Home Aviação de Caça DARPA promove competição virtual de combate aéreo com inteligência artificial

DARPA promove competição virtual de combate aéreo com inteligência artificial

2881
28

Participantes vão desenvolver ‘pilotos’ habilitados para IA para séries de combates aéreos simulados

A DARPA selecionou oito equipes para competir nos AlphaDogfight Trials, uma competição virtual projetada para demonstrar algoritmos avançados de inteligência artificial (IA) que podem executar simulações de manobras de combate aéreo dentro do alcance visual, coloquialmente conhecidas como dogfights (brigas de cães).

Os ensaios têm como objetivo energizar e expandir uma base de desenvolvedores de IA e possíveis proponentes antes de uma solicitação antecipada de desenvolvimento de algoritmo a ser lançada sob o programa Air Combat Evolution (ACE) da DARPA. Anunciada no início deste ano, o ACE procura automatizar o combate ar-ar e criar confiança humana na IA como um passo em direção à melhoria da equipe homem-máquina. A visão da DARPA é que, com uma IA confiável capaz de gerenciar operações de ordem inferior, os pilotos possam se concentrar em desafios estratégicos de ordem superior, como orquestrar equipes de aeronaves não tripuladas pelo espaço de batalha sob o conceito de Mosaic Warfare.

O Consórcio Autonomy Research Collaboration Network (ARCNet) emitiu uma solicitação para os testes AlphaDogfight no verão de 2019. As oito organizações a seguir foram escolhidas de um grupo maior e são as principais equipes que desenvolverão e demonstrarão suas IAs de dogfight em uma série de três testes entre novembro de 2019 e março de 2020:

  • Aurora Flight Sciences
  • EpiSci
  • Instituto de Pesquisa Tecnológica da Geórgia
  • Heron Systems
  • Lockheed Martin
  • Perspecta Labs
  • physicsAI
  • SoarTech

“Há uma diversidade de equipes participando dos testes AlphaDogfight – de um instituto de pesquisa universitário e pequenas empresas a um grande contratado de defesa”, disse o tenente-coronel Dan “Animal” Javorsek, gerente do programa ACE no Escritório de Tecnologia Estratégica da DARPA. “Cada equipe fornece uma linhagem e abordagem únicas para o desenvolvimento de algoritmos, o que resultará em uma competição final muito interessante”.

Todas as oito equipes competirão em cada um dos três testes agendados. Eles usarão o modelo de dinâmica de voo de código aberto JSBSim para o ambiente de simulação e o FlightGear Flight Simulator de código aberto para o sistema visual. A aeronave simulada para os Trials é a versão FlightGear disponível publicamente e não secreta de um avião de caça F-15C.

F-15C para o FlightGear Flight Simulator

Os dois primeiros ensaios ocorrerão em novembro de 2019 e janeiro de 2020, perto de Baltimore, no Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, que está desenvolvendo e gerenciando o ambiente aéreo de simulação para os ensaios AlphaDogfight. Durante os testes, as equipes lançarão suas IAs contra as IAs “vermelhas” adversárias fornecidas pela DARPA em uma série de dogfightes um contra um. O nível de dificuldade aumentará no segundo teste.

O terceiro e último teste ocorrerá em dois locais próximos a Las Vegas em março de 2020, primeiro no centro de inovação da Força Aérea, AFWERX, e depois na Base Aérea de Nellis, Nevada. As equipes usarão seus algoritmos de IA contra as IA “vermelhas” como nos dois primeiros testes, mas também competirão entre si em um torneio no estilo round robin.

O confronto final entre as duas primeiras IAs está programado para ocorrer na Nellis AFB, diante de uma platéia ao vivo dos pilotos de caça da Força Aérea e das outras equipes contratadas. A IA vencedora será comparada em um dogfight simulado contra um piloto de caça da Weapons School, enquanto os outros pilotos observam e criticam o Weapons Officer ao vivo no confronto final.

Mosaic Warfare
Mosaic Warfare

Embora não haja prêmios monetários associados a nenhum dos testes, todas as equipes podem se beneficiar da demonstração de suas tecnologias para possíveis usuários finais do Departamento de Defesa.

“Fechar os testes do AlphaDogfight com um voo contra um piloto de caça humano é o ‘grande prêmio'”, disse Javorsek. “Os combatentes confiam nas coisas que funcionam e esse concurso é o primeiro passo no caminho para confiar nesse novo tipo de autonomia. No programa maior do ACE, queremos demonstrar que os pilotos humanos em parceria com a IA podem alcançar maiores efeitos em combate aéreo do que qualquer um poderia alcançar sozinho. Por fim, o ACE visa capacitar a equipe homem-máquina para cenários complexos de combate aéreo.”

Os testes AlphaDogfight estão relacionados ao programa ACE, mas não fazem parte formalmente dele. Os proponentes da solicitação futura do ACE no desenvolvimento de algoritmos não precisam fazer parte dos testes.

FONTE: DARPA

28
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
16 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
Nicolas_RSRicardo BigliazziRodrigo Martins FerreiraTeropodeNolasco Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Andre
Visitante
Andre

Enquanto ex potências suam para terminar seus primeiros caças furtivos, os EUA trabalham na próxima geração.

Chuck Norris Do Paraguai
Visitante
Chuck Norris Do Paraguai

Pena que a URSS ruiu, se não já teríamos caças de sexta geração.

Andre
Visitante
Andre

Não sei se isso é uma pena, mas, se não tivesse ruído e se não tivesse havido a guerra nuclear, provavelmente sim. Apesar que da forma que era governada, durou até que muito…

Teropode
Visitante

Depois que os cientistas alemães envelheceram , a urss teve serias duficuldades para acompanhar o ocidente , a falência foi um caminho natural , simples assim.

Thiago
Visitante
Thiago

Ace Combat Pro

Luis
Visitante
Luis

é a velocidade de processamento e ação quase infinitamente superiores dos computadores se consolidando como necessidade no dogfight depois de décadas do pontapé inicial que foi o flybywire, com benefícios secundários financeiros e políticos, pois a formação de cada piloto experiente é caríssima e o desenvolvimento de um programa é muito mais barato e disponível a toda a frota além de não disponibilizar prisioneiros e necessidade de CSAR quando houver abate. aguardando para conhecer os futuros alas não tripulados dos pilotos tradicionais da usaf.

nonato
Visitante
nonato

Na verdade, essas equipes vão programar “aviões” para combater aviões da Darpa.
Não serão humanos combatendo humanos.
Não é uma batalha de pilotos, mas de melhores programadores.
Só na última fase esses programas vão lutar com um piloto profissional.
Poderiam colocar gamers “especialistas” em combates aéreos virtuais.
Há um risco enorme de a China espionar isso aí.
Mas a competição é interessante.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Devia ter continuado jogando Ace Combat e comprado um Play 4.rs

MMerlin
Visitante
MMerlin

Tomcat, eu estou enfrentando uma batalha diária psicológica e residencial para conseguir “autorização” e comprar o PS4 Pro + Óculos VR. Joguei o Ace Combat 7 com o kit acima e o grau de imersão foi sobrenatural.

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Me fala umas coisas dessas não rapaz, só de imaginar já acelerou o coração aqui!!!

Marcelo
Visitante
Marcelo

Se puder, melhor comprar um PC e um Oculus VR e rodar o DCS ou o Il-2 Stalingrad. Ace Combat nao tem fisica realista…

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

O último q joguei foi o Tom Clancy Hawkx 2 de PC. Show, agora tô tentando baixar ele em ntsc pro Nintendo Wii, pois só consegui baixar em PalM.

MMerlin
Visitante
MMerlin

Também gostei, mas não encontrei mais o jogo para compra. Busco ele a um tempo.

MMerlin
Visitante
MMerlin

Não duvido do realismo físico do DCS em relação ao Ace Combat, principalmente devido a diferença de perfil de jogadores, que para DCS é mais exigente neste sentido que do PS.
Mas para jogadores mais casuais, a combo que falei tem um custo benefício melhor. Um equipamento equivalente no PC, para manter a mesma qualidade, não sairia por 5K. Adicione aí o preço de um Rift, o valor chegaria fácil aos 8K. O PS4 + VR saí na faixa de 4.5K.

Maurício Vaz
Visitante

bom, se isso ajuda. Eu gravei um vídeo voando o mig29 usando o óculos GO… já dá para ter uma noção da imersão e emoção que para quem ama tanto aviação como eu é fantástica… 8P
https://www.youtube.com/watch?v=FaTHuRCePxQ

MMerlin
Visitante
MMerlin

Muito bom o vídeo Maurício. Pode postar aqui o seu equipamento?

Maurício Vaz
Visitante

vlw Merlin, minha máquina já é antiga mas da um caldo ainda. comecei a montar ela em 2014…

Minha config:
Intel i7 3770
placa-mãe b75m-d3h gigabyte
4x ddr3 Corsair vengeance 1600mhz
Nvidia gtx 1060 3gb
fonte Corsair cx750
Oculus GO
Joystick Thrustmaster Hotas 4 Pc/ps4
volante Logitech G920(uso os pedais dele como leme xD)
Webcam podrona e obs stúdio para gravar xd

Tallguiese
Visitante
Tallguiese

A era dos pilotos reais está acabando. E o ser humano custou tanto pra obter asas….

Nolasco
Visitante
Nolasco

A máquina pode suportar muito mais força G, os pilotos do dogfight vão sumir quando forem desenvolvidos caças “a partir do 0” insurportável para o ser humano.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Não sei se vai acabar, pois o ser humano continua ser o melhor “computador” para se lidar com os acasos do combate, mas que a participação dos humanos vai diminuir isso vai, e drasticamente.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Depois que aparece um “Hugin” e “Munin” (ADF-11F do Ace Combat) vamos precisar de um “Trigger” pra abater eles…

Luiz Antonio
Visitante
Luiz Antonio

São os alicerces da SKYNET. Quem viver (ou sobreviver) verá. A vida imita a arte.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Skynet = Google… hahaha

Concordo contigo

Bilugs
Visitante
Bilugs

Agora entendi de onde os drones aumentam suas bases de dados…

ALEXANDRE MARINHO BASTOS
Visitante
ALEXANDRE MARINHO BASTOS

O “Último Guerreiro das Estrelas” na realidade!!!!

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

A pergunta que fica é..

Da para imaginar algo semelhante no Brasil ?

As FFAA são fechadas para os civis e as universidades( principalmente as federais) vivem no seu mundo de fantasia do #EleNao.

MMerlin
Visitante
MMerlin

As Forças Armadas não são fechadas as Universidades, Rodrigo. Mas sem dúvida prioriza as que apresentam estudos e projetos que visam seus segmentos. Neste ponto, a Marinha tem mais destaque uma vez que as outras forças tem como referência o ITA e o IME nas outras duas forças.
Mas é possível encontrar trabalhos acadêmicos de estudo, analise ou pesquisa, publicados inclusive pelo MD e os três órgãos.

Nicolas_RS
Visitante
Nicolas_RS

DCS mandou lembranças.