segunda-feira, novembro 29, 2021

Gripen para o Brasil

KC-390 Millennium apresenta 100% de disponibilidade no exercício internacional Cooperación VII na Colômbia

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Sob o lema `Unidos para salvar vidas`, as Forças Aéreas Americanas participaram, de 28 de agosto a 10 de setembro, do exercício que permitiu um treinamento próximo ao real

O Exercício internacional Cooperación VII, realizado na Colômbia, foi encerrado nessa sexta-feira (10). Após 14 dias de treinamento ocorreu o debrifing onde foram registradas mais de 175 horas de voo, cerca de 700 militares envolvidos, 12 aeronaves empregadas, 170 missões realizadas e mais de 80 pacientes atendidos.

Militares dos Estados Unidos, Canadá, Chile, Brasil, Honduras, México, República Dominicana, entre outros países, participaram do exercício que permitiu um treinamento próximo ao real, combinando as capacidades das delegações em operações humanitárias de grande escala, quando necessário, nos países do continente. O objetivo do exercício foi o aperfeiçoar os pontos fortes e habilidades operacionais dos membros do Sistema de Cooperação das Forças Aéreas Americanas (SICOFAA), além tornar o espaço ideal para a troca de experiências, métodos, táticas e conhecimentos para o desenvolvimento eficaz de operações de combate a incêndio, evacuações aeromédicas e busca e salvamento.

O Comandante de Operações Aéreas da Forca Aérea Colombiana (FAC), General Carlos Fernando Silva, relatou os benefícios do treinamento. “O exercício demonstrou que, em apenas duas semanas, podemos implantar e liderar uma capacidade de resgate hemisférico. Obviamente, com a cooperação dos países, aeronaves de outras nações como Canadá, Estados Unidos, Honduras, Brasil, Chile que também prestaram apoio em seus serviços e demonstraram que podemos ser irmãos na América para salvar vidas”, enfatizou.

O Exercício Cooperación VII foi configurado em dois cenários simulados de terremoto e tsunami, em Puerto Salgar (Cundinamarca) e Coveñas (Sucre), respectivamente. Foram realizadas missões de busca, resgate e evacuação aeromédica, utilizando as capacidades das tripulações e aeronaves participantes para treinar, avaliar e padronizar os procedimentos estabelecidos para atendimento em situações de emergência.

O Secretário-Geral do Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (SICOFAA), Coronel Michael Douglas Ingersoll, da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), destacou o empenho dos que atuaram no Exercício. “O Cooperación VII é um instrumento muito importante para praticar os enlaces de comunicação e exercer nossas capacidades. Tivemos 15 países nesta edição. Foi a maior participação em toda história do SICOFAA. Estou muito agradecido e orgulhoso”, destacou.

O Oficial de Ligação da Força Aérea Brasileira (FAB) junto ao SICOFAA, Coronel Aviador Arthur de Souza Rangel, acrescentou a relevância dos treinamentos. “Nenhum dos nossos países está imune a desastres naturais. O exercício nos deu a oportunidade de conhecer e treinar juntos, em cenários realistas, estando preparados para responder juntos a qualquer emergência desse tipo”, completou.

Os próximos eventos relativos ao ciclo 2022-2023 do Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (SICOFAA) estão previstos para serem realizados na Argentina e no Peru, respectivamente.

KC-390 Millennium: missão cumprida com 100% de disponibilidade

Vislumbrado durante o treinamento pela operabilidade e versatilidade, o KC-390 Millennium conclui sua participação no Exercício Cooperación VII com todos os objetivos traçados. Operado pelo Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) – Esquadrão Zeus, o avião contabilizou mais de 25 horas de voo, realizando missões de transporte Aéreo Logístico e lançamento de paraquedistas, apresentando 100% de disponibilidade para atender os acionamentos no exercício.

O Chefe do Estado-Maior da Ala 2, Tenente-Coronel Luiz Fernando Rezende Ferraz, descreveu a participação do KC-390 no treinamento. “Neste Exercício tivemos a oportunidade de, pela primeira vez, testarmos o KC-390 no ambiente de interoperabilidade com várias forças aéreas dos países participantes; realizar o lançamento de paraquedistas estrangeiros, que nos permitiu identificar as doutrinas e peculiaridade dos países; e a operação da aeronave em pistas na Colômbia, com mais de sete mil pés de altitude. Todos os voos ocorreram de acordo com o planejado e cumprimos todas as missões solicitadas”, destacou.

O primeiro KC-390 Millennium foi entregue à Força Aérea em setembro de 2019. E, após cerca de um ano e meio operando a aeronave multimissão, a FAB atualmente conta com quatro KC-390 em sua frota realizando missões fundamentais para o país, como a Operação COVID-19, de apoio no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, e nas missões de assistência humanitária à República Libanesa e ao Haiti.

FONTE: Força Aérea Brasileira

- Advertisement -

19 Comments

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rommelqe

Bom dia! O quinto KC390 será entregue ainda em 2021?

Bueno

O 5º e provavelmente o 6º, O FAB2857 e FAB2858 podem ser vistos em linha de montagem em vídeo proporcional da EMBRAER com o 1º KC para Portugal.
 
https://www.youtube.com/watch?v=JZ5md4KZIPw
 
Em 01/06/2021
esteva em voo o FAB2857
 
Células jáentregues para FAB
FAB2853 / FAB2854 / FAB2855  / FAB2856 
 
PT-ZNG o FAB2852 emprestado para EMBRAER completar as certificações

Thiago

Desde quando o 1⁰ GTT passou a se chamar de Zeus?, pelo que eu me lembre só o 1⁰/1⁰ GTT – Coral, e o 2⁰/1⁰ GTT – Cascavel, tinham nome.

Rinaldo Nery

Desde que foi movimentado pra Anápolis e receberam o primeiro KC-390.

Rafael Costa

Bom dia amigos, este ano à FAB irá receber 2 KC-390 ?
Desejo uma boa semana para todos nós.

Matheus

É um máquinao esse avião. Esse ano deve voar o primeiro de Portugal.

Diogo de Araujo

Nossa é lindo demais, o hércules come poeira.

Ivan Aparecido Herrera Rocha

Infelizmente um A29 super tucano caiu agora pouco perto de campo grande, espero que o piloto esteja bem

Rinaldo Nery

Está.

Ivan Aparecido Herrera Rocha

Ótima notícia

Otto Suhre

Parece que caiu um Tucano em Campo Grande agora a pouco, segundo informações o piloto conseguiu ejetar.

Caerthal

O KC-390 não só é uma aeronave de elevada performance (capacidade de carga, volume, alcance, teto operacional, velocidade, evacuação médica, reabastecedor..) como está comprovando alta taxa de disponibilidade operacional. Isso é especialmente importante para as pequenas FFAAs que poderão adquirir apenas um par de aeronaves.

Hellen

Pensei que os clientes deixaria de comprar o C-130 para comprar o kc -390 por ser um projeto moderno mais a realidade é muito diferente,o peso politico e militar americano influência nas escolhas de outra nações mesmo sabendo que esta comprando um aviao inferior !!!!

Rodrigo

Pessoal, uma pergunta, aviões como o KC-390, o Hércules e outros do tipo são utilizados na aviação comercial, por empresas civis? Ou tem apenas uso militar?

Paulo César Pinheiro

Apenas o Hércules tem sua versão civil>
O KC-390 não terá versão civil a menos que alguma empresa faça uma encomenda maciça.
Alguns modelos da antiga União Soviética tem versões civis e militares.

Sensato

Segundo artigo do Poggio, aqui mesmo, em 2009, a Embraer visava certificar para uso civil. Isso mudou? Não localizei nada nesse sentido.

João Adaime

Caro Rodrigo
O C-390, como é muito novo, ainda não foi adquirido para uso civil. Se um governo anterior não tivesse saqueado os Correios, a empresa teria encomendado 24 destas aeronaves.
Quanto ao C-130 (Hércules), ele possui a versão civil L-100, utilizado por várias empresas em vários países. Agora surgiu a versão civil do C-130J (Super Hércules), o LM-100J. O mais interessante é que o primeiro avião a sair da linha de produção veio para a filial da Bravo Industries no Brasil. Ao todo foram encomendadas 10 aeronaves. Esta empresa tem sede nos EUA.
Abraço

Bravo.jpg
João Adaime

Este aqui ficou só na prancheta do desenhista.

Correios.jpg
EDIVAR JÚNIOR

A FAB já decidiu quantos aviões irá comprar?

Últimas Notícias

VÍDEO: Acidente com o F-35B britânico a bordo do porta-aviões HMS ‘Queen Elizabeth’

Vídeo do acidente com o caça F-35B britânico a bordo do porta-aviões HMS Queen Elizabeth, em 17 de novembro...
- Advertisement -
- Advertisement -