terça-feira, janeiro 18, 2022

Gripen para o Brasil

BAAN e COPAC recebem comitiva da Saab

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O evento teve como objetivo acompanhar o avanço das atividades relativas ao recebimento da aeronave F-39 Gripen

Entre os dias 25 e 27 de outubro, ocorreu na Base Aérea de Anápolis (BAAN) e na Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), em Brasília (DF), a reunião gerencial “XIII Program Management Meeting” (PMM) do Gripen, envolvendo representantes da Saab, empresa sueca de Defesa e Segurança, e diversas Organizações Militares da Força Aérea Brasileira.

A Saab é responsável pela criação de sistemas de defesa e segurança aeroespacial, sediada na Suécia, e está no processo de fabricação do novo vetor da Força Aérea, o F-39 Gripen.

A comitiva, composta por 18 militares da COPAC e 17 funcionários da empresa Saab, realizou uma visita técnica no dia 25 de outubro às instalações da BAAN, em Anápolis (GO). O evento teve como objetivo acompanhar o avanço das atividades relativas ao recebimento da aeronave F-39.

O Comandante da Ala 2, Coronel Aviador Gustavo Pestana Garcez, recebeu a comitiva seguido de um briefing de situação com o adjunto do Grupamento de Infraestrutura de Anápolis, Major Engenheiro Felipe Santana Lopes.

Após o almoço, a comitiva teve a oportunidade de realizar uma visita às obras que estão sendo realizadas na área operacional da Base Aérea de Anápolis. “A organização sente-se honrada por apresentar o avanço das obras e demais atividades de preparação para o recebimento do Gripen, especialmente porque, assim como o E-99M e o KC-390, o projeto F-39 é de grande importância estratégica para o cumprimento da missão institucional da Força Aérea Brasileira”, relatou o Oficial.

“O Projeto F-X2 tem sido tratado com a mais alta prioridade dentro do Comando da Aeronáutica, o que aumenta ainda mais a nossa responsabilidade. Todos os Projetos, principalmente os que envolvem atividades de desenvolvimento, são cobertos de desafios, e é nossa função identificá-los e garantir que não interfiram no objetivo de dotar a Força Aérea de caças de última geração, de maneira eficaz e eficiente. Essas reuniões são um passo importante nesse processo, e essa PMM, especificamente, foi extremamente profícua”, finalizou o Gerente do Projeto FX-2 na COPAC, Coronel Aviador Renato Leal Leite.

FONTE: Força Aérea Brasileira

- Advertisement -

12 Comments

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Augusto

Vou repetir o que eu havia dito: o contrato foi assinado em 2014. A FAB teve 7 anos (7 anos !!!!!) para deixar as instalações aptas a receberem os Gripen, mas conseguiu o milagre de não conseguir preparar as instalações em 7 anos!!!! e por isso agora só conseguiremos receber 2 dos 4 caças previstos para o fim de 2021. Incompetência pouca ou muita?

Leandro Costa

Qual a relação causal entre o término das obras e a entrega de duas, ao invés de quatro aeronaves previstas para esse ano?

Seu comentário bate de frente com o de um forista que trabalha na BAAN e disse que a mesma ficará pronta para receber os Gripen quando eles chegarem e tiverem recebido seu certificado militar.

Augusto

A programação eram 4 aeronaves até o fim de 2021. Por causa do atraso nas obras das instalações, a FAB somente terá condições de receber 2. Alegam que o problema foi a pandemia, que tornou materiais e mão de obra escassos e muito mais onerosos.

Igor

De onde tirou isso?

andre

o negocio é criticar

Fernando EMB

Esses críticos de teclado, são fogo. Só sabem criticar. Para eles tudo é fácil e óbvio, e todos os demais são incompetentes.

José Carlos da Silva Peixoto

São questões distintas !!!! A quatro aeronaves e a conclusão das obras !

Luis Carlos

Acredito que a pandemia tenha atrapalhado bastante os trabalhos, mas pelo lado positivo o projeto esta caminhando, sabemos que a estrutura da BAAN deve estar muito defasada em relação aos tempos atuais, e que provavelmente grandes mudanças foram necessárias , no Brasil é assim devagar devagarinho mas vai…

Frederick

Leite é filho do Jaguar que mais acumulou horas no Mirage III e que também foi o primeiro brasileiro a cravar 1000 horas no aparelho.
Além de um serviço de destaque à FAB, o coronel honra o legado da família.

Clésio Luiz

Essas obras mostram como sair comprando caça usado por aí para ficar com frota mista, como sonham alguns, é sem futuro. Aeronaves de caça modernas precisam de infraestrutura no solo para manterem-se operacionais. Eu também gostaria de ver aeronave X ou Y nas cores da FAB, mas vamos ser realistas. A FAB não existe para forista A ou B brincar de ostentar imaginário por aí. “Deviam ter comprado o modelo tal”, “A camuflagem devia ser assim”, só mostra a atrofiação encefálica que as redes sociais e os reality shows causam na população. Pragmatismo é palavra sem significado, mas ostentação todo… Read more »

Flanker

Não vejo relação alguma entre as obras e o recebimento de 2 ou 4 aeronaves. Se pode receber uma, pod3 receber 4…ou mais. Entretanto, concordo com o ponto de que, com o contrato assinado em 2014, poderíamos ter as obras de infraestrutura já prontas, afinal são 7 anos! A pandemia começou no início de 2020. Pode ter atrapalhado de lá para cá, mas e antes disso?? Não sou de críticas tipo “leite condensado e lagosta”…..tem muitas coisas boas e corretas nas FFAA, mas , tempo para fazer essas obras, deixar tudo peonto, teve! Mas, toca o barco……que venham logo esses… Read more »

Rinaldo Nery

Flanker, tem que saber os motivos. Já estávamos de posse de todos os critérios técnicos para as instalações? Havia orçamento para as obras? O processo licitatório das obras durou quanto tempo? Há mais 3 Esquadrões lá que necessitam de novas instalações administrativas. Servi lá por 7 anos. Conheço bem a Base. Aliás, eu fui o responsável pelas obras do prédio administrativo do 2°/6°.

Últimas Notícias

Último voo operacional da aeronave CC-115 Buffalo no Canadá

O voo operacional final para a aeronave CC-115 Buffalo foi realizado no dia 15 de janeiro pelo 442º Esquadrão...
- Advertisement -
- Advertisement -