Home Aviação de Transporte Embraer C-390 agora tem nome: ‘Millennium’

Embraer C-390 agora tem nome: ‘Millennium’

3803
84

Designação KC-390 será mantida para clientes que optaram pela capacidade de reabastecimento em voo

Dubai, EAU, 18 de novembro de 2019 – A Embraer anunciou hoje no Dubai Air Show o nome e a designação de sua aeronave de transporte multimissão, o Embraer C-390 Millennium. A nova designação reflete maior flexibilidade e valor para os operadores que procuram uma aeronave para realizar missões de transporte aéreo e mobilidade aérea, entre outros.

Em 2009, a Força Aérea Brasileira (FAB) contratou a Embraer para projetar, desenvolver e fabricar a aeronave em substituição à sua frota de C-130. As entregas para a FAB começaram em setembro passado.

O C-390 Millennium é um jato de transporte tático projetado para estabelecer novos padrões em sua categoria, apresentando o menor custo de ciclo de vida no mercado. Algumas das principais características da aeronave são: maior mobilidade, design robusto, maior flexibilidade, tecnologia de ponta comprovada e fácil manutenção. Além disso, o C-390 Millennium pode executar uma variedade de missões, como transporte de carga e tropas, lançamento aéreo de cargas e paraquedistas, busca e salvamento, combate aéreo a incêndios, evacuação médica e missões humanitárias. A designação KC-390 será mantida para os clientes que optaram pela capacidade de reabastecimento aéreo.

“Com o C-390 Millennium, poderemos oferecer a solução adequada para nossos clientes, de acordo com suas necessidades específicas”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “O C-390 é uma aeronave altamente capaz. Sua combinação incomparável de velocidade, carga útil e rápida reconfiguração para operações multimissão são os pilares de sua produtividade notável”.

Voando mais rápido e agregando mais valor, o Millennium é a plataforma ideal para os principais cenários de utilização de uma aeronave de transporte aéreo. Um número minimizado de inspeções e uma filosofia de manutenção sob demanda, combinados com sistemas e componentes altamente confiáveis, reduzem o tempo da aeronave no solo e os custos totais da operação, contribuindo para níveis de disponibilidade excelentes e baixo custo do ciclo de vida.

Subscribe
Notify of
guest
84 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joao Argolo
Joao Argolo
11 meses atrás

É né. Vamo lá.

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Joao Argolo
11 meses atrás

Gostaria de saber a história por trás do nome. Houve votação interna? externa?

Lucas
Lucas
Reply to  Joao Argolo
11 meses atrás

Veio por causa do Star Wars kskks… Millennium Falcon

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Lucas
11 meses atrás

kkkkkkkkk…….. Sério?

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Joao Argolo
11 meses atrás

Acaba de sair o nome da Joint-venture: Boeing Embraer – Defense. Achei horrível.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
11 meses atrás

“Há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante…” Me lembrou a icônica Millenium Falcon de Star Wars!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
11 meses atrás

O nome é um nome pensado no mercado internacional e que vai ser fácil de ser pronunciado em vários idiomas!

Salomon
Salomon
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

Em japonês será mirenio

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Salomon
11 meses atrás

Ohhh Salomao…. :o| ai é muito sakanagem ne… :o)

Camargoer
Camargoer
Reply to  Salomon
11 meses atrás

Mireniyo desu, né?

João Moro
João Moro
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

Além de vincular o avião a algo novo, para um novo tempo, para este milênio.

John
John
Reply to  Fabio Araujo
11 meses atrás

Correto, quem chora eh por ignorancia. Millennium do Latin Moderno, Mille (Mil) Annumm (Ano). Problematizam com mimimi ate o nome em lingua materna.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
11 meses atrás

O melhor avião em sua categoria. Vai fazer muito sucesso. Um video lindo.

Mauricio R.
Reply to  Antonio Palhares
11 meses atrás

Um sucesso estrondoso, igual ao AMX/A-1. Vai arrebentar a boca do balão!!!!

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Mauricio R.
11 meses atrás

Complexo de vira-lata bateu fundo em!

Alex Stelio
Alex Stelio
Reply to  Mauricio R.
11 meses atrás

Eu nunca vi tanto ressentimento com uma empresa na minha vida. O avião é bom, já está com vendas no exterior (Portugal) e vai atender a FAB nos requisitos que ela pediu.

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Antonio Palhares
11 meses atrás

Belo avião, péssimo nome.

nonato
nonato
Reply to  Adriano RA
11 meses atrás

Nome muito bonito e com ar de modernidade.
Não digo que seja o nome ideal, mas polêmico ou feio não é.

João Ramos
João Ramos
11 meses atrás

“Zeus” ficaria melhor.

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
11 meses atrás

Gostonão se discut!
No máximo se lamenta . . . . .

MMerlin
MMerlin
11 meses atrás

Olha. Com exceção da última palavra e o formato em disco, a descrição (em comparativo com a versão fictícia) bate:
“A Falcon Millennium aparenta ser como qualquer outro cargueiro, com o casco primário em forma de disco e uma cabine cilíndrica montada ao lado da nave. Embaixo de sua fuselagem, entretanto, guarda muitos poderosos segredos, incrementando sua velocidade, seus escudos e sua performance para eventos decididamente ilegais. “

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
11 meses atrás

Colocava Baby Shark.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Defensor da liberdade
11 meses atrás

Mama shark tralslals

Samuca cobre
Samuca cobre
11 meses atrás

Belo nome!!! Um nome forte para o mercado mundial!!!

Luís Henrique
Luís Henrique
11 meses atrás

Só eu que estou pensando que a Boeing pediu para excluir o K, para a aeronave não competir com o seu KC-46 PEGASUS?
Afinal, porque excluiram o K?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Luís Henrique
11 meses atrás

Ela é uma aeronave multi-missão quando você coloca o K na frente geralmente é uma aeronave de reabastecimento, mas isso não é uma regra esta mais para uma convenção!

Jorge Augusto
Jorge Augusto
Reply to  Luís Henrique
11 meses atrás

Que nada, até o Jackson Schneider tinha falado numa entrevista ae que o pessoal achava que o “K” significava que era só um avião de reabastecimento.

Então a EMBRAER já tava pensando em tirar o K pra evitar esse pensamento.

Mauricio R.
Reply to  Luís Henrique
11 meses atrás

Pra ficar parecido com a nomenclatura que a Lockheed usa pra vender C-130 e KC-130 e quem sabe assim, vender algo.
Para um “matador de Hécules”, está cada vez mais feio “ser morto” pela vítima.

Demétrius
Demétrius
Reply to  Mauricio R.
11 meses atrás

Ele voltou! kkkkk

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Mauricio R.
11 meses atrás

Complexo de vira-lata.

Marcelo Machado
Marcelo Machado
11 meses atrás

Nome horrível.

1. Nome grande demais. Enorme.
2. Retrata uma virada ocorrida há quase 20 anos, coisa do passado. Falar em milênio é coisa do ano 2000.
3. Não tem nenhuma relação com o avião, que não dura milênio, mas no máximo 3 ou 4 décadas.
4. Remete à coisa mais frouxa que hoje há, que é a geração dos millenials, geração nutella, gente incapaz de aguentar qualquer combate.
5. Certeza que não vai colar. E logo um apelido dos operadores vai se suplantar a esse nome de marketing terrível.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Marcelo Machado
11 meses atrás

1 – Blackhawk, Fighting Falcon, Super Hornet, Blackbird, Stratofortress são grandes demais também? Nome tem que ser pequeno para pegar?
2 – Creio que a ideia é dizer que esta é uma aeronave desse milênio, enquanto a principal concorrente é do milênio passado.
3 – Aviões podem durar muito mais que 4 décadas, como é o caso do Hércules.
4 – Nessa parte eu concordo rsrsrs.
5 – Não sei. Pode pegar ou não.

Marcelo Machado
Marcelo Machado
Reply to  Rafael Oliveira
11 meses atrás

Vamos lá.

1. SH é a nova geração do Hornet, não começou assima, e FF é apenas Falcon. Blackhawk e Blackbird são nomes mais simples e sonoros.
2. Essa será provavelmente a aeronave mais defasada desse milênio na categoria. Imagine as equivalentes ná no século 23, 24, 29??
3. Podem sim, mas é a esmagadora minoria. Salvo o A4 e B52 que insistem em não serem aposentados.
4. Inquestionável, kkk
5. Poder pode, pero no creo.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Marcelo Machado
11 meses atrás

A lista dos aviões que insistem em não serem aposentados além do A4 e do B52 é bem grande, temos só por exemplo F5, Mig21, TU-95, A37 e bora parar por aqui pois se não o post não teria fim!

André Macedo
André Macedo
Reply to  Marcelo Machado
11 meses atrás

Não foi sua geração tão forte e “raiz” que criou os filhos da geração “nutella”? Filho é reflexo dos pais, parece que a sua não é tão forte assim no final, rs.

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  André Macedo
11 meses atrás

Apenas um comentário para raciocínio:
Tem um ditado que diz que “tempos difíceis fazem homens fortes, homens fortes fazem tempos fáceis, tempos fáceis fazem homens fracos”, que nada mais é que uma tentativa de alguém querendo se gabar e gabar sua geração. Mas incorre aí um grande erro de pensamento:
Quer dizer, então, que o autor da frase é dos “homens fortes” (homens e mulheres)? Mas este, pela lógica da frase, seria formado nos tempos difíceis. Então, por conseqüência, a geração dos país desses “homens fortes” seria uma geração de fracos? E que viveram em tempos fáceis?

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Marcelo Machado
11 meses atrás

kkkkk concordo com o #4

John
John
Reply to  Marcelo Machado
11 meses atrás

Quem chora eh por ignorancia. Millennium do Latin Moderno, Mille (Mil) Annumm (Ano). Problematizam com mimimi ate o nome em lingua materna.

Demétrius
Demétrius
Reply to  Marcelo Machado
11 meses atrás

Em sua homenagem será feito um requerimento a BOEING EMBRAER para mudar para um nome bem brasileiro,”caipora”…

luiz A silva
luiz A silva
11 meses atrás

Gostando ou nao, e o nome novo escolhido pela Join-venture Boeing-Embraer. Assim como a Airbus esta dando de goleada na Embraer com a serie CS dos avioes, acho que esta parceria e o nome novo vai trazer muitas vendas para o C-390 Millennium. O importante e vender, pagar os custos, pagar empregados, pagar ao Governo brasileiro por ter investido no projeto…. agora cor, nome, marketing. Isso nao importa. Vamos focar no que importa. O melhor marketing e o que vende, que alcanca resultados.
Abs… e Mengao campeao.

Mauricio R.
11 meses atrás

“+ um”; “+ um”; “+ um”, arrumem outro apelido pra jogarem na linha do Hércules da Lockheed!!!

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Mauricio R.
11 meses atrás

Ainda não conseguiu aprovação na seleção da EMBRAER? Dureza…

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Rinaldo Nery
11 meses atrás

Pois é, deve estar tentando desde a época do Ozires…

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Rinaldo Nery
11 meses atrás

Cel
Ofereci a vaga para ele na Embraer de PTgal.
Alta gerência.
Mas…..

Guilherme Poggio
Editor
11 meses atrás

Pergunta: O que é um KC-390 reabastecendo um F-16?
Resposta: Uma Millennium Falcon ahahahahahaah

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Guilherme Poggio
11 meses atrás

Kkkkkkk

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Guilherme Poggio
11 meses atrás

Gostei da piada… porem pouco provável vermos isso na realidade…
Os F-16 usa o sistema PROBE aonde um operado com um joystick dentro da aeronave Tanque “penetra” uma lança reabastecedora no lombo do F16. Enquanto que a maioria das Forças Aéreas do mundo, inclusive a FAB uso o sistema “Drogue” aonde o piloto, com muito cuidado se aproxima da lança reabastecedora e relizar o “acomplamento” …

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Robert Smith
11 meses atrás

Acho que há um erro aí. O sistema de cesta é ¨probe and drogue¨. O outro sistema chama-se ¨fly boom¨, ou ¨boomer¨.
http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/17033/

Robert Smith
Robert Smith
Reply to  Rinaldo Nery
11 meses atrás

Sim correto, é o fly boom que o F16 usa… falha nossa :º/

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  Guilherme Poggio
11 meses atrás

Kkkkkkk Jesus… Ganhou! Ótimo

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Guilherme Poggio
11 meses atrás

KKKKKK

Esta foi muito boa Mestre Poggio!!!!

Camargoer
Camargoer
Reply to  Guilherme Poggio
11 meses atrás

Poggio. Sensacional.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Guilherme Poggio
11 meses atrás

Olá Poggio, então o Hipster pilotando o Kc390 vira Chuvbaca.

groosp
groosp
11 meses atrás

Millennium não é nome de jovem chato?

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  groosp
11 meses atrás

É millennial.
Mas, pensando bem, Millennium é um nome bem millennial…

É um nome quase Nutellannial, como lembrou outro comentarista.

Continuo gostando do avião, embora nem tanto do nome.

Mas gosto é gosto, e escolha de nome, que ao leigo pode parecer algo excitante, na verdade é uma das atividades menos empolgantes do marketing. Um trabalho geralmente desgraçado de chato e interminável, recomeçando várias vezes, com várias sugestões nada a ver entrando por fora no processo, um verdadeiro inferno.

Infernnial.

Hermes
Hermes
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
11 meses atrás

Más lembranças do Windows Millennium Edition.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
11 meses atrás

Aproveitando o elogio dos meu colegas fãs de Star Wars, eu como fã de Star Trek contesto o nome. Não… Não vou escolher Enterprise pois o seu nome já esta batido nos EUA, eu escolheria Defiant.
kkkkkkkkk.
Brincadeiras à parte. Excelente idéia a mudança de nome pela nova Joint Venture. Esperemos que venham muitas vendas…

Mauricio R.
Reply to  Luiz Trindade
11 meses atrás

Defiant quem já usa é o SB-1 para o FVL.
Projeto da Boeing com a Sikorsky.

John
John
Reply to  Luiz Trindade
11 meses atrás

A Excelsior de ST cairia melhor.

Maurício.
Maurício.
11 meses atrás

Millennium é nome de Windows de 20 anos atrás.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Maurício.
11 meses atrás

Pelo menos sabemos que a qualidade de ambos não se equivalem.
O ME trouxe vários benefícios mas, em sua grande parte, foi uma bela de uma bomba…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  MMerlin
11 meses atrás

Os usuários de Windows que o digam… kkkkkkkk

Clésio Luiz
Clésio Luiz
11 meses atrás

Entro no grupo que desaprova o nome. Podia fazer um concurso na FAB para sair algo, como aconteceu com o EMB-312, vulgo Tucano.

Aliás, no que dependesse de mim, arrancava o apelido do C-105 e colocava no KC-390.

Matheus
Matheus
Reply to  Clésio Luiz
11 meses atrás

C-105 Amazonas é horrível cara

Roberto Dias
Roberto Dias
Reply to  Clésio Luiz
11 meses atrás

Realmente, Tucano é um dos melhores nomes de avião do Brasil! Tanto que o avião ficou conhecido mais pelo nome do que pelo “código”.

Matheus
Matheus
11 meses atrás

Faz sentido terem tirado o “K”, quiseram deixar mais generalizado ao invés de focado em apenas uma missão, o resbastecimento.

Agora o nome pelo que liem alguns comentário aqui até que faz sentido, mas achei meio longo, vai levar um tempo mas nós vamos nos acostumar com o nome.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
11 meses atrás

Será que Alguém gosta de “Star Wars ” na Embraer ?
comment image?w=1120&h=420&mode=crop&scale=both

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Rodrigo Maçolla
11 meses atrás

Não existem coincidências !!! rs

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
11 meses atrás

Prefiro C-390 Atheros ou Halley.

Corcel
11 meses atrás

Não gosto de star wars mas gostei do nome.E belo vídeo.

Hermes
Hermes
11 meses atrás

Preferia Hermes, o mensageiro dos deuses da mitologia grega, mas, fazer o que né, vamos de Milleniun

Gilson
Gilson
11 meses atrás

Achei este nome correto, C 390, MILLENNIUM, este avião é para o mercado civil, Correios e outras empresas de transporte aéreo mundo a fora e como já foi dito; também para forças aéreas que querem menores gastos e ter um avião moderno. Vai dar certo sim.

Edison Castro Durval
Edison Castro Durval
11 meses atrás

Com um nome desses, só espero que não fiquem de Mimimi.
Achei horrível e sem nenhuma grandiosidade.
Mas vindo da Boeing melhor que C 390 MAX.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Edison Castro Durval
11 meses atrás

Olá Edison. Eu temia que o KC390 virasse 797.

Ozawa
Ozawa
11 meses atrás

Poderiam associar a sonda frontal que lhe dá aquele aspecto corneado inconfundível a uma imagem análoga do reino animal como o rinoceronte … Até para seguir a tradição do nosso mítico faz-tudo “Búfalo” …

Se era para internacionalizar o nome poderia ser C-390 “Rhino” …

Para mim será então C-390 e só …

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Ozawa
11 meses atrás

Ozawa, só pra constar para outros leitores, pois acho que você deve saber: Rhino já é um apelido informal do Super Hornet.

Mas seria um apelido interessante no caso de conquista de novas vendas. Ao invés de tocar sino no departamento de Marketing, poderiam a cada nova venda soltar a música “Ha ha ha ha ha mas eu tô rhino à toa…”

Ozawa
Ozawa
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
11 meses atrás

De fato sei, Nunão, para diferenciar do legacy …

Mas não veria problemas se batizassem oficialmente nosso C-390 de “Rhino”, seja pela imposição da sua aparência corneada, no específico, e avantajada, no geral aos cargueiros.

Certamente iria trazer mais desse nome que o, convenhamos, Vespão …

H.Saito
H.Saito
Reply to  Ozawa
11 meses atrás

Bom, não sendo C-390 Unicorn, já tá bom! kkkkkk

Lucas H
Lucas H
Reply to  Ozawa
11 meses atrás

Poderia ser C-390 Jupiter, ja que jupiter é o pai de Hercules.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
11 meses atrás

Gosto não se discute. Só acho que nessa JV o nome da Embraer deveria vir antes da Boeing afinal o produto é BR e a EDS não entrou no bolo da “fusão”. Pode parecer detalhe mas pra quem não conhece a aeronave dá uma idéia como ss fosse um desenvolvimento da Boeing e a Embraer tivesse um papel coadjuvante na história.

Gabriel BR
Gabriel BR
11 meses atrás

Facilita o marketing , pois é um nome que pode ser pronunciado com facilidade em vários idiomas.

Jeferson
Jeferson
11 meses atrás

Bah que nome bem afrescalhado, muito ruim.

Alexandre Esteves
Alexandre Esteves
11 meses atrás

Perdoem-me os aviadores, mas… que nome bosta para um cargueiro.

kaleu
kaleu
11 meses atrás

Gostei, Millennium um contraponto ao antigo, remete a modernidade e novos tempos, a mensagem é que o tempo do Hércules passou …