sábado, outubro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Saab entrega terceiro GlobalEye aos Emirados Árabes Unidos

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Saab entregou a terceira aeronave GlobalEye aos EAU em 20 de fevereiro de 2021

Isso segue as entregas anteriores da GlobalEye pela Saab em abril e setembro de 2020. Os Emirados Árabes Unidos encomendaram um total de cinco aeronaves GlobalEye.

“Concluir três entregas de uma solução tão avançada como a GlobalEye em menos de um ano prova a sólida experiência da Saab como fornecedora de soluções de alta tecnologia e nosso foco em cumprir nossos compromissos, especialmente dadas as circunstâncias atuais. Ao lidar com todo o processo, incluindo o desenvolvimento e integração de sensores, estamos exclusivamente no controle de cada parte crítica deste programa complexo”, disse Micael Johansson, presidente e CEO da Saab.

O GlobalEye é a solução de controle e alerta antecipado aerotransportado mais recente da Saab. Oferece vigilância aérea, marítima e terrestre excepcional em uma única plataforma.

O GlobalEye combina o radar de alcance estendido Erieye da Saab e uma variedade de sensores avançados adicionais com a aeronave Global 6000 de alcance ultralongo da Bombardier.

DIVULGAÇÃO: Saab

- Advertisement -

8 Comments

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando Martins

Pra mim é interessante ver essa similaridade nas soluções encontradas pelas forças armadas suecas e brasileiras. É uma pena que a SAAB não tenha conquistado a concorrência para desenvolver o PROSUP em detrimento das fragatas alemãs. Gostaria de ver mais profundidade nessa cooperação Brasil/Países Nórdicos. Eles também ‘sofrem’ com o Atlântico e não se dobram muito aos interesses de Washington, não.

Dod

Ou galera como funciona o sistema de guiamento dos misseis IR do f-22 sendo que eles estão guardado, por exemplo em um combate dogfight como missil iria “enxergar” o “bandido”?

Maurício.

Dod, num combate dogfight a baia onde está o AIM-9 é aberta por algum tempo, depois que o míssil trava no alvo e é lançado, a baia se fecha novamente, tudo é muito rápido.
Olha o início desse vídeo, onde a baia do AIM-9 é aberta em vôo, mas os mísseis lançados são AIM-120.
https://youtu.be/Ra53Za1SnhM

Adriano Madureira

Ver um país como os Emirados Árabes,país 102 vezes menor do que o Brasil com três GlobalEye,uma das aeronaves de vigilância mais moderna do mercado,é ver como alguns levam a sua segurança a sério…

Apesar de quê a área alí é quente e instável,ao contrário do Brasil.

comment image
comment image

nonato

Território tão pequeno
Para que tantos aviões AWACS?
Acho que até o radar terrestre vê tudo.
Esse Global Eye praticamente vai voar em círculos.
Se não invade o território de outros paises.

Wellington Góes

Porque lá, a situação é complicada, 24h por dia, 7 dias por semana, o ano inteiro…

Wellington Góes

Mais uma situação a qual saímos na frente e deixamos o bonde passar… A Embraer e o Brasil poderiam estar dominando esse mercado de aeronaves de inteligência de médio e pequeno porte… Decisões focadas em sermos meros dobradores de lata, fizeram-nos perder oportunidades de avançar com eletrônica embarcada (que é o filão da indústria aeroespacial)…

Last edited 8 meses atrás by Wellington Góes
nonato

Não seria mais fácil para os países do golfo fazer um oleoduto direto para o mar vermelho ou para o oceano indico evitando navegar no golfo persico?
Usando a mesma lógica da China o golfo persico é do Irã e o oceano indico é da Índia…

Últimas Notícias

Embraer comemora 20 anos do início das operações de ensaio em voo em Gavião Peixoto

Gavião Peixoto – SP, 22 de outubro de 2021 - Um dos principais complexos industriais da Embraer no Brasil,...
- Advertisement -
- Advertisement -