Home Aviação de Transporte Embraer C-390 agora tem nome: ‘Millennium’

Embraer C-390 agora tem nome: ‘Millennium’

3763
84

Designação KC-390 será mantida para clientes que optaram pela capacidade de reabastecimento em voo

Dubai, EAU, 18 de novembro de 2019 – A Embraer anunciou hoje no Dubai Air Show o nome e a designação de sua aeronave de transporte multimissão, o Embraer C-390 Millennium. A nova designação reflete maior flexibilidade e valor para os operadores que procuram uma aeronave para realizar missões de transporte aéreo e mobilidade aérea, entre outros.

Em 2009, a Força Aérea Brasileira (FAB) contratou a Embraer para projetar, desenvolver e fabricar a aeronave em substituição à sua frota de C-130. As entregas para a FAB começaram em setembro passado.

O C-390 Millennium é um jato de transporte tático projetado para estabelecer novos padrões em sua categoria, apresentando o menor custo de ciclo de vida no mercado. Algumas das principais características da aeronave são: maior mobilidade, design robusto, maior flexibilidade, tecnologia de ponta comprovada e fácil manutenção. Além disso, o C-390 Millennium pode executar uma variedade de missões, como transporte de carga e tropas, lançamento aéreo de cargas e paraquedistas, busca e salvamento, combate aéreo a incêndios, evacuação médica e missões humanitárias. A designação KC-390 será mantida para os clientes que optaram pela capacidade de reabastecimento aéreo.

“Com o C-390 Millennium, poderemos oferecer a solução adequada para nossos clientes, de acordo com suas necessidades específicas”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “O C-390 é uma aeronave altamente capaz. Sua combinação incomparável de velocidade, carga útil e rápida reconfiguração para operações multimissão são os pilares de sua produtividade notável”.

Voando mais rápido e agregando mais valor, o Millennium é a plataforma ideal para os principais cenários de utilização de uma aeronave de transporte aéreo. Um número minimizado de inspeções e uma filosofia de manutenção sob demanda, combinados com sistemas e componentes altamente confiáveis, reduzem o tempo da aeronave no solo e os custos totais da operação, contribuindo para níveis de disponibilidade excelentes e baixo custo do ciclo de vida.

Subscribe
Notify of
guest
84 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joao Argolo
Joao Argolo
7 meses atrás

É né. Vamo lá.

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Joao Argolo
7 meses atrás

Gostaria de saber a história por trás do nome. Houve votação interna? externa?

Lucas
Lucas
Reply to  Joao Argolo
7 meses atrás

Veio por causa do Star Wars kskks… Millennium Falcon

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Lucas
7 meses atrás

kkkkkkkkk…….. Sério?

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Joao Argolo
7 meses atrás

Acaba de sair o nome da Joint-venture: Boeing Embraer – Defense. Achei horrível.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
7 meses atrás

“Há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante…” Me lembrou a icônica Millenium Falcon de Star Wars!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
7 meses atrás

O nome é um nome pensado no mercado internacional e que vai ser fácil de ser pronunciado em vários idiomas!

Salomon
Salomon
Reply to  Fabio Araujo
7 meses atrás

Em japonês será mirenio

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Salomon
7 meses atrás

Ohhh Salomao…. :o| ai é muito sakanagem ne… :o)

Camargoer
Camargoer
Reply to  Salomon
7 meses atrás

Mireniyo desu, né?

João Moro
João Moro
Reply to  Fabio Araujo
7 meses atrás

Além de vincular o avião a algo novo, para um novo tempo, para este milênio.

John
John
Reply to  Fabio Araujo
7 meses atrás

Correto, quem chora eh por ignorancia. Millennium do Latin Moderno, Mille (Mil) Annumm (Ano). Problematizam com mimimi ate o nome em lingua materna.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
7 meses atrás

O melhor avião em sua categoria. Vai fazer muito sucesso. Um video lindo.

Mauricio R.
Reply to  Antonio Palhares
7 meses atrás

Um sucesso estrondoso, igual ao AMX/A-1. Vai arrebentar a boca do balão!!!!

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Mauricio R.
7 meses atrás

Complexo de vira-lata bateu fundo em!

Alex Stelio
Alex Stelio
Reply to  Mauricio R.
7 meses atrás

Eu nunca vi tanto ressentimento com uma empresa na minha vida. O avião é bom, já está com vendas no exterior (Portugal) e vai atender a FAB nos requisitos que ela pediu.

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Antonio Palhares
7 meses atrás

Belo avião, péssimo nome.

nonato
nonato
Reply to  Adriano RA
7 meses atrás

Nome muito bonito e com ar de modernidade.
Não digo que seja o nome ideal, mas polêmico ou feio não é.

João Ramos
João Ramos
7 meses atrás

“Zeus” ficaria melhor.

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
7 meses atrás

Gostonão se discut!
No máximo se lamenta . . . . .

MMerlin
MMerlin
7 meses atrás

Olha. Com exceção da última palavra e o formato em disco, a descrição (em comparativo com a versão fictícia) bate:
“A Falcon Millennium aparenta ser como qualquer outro cargueiro, com o casco primário em forma de disco e uma cabine cilíndrica montada ao lado da nave. Embaixo de sua fuselagem, entretanto, guarda muitos poderosos segredos, incrementando sua velocidade, seus escudos e sua performance para eventos decididamente ilegais. “

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
7 meses atrás

Colocava Baby Shark.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Defensor da liberdade
7 meses atrás

Mama shark tralslals

Samuca cobre
Samuca cobre
7 meses atrás

Belo nome!!! Um nome forte para o mercado mundial!!!

Luís Henrique
Luís Henrique
7 meses atrás

Só eu que estou pensando que a Boeing pediu para excluir o K, para a aeronave não competir com o seu KC-46 PEGASUS?
Afinal, porque excluiram o K?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Luís Henrique
7 meses atrás

Ela é uma aeronave multi-missão quando você coloca o K na frente geralmente é uma aeronave de reabastecimento, mas isso não é uma regra esta mais para uma convenção!

Jorge Augusto
Jorge Augusto
Reply to  Luís Henrique
7 meses atrás

Que nada, até o Jackson Schneider tinha falado numa entrevista ae que o pessoal achava que o “K” significava que era só um avião de reabastecimento.

Então a EMBRAER já tava pensando em tirar o K pra evitar esse pensamento.

Mauricio R.
Reply to  Luís Henrique
7 meses atrás

Pra ficar parecido com a nomenclatura que a Lockheed usa pra vender C-130 e KC-130 e quem sabe assim, vender algo.
Para um “matador de Hécules”, está cada vez mais feio “ser morto” pela vítima.

Demétrius
Demétrius
Reply to  Mauricio R.
7 meses atrás

Ele voltou! kkkkk

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Mauricio R.
7 meses atrás

Complexo de vira-lata.

Marcelo Machado
Marcelo Machado
7 meses atrás

Nome horrível.

1. Nome grande demais. Enorme.
2. Retrata uma virada ocorrida há quase 20 anos, coisa do passado. Falar em milênio é coisa do ano 2000.
3. Não tem nenhuma relação com o avião, que não dura milênio, mas no máximo 3 ou 4 décadas.
4. Remete à coisa mais frouxa que hoje há, que é a geração dos millenials, geração nutella, gente incapaz de aguentar qualquer combate.
5. Certeza que não vai colar. E logo um apelido dos operadores vai se suplantar a esse nome de marketing terrível.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Marcelo Machado
7 meses atrás

1 – Blackhawk, Fighting Falcon, Super Hornet, Blackbird, Stratofortress são grandes demais também? Nome tem que ser pequeno para pegar?
2 – Creio que a ideia é dizer que esta é uma aeronave desse milênio, enquanto a principal concorrente é do milênio passado.
3 – Aviões podem durar muito mais que 4 décadas, como é o caso do Hércules.
4 – Nessa parte eu concordo rsrsrs.
5 – Não sei. Pode pegar ou não.

Marcelo Machado
Marcelo Machado
Reply to  Rafael Oliveira
7 meses atrás

Vamos lá.

1. SH é a nova geração do Hornet, não começou assima, e FF é apenas Falcon. Blackhawk e Blackbird são nomes mais simples e sonoros.
2. Essa será provavelmente a aeronave mais defasada desse milênio na categoria. Imagine as equivalentes ná no século 23, 24, 29??
3. Podem sim, mas é a esmagadora minoria. Salvo o A4 e B52 que insistem em não serem aposentados.
4. Inquestionável, kkk
5. Poder pode, pero no creo.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Marcelo Machado
7 meses atrás

A lista dos aviões que insistem em não serem aposentados além do A4 e do B52 é bem grande, temos só por exemplo F5, Mig21, TU-95, A37 e bora parar por aqui pois se não o post não teria fim!

André Macedo
André Macedo
Reply to  Marcelo Machado
7 meses atrás

Não foi sua geração tão forte e “raiz” que criou os filhos da geração “nutella”? Filho é reflexo dos pais, parece que a sua não é tão forte assim no final, rs.

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  André Macedo
7 meses atrás

Apenas um comentário para raciocínio:
Tem um ditado que diz que “tempos difíceis fazem homens fortes, homens fortes fazem tempos fáceis, tempos fáceis fazem homens fracos”, que nada mais é que uma tentativa de alguém querendo se gabar e gabar sua geração. Mas incorre aí um grande erro de pensamento:
Quer dizer, então, que o autor da frase é dos “homens fortes” (homens e mulheres)? Mas este, pela lógica da frase, seria formado nos tempos difíceis. Então, por conseqüência, a geração dos país desses “homens fortes” seria uma geração de fracos? E que viveram em tempos fáceis?

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Marcelo Machado
7 meses atrás

kkkkk concordo com o #4

John
John
Reply to  Marcelo Machado
7 meses atrás

Quem chora eh por ignorancia. Millennium do Latin Moderno, Mille (Mil) Annumm (Ano). Problematizam com mimimi ate o nome em lingua materna.

Demétrius
Demétrius
Reply to  Marcelo Machado
7 meses atrás

Em sua homenagem será feito um requerimento a BOEING EMBRAER para mudar para um nome bem brasileiro,”caipora”…

luiz A silva
luiz A silva
7 meses atrás

Gostando ou nao, e o nome novo escolhido pela Join-venture Boeing-Embraer. Assim como a Airbus esta dando de goleada na Embraer com a serie CS dos avioes, acho que esta parceria e o nome novo vai trazer muitas vendas para o C-390 Millennium. O importante e vender, pagar os custos, pagar empregados, pagar ao Governo brasileiro por ter investido no projeto…. agora cor, nome, marketing. Isso nao importa. Vamos focar no que importa. O melhor marketing e o que vende, que alcanca resultados.
Abs… e Mengao campeao.

Mauricio R.
7 meses atrás

“+ um”; “+ um”; “+ um”, arrumem outro apelido pra jogarem na linha do Hércules da Lockheed!!!

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Mauricio R.
7 meses atrás

Ainda não conseguiu aprovação na seleção da EMBRAER? Dureza…

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Rinaldo Nery
7 meses atrás

Pois é, deve estar tentando desde a época do Ozires…

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Rinaldo Nery
7 meses atrás

Cel
Ofereci a vaga para ele na Embraer de PTgal.
Alta gerência.
Mas…..

Guilherme Poggio
Editor
7 meses atrás

Pergunta: O que é um KC-390 reabastecendo um F-16?
Resposta: Uma Millennium Falcon ahahahahahaah

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Guilherme Poggio
7 meses atrás

Kkkkkkk

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Guilherme Poggio
7 meses atrás

Gostei da piada… porem pouco provável vermos isso na realidade…
Os F-16 usa o sistema PROBE aonde um operado com um joystick dentro da aeronave Tanque “penetra” uma lança reabastecedora no lombo do F16. Enquanto que a maioria das Forças Aéreas do mundo, inclusive a FAB uso o sistema “Drogue” aonde o piloto, com muito cuidado se aproxima da lança reabastecedora e relizar o “acomplamento” …

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Robert Smith
7 meses atrás

Acho que há um erro aí. O sistema de cesta é ¨probe and drogue¨. O outro sistema chama-se ¨fly boom¨, ou ¨boomer¨.
http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/17033/

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Rinaldo Nery
7 meses atrás

Sim correto, é o fly boom que o F16 usa… falha nossa :º/

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  Guilherme Poggio
7 meses atrás

Kkkkkkk Jesus… Ganhou! Ótimo

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Guilherme Poggio
7 meses atrás

KKKKKK

Esta foi muito boa Mestre Poggio!!!!

Camargoer
Camargoer
Reply to  Guilherme Poggio
7 meses atrás

Poggio. Sensacional.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Guilherme Poggio
7 meses atrás

Olá Poggio, então o Hipster pilotando o Kc390 vira Chuvbaca.

groosp
groosp
7 meses atrás

Millennium não é nome de jovem chato?

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  groosp
7 meses atrás

É millennial.
Mas, pensando bem, Millennium é um nome bem millennial…

É um nome quase Nutellannial, como lembrou outro comentarista.

Continuo gostando do avião, embora nem tanto do nome.

Mas gosto é gosto, e escolha de nome, que ao leigo pode parecer algo excitante, na verdade é uma das atividades menos empolgantes do marketing. Um trabalho geralmente desgraçado de chato e interminável, recomeçando várias vezes, com várias sugestões nada a ver entrando por fora no processo, um verdadeiro inferno.

Infernnial.

Hermes
Hermes
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
7 meses atrás

Más lembranças do Windows Millennium Edition.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
7 meses atrás

Aproveitando o elogio dos meu colegas fãs de Star Wars, eu como fã de Star Trek contesto o nome. Não… Não vou escolher Enterprise pois o seu nome já esta batido nos EUA, eu escolheria Defiant.
kkkkkkkkk.
Brincadeiras à parte. Excelente idéia a mudança de nome pela nova Joint Venture. Esperemos que venham muitas vendas…

Mauricio R.
Reply to  Luiz Trindade
7 meses atrás

Defiant quem já usa é o SB-1 para o FVL.
Projeto da Boeing com a Sikorsky.

John
John
Reply to  Luiz Trindade
7 meses atrás

A Excelsior de ST cairia melhor.

Maurício.
Maurício.
7 meses atrás

Millennium é nome de Windows de 20 anos atrás.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Maurício.
7 meses atrás

Pelo menos sabemos que a qualidade de ambos não se equivalem.
O ME trouxe vários benefícios mas, em sua grande parte, foi uma bela de uma bomba…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  MMerlin
7 meses atrás

Os usuários de Windows que o digam… kkkkkkkk

Clésio Luiz
Clésio Luiz
7 meses atrás

Entro no grupo que desaprova o nome. Podia fazer um concurso na FAB para sair algo, como aconteceu com o EMB-312, vulgo Tucano.

Aliás, no que dependesse de mim, arrancava o apelido do C-105 e colocava no KC-390.

Matheus
Matheus
Reply to  Clésio Luiz
7 meses atrás

C-105 Amazonas é horrível cara

Roberto Dias
Roberto Dias
Reply to  Clésio Luiz
7 meses atrás

Realmente, Tucano é um dos melhores nomes de avião do Brasil! Tanto que o avião ficou conhecido mais pelo nome do que pelo “código”.

Matheus
Matheus
7 meses atrás

Faz sentido terem tirado o “K”, quiseram deixar mais generalizado ao invés de focado em apenas uma missão, o resbastecimento.

Agora o nome pelo que liem alguns comentário aqui até que faz sentido, mas achei meio longo, vai levar um tempo mas nós vamos nos acostumar com o nome.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
7 meses atrás

Será que Alguém gosta de “Star Wars ” na Embraer ?
comment image?w=1120&h=420&mode=crop&scale=both

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Rodrigo Maçolla
7 meses atrás

Não existem coincidências !!! rs

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
7 meses atrás

Prefiro C-390 Atheros ou Halley.

Corcel
7 meses atrás

Não gosto de star wars mas gostei do nome.E belo vídeo.

Hermes
Hermes
7 meses atrás

Preferia Hermes, o mensageiro dos deuses da mitologia grega, mas, fazer o que né, vamos de Milleniun

Gilson
Gilson
7 meses atrás

Achei este nome correto, C 390, MILLENNIUM, este avião é para o mercado civil, Correios e outras empresas de transporte aéreo mundo a fora e como já foi dito; também para forças aéreas que querem menores gastos e ter um avião moderno. Vai dar certo sim.

Edison Castro Durval
Edison Castro Durval
7 meses atrás

Com um nome desses, só espero que não fiquem de Mimimi.
Achei horrível e sem nenhuma grandiosidade.
Mas vindo da Boeing melhor que C 390 MAX.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Edison Castro Durval
7 meses atrás

Olá Edison. Eu temia que o KC390 virasse 797.

Ozawa
Ozawa
7 meses atrás

Poderiam associar a sonda frontal que lhe dá aquele aspecto corneado inconfundível a uma imagem análoga do reino animal como o rinoceronte … Até para seguir a tradição do nosso mítico faz-tudo “Búfalo” …

Se era para internacionalizar o nome poderia ser C-390 “Rhino” …

Para mim será então C-390 e só …

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Ozawa
7 meses atrás

Ozawa, só pra constar para outros leitores, pois acho que você deve saber: Rhino já é um apelido informal do Super Hornet.

Mas seria um apelido interessante no caso de conquista de novas vendas. Ao invés de tocar sino no departamento de Marketing, poderiam a cada nova venda soltar a música “Ha ha ha ha ha mas eu tô rhino à toa…”

Ozawa
Ozawa
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
7 meses atrás

De fato sei, Nunão, para diferenciar do legacy …

Mas não veria problemas se batizassem oficialmente nosso C-390 de “Rhino”, seja pela imposição da sua aparência corneada, no específico, e avantajada, no geral aos cargueiros.

Certamente iria trazer mais desse nome que o, convenhamos, Vespão …

H.Saito
H.Saito
Reply to  Ozawa
7 meses atrás

Bom, não sendo C-390 Unicorn, já tá bom! kkkkkk

Lucas H
Lucas H
Reply to  Ozawa
7 meses atrás

Poderia ser C-390 Jupiter, ja que jupiter é o pai de Hercules.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
7 meses atrás

Gosto não se discute. Só acho que nessa JV o nome da Embraer deveria vir antes da Boeing afinal o produto é BR e a EDS não entrou no bolo da “fusão”. Pode parecer detalhe mas pra quem não conhece a aeronave dá uma idéia como ss fosse um desenvolvimento da Boeing e a Embraer tivesse um papel coadjuvante na história.

Gabriel BR
Gabriel BR
7 meses atrás

Facilita o marketing , pois é um nome que pode ser pronunciado com facilidade em vários idiomas.

Jeferson
Jeferson
7 meses atrás

Bah que nome bem afrescalhado, muito ruim.

Alexandre Esteves
Alexandre Esteves
7 meses atrás

Perdoem-me os aviadores, mas… que nome bosta para um cargueiro.

kaleu
kaleu
7 meses atrás

Gostei, Millennium um contraponto ao antigo, remete a modernidade e novos tempos, a mensagem é que o tempo do Hércules passou …