Home Acidente Aéreo Queda de jato E-11A da USAF no Afeganistão

Queda de jato E-11A da USAF no Afeganistão

2634
31

A Força Aérea dos EUA confirmou na segunda-feira que um de seus aviões caiu no Afeganistão, matando todos a bordo.

A aeronave era um Bombardier E-11A, a versão militar da popular família de aeronaves Bombardier Global Express usada pela elite mundial para viagens de longo alcance.

Embora o Taliban tenham reivindicado o abate da aeronave, oficiais da Força Aérea negaram que ele tenha sido abatido.

A USF freqüentemente usa versões modificadas de aeronaves civis para suas missões de transporte e combate.

O E-11A é um avião de vigilância eletrônica usado para conectar as comunicações no campo de batalha.

Dado o terreno montanhoso e acidentado do Afeganistão, o E-11A é essencial para a transmissão de comunicações entre unidades terrestres, comandantes e outros ativos da região.

Na terça-feira (28), a agência de notícias iraniana Mehr, citando fontes na inteligência russa, afirmou que o oficial Michael D’Andrea, da Agência Central de Inteligência (CIA) dos EUA, morreu em resultado da queda de um avião militar estadunidense no Afeganistão. De acordo com a mídia, ele supervisionou o ataque contra o general iraniano Qassem Soleimani, que foi morto em 3 de janeiro.

A morte de Michael D’Andrea não foi confirmada pelos EUA.

31 COMMENTS

  1. Como estão as investigações? Surgiu alguma evidência de ter sido abatido pelos Talibãs ou foi um acidente? E se um agente ad CIA veio a falecer dificilmente vão confirmar isso!

    • Os americanos costumam sonegar informações mais sensíveis.
      Isso é natural em qualquer País que esteja em conflito.
      Hoje, já estão admitindo que cerca de 30 militares (alguns dizem 50) sofreram lesões cranianas no ataque de mísseis iranianos.
      Se alguém morreu, dificilmente saberemos.

  2. O Taliban alega que abateu o avião e ainda afirma que este não foi o primeiro.
    Corre a notícia de que o militar que coordenou o ataque a Soleimani morreu nessa queda.

  3. Se confirmada a participação do agente na morte do general iraniano, essa escalada pode partir para um tipo de guerra interna voltada a eliminar pessoas envolvidas em determinada operação.
    O ponto é, até que ponto essa guerra que eventualmente Teerã esteja começando seria realmente benéfica para ela, pois com certeza o Mossad será convidado pela CIA a participar dessa brincadeira e particularmente acho que a relação custo x benefício seja negativa para os iranianos…

    • O Taliban anunciou que tem derrubado aviões e helicópteros dos invasores.
      Se isso realmente for verdadeiro, podemos inferir que eles possam estar recebendo armas mais modernas.

    • Se foi abatido mesmo pelo Talibã e o oficial da CIA que coordenou o ataque ao general iraniano morreu no ataque foi uma infeliz coincidência, o Talibã atirou no que viu e acerou o que não viu. O Talibã deve ter visto o voo e devem ter tentado abater como sempre tentam quando surge uma oportunidade, muito provavelmente nem sabiam quem estava a bordo, era só mais um avião americano que ficou na mira. E outra coisa o Irã e o Talibã são inimigos mortais!

      • Perfeita observação, Fábio Araújo. O Taliban é sunita, em grau extremo. Talvez odeiem mais os xiitas iranianos do que os americanos.

        • O povão pode ter essa relação de ódio irreversível com outro grupo.
          Mas os dirigentes são práticos e oportunistas.
          Irã e Israel já cooperaram secretamente (apesar do discurso de ódio entre eles).
          O mesmo já aconteceu com Irã e EUA (vide escândalo Irã-contras).
          A história está repleta destas situações.
          Nas cruzadas em várias ocasiões alguns chefes cruzados se aliavam a chefes muçulmanos contra adversários da própria religião.

      • Não necessariamente.
        Muitas vezes a História mostra que eventuais inimigos se unem para combater um inimigo comum.
        O caso mais conhecido é o da União Soviética e EUA/Inglaterra na 2ª GM.
        Outra mais recente é Israel e Arábia Saudita.
        São inimigos, mas não se aceitam por causa do Irã.
        E tem centenas de outros exemplos.

  4. Eu acredito mais em guerra de informações até porque se fosse certo que tivesse sido derrubado por talibãs, o atual presidente já tinha revidado e feito disto uma propaganda. Agora se morreu nesse avião um agente de CIA que participou da morte do general iraniano, alguém falou… Sempre tem alguém que fala…

  5. A presença e consequente morte do oficial da CIA envolvido no assassinato do general iraniano é prova inconteste de que o avião foi derrubado.

  6. Na guerra a verdade é a primeira a morrer …

    Mas, sendo abatida ou sofrendo acidente, a queda desse avião deveria ser um sinal para o Trump retirar suas forças em terra do Afeganistão, Iraque e da síria para permitir que eles se matem entre eles até não sobrar ninguém …

    Como diria um eterno Capitão : Pois que morrão !!!

  7. Considerando o tipo de avião que era, acho plausível que o taleban esteja mentindo. A menos que ele estivesse nas fase de pouso ou decolagem, o taleban não tem meios de abatê-lo na altura padrão de operação. E assim só estaria tentando pegar créditos por algo que não fez.

    Embora eu não possa confirmar, ouvi rumores que há piloto de A-10 reclamando de problemas no motor de suas aeronaves devido ao combustível fornecido no Afeganistão. Em tal cenário, não poderia ser descartado que o E-11A caiu por causa de algo assim.

    • Prefiro nem imaginar o que aconteceria com os pilotos nas maos do Taliban, se eles não morressem na queda. E se tivessem um grande diretor da CIA no avião, pior ainda. De qqr forma parece q os EUA estão acobertando algo grave.

  8. O Pentágono comunicou a identificação dos pilotos mortos na queda do avião E-11A no Afeganistão:

    Lt. Col. Paul K. Voss, 46, of Yigo, Guam, based out of Air Combat Command in Langley, Va.

    Capt. Ryan S. Phaneuf, 30, of Hudson, N.H., based out of 37th Bomb Squadron at Ellsworth AFB, S.D.

    https://www.nytimes.com/aponline/2020/01/29/us/politics/ap-us-united-states-afghanistan.html
    “Pentagon Identifies 2 Air Force Airmen Killed in Afghanistan”

  9. Taliban não tem nada que derrube um avião que voa a 41000 pés, a menos que um deles suba numa montanha de 3 mil metros pra lançar um MANPADs lá de cima. Só que é inverno lá, e o talibã morreria congelado antes do alvo chegar ao local do disparo.

  10. Daqui a pouco o Talibã derruba outro avião, com outro oficial que participou da morte de Soleimani, e vocês continuarão a afirmar que foi acidente…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here