Home Aviação de Caça Manutenção dos F-5E ‘adversários’ da Marinha dos EUA será feita na Flórida

Manutenção dos F-5E ‘adversários’ da Marinha dos EUA será feita na Flórida

9305
61

JACKSONVILLE, Flórida – Os caças F-5E Tiger II irão em breve rondar os hangares no Fleet Readiness Center Southeast (FRCSE). Projetada para receber sua primeira aeronave produzida pela Northrop-Grumman em setembro, a instalação de reparo, manutenção e revisão da aviação da Marinha dos EUA assumirá a manutenção profunda do avião.

“O serviço contínuo dessas aeronaves para a frota é fundamental”, disse o comandante do FRCSE, capitão Trent DeMoss. “Essa carga de trabalho não só garante que os empregos permaneçam aqui em Jacksonville, como também garante que nossos pilotos recebam o melhor treinamento possível.”

O F-5 é usado como uma aeronave “adversária” pelos militares americanos para treinar seus pilotos. Voado por vários países ao redor do mundo, sua capacidade de manobra faz dele um adversário formidável no combate ar-ar. O uso do F-5 economiza os custos de desgaste e manutenção dos serviços de sua frota de aeronaves operacionais, como o F/A-18 Hornet e o Super Hornet.

A safra atual de aeronaves F-5 “N” e “F” é pilotada por aviadores da Marinha e do Corpo de Fuzileiros com o Fighter Squadron Composite (VFC) 13, Marine Fighter Training Squadron (VMFT) 401 e Fighter Squadron Composite (VFC) 111.

O FRCSE está planejando a indução de sete a 11 aeronaves por ano para o que é conhecido como Phased Depot Maintenance, ou PDM.

“Durante a PDM, recebemos a aeronave e a desmontamos para inspeção”, disse John Stafford, Especialista em Gestão de Negócios. “Certas peças, sabemos com antecedência, terão que ser substituídas devido às horas de voo do avião.”

Outros problemas encontrados durante a inspeção, como corrosão e fadiga do metal, também são reparados.

“Então, fazemos as verificações de solo, giros do motor de alta potência, depois o Flight Test verifica e entrega a aeronave”, disse Stafford.

A saúde da frota de adversários da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais é uma das principais preocupações da liderança.

Em sua lista de prioridades para 2019, o Comandante, Vice-Almirante Adjunto das Forças Aéreas Navais, DeWolfe Miller, citou especificamente a necessidade de aeronaves adversárias prontamente disponíveis.

“Sem iniciativas significativas de manutenção e atualizações estruturais para a frota de F-16 e F-5, a aviação da Marinha será forçada a usar frotas adicionais F/A-18 e F-35 para compensar essa perda de capacidade”, disse Miller.

DeMoss disse que está confiante de que sua equipe pode lidar com o trabalho.

“Ser selecionado para realizar o trabalho de depósito no F-5 aqui em Jacksonville é uma prova da reputação e qualidade do trabalho fornecido pelo FRCSE”, disse DeMoss. “Toda a nossa equipe, de artesão a supervisor, de logística a engenheiro, de analista a diretor financeiro, e todo o pessoal de suporte necessário para tornar essa organização bem-sucedida deve estar extremamente orgulhosa de que novamente a liderança da Marinha nos escolheu para um programa tão importante.

“À medida que enfrentamos esse desafio, serão necessários todos os nossos esforços combinados, porque, como dizemos, ‘Together Every Action and Asset Matters’”.

FONTE: Marinha dos EUA

61
Deixe um comentário

avatar
25 Comment threads
36 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
43 Comment authors
TutuDelfimDamon Sousa FreireDanielMadmax Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Claudio Moreno
Visitante
Claudio Moreno

Pois é F5 Forever!

CM

Fred
Visitante
Fred

Os F-5 agressors são donos das camuflagens mais.belas da USAF…

teropode
Visitante

A camuflagem da primeira foto parece ser do padrão iraniano , muito bonita , aliás o bicudo é uma máquina bonita , linhas suaves e voa muito bem .

BILL27
Visitante
BILL27

Prefiro as camufalgens do F-16

Madmax
Visitante
Madmax

Lembrando que essas aeronaves são da Marinha, não da USAF.

Fábio
Visitante
Fábio

Quando nossos Gripens chegarem, esse será o destino dos nossos F5?

Junior
Visitante
Junior

Não kkk sera o ferro velho mesmo, algumas células tem 50 anos de uso, aquilo ja não tem mais condições de voo

Flanker
Visitante
Flanker

Não tem mais condições de voo? Engraçado, não sabia que a frota de F-5M da FAB está groundeada! Os 4 esquadrões equipados com esse caça estão inoperantes, então? Tem que avisar os pilotos, oficiais de operações e comandantes de esquadrão, pois eles estão descumprindo SUA determinação de que suas aeronaves não tem mais condições de voo….

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

E dai a idade ? E as horas de vôo ? E a manutenção feita nas células ?
Um avião vai para o “ferro velho” por falta de peças de reposições e/ou inviabilidade econômica de operação…
O trabalho que o PAMA-SP faz de revitalização das células de F-5 é fantástico ! Se a USAF tiver condições para bancar a manutenção de um avião antigo, tenho certeza que os “ex-FAB” seriam ótimos candidatos a se tornarem agressores nos EUA.

Groselha Vitaminada Milani
Visitante
Groselha Vitaminada Milani

Estranho … cade o pessoal da groselha???? Os EUA do mal continuam retrabalhando as Forças Agressoras com F-5. Ué, não era o F-16 o rei dos céus e super-superior ao F-5? Os americanos du mau burros mesmo … É um tal de pedir F-16 Retrofitado, F-15 Refurbichado … Me estranha que ninguém dos ispicialistas pediu um, dois … três esquadrões do Tornado que vão dar baixa na RAF da Rainha pra back-up tampão ou compor uma nova linha de defesa aérea avançada … e um master fit da Embraer – Ebit. E tem os que criticam os futuros F-39 Gripen… Read more »

Andre
Visitante
Andre

Alguém traduz por favor …

Aerokicker
Visitante
Aerokicker

É desabafo referente ao mimimi reinante por conta de uns encubados no complexo de vira-lata que adoram desmerecer as capacidades das nossas Forças Armadas, no caso a FAB.

Se ainda assim não entende, ignore.

Minuteman
Visitante
Minuteman

Nós entendemos que a verdade sobre as nossas Forças Armadas doem bastante.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Essa groselha esta estragada kkk

Chris
Visitante
Chris

Nao sei se vc percebeu… Mas o que defende nosso país… Lá é utilizado como “alvo” de treinamento.

Aerokicker
Visitante
Aerokicker

Se eles usam F-5 para treinar, é porque o F-5 é, como está escrito no terceiro parágrafo, um adversário formidável no combate ar-ar.

Ou seja, até eles reconhecem que o F-5, apesar de velho, ainda é um vetor importante.

teropode
Visitante

Cara é o contrário, o esquadrão Agressor existe para criar dificuldades e espetar os caras da marinha , não são simples alvos klklklkkk

Flanker
Visitante
Flanker

Sim, nosso caça supersônico, 1ª linha, é usado na US Navy e USMC como aeronave de treinamento dissimilar. E já foram utilizados o A-4 e o F-18, também. Mas, não esqueça que os próprios EUA utilizam, na USAF, o F-16 para a mesma função. E esse vetor é parte da 1ª linha deles. E eles também já utilizaram para a mesma função, por quase uma década, o F-15.

Minuteman
Visitante
Minuteman

Pelo visto o especialista é sua senhoria.

Claudio Moreno
Visitante
Claudio Moreno

O quê foi que você tentou dizer aí tio? Azedou a groselha, arrotou Grapeti!

CM

teropode
Visitante

Esta reação toda só porque algumas pessoas pensam diferente de vc ! Estranho .

Gorgoroth
Visitante
Gorgoroth

Este quis “lacrar” e passou vergonha.

BILL27
Visitante
BILL27

Pelo seu discurso ,vc ta mais para vendedor de cachaça …

Fábio Figueiredo
Visitante
Fábio Figueiredo

Fico aqui pensando quanto custaria nos EUA ou no mercado internacional um F-5 privado?

Já estive em várias oportunidades em shows aéreos nos EUA e vi vários aviões militares que hoje pertencem a civis.

Se alguém tiver informações e sites … grato!

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Fabio, eu não sei os custos, mas talvez essa página o anime um pouco:

http://www.the-northrop-f-5-enthusiast-page.info/AirForces/CivilianOperators.html

Fábio Figueiredo
Visitante
Fábio Figueiredo

Obrigado!

Aerokicker
Visitante
Aerokicker

Vários equipamentos militares já foram parar na mão de civis. Principalmente carros, como o próprio Humvee sob nome Hummer por exemplo. Inclusive algumas marcas hoje famosas originaram-se de equipamentos que eram para militares, como a Jeep. No caso de caças e outros aviões, é relativamente comum alguns caças usados, após descomissionados, irem parar na mão de civis milionários, com dinheiro para pagar por eles, fora os que já são fabricafos também em versão civil como o C-130J é e o KC-390 será. A própria FAB está vendendo até hoje alguns Mirage 2000 para quem quiser adquirí-los. Se você tiver alguns… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Isso é bem comum mesmo. Quando meu pai esteve nos Estados unidos, viu muitos MiG desmilitarizado na mão de civis. Eles adoram o MIG 15

Charles Dickens
Visitante
Charles Dickens

Essa é uma pergunta de “leigo interessado” aos especialistas do blog. Imaginemos que o comando da FAB enlouqueça e decida comprar TODOS os F5 ainda em operação no mundo para modernizá-los e serem operados pela nossa Força Aérea. Nesse caso, a frota de F5 da FAB passaria a contar com quantas aeronaves (estimativa, é claro)? Abraço a todos e obrigado.

ednardo curisco
Visitante
ednardo curisco

Olha, não vou contar! 🙂

Mas aqui tem uma lista dos operadores militares no mundo atualmente.

https://en.wikipedia.org/wiki/Northrop_F-5

Mauro Oliveira
Visitante
Mauro Oliveira

Nos anos 80 a USAF fez uma comparação de suas aeronaves sobre dogfight E o resultado foi que a Mach 0.89 a taxa de giro lateral era de: F-15, 12,7 graus por segundo F-5, 12,5 graus por segundo F-16, 17 graus por segundo Como dizia Pierre Sprey, o F-5 se tivesse menos peso ou mais motor seria absolutamente formidável por vira lateralmente o mesmo que um F-15. Problema e verticalmente por faltar motor. o F-20 corrige isso Então ele não e avião ruim como os vira latas acham. Se fosse, ainda não estaria sendo usado como aeronave agressora. Se alguém… Read more »

Roberto F. Santana
Membro
Famed Member
Roberto F. Santana

Um F-86 Sabre girava fácil 22 graus por segundo.
A taxa de curva não é fator determinante para aeronave agressora, o que mais importa é o quanto ela é similar ao adversário conhecido.

teropode
Visitante

Os que acham só acham pois nunca voaram neles e ignoram dados como estes colocados por vc .Tipo palpite de torcedor de futebol.

ednardo curisco
Visitante
ednardo curisco

O F5 foi feito para ser mesmo barato. e barato significa eficiência menor.

Mas isto não tira o brilho desse lendário avião.

Marcos Cooper
Visitante
Marcos Cooper

sei não,hein! Na guerra do Vietnã,durante a avaliação Skoshi Tiger,que pretendia determinar as capacidades do “Pequeneo Tigre”, o F-5 foi muito bem visto em combate,chegando os pilotos a dizerem que,com algumas modificações,seria muito útil à USAF.

ednardo curisco
Visitante
ednardo curisco

sem dúvida um ótimo avião.

mas escrevi isso para não se cobrar dele desempenho de aviões que foram feitos para superioridade aérea.

ele foi feito para ser barato e bom. mas sendo barato não dá para ser o top de linha.

o problema é que as ‘tais modificações’ são justamente o o encareceriam. coisas como mais potência e melhor aviônica.

Leonel Testa
Visitante
Leonel Testa

O F5 foi e e sempre sera um bom caça claro que seu tempo ja passou mas e inegavel suas qualidades e acima de tudo o baixo preço e custo e alem de tudo muito bonito

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

O Irã e seus F-5 Kowsar mandam lembranças…

Ricardo
Visitante
Ricardo

O F-5 ainda vai voar por muitos anos.

Saldanha da Gama
Visitante
Saldanha da Gama

“sua capacidade de manobra faz dele um adversário formidável no combate ar-ar.” “peraí”, então eu suponho que este caça ainda dá e muito caldo, claro se estiver com manutenção em dia e upado. Parece que não é tão mamão com açúcar assim, caso necessite enfrentar adversários ditos mais potentes e atuais e pelo visto o que irá diferenciar no combate mencionado é a experiência e técnica do piloto.

Felipe
Visitante
Felipe

Os legítimos MiG-28 do Top Gun.

edcarlosprudente
Visitante
edcarlosprudente

É o Fusca nas estradas e o F-5 nos céus, barato e fácil de manter mesmo após o fim da linha de montagem!

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Primeira imagem pensei que era do Irã!

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Sem ler o tema e a matéria distingui que não era do Irã pelo sidwinder à bombordo.

Heitor
Visitante
Heitor

FAB: “Alguém disse F-5?” rsrsrssrs brincadeira.. O F-5 fez sua função dentro e sua época, chega um momento que novas tecnologias aparecem e mudam os panoramas da guerra aérea, mas é mais um exemplo da era de ouro do combate de caça.

Saury Alvarenga
Visitante
Saury Alvarenga

Posso estar enganado, mas a tempos vi aqui uma matéria onde mostrava que o F5 era um caça difícil de ser detectado (difícil não é o mesmo que invisível) e excelente em dogfitht.
Então é um caça que apesar das limitações do tempo em um cenário real pode ser uma surpresinha desagradável e um combatente de respeito.

Marlon maia
Visitante
Marlon maia

Muito linda esta aeronave f5 e Bello.

Márcio costa
Visitante
Márcio costa

Como militar da FAB, especialista em manutenção e por ter tido ,em 17anos,um pouco de experiência com os F5, é fato que nossos caças ainda se mostram vetores, que, após sua modernização,tem capacidade de utilização de armamentos no estado da arte,como mísseis BVR.Se levarmos em consideração,e deve ser levado, que,as FFAA,foram completamente esquecidas nos últimos 30 anos e com os parcos recursos conseguem manter-se em condições mínimas de assegurar nossa soberania.Voltando aos F5, está mais que comprovado que os velhos tigers ainda dão trabalho,fato comprovado nos últimos exercícios multinacionais,como a Cruzex,nos quais nos saímos muito bem contra anvs muito mais… Read more »

José Luiz
Visitante
José Luiz

O F5 somente detem a sua alta performance de manobra se estiver em configuração limpa e isto é um fato, gostem ou não. Nos combates simulados ele opera desta forma. Infelizmente quando as suas asas estão com pilones e cargas, ele vira um passarinho molhado. Quem não acredita pergunta para algum piloto. Aí esta uma séria restrição que é bem menor nas aeronaves de maior porte, com asas maiores e turbinas muitas vezes mais potentes. E isso não tem nada haver com tipos de cachorros.

teropode
Visitante

Isso vale para o Gripen também, com os pilones cheios ele vira um pássaro molhado também, mesmo sendo 45 anos mais jovem , a Física é foda , até o F15SE com seus pilones cheios fica como pássaro molhado , carregando mais penas é claro !

José Luiz
Visitante
José Luiz

Veja bem, claro que em todos os caças as cargas externas afetam a performance, porém uma aeronave maior tem mais facilidade em operar com cargas externas que prejudicam mais uma outra aeronave de menor porte. Uma questão de física, não precisa ser um técnico no assunto, basta observar com atenção o tamanho de um míssil como o Derby na asa do F5 e um outro semelhante como o AIM 120 na asa de um F16. Pode-se ver claramente como a asa do F 5 é pequena e o míssil fica desproporcional. Voa sim, mas ocorre uma perda de performance. Creio… Read more »

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Pois eh… Enquanto os países que operam o F-5 canibalizam para manter os poucos voando (incluí-se ae o Brasil), os EUA recuperam até a estrutura da aeronave. Mostra o F-5 é uma aeronave formidável nas mãos de pilotos capazes e talentosos.

Flanker
Visitante
Flanker

Talvez eu não tenha entendido direito sua colocação, mas a FAB, no PAMA-SP, também faz manutenção, recuperação e reconstrução de toda a estrutura do F-5. Já foi citado aqui no PA várias vezes, mas não custa lembrar que quando a FAB recebeu o segundo lote de F-5, o PAMA-SP os reconstruiu estruturalmente, inclusive fabricando as longarinas do “corpo” e das asas de todas aquelas 26 aeronaves ex-aggressors. O PAMA-SP é reconhecido até pela Northrop como um centro de referência para o F-5 no mundo.

Daniel
Visitante
Daniel

Imitaram a camuflagem do último F-5 da foto com uma das usadas pelo T-50, talvez para simular o caça russo como inimigo.
comment image

Damon Sousa Freire
Visitante
Damon Sousa Freire

Não deixem a FAB descobrir que existe esses F5.Se não eles vão querer comprar eles aos invés dos F16 e F15.

Delfim
Visitante
Delfim

Não imagino um caça supersônico mais barato de voar que o F-5E.
Eu compraria todos que pudesse, especialmente da Suíça, modernizaria e espalharia BR afora. Para fins de não-guerra, como interceptação de aeronaves de desempenho acima do A-29 até velocidades transônicas, seria perfeito.
Os F-39 ficariam para as grandes capitais, e superioridade aérea em caso de confronto.

Tutu
Visitante

Mig-28!!!!!