 7.500km/h, como previsto. Ou só teremos essa notícia daqui um mês aqui no blog?

Wilson

Quanto ao 14x depende. Se o teste foi um sucesso daqui a um mês lançam uma notinha de dois parágrafos. Se foi um fracasso daqui a dois anos fazem uma nota comunicando que o programa “atingiu seus objetivos” e que depois foi “arquivado”.

Últimas Notícias

Ucrânia diz ter derrubado mais um caça Su-35 da Rússia sobre a região de Kherson

“Hoje, 27 de maio, por volta das 14h00, um caça MiG-29 da Força Aérea das Forças Armadas da Ucrânia...
- Advertisement -
- Advertisement -