Home Aviação de Ataque FOTO: Gripen E 39-9 com míssil de cruzeiro e pod de guerra...

FOTO: Gripen E 39-9 com míssil de cruzeiro e pod de guerra eletrônica

7062
85

Em foto da Saab, o Gripen E 39-9 com míssil de cruzeiro Taurus KEPD 350, o Saab Electronic Attack Jammer Pod (EAJP) e o míssil ar-ar Diehl IRIS-T.

Segundo a Saab, os testes agora estão focados na validação dos sistemas de missão da aeronave, como o radar, o sistema de busca e rastreamento por infravermelho (IRST), guerra eletrônica (EW) e outros sistemas de missão.

A aeronave pode transportar um sistema EW em casulo para fornecer um recurso de ataque eletrônico (EA) análogo ao Boeing EA-18G Growler.

O Saab Electronic Attack Jammer Pod (EAJP) fornece cobertura para frente e para trás para apoiar a entrada, ataque e saída de um pacote de aeronaves de ataque. Utiliza um sistema de vigilância e aquisição VHF/UHF de radar nas bandas L e S que incorpora a tecnologia AESA de nitreto de gálio (GaN).

Subscribe
Notify of
guest
85 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tutu
6 meses atrás

A fab comprou esse pod?

Doug385
Doug385
Reply to  Tutu
6 meses atrás

Se não me engano a FAB comprou os pods Skyshield da Rafael para proteção de um pacote de ataque em incursão. Não se falou mais sobre isso.

Matheus
Matheus
Reply to  Tutu
6 meses atrás

tem matéria aqui onde mostra todos os mísseis e equipamentos que a FAB adquiriu.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Matheus,
A entrega desses mísseis será feita acompanhando o cronograma de entrega dos aviões?

Matheus
Matheus
Reply to  Luiz Galvão
6 meses atrás

Não se sabe, acredito eu que alguns já devem ter sido entregues, assim como foi com os torpedos F21 da Marinha,

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Lista de equipamentos Gripen-E/FAB:

IRIS-T da Diehl,A-Darter,MBDA Meteor,bomba Spice 250, Spice 1000.
Para missões de reconhecimento e designação de alvos estão os pods Rafael Reccelite XR e o designador de alvos Litening 5.
Na parte de armamentos ar-solo estão os mísseis subsônicos antinavio RBS15 com guiagem por radar ativo na Banda J, alcance de 200 quilômetros e com ogiva de aproximadamente 200 kg (superior aos Exocet).

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Adriano, Thanks!

Alguma informação sobre quantidades?

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Robert Smith
6 meses atrás

infelizmente não tenho…

Tutu
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Nunca entendi por que a fab nunca tentou adquirir mísseis Ar-Terra para seus principais vetores de ataque, tanto o AMX quanto os A-29 podem receber esse tipo de armamento.

Tutu
Reply to  Tutu
6 meses atrás

Seria muito bem ver um AGM-114 nessa lista.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

E não esqueça do MICLA-BR, vai ser uma plataforma e tanto!

Paulo Victor Soares
Paulo Victor Soares
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Adriano, desculpa… mas vc poderia dizer qual a fonte dessas infos?

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Paulo Victor Soares
6 meses atrás

T&D n.136.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Paulo Victor Soares
6 meses atrás

Foi no site T&D Paulo…

Dod
Dod
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Ué qual a diferença do IRIS-T para o A-Darter ? Os 2 são de calor. Aquele abraço 🙂

Tutu
Reply to  Dod
6 meses atrás

Ambos são de 5° geração e bem avançados, porém o IRIS-T tem a fama de ser o melhor na sua categoria, provavelmente serão colocados em uma escala de 1° linha (IRIS-T) e 2° linha (A-Darter).

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

A-Darter não será industrializado. O METEOR também foi adquirido.

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Tutu
6 meses atrás

Dificilmente. Nunca divulgaram nada sobre isso.

A FAB já utiliza o Skyshield israelense.

Abraços.

Augusto L
Augusto L
Reply to  GFC_RJ
6 meses atrás

A FAB não precisa comprar, O Gripen NG ja vem com uma suíte eletrônica completa, não precisa de um pod defensivo como o Skyshield ou similares.

O bom seria aquele Arexis, ja que é um conjunto stand off jammer assim como os NGJ dos growlers

FighterBR
FighterBR
Reply to  Tutu
6 meses atrás

A FAB comprou o RBS-15F

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  FighterBR
6 meses atrás

Tem certeza? Nunca encontrei nada nesse sentido (eu não te negativei, é só uma pergunta mesmo).

Carlos Campos
Carlos Campos
6 meses atrás

O Pod é um complemento ao sistema EW do Gripen que já é muito bom, mas para ele esconder um grupo de A-1 com bombas esse POD é essencial, quanto ao Taurus seria legal tê-lo mas bora focar no MICLA

Augusto L
Augusto L
Reply to  Carlos Campos
6 meses atrás

“O Pod é um complemento ao sistema EW do Gripen que já é muito bom, mas para ele esconder um grupo de A-1 com bombas esse POD é essencial, quanto ao Taurus seria legal tê-lo mas bora focar no MICLA“

Não sabemos afirmar isso ainda Carlos, ja que não sabemos se é um pod semelhante ao Skyshield ou um NGJ, se for um Skyshield, a versão do Gripen que compramos ja vem internamente com jammers voltados a essa função que voce descreve, portanto não precisaria.

João Bosco
João Bosco
6 meses atrás

Da série ” sonhar não paga imposto” : magine uma versão biposto brasileira dedicada exclusivamente a missões SEAD e EW do Gripen, nos moldes de EF-18G Growler?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  João Bosco
6 meses atrás

Achei que a ideia fosse justamente essa 🙂

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  João Bosco
6 meses atrás

Porque AINDA não paga imposto, eu sonho.
O biplace “growler” seria muito maneiro!

Claudio Severino da Silva
Claudio Severino da Silva
Reply to  João Bosco
6 meses atrás

Considerando o presente artigo o monoposto Gripen, com somente o piloto, consegue realizar o mesmo ( ou análogo, com declara o artigo) trabalho que o biposto Super F-18 Growler.

Leonardo de Araújo
Leonardo de Araújo
Reply to  João Bosco
6 meses atrás

O sonho já virou realidade e custou dinheiro de nossos impostos, que por bem foi empregado de forma certa nesse caso do FX-2.
Com certeza o F-39 F pode fazer o papel de EW com um pod Arexis. Nada impossivel isso acontecer.

Oséias
Oséias
6 meses atrás

Houve boatos de que a FAB estava pensando em comprar o Taurus Kepd.
Alguem sabe se é verdade e se deram sequencia ao plano?

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Oséias
6 meses atrás

Acho mais provável que a FAB foque no desenvolvimento do MTC-300 versão Ar-Terra(se realmente existir e o projeto continuar).Até porque operar 2 mísseis de cruzeiro é só para gente grande mesmo,muito além das capacidades da nossa modesta força aérea.

FighterBR
FighterBR
Reply to  Oséias
6 meses atrás

Lá no começo da compra do pacote de armas, avaliaram o Taurus KEPD. Não sei que fim levou.

Maurício.
Maurício.
6 meses atrás

Na minha opinião, a FAB tem que armar os Gripen com algum míssil antinavio, seja ele qual for, é inadmissível que em pleno 2020, a FAB não tenha nenhum caça com essa capacidade, nem que seja o amx.
Treinar ataques a baixa altitude, com a MB ou a usnavy é ridículo, pode até obter alguns acertos, mas a guerra das Malvinas mostrou que não é a melhor opção, o Skyhawk da MB também tinha que ter essa capacidade, mas os devaneios da MB parecem ser maiores do que os da FAB.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  Maurício.
6 meses atrás

Maurício,
Concordo contigo e acho também que o problema aí seria mais político.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Maurício.
6 meses atrás

Por este e outros motivos, a MArinha dificilmente se equipará com Gripen…. Quando tiverem oportunidade, virão de f18,16,15 e se bobear rafale…

Ilan
Ilan
Reply to  Saldanha da Gama
6 meses atrás

F-16, F-15 na Marinha, Saldanha da Gama, é difícil. F-18 ou Rafale seriam mais plausíveis.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Ilan
6 meses atrás

F16 e f15 são tão plausíveis quanto o gripen, visto irem operar a partir de terra de qualquer das formas, dada a ausência de navio aeródromo.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Peter nine nine
6 meses atrás

Exato, da mesma forma em que os Tornado da Marineflieger operaram durante anos.

Flávio H.M.C.O
Flávio H.M.C.O
Reply to  Leandro Costa
6 meses atrás

E os F/A-18 Hornet espanhóis… da armada… Creio que hoje estejam com a força aérea… A Marinha russa também opera su-30 “terrestre”

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Flávio H.M.C.O
6 meses atrás

A Marinha Espanhola nunca operou os EF-18, mas sim os AV-8.

Ivan
Ivan
Reply to  Leandro Costa
6 meses atrás

Situações diferentes, Leandro Costa.

Ivan
Ivan
Reply to  Peter nine nine
6 meses atrás

Peter, F16 versão naval não existe, já o Gripen tem projeto em Carrier o SeaGripen, portanto plausível. O F-15 não existe embarcado, mas pelo seu alcance para proteger a nossa Costa marítima é plausível tb. Mas, creio que os colegas citaram aeronaves já testadas e que são navais como o F-18SH e o Rafale. Para a nossa Costa marítima seria qualquer caça com grande alcance e de primeira linha.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Saldanha da Gama
6 meses atrás

Rafale não é uma boa, parece que até os indianos estão reclamando do custo, e se eles que tem bala na gulha estão assim, imagine quem não tem

nonato
nonato
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Como assim? Custo de quê?
Eles não sabiam dos custos na hora de comprar?
Por falar nisso, os indianos já receberam algum Rafale?
Quantos?

Nostra
Nostra
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Neither the government nor IAF has any complains with the price AFTER the deal was signed. The deal was signed after both parties were satisfied with the terms laid down mutually in the contract. What you claimed is totally incorrect and false.
comment image

Nostra
Nostra
Reply to  Nostra
6 meses atrás

comment image

Nostra
Nostra
Reply to  Nostra
6 meses atrás

comment image

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Saldanha da Gama
6 meses atrás

Os vetores elencados, não traduzem minha preferência e sim e apenas postar, que o que a FAB tiver, a MARINHA terá diferente e acho que muitos sabem o porquê…Minha preferência seria o f15, su35. rafale e f18

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Saldanha da Gama
6 meses atrás

Minha preferência pessoal para a Marinha seria que ela operasse inicialmente os P-3 e finalmente os P-8. Depois poderíamos pensar em Gripens E/F.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Leandro Costa
6 meses atrás

P-8?! Acho que devemos sonhar mais modestamente, ainda são caros para nós…

se nós não conseguimos nem adquirir uma aeronave KC ,tanto que o fizemos através de leasing(737-300ER), quem dirá um esquadrão de P-8…

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Maurício.
6 meses atrás

Sem confirmações oficiais, já vi veículos divulgarem o RBS15.

Abraços.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  GFC_RJ
6 meses atrás

Acho que li sobre isso…

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Apesar dos críticos e das viúvas desconsoladas, esse caça levará a FAB a outro patamar na defesa aérea do território brasileiro🤔🇧🇷

Nossos pilotos já mostraram suas qualidades contra aeronaves superiores pilotando os Mike, imaginem nos Gripen…
Uma versão”Growler” do Gripen-E seria de grande valor militar e quem sabe de exportação para países vizinhos e outros interessados.

Tomcat4,2
Tomcat4,2
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

To sonhando com a FAB de Gripen participando da Red Flag , se já faziam miséria de Mike ,será épico !!!

Alexandre
Alexandre
6 meses atrás

A FAB precisa de 140 unidades do F-39 Gripen E, e 20 unidades do F-39 Gripen F.

200 unidades do Embraer Super Tucano.

40 Helicópteros de Ataque para patrulhar a Amazônia.

Isso seria um grande reforço para proteger o nosso espaço aéreo.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

LOL

Paulotd
Paulotd
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

Compraram o RBS-15? Ficaria muito feliz ver a Fab operando esse excelente míssil anti-navio! daria poder de dissuasão adicional. Comprem logos umas duas dúzias!

Alexandre
Alexandre
Reply to  Paulotd
6 meses atrás

O exército tem 16 sistemas do RBS 70, mas este é anticarro. Quanto aos Super Tucanos da Embraer, a FAB só tem 99 unidades. Os caça Gripen estão a caminho, daqui para 2030 a FAB já terá recebido o primeiro lote de 36 unidades. Os Helicópteros de Ataque, infelizmente a FAB só tem 12 unidades, é quase nada para patrulhar toda a Amazônia, deveria ser uns 40 helicópteros pelo menos, o problema é que são helicópteros russos Mil-Mi 24, e a Rússia não vai passar a transferência de tecnologia deles para que os mesmos possam ser feitos aqui no Brasil,… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

O RBS70 não é anticarro….É antiaéreo.
A FAB teve 99 A-29….hoje tem no máximo 90.
Os helicópteros são Mi-35…..versão mais moderna do Mi-24.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Flanker
6 meses atrás

Deveria vender esses helicópteros que só estão causando prejuízos à FAB por causa da falta de logística. Depender da Rússia é um problema porque ela atrasa o envio de peças de reposição, e aí gera problemas e prejuízos. O ideal é vender estes helicópteros russos para a China ou para a Índia, e o Brasil fabricar um próprio, isso porque tecnologia pra isso nós temos de sobra, é só olhar a Helibras.

Kemen
Kemen
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

Tudo bem esses tem blindagem, lançam misseis e são helicópteros de ataque, deveriamos ter mais, mas o exército também tem helicópteros com lançadores de foguetes nacionais e dispõe de metralhadora para operações menos intensas.

FighterBR
FighterBR
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

Quanta abobrinha…

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

Se chegarem 18 já vou estar feliz, 36 vou pular de alegria……Assim como a entrega das tamandarés e do 2o sub… Aí eu morro de felicidade…

Luis Costa
Luis Costa
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

O governo brasileiro não tem dinheiro para comprar 140 Gripen!

Juvenal
Juvenal
6 meses atrás

Esse caça tem perfil de lift ou treinador avançado nos paises que levam a defesa a sério.

JT8D
JT8D
Reply to  Juvenal
6 meses atrás

A Suécia não leva defesa á sério?

Juvenal
Juvenal
Reply to  JT8D
6 meses atrás

Suécia não dura uma semana contra alguma super potência.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Juvenal
6 meses atrás

falavam o mesmo da Finlandia com a URSS

Nerudarruda
Nerudarruda
Reply to  Juvenal
6 meses atrás

Meu Deus, quanta bobagem se lê por aqui…

Francisco
Francisco
Reply to  Nerudarruda
6 meses atrás

Se serve de consolo, é melhor ler isso que ser cego

Juvenal
Juvenal
Reply to  Nerudarruda
6 meses atrás

A verdade incomoda

Carlos
Carlos
Reply to  Juvenal
6 meses atrás

Nem a Pau , Juvenal kkkkkk

Coutinho
Coutinho
Reply to  Juvenal
6 meses atrás

É a segunda vez que leio alguem dizer que o Gripen é um LIFT. É muita falta de noção!

Juvenal
Juvenal
Reply to  Coutinho
6 meses atrás

Em super potências o gripem não passaria disso. Não é atoa que apenas países sem projeção belica de grandes pretenções utilizam o gripen.

Marcos Cooper
Marcos Cooper
Reply to  Juvenal
6 meses atrás

só lembrando os desinformados: o vizinho da Suécia é só a Rússia. E o Gripen foi criado para encarar qualquer ameaça vinda da…
…Rússia!
Então não é incapaz de cumprir sua missão. Muito pelo contrário!
A verdade incomoda mesmo!

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Juvenal
6 meses atrás

Enzo, volta para seu minecraft

Teropode
6 meses atrás

Ja séria ótimo se conseguir entregar as 36 unidades, Pelo menos voando .

Karl Bonfim
Karl Bonfim
6 meses atrás

Esse míssil está disponível para venda para países como o Brasil?

Kemen
Kemen
6 meses atrás

A FAB comprou 36 Skyward, além de 100 Meteor. Podem e devem existir mais intenções de compra que ainda não concluidas para os Gripen. Além disso, subtraindo algum uso nos treinamentos, também disporiamos das armas dos F-5M se as mesmas estivessem integradas nos Gripen, tal como 200 Python 4, 200 Derby, 150 Lizard-2. Para os F-5 M e AMX também foram adquiridos 10 Lithening entregues entre 2011 e 2013, e 10 Reccelite para os AMX entregues entre 2014 e 2019. Eu acho que na desativação dos F-5M, após a disponibilização plena de todos os 36 Gripen, a FAB poderia guardar… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Kemen
6 meses atrás

Quem te passou essas quantidades? A DIRMAB?

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
6 meses atrás

Tb fiquei curioso. A FAB nunca recebeu 200 Derby. Não chegaram nem a 50. 200 Python 4? Duvido disso….Quantos aos pods, na época de sua aquisição se falou em 10 Litening 3 e 6 RecceLite. Quanto aos F-5M, a manutenção dos mesmos em operação, mesmo com o recebimento dos 36 Gripen, será mandatária, visto que o Gripen vai equipar 2 esquadrões e, inicialmente o Pampa, o Pacau e o Grupo de Caça não estão nessa lista. Portanto, ou se mantém o F-5M operando, ou se compra outro lote de Gripen ou se compra algum outro caça usado ou se extingue… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
6 meses atrás

A primeira lista que eu vi não falava sobre RBS-15.
Mas no final do ano passado a revista tecnologia e defesa fez uma matéria falando sobre os armamentos e sensores adquiridos pela FAB e incluiu o RBS-15

Segue link: https://tecnodefesa.com.br/misseis-e-sistemas-de-ataque-do-gripen-da-fab-conheca-a-lista/

Siarom
Siarom
6 meses atrás

Esse pod interfere também nas comunicações inimigas ou só no radar? A mesma dúvida para o Rafael Skyshield.

Flanker
Flanker
Reply to  Siarom
6 meses atrás

O Skyshield, em teste alguns anos atrás com os A-1 de Santa Maria, “dizem as más línguas” que causou “alguns problemas” em rádios brasileiras e uruguaias na região da fronteira……

GILBERT
GILBERT
6 meses atrás

Saab pode entregar os Gripen da FAB com essa configuração de ataque que já esta bom.

Luis Costa
Luis Costa
6 meses atrás

É impressionante , o bombardeio de informações sobre o Gripen , na mídia brasileira! Um grade esforço de marketing da Saab para tentar emplacar a venda do segundo lote de caças para o Brasil…. Venda que não vai sair ….