Home Aviação de Ataque Lockheed entrega o 500º caça F-35

Lockheed entrega o 500º caça F-35

1723
64

A Lockheed Martin entregou o 500º caça F-35, com a frota também superando a marca de 250.000 horas de voo.

O 500º exemplar entregue é um F-35A que servirá com a Guarda Nacional Aérea de Vermont, disse a Lockheed. Uma imagem do jato mostra que possui o número de registro AF5343.

Das 500 aeronaves entregues até agora, 354 são F-35As, 108 são F-35Bs com capacidade de decolagem curta/aterrissagem vertical (STOVL) e 38 são F-35Cs para operações em porta-aviões da Marinha dos EUA.

A marca de 250.000 horas inclui aeronaves usadas pelos EUA e clientes internacionais para testes, treinamento e operações.

“Esses marcos são uma prova do talento e dedicação das equipes conjuntas do governo, militares e da indústria”, disse Greg Ulmer, vice-presidente e gerente geral do programa F-35 da Lockheed Martin.

“O F-35 está fornecendo uma capacidade de combate de 5ª geração sem precedentes para o combatente ao custo de uma aeronave herdada de 4ª geração.”

Embora o programa esteja alcançando seu ritmo, ele ainda sofre de problemas. Em janeiro, o Gabinete do Departamento de Defesa do Diretor de Teste e Avaliação Operacional divulgou um relatório ao congresso, declarando que o F-35 tem 873 deficiências.

“Embora o programa esteja trabalhando para corrigir deficiências, novas descobertas ainda estão sendo feitas, resultando em apenas uma pequena redução no número total de deficiências”, disse o relatório.

Os problemas do F-35 incluem 13 deficiências da Categoria 1. Tais problemas “podem causar morte ou ferimentos graves; pode causar perda ou grandes danos a um sistema de armas; restringe criticamente os recursos de prontidão para combate da organização que os utiliza; ou resultar em uma parada na linha de produção”, de acordo com a definição da Força Aérea dos EUA (USAF).

As deficiências do F-35 são agravadas por problemas de manutenção que atrapalharam a taxa de capacidade de missão da aeronave abaixo da meta de 80% do Departamento de Defesa. A taxa de capacidade de missão é a porcentagem de aeronaves capazes de executar pelo menos uma missão, excluindo aeronaves em manutenção de parque ou submetidas a grandes reparos.

FONTE: FlightGlobal

64
Deixe um comentário

avatar
21 Comment threads
43 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
37 Comment authors
RICARDO NUNES BARBOSACarlos GallaniLeandro CostaCarlos CamposSérgio Luís Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ferreras
Visitante
Ferreras

Provavelmente será o caça mais produzido no século XXI

Kemen
Visitante
Kemen

500 fontes de possiveis problemas, mas que acredito serão solucionados, o nome da industria aeronautica norte americana deve ser preservado, na aeronautica civil e na militar. Existem garantias nos sistemas e produtos fornecidos, que devem ser cumpridas, ainda mais, se levarmos em conta procesos que poderiam advir em casos de não cumprimento, e a justiça norte americana já se sabe, pega pesado.

sagaz
Visitante
sagaz

Só para constar, essa sua preocupação toda com a força área daquele país está sendo digitada através de um sistema operacional Windows!?

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Acho que não fui sagaz o suficiente e não entendi o que o Windows tem a ver com o F-35…

Julio Costa
Visitante
Julio Costa

Dentre os principais Sistemas Operacionais para PC e pequenos/médios servidores, o Windows é, de longe, o mais problemático. Porém, ele é, de longe, o mais utilizado. Um verdadeiro fenômeno comercial.

Ele está associando o Windows com o F-35. Que apesar de todos os defeitos, vai ser ele quem vai dominar o mercado de Caças nos próximos 25/30 anos.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Meu temor era ser uma comparação esdrúxula dessas mesmo, mas dei o benefício da dúvida.

Kemen
Visitante
Kemen

Experimenta um Windows 10, tem gente reclamando e na realidade é porque não sabe utilizar.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

A maioria das pessoas não percebe que o Windows é bem mais seguro do que aparenta ser. O problema do Windows não apenas era a herança (que estão lentamente matando aos poucos), mas é o fato de justamente ser o mais utilizado, tendo que agregar código de tudo quanto é lugar para fazer praticamente qualquer coisa funcionar. E por ser o mais utilizado é também o mais visado. No momento estou usando MacOS X, mas já usei DOS, ProDOS, Linux, BeOS, YellowTab, e mais sabe-se lá quantos. Se algum desses fosse tão utilizado quanto o Windows, com a mesma carga… Read more »

Kemen
Visitante
Kemen

Nadinha mesmo.

Kemen
Visitante
Kemen

Duas coisinhas sagaz, “pero no mucho”!
Preocupação – nenhuma, apenas minha opinião.
Windows – se não gosta tem Unix ou mesmo o Solaris, e todos eles tem upgrades.

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Turma da foice e do martelo criticando em 1..2..3 .

Nesta era das mídias sociais e opiniões bestiais, a verdade agride mais do que qualquer coisa.

O F-35 é um sucesso, e ponto final !

Minuteman
Visitante
Minuteman

Caro Antunes, quem é contra os States por motivos diversos como: “fez várias guerras pelo mundo”, será contra tudo o que os States fizerem.

Acham problema até no F-22, B-2 e etc…

Rui Chapéu
Visitante
Rui Chapéu

500 aeronaves produzidas…

Enquanto isso o Gripen não está pronto ainda segundo o chefe de projetos estratégicos do Ministério da Defesa da Finlândia, Lauri Puranen …

A prontidão operacional da Saab Gripen foi um ponto de interrogação. Puranen disse que “o Gripen é o mais novo dos caças e está na fase de protótipo. O Gripen não possui sistemas, todos os candidatos ainda têm algo a fazer, mas talvez o Gripen tenha mais o que fazer.”

Nilo Rodarte
Visitante
Nilo Rodarte

E isso porque dizem que esse avião é um fracasso cheio de problemas! 500 unidades. Imagina só!

jagderband#44
Visitante
jagderband#44

Russofilo chora.

Augusto Mota
Visitante
Augusto Mota

E não cansam de falar mal dele, esse artigo é um tapa na cara, na verdade um soco do Mick Tyson na cara dos detratores, olhem e aprendam! 500 unidades!!!!!!!

Silva
Visitante
Silva

Kings, meu parceiro, aquele abraço.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Hoje, caiu na prova de matemática: F-35 x 500 = problemaço.
E sinceramente, espero que cheguem a 1.000, 5.000 ou 10.000.
Avião caro de comprar, caríssimo de manter e ineficiente.
Será um incrível aspirador de recursos dos países que o utilizarem, sendo que muitos deles nunca entrarão em ação.
Torço por ele.

José
Visitante
José

Isso é porque vc e muitos outros não sabem, ou não querem saber o que tem acontecido de fato entre a brava e pequena nação Israel contra aqueles que querem a sua destruição de qualquer modo.Mas a Hel HaAvir,segundo site da própria Síria e outro de viés esquerdista em francês,reconhecem que algumas vezes as aeronaves F-35 entraram no espaço aéreo sírio e não foi notada a sua presença,nem pelos radares sírios, nem russos. Também foi enumerados vários equipamentos de origem russa que foram destruídos,não somente aquele que,segundo os detratores, não tinha mais ¨munição¨. Foi enumerados vários sistemas Pantsir,Buk,S-125 ,mais precisamente… Read more »

MFB
Visitante
MFB

Tonho da lua é um piadista.

Diogo de Araujo
Visitante

don’t feed the troll

Sergio
Visitante
Sergio

“13 deficiências da Categoria 1. Tais problemas “podem causar morte ou ferimentos graves; pode causar perda ou grandes danos a um sistema de armas”…..
…e os caras venderam 500 abacaxis ??????
Quem se habilitar a explicar????

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Quantos desses 500 foram entregues para os próprios americanos?

paddy mayne
Visitante
paddy mayne

Pare de se iludir, Antonio. Várias nações sérias compraram essa maquina, esse negócio de dizer que os americanos “forçam a compra” não cola mais. Mas é inegável que o F-35 ainda não tem uma historia operacional consistente. Há muito a provar.

Alfa BR
Visitante
Alfa BR

353 aeronaves Tonho:

comment image

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

O que dá cerca de 70%.
Continue assim e arrombe o orçamento americano.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Eu explico, o caça oferece qualidades excepcionais, é confiável, vai ser longevo, com bom suporte, com excepcional custo beneficio e por isso vende igual agua para quem realmente precisa e entende do assunto, no mais falar mal de algo tão caro vende jornal e da ibope.
Repito mesmo ganhando dislikes, o Brasil cometeu um erro em não ter escolhido o F-35A, com falhas de projeto ou hora voo mais cara, amanhã o barato vai sair caro seja pela diferença de desempenho ou pela falta de escala de produção

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

‘e por isso vende igual água ‘
O contribuinte americano está chorando copiosamente por causa dessa frase

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Não está, ele sabe que custou caro mas sabe que os desafios que o país enfrenta e enfrentará não se vencem com retórica e tão pouco com propagandas recheadas de mentiras que invariavelmente cobram um preço muito mais caro!
A vanguarda não é um desafio para os fracos.

Bosco
Visitante
Bosco

Sergio, Eu explico. Esse relatório que aponta esses 13 problemas de categoria 1 são produzidos pelo Congresso americano. Lá como cá são um monte de bestas que torcem para o quanto pior , melhor. O que eles querem é lacrar. Há dois tipos de congressistas, os que mamam muito e os que que mamam menos e querem mamar tudo. Aí tudo é “problematizado” numa “democracia”, se não, não há razão de existir político e nem Legislativo e Judiciário e nem razão de existir a oposição e o sistema irá ruir. O Congresso de lá é igual o daqui e não… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

O que mais tem no Congresso Americano é “lobby”. Em problematizando o F-35 os congressistas e lobista que defendem as outras empresas concorrentes terão argumentos para colocar sob suspeição a credibilidade da Lockheed. É assim que funciona. É um cabo de guerra entre estados e empreiteiros ad eternum. Perderam essa pra Lockheed dessa vez mas esperam abocanhar alguns bilhões de outros novos projetos. Simples assim! Eu não dou ouvidos a eles e aos seus “relatórios”. Que se lasquem os deles e dos daqui. O que me interessa a respeito do F-35 em particular é a percepção dos usuários e esta… Read more »

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Recentemente um oficial da Força Aérea Finlandesa comentou sobre os testes ocorridos no começo do ano no inverno deles. Dos 4 F-35 esperados, só apareceram 2, e desses 2 só um podia voar… Mas 500 unidades produzidas né.

F-35, o Boeing 737 Max da Lockheed…

Teropode
Visitante

Uai , so voou um gripen de verdade , um eurofighetr , por que diabos teria que voar 4 F35 ? Os embutidos piram e inventam pêlo em ovo 😂😂😂

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Estava muito frio.
O avião não se adapta bem a baixas temperaturas.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Esse avião se adapta bem a um orçamento bem gordo. Vende bem, porque é o único avião de 5o geração disponível hoje para os EUA e seus aliados. Entrega parte do que promete, mas o preço é alto. Nunca vi a USAF criticar tanto um de seus caças. Mas…. não há alternativa por enquanto.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Perfeito Adriano RA

O fato é que o Governo americano está levando o programa nas costas com a ‘imensa’ maioria das compras.
Os aliados, mesmo os que participaram do programa, não demonstraram mais muito interesse no avião.
Alguns diminuíram os pedidos iniciais e houve até cancelamento de futuras entregas.

NOS-AIR
Visitante
NOS-AIR

Se de cada 4 disponibilizados voa apenas 1, pela matemática proporcionalmente. deste 500 produzidos teremos 125 em combate, mesmo com as falhas acho que é um número respeitável…

Guilherme Poggio
Editor

NOS-AIR, frota nova com uma disponibilidade de apenas 25%? Isso é muito baixo.

RICARDO NUNES BARBOSA
Visitante
RICARDO NUNES BARBOSA

Dos 4, dois não foram por questão com a aeronave REVO. Mas deixa para lá. Cara comparou o F-35 com o 737 Max rs.

Marcelo Machado
Visitante
Marcelo Machado

Alguem sabe se a Turquia já teria recebido alguma unidade se o contrato não tivesse sido cancelado? Faz uma falta hoje com a ameaça dos Mig 29 Sirios, não?

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Caro Marcelo, creio que já teria recebido. Os pilotos turcos estavam concluindo o treinamento nos EUA quando houve o problema com os mísseis AA russos.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Ah sim, um corvette vai bem contra um gol quadrado mas eu acho que a Turquia já está sobrando e muito com o que tem!

JuggerBR
Visitante
JuggerBR

A quantidade de F-35C está dentro do planejamento ou a Marinha está retardando os recebimentos?

Bosco
Visitante
Bosco

Jagger,
A USN e o USMC juntos vão operar “apenas” 340 F-35C. E serão os únicos operadores. O ritmo está de acordo com o previsto.
O F-35 A e B serão operados pelos EUA e por vários outros países, daí o ritmo mais acelerado.

JuggerBR
Visitante
JuggerBR

O ritmo de entregas do F-35C é o programado ou a Marinha está retardando os recebimentos?

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Bomba relógio… Dos dois que foram para a Finlandia, um pregou… e não conseguiu voar as surtidas como programado. Como diz o ditado, “toda unanimidade é burra”. O F-35 não teve concorrente e o resultado foi um caça bom, mas extremamente difícil de manter. E olha que está novo… Quero ver daqui uns 10 ou 15 anos de operação.

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

Serão facilmente hackeados e neutralizados pelos chineses.

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

Não sei porque a turma do papel higiênico e penico estão comemorando… Afinal são 500 problemas!!!

Delfim
Visitante
Delfim

Mas não são os russos que dizem que “quantidade é qualidade”?
Aliás o F-104 foi padrão da OTAN quase 2600 F-104 foram fabricados mas cobrou um alto preço humano.
Ainda é muito cedo para avaliar o F-35.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

F35 sendo vendido e voando e o povo falando mal, parece que quanto mais falam mal mais ele vende

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

O burro é sempre quem compra, nunca quem critica! Hahahahahaha

Andrigo
Visitante
Andrigo

Se os EUA, que produzem este tipo de aeronave a mais de 30 anos, tem este montante de problemas, alguém realmente acha que China ou Russia não devem ter problemas de mesma ordem em suas aeronaves furtivas, que comçaram a fabricar só agora?

Eu duvido.

nonato
Visitante
nonato

Não necessariamente.
Até porque que eu saiba com o F 22 não houve muitos problemas.
O 737 não dava problemas.
Mas o Max teve problemas.
Ou seja, nesses casos a experiência não necessariamente evita problemas.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Nonato, esse ponto que levantou é importante. Não se fala quase em problemas no F-22 (houve aquele do fornecimento de oxigênio na cabine). Já o F-35…. uma polêmica atrás da outra. O fato é que o F-22 teve que vencer um concorrente (YF-23). Já com o F-35 a LM sempre soube, com aval e tudo, que poderia entregar 500 protótipos antes de realmente resolver os problemas do avião. Isso foi um crime, legalizado.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

O F22 foi problemático e caro, atrasada, construíram menos do que queriam,mas o bb cresceu, ficou forte e bonito e hj ninguém fala nada

Emerson Gabriel
Visitante
Emerson Gabriel

Uma coisa que notei nos comentários, qualquer elogio ao F-35 ganha like e qualquer crítica ganha deslike rs…Dizer que são 500 problemas acho bem exagerado, como dizer que é um sucesso de vendas é meio inócuo; um projeto que envolve a USAF, a USN e o USMC, além da Otan é óbvio vai ser um sucesso de vendas, da mesma forma que o F-104 e o F-16 foram um sucesso.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Falou tudo. O F-35 surfa na excelente fama deixada pelos F-14/15/16/22…. e a galera se esqueceu que os americanos também fazeram aviões “ruins” que venderam muito. A lista é razoavelmente grande. O tempo é que vai mostrar em que lista o F-35 vai entrar.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Esqueceram de somar aos problemas acima alguns fatos!
-Limitado ar-ar
-Limitado ar-solo
-Limitado com velocidade Mach 1,6
-Desprovido visão 6 horas
-Necessidade de escolta
-Sem privacidade operacional (telemetria vai direto pro pentágono)
– Foi chamuscado por S-200 Sírio.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Chamuscado por SA-5? Hehehehehe

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Pois é

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Cadê?

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Vai ler moço!!
Procura na literatura!!!!
Alguns ficam buscando só na literatura de língua portuguesa e ou em sites oriundos dos EUA aí fica difícil.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Sérgio, se há um único site que infere que isso tenha acontecido, e que isso tenha sido replicado por outros, isso não é FATO. É BOATO.

Tem gente que acredita em qualquer coisa que lê, por mais improvável que seja.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Eu quando criança usava a seguinte expressão:
“VIAJOU NA MAIONESE”