terça-feira, setembro 28, 2021

Gripen para o Brasil

Grupo Alaska Air encomenda nove novas aeronaves E175 para a Horizon Air

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

São José dos Campos – SP, 12 de maio de 2021 – A Embraer anunciou a venda de nove novos jatos E175 para o Grupo Alaska Air e sua subsidiária Horizon Air. As aeronaves E175 voarão exclusivamente com a Alaska Airlines, sob um acordo de compra de capacidade (CPA-Capacity Purchase Agreement, em inglês). O valor do contrato, o qual será incluído na carteira de pedidos da Embraer do segundo trimestre, é de US$ 449,1 milhões, com base nos preços de lista atuais.

“Temos gerenciado os impactos da pandemia e estamos em um caminho sólido de recuperação. O E175 continua sendo uma parte fundamental de nossa estratégia”, disse Nat Pieper, Vice-Presidente Sênior de Frota, Finanças e Alianças da Alaska Airlines. “Estamos entusiasmados com o crescimento nos próximos anos, o que sempre esteve no DNA da Alaska. O E175 é um avião excelente para nos ajudar a adicionar novas rotas e frequências e para complementar nossas aeronaves da linha principal para atender à demanda flutuante com a capacidade certa”.

A Alaska Airlines, um novo membro da oneworld Alliance, tem atualmente 62 jatos Embraer E175 em sua frota, operada pelas companhias Horizon Air e SkyWest Airlines. A aeronave de 76 assentos será entregue com a pintura da Alaska Airlines e configuração de três classes de serviço, a partir de 2022.

Joe Sprague, Presidente e CEO da Horizon Air, disse: “Nossos clientes amam o conforto e a conveniência do E175, especialmente sua configuração de dois assentos de cada lado do corredor, o que significa que ninguém precisa se acomodar em um assento no meio. O tamanho e a eficiência do E175 também nos permitem impulsionar voos em mercados-chave, oferecendo aos nossos clientes a flexibilidade que eles desejam”.

Mark Neely, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da Embraer Aviação Comercial para as Américas, diz que “o E175 é verdadeiramente a espinha dorsal do mercado regional da América do Norte; a participação de mercado da Embraer no segmento de 70-90 assentos na região é de 85%. Atualmente, há 588 jatos E175 voando em companhias dos EUA e Canadá para cidades do Canadá, Estados Unidos, México e América Central”.

O Grupo Alaska Air também anunciou, hoje, um acordo para mais oito aeronaves E175 com a SkyWest Airlines. Quando todas as 17 aeronaves anunciadas hoje forem entregues, o Grupo Alaska Air terá 79 jatos E175 em sua frota regional operada pela Horizon e SkyWest.

A Horizon está convertendo nove opções de seu contrato de abril de 2016 em pedidos firmes. Somados aos três pedidos firmes restantes da Horizon, eles terão uma frota de 42 jatos E175 voando para a Alaska Airlines, quando todas as aeronaves forem entregues.

O E175 tem sido fundamental para as operadoras pois são perfeitamente adequados para reconstruir frequências e adicionar capacidade incremental para atender à crescente demanda doméstica. Durante 2020, foi o primeiro tipo de aeronave a se recuperar, cumprindo 100% do cronograma de 2019 da Alaska Airlines em novembro de 2020. Em outubro passado, o E175 começou a substituir aeronaves maiores em diversas rotas internas no Alasca. A Alaska Airlines também vem construindo sua presença na Califórnia com o acréscimo de novas rotas sazonais entre cidades da Califórnia e do estado de Montana com o E175.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA

Maravilha!

Willber Rodrigues

A Embraer, apesar de tudo, está conseguindo se virar bem no meio dessa crise na aviação, gerado pela pandemia.

karl Bonfim

Nada como um dia após um outro!
Né Dona EMBRAER?
Para melhorar ainda mais, só falta a EMBRAER divulgar os primeiros pedidos do E2-175 (espero).
Aí sim, vai ser só alegria!

Last edited 4 meses atrás by karl Bonfim
FernandoEMB

Com estas 17 vendas de hoje, o número de Jato Embraer 175 encomendados pelas empresas dos EUA já ultrapassa a marca de 700 aeronaves!!!!

Tallguiese

Cara Tem um doido aí que só dá deslike. Um colega aí só falou “maravilha” e levou deslike. Que coisa heim?

FernandoEMB

Já imagino quem sejam os “haters”… é só ignorar o fato.

Joelson Cesário da Costa

“Deslikes”… deve ser negajacionista! 🙂 🙂 🙂

Thiago Pires

A Embraer dá provas de competência e mostra que a venda para Boeing não foi nem era necessária!
Com essas duas vendas já são 49 aeronaves vendidas em 2021 com quase 3,4 bilhões de dólares em vendas

EduardoSP

A Embraer, além de capacidade tem sorte.
Embora a aposta no 175E2 tenha, até o momento, dado errado, não teve maiores consequências
O 175 é o único jato disponível no segmento de 70/90 lugares. Bombardier caiu fora e a Mitsubish, com um projeto bem dimensionado, desistiu diante de dificuldades no desenvolvimento.

João

Sim, e se os limites de peso que o sindicato americano impõe forem aumentados, 0 175E2 vai ter uma grande parcela na renovação de frota dos E-jets de primeira geração, se não me engano, são quase 700 entre EUA e Canadá.

DanielJr

Ótima notícia

Programador

É o E175 de primeira geração?

Rafael Cordeiro

Exatamente, nos EUA existe limite de capacidade do avião para determinada faixa salarial do piloto, ou seja, se fosse encomenda do 175-E2 a empresa deve aumentar também o piso salarial do piloto, dentro de outras regras da aviação civil por lá. Existem ações na justiça americana para que haja mudança nessa área, mas lá os sindicatos ainda possuem bastante força.

Se essas regras mudarem, os 175-E2 terão um excelente mercado a ser explorado!

Fernando EMB

A limitação que afeta o E175E2 nos EUA está no MTOW, e não na capacidade de assentos. Mesmo porque é normal remover assentos para atender suas limites de capacidade.

Programador

A Embraer deveria ter projetado esse avião atendendo o MTOW as empresas americanas são clientes importantes

Last edited 4 meses atrás by Programador
Adriano Madureira

As rotas das aeronaves da alaska Air são bem vastas,certamente uma boa escolha para a empresa

comment image

Thiago jose Silva de carvalho

As viúvas do acordo nefasto com a boeing desapareceram.

Últimas Notícias

Zhuhai Airshow 2021: Apresentação do caça stealth Chengdu J-20

Pela primeira vez, o caça J-20 da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF) equipado com...
- Advertisement -
- Advertisement -