segunda-feira, setembro 27, 2021

Gripen para o Brasil

República do Cazaquistão encomenda dois Airbus A400M

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Getafe, 1 de setembro de 2021 – A República do Cazaquistão fez um pedido de duas aeronaves Airbus A400M e se torna a nona operadora junto com Alemanha, França, Reino Unido, Espanha, Turquia, Bélgica, Malásia e Luxemburgo.

Com a entrega da primeira aeronave programada para 2024, o contrato inclui um pacote completo de suporte de manutenção e treinamento. Juntamente com o acordo, um Memorando de Entendimento também foi assinado para colaborar nos serviços de Manutenção e Revisão e com a primeira etapa de criação de um centro de manutenção C295 local.

“O A400M se tornará a pedra angular das operações táticas e estratégicas de transporte aéreo do Cazaquistão”, disse Michael Schoellhorn, CEO da Airbus Defense and Space. “Este novo contrato de exportação traz o número total de pedidos do A400M para 176 aeronaves, um número que esperamos aumentar em um futuro próximo. Com mais de 100 aeronaves entregues e 100.000 horas de voo em operação, o A400M provou sua capacidade, alcançando um estado de maturidade que muitos clientes potenciais estavam esperando.”

Com a capacidade de acomodar o inventário do país e conduzir missões militares, civis e humanitárias, o A400M permitirá que o Cazaquistão responda rapidamente a qualquer missão, desdobrando rapidamente capacidades revolucionárias em longas distâncias e permitindo o acesso efetivo a áreas remotas.

FONTE: Airbus

- Advertisement -

56 Comments

Subscribe
Notify of
guest
56 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Overandout

E aqui no Zapistão nunca teremos algo de mesma expressão estratégica

A6MZero

Após todos os problemas o Airbus A400M vem se consolidando.

Mas o que realmente me causou surpresa foi Luxemburgo operar uma aeronave dessas, o país é minúsculo, tem município aqui no meu estado com área maior.

peter nine nine

Ele é operado pelo vizinho, com custos partilhados, para uso pelo Luxemburgo quando necessário, se não estou em erro.

rui mendes

É verdade, só falta dizer que o vizinho é a Bélgica e ele é operado junto com os sete A400M Belgas.

A6MZero

Realmente fui pesquisar e ele baseado em na Bélgica, mas ainda me surpreende ter um gigante desses a disposição de um microestado, uma capacidade que alguns países com áreas milhares de vezes maiores não possuem.

Cristiano de Aquino Campos

Como disse a cima, união europeia e OTAN. A união faz a força.
Algo muito combatido ultimamente ao ponto de ter politico pregando a separação e etc. Se esquece que só tem grana para um cargueiro e 2 caças mas se der ruim, todos se unem e conta com 100 cargueiros e 200 caças. Para multiplicar tem que dividir.

Junior P.

Bacana Cazaquistão!
No terceiro filme quero ver o Borat desembarcar na América de um Atlas.

Pedro Fullback

Ninguém duvida da capacidade do Kc-390. Mas se nós temos um país que fábrica o Kc-390 e REDUZ as encomendas, será mesmo que isso não liga um sinal de alerta para os possíveis compradores?

Adriano Madureira

Pensei nisso também…

fewoz

Certamente, Pedro. É a pior propaganda possível. Infelizmente, novamente por restrições orçamentárias e para dar prioridade aos Gripen. Acho um erro enorme, por achar que o país necessite mais do KC-390 do que de caças, especialmente pelo seu tamanho.

Nilton L Junior

Graças ao desgoverno brasileiro que entende da prática de peculato temos um excelente produto o KC-390 mas que sofre de aporte financeiro, um projeto estratégico que poderia vir a competir nesse segmento se houvesse prioridade na sua produção, a vida segue.

Marcelo

vc ainda nao entendeu que o governo é o maior sabotador do produto nacional em favor do produto estrangeiro que se ganha $$ milhares de dolares em comissão em paraiso fiscal !!!
Teve maracutaia $$ ate pra comprar vacina com o povão morrendo aos monte vc imagina no resto da licitação !!!!
Ja passou da hora fo governo brasileiro comprar 2 aeronaves desse porte para nossa forças armadas (C-17 A-400 ou Y-20 )

Nilton L Junior

Os governos passam e não é comprando esse tipo de aeronave no estrangeiro, a Embraer já tem o produto o que precisa é o compromisso do governo em comprar mais unidades.

EduardoSP

C-17, só se for usado.

Rinaldo Nery

Não foi comprada NENHUMA vacina da Covaxin! Deus do Céu!

EduardoSP

Cel, não foi comprada porque o irmão do deputado levantou a lebre para o PR, que nada fez. Com a inação do PR, o deputado levou o caso para a imprensa e para a CPI. Quando jogaram no ventilador aí o MS suspendeu a compra. De qualquer forma, o esquema estava montado e pronto para faturar. O mesmo aconteceu com a compra de milhares de notebooks pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC). Quando a roubalheira que estava sendo armada apareceu na imprensa, cancelaram a compra e ficou tudo por isso mesmo, ninguém foi punido e todos continuam por… Read more »

Rinaldo Nery

Esse governo faz peculato? E o anterior?

Jadson Cabral

Não foi comprada porque o esquema foi denunciado, Coronel. Vamos lá, o senhor não é tonto. tentativa de assalto não é crime? Sim, porque por essa lógica desde que o crime não tenha sido finalizado, tudo bem. Logo, tentativa de assassinato também não é crime, né?!

Zeus

De todos os agora nove operadores da aeronave, os quatro com encomendas relevantes são os sócios do projeto. Os outros cinco compraram parcas unidades e destes apenas a Turquia tem uma Força Aérea respeitável. Portanto o A-400 está longe de se consolidar como um sucesso no mercado. Continua uma caríssima aquisição com custo operacional caríssimo, pois alguns problemas como o desgaste prematuro de partes do motor não têm solução, o que obriga a manutenções mais frequentes e, consequentemente, menos disponibilidade gerando queixas dos alemães e relatórios dos franceses confirmando este problema, mas os franceses passam o pano porque foram os… Read more »

Nilton L Junior

Sem duvida existe uma demanda pra esse tipo de aeronave, veja que os Russos pretendem substituir seus AN pelo IL-112 e PAK-VTA essa iniciativa faz com que capacidade produtiva seja mantida e seus custo vai diluindo na medida que vai atendendo a escala de produção, e com a possibilidade de venda no exterior.

Jean Jardino

Escreveu muito e so escreveu besteiras……puro tupiniquim.

Zeus

Pois então contraponha o que chama de “besteiras” com informações que mostrem o contrário!

Tudo o que eu disse são Fatos!
Você pode apresentar argumentos contra estes fatos? Faça!

Limitar-se a depreciar o comentário alheio sem contrapô-lo com fatos é coisa de fanboy infantil.
Puro tupiniquim…

Zeus

Excertos retirados de Matéria do Poder Aéreo e do site turco Defense Turkey: O diretor da Airbus, Tom Enders admitiu….que alguns dos “grandes problemas” que afetam… o A400M, foram causados pelo grupo. “Nós subestimamos os problemas de motor…a Airbus “deixou-se persuadir por alguns líderes europeus em usar um motor feito por um consórcio inexperiente”, “Mas para além da “qualidade insuficiente do fornecedor … problemas caseiros também estão desempenhando seu papel”, disse Enders. “Programa A400M, que foi inicialmente considerado como um movimento estratégico da Airbus no setor de aeronaves de transporte militar, mas com o tempo se tornou uma dor de cabeça devido… Read more »

rui mendes

Isso é verdade, mas até 2017.
Quanto ao prejuízo que deu à AirBus, por força das demoras, nada a fazer, a não ser ter resolvido esses problemas e actualmente o A400M, em vez de dor de cabeça, é um factor de lucro, as entregas são feitas na data contratada e a construção do avião passou a ser normal, com os clientes a adorarem o avião.

Zeus

Prezado Rui Mendes! Tu és um notório fã desta aeronave, e inclusive já demonstrou seu descontentamento com o fato da FAP não a ter encomendado. Porém se preferiram 5 KC-390 e nenhum A-400, isto já demonstra que não oferece vantagens operacionais. E o problema do motor, segundo notícias do final de 2020, é crônico! Não dá para mudar o projeto do motor! Isto irá acompanhar a aeronave por toda sua vida! E o que estão fazendo para lidar com isto é o que postei acima: necessidade de manutenções caras depois de pouco período de operação, quantidade de manutenções nos motores… Read more »

rui mendes

Com todo o respeito, mas acho que o facto de Portugal comprar o KC390 e não o A400M, foi mais pelo facto de a Embraer em tempos ter investido em Portugal, onde ainda continua, mas o dito problema do motor do A400M, se não foi completamente resolvido, foi muito mas muito mitigado, pois os Britânicos com o C17, A400M e C130J30/C130J, se o motor tivesse esse problema, não iam vender os C130J e manter os A400M e ainda para mais eles, que estão a usar o A400M intensamente. Quanto ao eu ser fâ do A400M, é verdade que gosto do… Read more »

Rommelqe

Caro Rui, concordo basicamente contigo, mas também reforço o comentário do prezado Zeus: Lembrar que os turbohelices com rotação invertida apresentaramn inúmeros problemas na caixa de engrenagens (verdadeiro pesadelo para os franceses que, pelo visto, preferem ficar fazendo jardinagem…) e, até onde saiba, ainda não foram totalmente resolvidos. De resto, realmente o A-400 é um belíssimo avião. Mas não é páreo para p KC390, aquele “carrinho de mão” que deu certo…Varios estudos demonstram que com os preços relativos, a operação de A-400 é muito mais cara e sua logísitica operacional também perde (cinco KC390, por exemplo, transferem mais carga do… Read more »

MestreD'Avis

Caro Zeus
Pode indicar que outros aviões fazem o que o A-400 faz por custo bem menor? Fazer o que ele faz é transportar a mesma carga na mesma distância. Se indicar aeronaves que apesar de menor custo não conseguem transportar a mesma carga á mesma distância, o seu comentário não faz muito sentido correcto?

Entendo que para sim, 100 aviões entregues de um total de +150 encomendados seja inexpressivo, mas pode por favor indicar o que seria para si uma encomenda expressiva para considerar sucesso?

Zeus

Em relação a “o que seria uma encomenda expressiva”, observe que digo que “dentro do âmbito de encomendas externas aos sócios”, as encomendas são inexpressivas! Então não estou dizendo que ele deveria vender às centenas a clientes fora do consórcio, mas o número de trinta e poucos alcançado até agora é verdadeiramente inexpressivo. E sobre sua observação de que, “Fazer o que ele faz é transportar a mesma carga na mesma distância. Se indicar aeronaves que apesar de menor custo não conseguem transportar a mesma carga á mesma distância, o seu comentário não faz muito sentido correcto?” Errado! E vou… Read more »

MestreD'Avis

Como vc tão simpaticamente respondeu ao Jean Jardino, por favor ilustre com fatos! O seu raciocinio de um avião de passageiros aplicado a um avião militar não faz muito sentido. Escolhendo a plataforma que vc referiu, para vermos se o KC-390 é uma plataforma confiável e de pouca manutenção, é melhor esperarmos por um bom numero deles estarem no activo por uns anos. Neste momento não pode afirmar isso. O que pode afirmar é que o A-400 custa cerca de $150M a unidade. O KC-390, pelos valores dos contratos de Portugal ($917M por 5 unidades+simulador+manutenção 10 anos) e Hungria ($300M… Read more »

Zeus

Eis que eu, Zeus! Tenho demonstrado admirável humildade por estar a debater com vós, pobres mortais! Mas vós esquecestes dos Deuses! E nesta época mesmo nos desprezam! Eis que já estão a colher os frutos de vossa rebeldia e desprezo, mas ainda assim continuam cegos! Por isso mais da Ira dos Deuses se abaterá sobre este mundo! E sobre o A-400, vide a resposta que postei ao Rui Mendes! E sobre as mulheres casadas, eis que o Nobre Anfitrião é um grande exemplo de como Zeus era adorado outrora! Orgulhou-se de saber que Zeus deitou-se com sua esposa, e convidou-me… Read more »

MestreD'Avis

Fatos=zero!
Mas vou terminar a discussão por aqui. Não dá para debater com ilusões de grandeza

rui mendes

Comparar o A380 com o 787, não é justo, porque o A380 é muito, muito maior, porque não comparas o 787 com o A350??? Quanto ao confiável do A400M com o KC390, deves estar a brincar??? Pergunta aos Alemães, Franceses e Turcos se o A400M é confiável ou não, e se deram problemas ou precisaram de manutenção extra, quando os levaram para retirar do Afeganistão os seus cidadãos e seus colaboradores Afegãos, na missão da NATO lá, ou aos Ingleses e Franceses no transporte de tropas e meios militares para o Mali. Um avião que têm um alcance muito superior… Read more »

Rommelqe

Exatamente, caro Zeus. Dependendo de certos pressupostos, quatro KC390 fazem muito mais do que dois A-400. Para início de conversa, quem disse que em todas as missões voce tem um carregamento pleno? Então para cargas de até quinze toneladas, qual avião é mais eficiente? Voa mais rápido?
Quais são as condições de pista requerida pelo A-400? Entendo que considerando as condições presvistas pelo Cazaquistão (apoio emblemático, complementando a dotação da OTAN baseada na Belgica) o A400 foi uma opção mais adequada do que o KC390.

Cristiano de Aquino Campos

Acho que ele quis uma comparação entre aviões puramente estratégicos e não aviões comerciais adaptados. Aviões com rampa de carga para desembarque de veículos, inclusive helicópteros.
Um A-380 não possui essa capacidade.

rui mendes

Actualização é tudo, lê o que dizem os usuários do avião actualmente, e verás que os problemas foram ou estão sendo todos ultrapassados, assim como no NH-90, e Tigre, únicos problemas que mantêm é serem caros e manutenção também cara, mas os actuais usuários e quem voa nessas aeronaves estão cada vez mais satisfeitos, assim como a AirBus está tentando reduzir o preço da manutenção.
Lê a AirForces montly, WarShips IFR, DSI Hors Série e FAM.

SteelWing

me parece que os russos compram essas aeronaves e armas ocidentais por seus vassalos, para adquirir conhecimentos. A antonov saiu de cena, e aprender com o A400 algumas coisas não seria má idéia para os novos ou atualizações dos Ilyushin

Milton Antônio Ferreira

O Antonov é da Ucrânia não da Rússia

Steel Wing

então, ela saiu de cena justamente por isso, os russos estão tentando transformar a ilyushin no lugar da antonov para seus véculos de transporte aéreo. a IL já fazia alguns transportadores, mas outros tipos eram da antonov, a Rússia está tentando se livrar da dependência da Antonov…

Cristiano de Aquino Campos

Os Russos sempre tiveram duas fabricas de aviões ativas. Era tradição soviética ter duas fabricas no mínimo de cada equipamento para fazer uma concorrência entre elas, isso quando uma não era designada para um determinado filão. Exemplo, a Sukhoi caças pesados e a MIG caças leves.
A saida da Antonov não prejudicou muito a operação dos aviões que a Rússia ainda opera. Na verdade, ate agora a Antonov e que esta prejudicada com a substituição gradual da frita Russa e sem um cliente para as suas aeronaves.

Cristiano de Aquino Campos

A Antonov e Ucrâniana e não Russa, aIlyushin e a fabrica Russa de aviões de carga. E eles não ganhariam nenhum conhecimento tecnológico que já não tenham. As únicas tecnologias de interesse Russo e Chinês são a tecnologia de materiais stealth, inteligência artificial e criptografia de comunicações.

Jadson Cabral

Avião bonito, mas pra mim numa categoria estranha que não faz muito sentido, estando bem acima do KC-390, mas bem abaixo do do C-17. Logo, faz sentido pagar tão mais caro numa aeronave que só leva 10ton a mais que o KC-390?

EduardoSP

Depende do que vc vai transportar com frequência, ou seja, das necessidades operacionais nas situações mais frequentes.
Por exemplo, blindados mais modernos têm tido expressivo aumento de peso. Facilmente vc encontra IFV e APC com mais de 23 toneladas, os mais potentes passando de 30 toneladas.
Outra situação, avião com maior volume interno pode transportar helicópteros maiores.
Lembrando que o Il-76, embora maior, também está nessa categoria “do meio” entre o C-130 e o C-17.

Hcosta

Qual é a capacidade de carga do KC390? Não é cerca de 26 ton?
Mais 10 ton é quase um aumento de 40%.
E quanto custa o A400M?

rui mendes

Se a capacidade do KC390 for 26T. então o A400M. leva mais 12 T., pois a sua capacidade é de 38T. e o seu alcance é já de um avião de transporte estratégico.

Last edited 24 dias atrás by rui mendes
rui mendes

O preço é bem caro, não me lembro ao certo, mas uma vez vi que era só um pouco menos que o C17.

MestreD'Avis

O A-400 é cerca de $150M por aeronave. Não dá para comparar com o C-17 cujo preço era cerca de $220M em 2017 mas não se pode dizer que seja “um pouco menos” O A-400 está num patamar solitário em termos de preço e capacidade, por isso não faz sentido comparar com nenhum outro avião a não ser o C-2 Japonês ou o protótipo AN-70. O KC-390 julgando pelo contrato da FAP de cerca de 900 milhões de dólares, descontando o simulador e manutenção durante 12 anos, deverá ficar entre os 110/120 milhões por avião. O Húngaros pagam $300M por… Read more »

MestreD'Avis

Jadson, vamos pensar do seguinte modo:
KC-390, avião bem bonito, moderno e veloz mas numa categoria estranha, bem acima do C-27 mas bem abaixo do A-400. Faz sentido pagar tão mais caro por uma aeronave que só leva 12ton a mais que o C-27?

rui mendes

O KC390 não se pode comparar ao C27J, mas sim ao C130J30.

rui mendes

Leva mais 10T. mas a uma distância muito maior.

Cristiano de Aquino Campos

Se você quer uma indústria nacional com tecnologia própria e não precisa de um C-17 e a maioria das suas missões de trabsporte são atendidas pelo A-400, tem lógica sim.

João Adaime

O C390 não foi feito para competir com o A400 e sim com o C130.
E a Embraer não espera sair vendendo igual banana em feira. É para ir substituindo os C130 à medida em que foram dando baixa em suas respectivas forças aéreas, num horizonte de uns 20 anos.
Em tempo: pessoalmente prefiro poder produzir quantos C/KC390 quiser do que comprar dois A400 e parar por aí.

Jadson Cabral

Problema é que a linha de produção não vai ficar aberta ociosa por 20 anos esperando C-130 dar baixa pelo mundo. Nos próximos 2 anos nós precisamos fazer vendas significativas para que a linha siga aberta por mais tempo e assim ir ganhando tempo enquanto vende mais

João Adaime

Caro Jadson
Pode ter certeza de que os planejadores da Embraer já pensaram em tudo isso.
A propósito, não é daqui a 20 anos mas ao longo de 20 anos.
Abraços

Vendéen

Bonjour le Brésil, É uma realidade indiscutível, o A400M tem sido uma aeronave multiproblema / muitas falhas de ignição. Em suma, o projeto deste avião foi quase abandonado. Também em 2021 esta aeronave parece ter finalmente atingido a maturidade operacional porque também é indiscutível que ela satisfaz plenamente seus usuários. Mesmo bons clientes de equipamentos americanos como os britânicos são tão populares que ficam satisfeitos com o desempenho desta aeronave (nossos amigos ingleses são muito exigentes lol). “Satisfeito com o desempenho do A400M, a Força Aérea Real confirma a retirada da aeronave C-130J” Herculeshttp: //www.opex360.com/2021/09/01/satisfaite-des-performances-de-la400m-la-royal-air-force-confirme-le-retrait-de-ses-avions-c-130j- Hercules / Além disso, isso… Read more »

Rinaldo Nery

Creio que não, pois são de categorias distintas.

Últimas Notícias

Pentágono e Lockheed Martin acertam novo programa de produção do F-35

Cronograma atualizado garante previsibilidade e estabilidade da produção FORT WORTH, Texas, 27 de setembro de 2021/PRNewswire/ - O F-35 Joint...
- Advertisement -
- Advertisement -