domingo, junho 13, 2021

Gripen para o Brasil

A volta em Marte em 90 dias: rover chinês sai da plataforma

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Rover chinês Zhurong fotografa a plataforma de pouso de onde saiu para iniciar a exploração da superfície de Marte – foto Reuters via BBC

Começou o rolê de 90 dias marcianos do rover chinês Zhurong, que desceu de sua plataforma de pouso para a superfície de Marte. Acompanhe mais esta notícia da nova corrida espacial, rumo ao planeta vermelho, nesta matéria da série “Vale a pena abduzir de novo”, oferecida pela banda Abduzidos do iê iê iê!

Será que esta matéria deveria ir para o blog das Forças Terrestres, já que se trata de um rolê de um robô sobre rodas? Mas ele não está sobre a Terra, e sim sobre Marte, então deveria ir para algum novo blog chamado Forças Marcianas? Na dúvida, melhor falar do assunto aqui mesmo no Poder Aéreo, que desde a primeira matéria da série “Vale a pena abduzir de novo” vem abrigando essas notícias espaciais e ufológicas com pegada abduzida.

E o assunto do momento é a missão Tianwen-1 da China, cujo conjunto plataforma / rover pousou em Marte há uma semana: o rover Zhurong acabou de sair do alto da plataforma de pouso e iniciou a exploração da superfície marciana – coisa que até outro dia era  “monopólio” da NASA, a agência espacial dos Estados Unidos. Sim, meus amigos, uma nova corrida espacial está em curso, entre americanos e chineses, e os objetivos são a Lua, Marte e além. Na imagem em preto e branco acima, podemos ver a plataforma de pouso vazia e os primeiros rastros de suas rodas sobre o superfície de Marte. Também se vê, sob a sombra de painéis solares, parte das rodas traseiras. Dá uma certa sensação de solidão, não acham?

90 dias marcianos

Reportagem da BBC trouxe mais detalhes sobre a missão Tianwen-1, incluindo a informação, creditada a Zhang Yuhua (vice-chefe da missão) de que o robô de controle remoto foi projetado para operar por 90 dias marcianos (também chamados de “sóis”, que equivalem a 92 dias terrestres), compartilhando com o módulo orbital os dados de sua exploração da superfície de Marte.

Vale esclarecer que a missão Tianwen-1, lançada em julho do ano passado, é composta por três elementos: veículo orbital, plataforma de pouso e robô dotado de rodas. Com a saída bem-sucedida do rover da plataforma de pouso, a China se torna o segundo país, após os Estados Unidos, a operar um veículo robótico desse tipo sobre o planeta vermelho.

O rover / robô Zhurong pesa 240 quilos, é dotado de seis rodas e sua energia é fornecida por painéis solares. Seu nome homenageia um mítico deus do fogo chinês. Na concepção artística abaixo, pode-se ver detalhes do robô e da plataforma que acabou de deixar:

A corrida pela Utopia Marciana

O Zhurong deverá, ainda segundo a BBC, estudar as rochas de Marte e a atmosfera do planeta, procurando também por sinais de vida, água e gelo sob a superfície. O local de pouso e exploração é a planície Utopia, no hemisfério norte marciano, que tem mais de 3.000 quilômetros de comprimento.

Especula-se que Utopia tenha sido formada por um impacto do início da história marciana e há evidências de que tenha abrigado um oceano no passado. Sensores remotos de satélites indicam que há significativos estoques de gelo sob a superfície de Marte. A planície foi onde pousou, em 1976, a missão Viking 2 da NASA.

Falando nos americanos, o rover Perseverance da NASA (também mostrado nesta série), que pesa praticamente 4 vezes mais que o Zhurong, pousou em Marte em fevereiro, e sua missão de exploração está em andamento. Mas essa nova corrida espacial marciana só tem competidores dos EUA e China?

Por enquanto, por conta de dois fracassos de pousos por parte da Agência Espacial Europeia, são só essas duas potências. Mas no ano que vem é possível que os europeus, num projeto conjunto com a Rússia, finalmente consigam se juntar a essa corrida pelas planícies de Marte, com a missão denominada Rosalind Franklin.

A paisagem sobre onde está rodando agora o rover Zhurong, em imagem capturada antes do robô descer da plataforma de pouso – foto CNSA (agência espacial chinesa) via BBC

Esta série é um oferecimento da banda Abduzidos do iê iê iê, um trio de rock que também já deu suas voltinhas por Marte!

vou sempre a-mar-te

“Voltinhas por Marte” é um eufemismo para a grande aventura que os Abduzidos do iê iê iê viveram na superfície marciana. Uma jornada fantástica com direito a perseguições de naves-carros-espaciais e rovers, desencadeada após a abdução da voz do baixista da banda, Johnny Zildo (que canta a música), roubada por um disco voador em formato de Corcel II ! Essas corridinhas de rovers pelo planeta vermelho são fichinha perto da romântica e robótica aventura que você pode conferir no clipe acima, uma verdadeira superprodução interplanetária feita para a música “Vou sempre a-Mar-te”. É só clicar aqui ou na imagem!

Os Abduzidos do iê iê iê muitas vezes são vistos como uma banda de rock, poprock ou rock retrô, ou mesmo um powertrio ou powerpoptrio, e alguns acham que é apenas uma piada em forma de banda. Mas o fato é que nenhum outro grupo de rock do mundo pode dizer, como eles, que também é uma banda do outro mundo: seus integrantes alegam que foram abduzidos nos anos 60 e fizeram muito sucesso em outros planetas nos últimos 50 anos.

Mas o fato é que a glória e o sucesso ainda não chegaram para a banda no planeta Terra. Desde que voltaram, há cerca de três anos, começaram a embalar uma série de shows e então veio a pandemia, cancelando tudo. Preparando sua volta triunfal aos palcos, eles insistem em lançar novas músicas e apoiar esta série, divulgando também seus vídeos aqui no site. Confira abaixo outros dois recentes lançamentos, cada um cantado pelos demais integrantes da banda, o baterista Jack Abdo e o guitarrista Jimmy Zildo.

Barbarella - Abduzidos do ie ie ie

Confira também outros clipes, um de apoio à vacinação e outro que foi presenteado por um fã da banda!

Outras novidades recentes dos Abduzidos do iê iê iê são duas releituras de músicas já lançadas. Uma é VACINAÇÃO DO AMOR, uma divertida mensagem de apoio à vacinação e contra as fake news, baseada na canção originariamente lançada como Abdução do amor“. Outra é o clipe presenteado por um fã da banda, que publica um canal do YouTube chamado “Força Aérea Games” feito para a canção “Mulheres são de Vênus“, que originariamente tinha um lyric video bem simples. Curta os dois vídeos clicando nas imagens abaixo:

Clipe Vacinacao do Amor - Abduzidos do ie ie ie

Curta o primeiro disco na íntegra

Tem muito mais clipes no canal no Youtube da banda (clique para acessar e aproveite para se inscrever) . Entre os vídeos, está o primeiro disco na íntegra, lançado em julho de 2019 e chamado Em Órbita” – clique aqui ou na imagem abaixo para acessar. Quase todas as 12 músicas do álbum já ganharam um videoclipe. Faltam só duas. Depois disso eles partirão, não da Terra, mas para lançar um novo single que já está no forno e gravar o segundo disco.

Siga a banda também nas redes sociais:

- Advertisement -

47 Comments

Subscribe
Notify of
guest
47 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mathias

Dinheiro mal gasto, não conseguem nem explorar o fundo dos oceanos e perdem tempo em Marte.

Last edited 21 dias atrás by Mathias
André Macedo

Talvez pq o vácuo do espaço não tem toneladas de água fazendo peso na sua cabeça? A profundidade média do Atlântico é de 8000m, o recorde de mergulho de um submarino nuclear é de “apenas” 1000m, passando disso só drones pequenos e com baixa autonomia que não tem condição nenhuma de explorar a imensidão dos oceanos. Atualmente é literalmente mais fácil explorar o espaço do que os oceanos, sem falar que no espaço tem LUZ.

Isso se aprende em hidrostática, é literalmente física do Ensino Fundamental/Médio.

ScudB

“…física do Ensino Fundamental/Médio””
Parece que nosso “colega” pulou essa parte junto com as outras (de pouca importância também , obviamente) como a língua portuguesa e ética.

Agressor's

Acho que deveriam investir bastante também nesse campo de exploração….lá existem mais mistérios do que imaginam…

Agressor's

Various Recordings from the Oceanic Depths 1

https://www.youtube.com/watch?v=bgWwx_5WsIo

Various Recordings from the Oceanic Depths 2

https://www.youtube.com/watch?v=axc76QX__fY

Agressor's

Esse tipo de missão agora a China vai deixar relegada para os que estão ficando pra trás ….

Teropode

Isto é lenda urbana , não acredite nisto e observe quanta tecnologia é utilizada para colocar um Rover em solo marciano ou fazer um voar em Marte , isto envolve o supra sumo de toda ciência exata e sem a possibilidade de usar 8km de fibra ótica ( que facilita bastante as coisas 😂 ),não se compara a uma viajem numa zona abissal . A exploração espacial é um fomentador de desenvolvimento , um ” motor continuo” , uma ação alimenta a outra eternamente .

Last edited 21 dias atrás by Teropode
Nilton L Junior

Meu querido vc sabé o que pressão hidrostática??

Wagner

“Cara, como você é burro. Que coisa absurda! Isso aí que você disse é tudo burrice.”
Caetano Veloso

100nick-Elã

Olha só, um recalcado torcedor dos States, que certamente tem orgulho da pretensa conquista norte-americana da Lua mas desmerece as conquistas chinesas, ou mesmo russo-soviéticas. Chora na cama, que é quentinho?

Mgtow

kkkk….Exatamente nick. Pessoalzinho chega a ser infantil em suas compras de briga para os interesses do EUA

Mgtow

Sempre que é um pais que não seja o teu amado EUA, qualquer grande feito é inutil né minion.

Joli Le Chat

Já está na hora de ter uma Trilogia de quatro e inaugurar o site do Poder Espacial.

Ramon

Realmente é uma coisa que os editores podem pensar futuramente, estamos muito longe de ter alguma coisa tipo a que vemos em filmes, mas creio que nos próximos 20 anos se a humanidade não se destruir podemos ver as primeiras naves espaciais realmente funcionais para viagens espaciais em operação, talvez existam várias ISS em órbita na terra, lua e Marte ou até mesmo postos, mas estou sendo muito otimista pois do jeito que estamos indo é capaz de em vez de ter estações para pesquisa, ter estações de lançamento de armas nucleares no espaço.

Matheus S

Por força do “Tratado do Espaço Sideral” é proibido colocar em órbita armas nucleares assim como ter qualquer atividade bélica na Lua, países como China, Rússia, RU, França, Alemanha, Japão, Índia e EUA assinaram e ratificaram.

Embora o tratado limita a militarização do espaço, nunca a proibiu. Basta ver a quantidade de satélites militares e espiões em órbita. Por isso que acredito que a ideia de impedir a militarização do espaço é ingênua, todas as outras áreas foram militarizadas – terra, mar e ar.

M.@.K

Assinado!

Paulo Sollo

Atenção terráqueos, estão mexendo num vespeiro. Aguardem as consequências!
https://youtu.be/QUY1KYEABz0

Michel

Colega, por mais inusitado que seja, o que você pontuou é bastante interessante. Inclusive parece que há protocolos no U.S. ARMY para lidar com eventualidades “extravagantes”. Se é verdade ou não, não sei. Mas, de minha parte, pondero que não só exército estadunidense desenvolva secretamente algum plano de reação a eventualidades que, a princípio, mostrem-se surreais ou fantasiosas. Enquanto isso, e ao mesmo tempo, unidades de inteligência e espionagem embaralham informações de forma a transmutar verdades em mentiras; e mentiras em “verdades”. Potências como Rússia e China também devem envidar esforços nesse sentido. Ou seja, produzir estudos de reação para… Read more »

Manuel Souza

Seria melhor planejar um sistema Off Grid: computadores e impressoras offline e com alimentação própria).

Marcos 10

Os russos já estiveram por lá antes. E mandaram tambem uma sonda para Venus.
E isso cinquenta anis atras.

Rogerio

Td mundo fala, ngm comprova em nada, mesmo os americanos já foram para lua 60 anos atrás, que disse perdei o caminho?? Ou não tem tecnologia para lua novamente??

Matheus S

A última missão tripulada lunar foi em 1972, isso foi a 49 anos atrás. Há tecnologia, o problema é necessidade política e disposição financeira, essa última influenciada pela primeira. O retorno de um competidor espacial como a China irá ter essa necessidade política para demandar mais recursos para a exploração espacial, uma disposição que estava em marcha lenta desde a queda da URSS e o fim da Guerra Fria.

Defensor da liberdade

Ir à lua de novo hoje é o mesmo que pegar aquela gostosona dos tempos da escola. Tem um total de zero graça, pois metade da escola já traçou.

Manuel Souza

Antigamente tb havia viagens comerciais, via Concorde, com velocidade de quase 2 vezes superior a do som. Mas não temos mais. Antigamente tb tínhamos o ônibus espacial né? Tb n temos mais. A tecnologia avançou e essas coisas que mesmo hj deixariam as pessoas embasbacadas ficaram pra trás. Existe uma coisa no mundo que se chama custo/benefício e disponibilidade financeira. Seis missões Apollo pousaram na Lua. O custo total do programa hj seria de mais de 100 bilhões de dólares. Já o programa Artemis vai custar 35 bilhões de dólares com muito mais capacidade e segurança. Deu pra entender como… Read more »

Flanker

Os primeiros a chegar em Marte foram os EUA, em 1976, com as sondas Viking 1 e 2. Os russos nunca conseguiram pousar uma sonda em solo marciano.
Os primeiros a chegar em Vênus foram os soviéticos, em 1970 e depois em 1975. Os EUA nunca conseguiram pousar uma sonda, de forma controlada e que tenha sobrevivido, naquele planeta.

carcara_br

Sobrou algum cético? acho que a essa altura não.
A china liberou varias imagens interessantes do zhurong, inclusive de um sósia que ficou na terra pra simulações (como ocorre com todos os outros rovers).

Matheus S

Tem até vídeo do sósia que eles vão usar como aprendizado para o rover em Marte.

O vídeo só encontrei no youtube chinês, pode conferir aqui: https://www.bilibili.com/video/BV1eh411v7zF?p=1&share_medium=iphone&share_plat=ios&share_source=COPY&share_tag=s_i&timestamp=1621678834&unique_k=rcOIxx

Andre

Parabéns para a China, que em mais uma área deixa seu antigo senhor comendo poeria, e desta vez é poeira marciana.

Teropode

A urss nunca foi senhor da China , aliás sempre tiveram uma relação de amor e ódio , muitos dizem que com a morte de Mao a China passou ser mais assertiva em relação ao resto da comunidade vermelha , o timoneiro tinha por lema ” China primeiro” , a urss foi derrotada no campo político e econômico e a China , dispensa comentários …

Matheus S

O afastamento começou na morte de Stalin, quando Mao não se contentou em ser um vassalo soviético e começou a governar independentemente da vontade da URSS. No discurso de Khruschev em que criticou o sistema stalinista, a liderança chinesa achou particularmente ofensivo, pois estavam exaltando Mao em escala stalinesca, foi aí que a cooperação no campo das armas nucleares começou a se deteriorar e em 1958 paralisou de vez, porém essa cooperação deu resultados sólidos para o desenvolvimento de armas nucleares chineses. E para piorar, teve os embates na ilha de Damansky e no Extremo Oriente, em razão disso a… Read more »

Antoniokings

Em tempo:
A China acabou de anunciar a construção simultânea que quatro novas centrais nucleares com apoio e tecnologia russos.

Paulo Drusnam

Sabichão…

Andre

Mesmo assim, em diversas outras áreas, como tecnologia furtiva e construção de porta aviões está muito à frente.

Maurício.

Andre, você tem alguma coisa contra os russos? Eu pergunto isso porque cada matéria falando da China você sempre coloca os russos no meio da conversa, parece até uma síndrome, uma inveja, uma dor de cotovelo, um amor platônico ou algo do gênero, até parece que você tem alguma coisa mal resolvida com o Putin…rsrsrs

Andre

Nada contra. Te incomoda ter a realidade destacada?

Nilton L Junior

As fotos enganam mas o rover é grande.

fewoz

Ué, onde está o pessoal de um certo “gigante” latino-americano que vivia falando “soltou pecinha”? De repente sumiram todos? Quem desdenhava queria comprar, mas o orgulho de quem sempre comia mortadela e arrotava caviar sempre foi mais alto.

Parabéns à China. Estão na vanguarda de quase tudo e com um ritmo assombroso de evolução em todas as áreas, especialmente em linhas ferroviárias de alta velocidade, que é o que mais interessa.

Leonardo Bastos

Gostaria de entender melhor as utilidades de uma missão robótica como essa…

Last edited 20 dias atrás by Leonardo Bastos
Matheus S

kkkkkkkkkkkkk

Instantaneamente me lembrei de que alguns leitores na matéria anterior de Marte com o pouso realizado com sucesso dessa missão chinesa, eles não estavam acreditando que a China conseguiu realizar o feito, com isso pediram fotos e filmagens.

Pois bem, aos iludidos, a prova está aí.

O que vocês querem agora como prova?

Live no youtube?

Normand

Se soltar pecinha como último foguete, ao menos não tem risco de cair na cabeça de ninguém.

🙂

Nilton L Junior

Mais um mimimi, bom mesmo é vender travesseiro né.

sub urbano

Da pra perceber a semelhança com os rovers lunares Yutu, são pragmáticos e vão chegar longe. De qualquer forma estão atrás dos americanos que estão prestes a descobrir fósseis em Marte. Eu acredito que nos próximos meses a NASA anunciará que detectou indícios de vida antiga em Marte.

Pedro

Ótimo. Essa corrida espacial, nos leva simultaneamente a uma corrida para o futuro, com inovações em todos os campos de pesquisa, Avante China! Avante USA! Avante Índia! Avante UE! Avante Japão! Avante Rússia!

Denis

Beltalowda a caminho.

Last edited 19 dias atrás by Denis
Marcelo Baptista

ya boss!

angelo

Logo logo começam a guerra fria sino americana em Marte….e viva o ser humano. Não nega sua natureza seja onde for.

Masculino

“A missão é espetacular, como os chineses, cultura milenar. Eles planejam realizar, de uma só vez, três passos que a NASA levou várias décadas para realizar: entrar em órbita, pousar na superfície e então dirigir um rover ”, disse Roberto Orosei, do Instituto de Radioastronomia de Bolonha, Itália. Outros marcos espaciais no ano passado incluem o satélite GPS BeiDou final e o primeiro de 11 lançamentos para construir uma estação espacial. China, um espetáculo.

Reportagens especiais

‘Defesa Store’: a loja online das Forças de Defesa!

Conheça a nossa loja www.defesastore.com.br de produtos referentes aos assuntos tratados nos sites Forças de Defesa: camisetas, canecas, cases de...
- Advertisement -
- Advertisement -