Home Aviação Militar FAB realiza exercício com 1.200 horas de voo em Campo Grande

FAB realiza exercício com 1.200 horas de voo em Campo Grande

4078
25

Esquadrões Aéreos e unidades de infantaria treinaram durante 25 dias

A Força Aérea Brasileira (FAB) concluiu no dia 17 de maio, a segunda edição do Exercício Operacional Tápio (EXOP Tápio), que ocorreu durante 25 dias, na Ala 5, em Campo Grande (MS). Durante as atividades, foram realizadas mais de 1.200 horas de voo, com envolvimento de 28 Esquadrões Aéreos, 600 militares e 50 aeronaves, entre aviões e helicópteros. A Análise Pós Ação (APA) contou com a presença do Comandante de Preparo (COMPREP), Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Egito do Amaral, dentre outros oficiais-generais da FAB.

A APA apresentou os índices de aproveitamento do exercício, bem como impressões do treinamento, pontos positivos e a aprimorar. Cada ação realizada foi aferida, por meios de equipamentos de gravação, sinal de GPS e relatórios. Durante todo o tempo foram levantados dados qualitativos e quantitativos, com o objetivo de revisar ou ratificar as doutrinas já sedimentadas. De acordo com o Chefe da Célula de Avaliação do Exercício, Major Aviador Arthur Ribas Teixeira, a avaliação é importante porque o exercício foi criado para aferir as necessidades de preparo das unidades aéreas. “De acordo com as estatísticas, houve boa progressão do EXOP Tápio, melhora no preparo das equipagens e autoconfiança no cumprimento das missões”, disse.

O Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro Egito, parabenizou os envolvidos e afirmou que o objetivo foi alcançado. “Este Exercício é fruto de um processo de planejamento que nós estabelecemos para desenvolver e aprimorar o alcance de nossas atividades finalísticas. Ele mostra isso, que estamos no caminho certo, organizando e medindo o nosso treinamento”, afirmou.

O Diretor do EXOP Tápio e Comandante da Ala 5, Brigadeiro do Ar Augusto Cesar Abreu dos Santos, complementou. “Praticamente todos os objetivos e indicadores que nos propusemos foram atingidos integralmente. Observamos uma evolução da maturidade, tanto do conhecimento quanto das habilidades, principalmente das atitudes dos tripulantes que estavam em um cenário dinâmico e desafiador. Nós estamos muito satisfeitos com os resultados”, ressaltou.

Em relação ao EXOP Tápio 2018, este ano o exercício contou com algumas novidades. A principal delas foi a inserção das missões aéreas compostas no período noturno, os chamados pacotes COMAO, sigla em inglês para Composite Air Operation. As ações envolveram diversas aviações e vetores diferentes, buscando aproximar o exercício à realidade de cenário de guerra irregular figurada nas missões de paz da Organização das Nações Unidas (ONU).

Para realizar o COMAO no período noturno, as aeronaves utilizaram NVG, óculos de visão noturna, do inglês Night Vision Goggles. Além disso, algumas aeronaves utilizaram o Spectrolab, que é um farol de busca de alta capacidade com filtro infravermelho. Os COMAO também contaram com lançamento de flare, equipamento usado para desviar mísseis guiados pelo calor.

Além dos Esquadrões Aéreos, o exercício também contou com a participação do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), conhecido como PARA-SAR, a Brigada de Defesa Antiaérea (BDAAE) e seus Grupos Defesa Antiaérea (GDAAE), a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF).

FONTE: Força Aérea Brasileira

25 COMMENTS

  1. Se teve F-5 a FAB espremeu a última gota do bagaço do que sobrou do bagaço de quando não se tinha mais nada!!! Deixa os bixim descansar pelo amor de Deus, já virou crueldade isso!
    (Não vi o vídeo, pacote de dados…)

    • Os F-5 não participaram desse exercício operacional, que aconteceu entre 23/04 e 17/05. Quando esse exercício iniciou, poucos dias antes havia terminado o Exercício BVR, na Ala 3 – realizado entre 01 e 16/04 – nesse Exercício, sim, os F-5 dos 4 esquadrões que o operam, participaram.
      EXOP Tápio – A-29, A-1 e aeronaves das outras Aviações
      Exercício BVR – F-5, A-1 e aeronaves das outras Aviaçoes

    • Total desconhecimento das condições do F-5. Eles estão chegando ao final de sua vida útil? Sim. Estão chegando não quer dizer que chegaram. A FAB é reconhecida internacionalmente como um dos operadores mais eficientes dessas aeronaves e detentora de conhecimento da mesma. Aqui mesmo no PA já tiveram oficiais da reserva comentando a respeito.

      • Engraçado os comentaristas aqui! A USAF pode voar com B-52 de 200 anos de idade e F-15 com mais de 35 anos, mas a FAB não pode! Se treina reclamam, se não treina, reclamam!!

  2. Saudades do meu tempo de prestação do serviço militar. Turma 1975 BASC segundo pelotão e antigo CESA BAAF, GAPAF.

  3. É sempre ótimo ver as FA’s brasileiras se exercitando. E, vendo isso, fico ainda mais ansioso pra ver os Gripens chegarem e somarem nesses exercícios.

  4. No penultimo dia dessa operação aconteceu um fato engraçado.. Na cidade de aquidauana que fica a uns 200km de campo grande, os moradores dessa cidade avistaram a noite várias luzes incandescentes no céu indo de um lado para outro, chegaram até a filmar dizendo que era Jesus voltando a terra ou OVNIS. Ai foram investigar e descobriram q era um helicoptero da FAB soltando flares a noite…

    • Nascí e crescí no interior da Bahia. É engraçado como, pras pessoas mais velhas, qualquer notícia ou coisinha fora do normal: “Jesus tá voltando”
      No começo do ano houve 2 pequenos tremores de terra na mimha cidade natal, em menos de 1 mês. Imaginem o rebuliço dos velhos….kkkkkkkkkkkk

      • Pois no interior do RS um F-5 quebrou a barreira do som, com o inevitável estrondo característico.
        Questionado a respeito por um colono, informei que um avião havia quebrado a barreira do som.
        E o colono me questionou:
        “E o piloto se salvou???”

  5. É para isto que pagamos nossos impostos, trabalho duro com treinamento. Gosto muito quando é realizado exercícios grandes para aproximar ao máximo ao combate real.
    Vejo que a maior dificuldade não deve ser às missões, mas a logística, o comando e controle das ações.
    Este tipo de trabalho realmente agrega ao país parabéns a todos os envolvidos.

  6. No vídeo onde tem os trecho com o AH-2, lembrei de quando tive a oportunidade de estar perto de um Mil Mi-24D, que foi operado pela luftwaffe, que aeronave imponente e até chegar próximo dela não tinha ideia do seu tamanho real. Não sei se é uma comparação valida mas achei curioso que ele tem apelido de tanque voador bem a sua frente tinha um Leopard 1A5 e sendo este bem menor.

    Uma duvida o AH-2 Sabre é qual versão, a Mi 24 ou 35 ?

  7. Hoje, 12hs, na Bacia de Campos, havia um C130 e um KC390 em voo próximo, mais um Phenom 300 de paquera. Coisa de uma hora de voo.

  8. Meu filho participou do exercício, voando C-105 Amazonas. Foi realizado o primeiro COMAO noturno da Aviação de Transporte. Fui Líder de Esquadrilha do Brig Augusto Cesar, quando Cadetes na AFA.

  9. De onde saiu esse computador que aparece aos 2:40 min. no vídeo? Alguém sabe me informar se ainda são utilizados disquetes 3,44″ e 1,44 Mb de capacidade na FAB? Rs.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here