Home Aviação de Ataque Lockheed Martin, em ‘dogfight’ com a Boeing, baixa preço do F-35

Lockheed Martin, em ‘dogfight’ com a Boeing, baixa preço do F-35

6405
16
Lockheed Martin F-35
Lockheed Martin F-35

A Lockheed Martin, que tenta dar uma vantagem ao seu F-35 contra um caça rival oferecido pela Boeing, está reduzindo drasticamente o preço do F-35 para o próximo lote de jatos que serão vendidos ao Pentágono.

A empresa aeroespacial está oferecendo o modelo básico da quinta geração do F-35 por US$ 80 milhões cada em negociações com o Pentágono, de acordo com uma reportagem do site DefenseOne. Isso é uma redução de 11% em relação ao preço de US$ 90 milhões em setembro passado, quando o último lote dos caças foi encomendado.

O F-35 foi prejudicado por longos atrasos de desenvolvimento e excesso de custos, mas o avião agora está operacional e está se tornando uma parte fundamental do arsenal dos EUA. Espera-se que o Pentágono finalize seu próximo pedido para o caça neste verão. Os analistas esperavam que cada lote fosse mais barato do que o anterior, mas o montante dessa redução mais recente provavelmente pegará alguns de surpresa.

Boeing F-15EX

A Lockheed Martin tem estado sob pressão constante para reduzir o custo do F-35, mas a urgência aumentou desde que o Pentágono inverteu o curso e decidiu comprar novos Boeing F-15 pela primeira vez em duas décadas. O F-15EX modernizado é significativamente melhorado em comparação com o avião original dos anos 70, com um sofisticado conjunto de eletrônicos, mas ainda é uma tecnologia de última geração que, até recentemente, era de pouco interesse para os oficiais de compras militares.

A decisão de comprar os F-15, de acordo com o resumo de aquisições do Pentágono, “reflete a estratégia do Departamento de obter a capacidade de lidar com diferentes situações de ameaça”. O governo está comprando os F-35 “para enfrentar aeronaves de tecnologia avançada que estão sendo implantadas pela Rússia e pela China”, diz o relatório. Mas para derrotar as plataformas de baixa tecnologia, ele quer usar projetos mais antigos “que nominalmente têm custos operacionais mais baixos quando comparados aos jatos de combate de quinta geração”, como o F-35.

Infográfico comparativo entre o F-35A e o F-15EX. Clique na imagem para ampliar

FONTE: The Motley Fool

16
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
10 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
ChrisLuís HenriqueWellingtonCarlos CamposKemen Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Zé Dirceu
Visitante
Zé Dirceu

Agora sim o Brasil poderá encomendar os seus!

Mauricio_Silva
Visitante
Mauricio_Silva

Olá.
Os F-35 ou os F-15? 🙂
SDS.

Kemen
Visitante
Kemen

Com 1,4% para as forças armadas, sera dificil.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Porcentagem errada meu amigo, o certo é “com 80% do gasto em pessoal será difícil”!

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Quem sabe. Eles seriam nossa lança. Iam abrir caminho para o resto da tropa.

Wellington
Visitante
Wellington

Esse preço é para os EUA.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Li que este patamar é o desejado genericamente, se negociar com jeitinho acho rola para outros parceiros!

teropode
Visitante

Eita que a F35 week tá a todo vapor , aliás o Trump faz muito bem em promover o F15 , este caça tem futuro até 2040 .

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

O fator de manter dois fornecedores tbm pesa muito, o F-15 é uma lenda, uma baita aeronave mas o peso da idade uma hora chega, já são 40 anos, não tem milagre!

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

F-15 e F-35 cada um tem suas vantagens e desvantagem em diversos cenários. todos sabem que um F-15 nunca conseguiria penetrar as defesas AAs de Alta intensidade de um pais como a Russia por si só e mesmo com apoio dedicado de aeronaves para guerra eletrônica ele tem uma chance se ser abatido. em contrapartida, todos sabem que o F-35 já teria uma facilidade natural nessa tarefa devido a sua furtividade, somado a sistemas eletrônicos ele é o mais capacitado para isso depois que as Defesas forem derrubadas o F-15 pode auxiliar outras aeronaves a manter supremacia e escolta em… Read more »

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Com o número de F-35 subindo acredito que o trabalho de encarar as aeronaves de quarta (plus) geração seja dele até pq ele está com uma projeção de 20 abates para uma queda, já os de (semi) quinta para o F-22 mesmo, por isso insisto no argumento de manter um segundo fornecedor ativo como algo estratégico!
Tem tbm o fator de o custo de hora voo do F-35 ser muito nebuloso, uma hora sobe, uma hora desce, eu particularmente acredito na queda do mesmo e assim tirando um pouco da parte boa do INCRÍVEL F-15!

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Olha Vitor eu não vejo muita vantagem do F-15. Vantagem no que? Só para manter empregos na Boeing. Pelo divulgado terá um custo inicial de mais de U$ 90 mi e depois será de U$ 80 mi. Isso é o mesmo preço do F-35. A hora vôo em 27 mil contra 35 do F-35 Não é uma economia tão grande, principalmente se considerarmos que a hora voo do F-35 Está baixando e a meta é chegar em 25 mil em 2025. Mesmo que não consigam é bem provável que fique muito próxima dos 27 mil do F-15…Então que economia é… Read more »

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

É isso, empregos garantidos inclusive de grandes mentes… isso pode até impactar no futuro desenvolvimento do caça de sexta geração através da saúde desta divisão da Boing! Eu chuto que eles vão comprar o mínimo necessário para manter a linha aberta!

Chris
Visitante
Chris

Por isso sempre defendi a ideia de que o ideal é ter os 2 !

V12 aero
Visitante
V12 aero

Esse vai vir sem ar condicionado, direção hidráulica e com calotas na roda.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Se alguém souber de algo positivo diga!