Home Aviação de Ataque Fabricantes de caças entregam propostas ao Governo do Canadá

Fabricantes de caças entregam propostas ao Governo do Canadá

3347
25
Boeing F/A-18E Super Hornet para o Canadá
Boeing F/A-18E Super Hornet para o Canadá

GATINEAU, Quebec — O Governo do Canadá está comprometido em fornecer aos membros da Força Aérea Real Canadense (RCAF) as aeronaves necessárias para realizar seu trabalho, garantindo o melhor valor possível para os canadenses.

Hoje (31.07) foi atingido um marco significativo no processo de substituição da frota de aviões de combate do Canadá. Em resposta à solicitação formal de propostas divulgada no último verão, os seguintes fornecedores elegíveis enviaram propostas:

  • Governo sueco – SAAB AB (publ) – Aeronautics com Diehl Defense GmbH & Co. KG, MBDA UK Ltd. e RAFAEL Advanced Defense Systems Ltd.
  • Governo dos Estados Unidos – Lockheed Martin Corporation (Lockheed Martin Aeronautics Company) com Pratt & Whitney
  • Governo dos Estados Unidos – A Boeing Company com a Peraton Canada Corp., CAE Inc., L3 Technologies MAS Inc., GE Canada e Raytheon Canada Limited Services and Support Division.

As propostas serão rigorosamente avaliadas em elementos de capacidade (60%), custo (20%) e benefícios econômicos (20%).

Durante a avaliação, um processo de conformidade de licitação em fases será usado para garantir que os licitantes tenham a oportunidade de resolver a não conformidade relacionada a critérios obrigatórios em suas propostas.

Prevê-se que a avaliação inicial das propostas seja concluída na primavera de 2021, momento em que o Canadá poderá optar por dialogar com dois ou mais concorrentes compatíveis e solicitar propostas revisadas.

O Canadá finalizará os termos com o licitante preferido antes da adjudicação do contrato, prevista para 2022. A entrega da primeira aeronave é esperada para 2025.

Lockheed Martin F-35
Lockheed Martin F-35

Citações

“Estou extremamente orgulhoso do trabalho duro e da dedicação em alcançar esse importante marco no processo de aquisição de frotas de caça. Estou confiante de que cumpriremos o compromisso do governo de fornecer à Royal Canadian Air Force o jato de combate certo, pelo preço certo, com os benefícios sociais e econômicos certos para os canadenses ”, disse Anita Anand, Ministra de Serviços Públicos e Compras.

“Por meio de nossa política de defesa totalmente custeada e financiada, Strong, Secure, Engaged, nosso governo se comprometeu a comprar uma frota completa de 88 aeronaves para poder cumprir nossas obrigações NORAD e OTAN simultaneamente. Caças modernos e eficientes são parte integrante de qualquer força aérea e continuamos a trabalhar diligentemente para garantir aos membros da Força Aérea Real Canadense as ferramentas necessárias para proteger o Canadá, em casa e no exterior”, afirmou Harjit S. Sajjan, Ministro da Defesa Nacional.

Saab Gripen E

Dados gerais

Como parte de sua política de defesa, o governo está adquirindo 88 aviões de combate avançados. Este é o investimento mais significativo na RCAF em mais de 30 anos e é essencial para proteger a segurança dos canadenses e cumprir as obrigações internacionais.

Os funcionários realizaram amplo envolvimento com as indústrias aeroespacial e de defesa canadense para garantir que estejam bem posicionados para participar da aquisição.

A Política de Benefícios Industriais e Tecnológicos do Canadá, incluindo a Proposta de Valor, aplica-se a esta aquisição. Espera-se que isso gere empregos de alto valor e crescimento econômico para os negócios aeroespaciais e de defesa canadenses nas próximas décadas. Os licitantes foram solicitados a demonstrar como cumprirão os requisitos de benefícios econômicos do governo do Canadá. Aqueles que fornecem garantias contratuais receberão pontos mais altos na avaliação da Proposta de Valor.

Um monitor independente de justiça está supervisionando todo o processo, para garantir condições equitativas para todos os potenciais concorrentes.

Um revisor independente também foi contratado para avaliar a qualidade e a eficácia da abordagem de compras.

FONTE: Serviços Públicos e Compras no Canadá

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando Turatti
Fernando Turatti
11 dias atrás

A famosa concorrência pra inglês ver. Duvido até mesmo que a Boeing é saab tenham qualquer confiança nessa palhaçada chamada Canadá.

IBIZ
IBIZ
Reply to  Fernando Turatti
9 dias atrás

Pois é. Historicamente o Canada é muita submisso aos EUA e nunca deixou de ceder a nenhuma pressão americana, especialmente no setor militar. A gente até esquece que é um país independente. A impressão que fica é que é um “Panamá” do Norte. E o Brasil hoje em dia segue caminho até pior!

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  IBIZ
9 dias atrás

Mas pense bem: com o tamanho do Canadá (é o segundo maior país do mundo em território), é ótimo ter um amigo como os EUA, cede-se naturalmente à pressão dele….

Luiz Antonio
Luiz Antonio
11 dias atrás

Jogo de cartas marcadas. A Saab sô foi incluída para transmitir “imparcialidade”. Nem vale a pena perder tempo com isso. Serviu para reafirmar minha sensação que a parceria Embraer-Saab não é parceria e sim interesses especificos e que nao se traduzirao em receitas significativas para a Embraer. A Saab oferece tudo para todo mundo.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
11 dias atrás

O F-35 deve levar essa, mas seria melhor o F-18 ou o Gripen podem não ser stealth mas são mais velozes e para quem só vai ter um único vetor é melhor um que tenha mais velocidade para algumas interceptações.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Fabio Araujo
11 dias atrás

Também acho! No Canadá se de a lógica vai dar F-35, que deve ser tornar uma espécie de padrão da OTAN e aliados dos EUA, ainda mais quando aparecerem novas versões melhoradas, assim como aconteceu com o F-16, o FA-18 E/F Super Hornet também tem chances. O Gripen NG é uma verdadeira zebra!

DSC
DSC
Reply to  Fabio Araujo
11 dias atrás

Não. Isso não é verdade. Assim como um F-22, um F-35 é sempre capaz de atingir/voar à sua velocidade máxima (que é de Mach 1.6 em todas as versões do F-35) com qualquer configuração interna de armamento. https://youtu.be/O_b6vCOLLz8 Isso é superior ou pelo menos igual à maioria dos caças de 4ª/4.5 geração quando armados e equipados para combate para a maioria das missões. Exemplos: Um F/A-18E Super Hornet equipado com apenas 2 AIM-9 Sidewinder + 2 AIM-120 AMRAAM tem uma velocidade máxima de apenas Mach 1.6. Um Eurofighter Typhoon equipado com 2 mísseis de curto alcance + 4 mísseis de… Read more »

Ramon Grigio
Ramon Grigio
Reply to  DSC
9 dias atrás

Lendo isso lembrei de um comentário do Rinaldo Nery, onde ele conseguiu a informação que o F-5E em configuração de combate é, basicamente, uma aeronave subsônica…

Se for ver esses 4,5G ainda desempenham muito bem.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
11 dias atrás

Vai dar SH ou ( mais provável ) F-35. O resto é pra “inglês ver…”

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Willber Rodrigues
11 dias atrás

Pode ser, mas o SAAB Gripen NG é zebra!

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Karl Bonfim
11 dias atrás

Independente da qualidade do Gripen, o fator político fala mais alto. E pode saber que o Tio Sam vai usar todo seu peso político junto ao Canadá pra que o próximo caça deles seja F-35 ou, no mínimo, SH.

Luiz Antonio
Luiz Antonio
Reply to  Willber Rodrigues
11 dias atrás

Creio que até pelo histórico da Força Aérea Canadense vai dar SH-18.

Rodrigo LD
Rodrigo LD
11 dias atrás

Concorrência somente para cumprir tabela. É LM F-35 sem a menor dúvida. Abraço, camaradas.

Marcelo M
Marcelo M
11 dias atrás

Não se esqueçam que o Canadá já comprou migs 21 no meio da guerra fria, e que não há muito alinhamento com a administração de Trump.

Luiz
Luiz
Reply to  Marcelo M
11 dias atrás

Marcelo, a questão é que a decisão só vai ocorrer ano que vem, e é possível que Trump não seja mais o presidente.

Gosto muito do Gripen e da SAAB, mas se eles ganharem vai ser uma zebra ao nível Mirassol.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Luiz
10 dias atrás

Até aqui precisam me lembrar do vexame do meu tricolor kkkkkk

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Marcelo M
11 dias atrás

Marcelo, de novo com esse papo de Canadá usando MiG-21? Falando assim as pessoas não vão perceber que isso é uma uma brincadeira bem humorada.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Leandro Costa
10 dias atrás

Uau! Negativaram até a informação de que MiG-21’s na RCAF é lenda (como se já não fosse óbvio o suficiente hehehehe)

Augusto
Augusto
11 dias atrás

Em termos de custos e benefícios econômicos é de se esperar que os suecos sejam bastante agressivos. Não deve ser suficiente.

Vitor Hugo
11 dias atrás

Devido ao fato de empresas canadenses estarem envolvidas no projeto, vai dar F35.
Com toda razão.

Leonardo M.
Leonardo M.
11 dias atrás

Tá tão na cara que vai dar americanos com f-18/35 que nem Rafale nem o consórcio Eurofighter quiseram entrar na briga.

Kael Von Waizer
Kael Von Waizer
10 dias atrás

A meu ver o favorito é o Lockheed Martin F-35, porem acredito que o Boeing F-15EX também tenha grandes chances. Já os Boeing F/A-18E/F e Saab JAS 39 tem poucas chances, mas surpresa seria mesmo se escolhessem o Lockheed Martin F-16.

jagderband#44
jagderband#44
10 dias atrás

Senti falta do poderoso SU35 e do imbatível J20 nessa concorrência

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  jagderband#44
10 dias atrás

Esqueceu do SU-57 o avião que ninguém vê.

Alexandre
Alexandre
10 dias atrás

Gostaria q desse saab,mas,n vai.