Home Aviação Militar O emprego do Poder Aéreo russo na Síria

O emprego do Poder Aéreo russo na Síria

13095
124
Caças Su-30SM e Su-24M da Força Aérea Russa na Base Aérea de Hmeymim na Síria
Caças Su-30SM e Su-24M da Força Aérea Russa na Base Aérea de Hmeymim na Síria – Foto via Rustam Bogaudinov

A intervenção militar russa na Guerra Civil Síria começou em setembro de 2015, após um pedido oficial do governo sírio de ajuda militar contra grupos rebeldes e jihadistas.

A intervenção inicialmente consistiu em ataques aéreos lançados por aviões russos estacionados na base de Khmeimim em alvos principalmente no noroeste da Síria, contra grupos militantes opostos ao governo sírio, incluindo a Coalizão Nacional Síria, o Estado Islâmico do Iraque e o Levante (ISIL), Frente al-Nusra (al-Qaeda no Levante) e o Exército da Conquista.

Além disso, assessores militares russos e forças de operações especiais estavam estacionados na Síria. Antes da intervenção, o envolvimento russo na Guerra Civil Síria consistia principalmente em abastecer o Exército Sírio. No final de dezembro de 2017, a Rússia disse que suas tropas seriam baseadas na Síria permanentemente.

Logo após a operação, autoridades russas foram citadas dizendo que, além de combater organizações terroristas como o ISIL, as metas da Rússia incluíam ajudar o governo sírio a retomar territórios de vários grupos anti-governamentais que são rotulados pelos EUA e sua coalizão como ″Oposição moderada″, com um objetivo geopolítico mais amplo sendo o de reverter a influência dos EUA.

Em sua entrevista televisionada transmitida em 11 de outubro de 2015, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que a operação militar havia sido cuidadosamente preparada com antecedência; ele definiu o objetivo da Rússia na Síria como “estabilizar o poder legítimo na Síria e criar as condições para o compromisso político”.

Bombardeiro Tu-22M3 ataca alvos terroristas na Síria

Até o final de 2017, a intervenção produziu ganhos significativos para o governo sírio, incluindo a reconquista de Palmyra do ISIL em março de 2016, retomando a grande cidade de Aleppo em dezembro de 2016, quebrando o cerco de três anos de Deir ez-Zor e estabelecendo controle total sobre essa cidade em novembro de 2017.

No início de janeiro de 2017, o chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas russas, Valery Gerasimov, disse que, no total, a aviação russa realizou 19.160 missões de combate e realizou 71.000 ataques contra “a infra-estrutura de terroristas”.

No final de dezembro de 2017, o ministro da Defesa da Rússia disse que mais de 48.000 membros do serviço tinham “ganho experiência de combate” durante a operação russa na Síria.

Su-57 lançando míssil de cruzeiro contra alvo na Síria
Su-57 lançando míssil de cruzeiro contra alvo na Síria

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR) pró-oposição do Reino Unido afirmou que entre o início da intervenção em setembro de 2015 e o final de fevereiro de 2016, ataques aéreos russos mataram pelo menos 1.700 civis, incluindo mais de 200 crianças. A Rede Síria pelos Direitos Humanos (SNHR) e o Centro de Documentação sobre Violações (VDC) elevam o número para mais de 2.000. O relatório do SNHR afirmou que os ataques russos mataram mais civis do que o ISIS ou o Exército Árabe Sírio.

As armas usadas incluíram bombas não guiadas, bombas de fragmentação, incendiários similares ao fósforo branco e armas termobáricas. Até o final de setembro de 2017, o SOHR declarou que os ataques aéreos russos mataram cerca de 5.703 civis, cerca de um quarto deles crianças, junto com 4.258 combatentes do Estado Islâmico e 3.893 mil militantes da Al-Nusra Front e outras forças rebeldes.

A intervenção polarizou observadores internacionais. Os países com laços diplomáticos e econômicos estreitos com a Rússia, incluindo a China, o Egito, o Iraque e a Bielorrússia, geralmente apoiaram a intervenção. As reações ocidentais foram muito ao contrário, com muitos governos ocidentais denunciando a Rússia por seu papel na guerra e acusando o estado de cumplicidade nos supostos crimes de guerra do regime sírio.

A Human Rights Watch e a Anistia Internacional alegam que a Rússia está cometendo crimes de guerra e alvejando deliberadamente civis, os Estados Unidos condenaram a intervenção e impuseram sanções econômicas contra a Rússia por apoiar o governo sírio e funcionários do governo.

As Nações Unidas condenaram a intervenção russa e acusaram a Rússia de crimes de guerra. Autoridades russas rejeitaram as acusações como falsas e politicamente motivadas, e acusaram os críticos de “barbárie”, o que provocou uma condenação mais pesada dos governos ocidentais em apoio aos grupos rebeldes.

Jatos russos Su-25 e Su-24 alinhados na base de Khmeimeem em Latakia, na Síria

FONTE: Wikipedia

LEIA TAMBÉM:

124
Deixe um comentário

avatar
29 Comment threads
95 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
54 Comment authors
HenriqueGABRIEL NERYBrunoAlexandre GalanteCadu Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Dodo
Visitante
Dodo

Eu gostaria de saber de onde surgem tanta criança assim pra virar alvo de ataque aéreo. É mprecionanrte como ambos os lados usam esse tópico pra desmerecer o trabalho dos seus rivais . Pelo visto brota criança do chão na Síria

Jr
Visitante
Jr

Na guerra, a primeira vítima é sempre a verdade

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Falou e dizeu e para complementar o lado bom e o lado malvado.

William Munny
Visitante
William Munny

O EUA anunciou essa semana a retirada de suas tropas da Síria! Com isso seus aliados (Isis) também se retirarão! Será que é síndrome de Vietnã?

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

É bem dificil o EUA terem apoiado o Estado Islanico tendo em vista os ataque dos mesmo, alem do mais se isso tivesse ocorrido França e Inglaterra por mais que sejam aliados dos americanos você acha que eles estariam apoiando os americanos? Não me venham dizer que eles foram enganados não saberiam pois você está mesnospresando os serviços de inteligencia de DOIS países… Outra antes de dizer que eles sabiam e variam isso você acha que dois países se deixariam ser atacados em território nacional? E novamente qual governante de um país que sabe que a lei “não” falha e… Read more »

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Bom então os rebeldes do Daesh e Cia Ltdas receberam armas e apoio finaceiro de quem?

Mikhail Bakunin
Visitante
Mikhail Bakunin

A essa altura do campeonato você não sabe? Pesquise na barra de buscas do Forte que existem literalmente dezenas de posts acompanhando o conflito, quem dominava que região, apoiado por quem. Tem para todo gosto, quem foi apoiado pelos americanos, pela Arábia Saudita, pelo Qatar, pela Turquia, pela colisão árabe…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Acharam, inclusive, armas israelenses em depósitos do Daesh.

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Foi imoral a ajuda dos Estados Unidos e aliados aos terroristas para derrubarem um governo legítimo e dividirem um país soberano. Não me venham com esta de “democracia e direitos humanos”. O Trump esta certo de não gastar recursos do seu país naquela m..toda.

Lucas Chaves
Visitante
Lucas Chaves

Os EUA ajudaram com recursos e armas a Frente Al-Nusra, que é simplesmente um braço da organização terrorista Al Qaeda na Síria. Sim, a mesma Al Qaeda que perpetrou os ataques do 11/09 nas Torres Gêmeas. Isso é fato sabido e notório, meu caro. E quem diz isso não sou eu, mas jornais como The Washington Post, the Independent, o the Guardian, The New York Times, e não pseudojornais de internet. O “ódio” contra esses terroristas foi relativizado diante de outros interesses geopolíticos.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Se apoiaram os EUA na destruição do Iraque atrás das armas de destruição em massa que quem tem são eles.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

O poder aéreo russo na Síria foi muito útil para bombardear barbudinhos de AK-47 e sandália assim como civis indefesos mas quando se tratou de enfrentar ameaças reais o que vimos foi um Su-24 ser abatido por um F-16 turco e a operação C-SAR para resgatar o piloto ser digna das Organizações Tabajara (ou seria o Grupo Capivara do “Sêo” Crêysson), os Su-35 da VKS serem incapazes de detectar a aproximação dos F-22 da USAF dos jatos de ataque que escoltavam (em um episódio os RWR apenas deram o sinal que estavam sendo iluminados pelo AN/APG-77 quando o caça da… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Mas no fim das contas os EUA estão tirando o time de campo e a Rússia , nada mais justo, o invasor vai embora e o convidado fica.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Acima: …e a Rússia permanece, ….

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Você pode fazer melhor do que isso…..

A verdade é que a tal retirada se deve muito mais às sandices de Trump que a uma eventual eficácia do emprego dos meios russos. E isso é um fato! E outro fato é que Israel vai continuar a atacar os iranianos ali.

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

Israel? Aquele mesmo que depois da instalação dos S-300 nunca mais soube o que é voar em céu sírio? HMS TIRED, vc pode fazer melhor que isso… kkkkk

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

A destruição de diversas instalações iranianas na Síria há coisa de duas semanas atrás diz exatamente o oposto. Sinto muito…..

Igor Sasha
Visitante
Igor Sasha

Israel? S-300? Bye bye!

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Os S-300 não impediram Israel de atacar a Síria semana retrasada, e a mídia estatal local ainda criou uma farsa apresentando destroços do Booster do Pantsyr como supostos mísseis cruise israelenses abatidos.

Sinto muito! Fatos são fatos….

Mowag45
Visitante
Mowag45

Bom dia escritório! Primavera árabe na caminha! Globalistas querendo o pescoço de Trump e ps da vida com a pata do urso na Síria. Perderam e perderam feio. E a coisa tá pegando lá na antessala da casa Branca
viu…se continuar assim, sugiro que vcs comecem a distribuir currículos…

Plinio Carvalho
Visitante
Plinio Carvalho

Quando a ideologia supera o pragmatismo o resultado é esse comentário acima, lamentável.

Plinio Carvalho
Visitante
Plinio Carvalho

Refiro-me ao comentário do HMS.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

HMS TIRELESS, não se faça de desentendido, a força aérea russa entrou na Síria para confrontar a OTAN, que no fundo apoiava os grupos terroristas, inclusive o ISIS, que “fingia” combater. A final, os grupos terroristas nunca tiveram força aérea, mas eram defendidos pela OTAN, que estava fazendo na Síria igualzinho fizeram na Líbia, inclusive derrubava todo e qualquer avião sírio que combatesse os terroristas. Inclusive, os terroristas que lutavam contra o governo sírio tinham assistência gratuita e total em Israel. Que feio, hein seu Benjamin Netanyahu. Quero deixar bem claro o seguinte: a guerra na Síria não se tratou… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Que “festa” afinal os russos acabaram afinal osjatos da coalizão liderada pelos EUA continuaram a operar na Síria, inclusive com os F-22 frequentemente surpreendendo os aviões russos….

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Leio muitos foristas se atendo a pontos não relevantes de engajamento, caças stealth etc.
A questão que se deve concordar, é resultado final de ambas as partes desta guerra.
A Rússia foi bem sucedida em manter Assad e fazer os terroristas recuarem substancialmente.
Infelizmente o Kremlin Utilizou táticas da segunda guerra mundial, despejando bombas burras em cidades, sem critério algum, Mascarando civis.
Os países ocidentais e seus parceiros, não conseguiram destituir Assad. Simples assim.
Russia 1×0. Vida que segue.

pedro
Visitante
pedro

Com algumas imprecisões, mas melhor era difícil. Concordo consigo 100nick, só não vê quem não quer. O mesmo tem se passado muita vez na historia recente e sempre com os mesmos actores ocidentais e olhe que eu não sou anti-americano ou anti-ocidente, pelo contrario, sou europeu e como europeu sou do lado dos “aliados”, mas a realidade nem sempre é a de que nós ocidentais (NATO e aliados) somos os bonitinhos, pelo contrário, os próprios cidadãos da Europa, tal como os americanos, dizem e partilham esta opinião. A opinião pública é a de que quem nos governa, governa para corporações… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Na boa meu caro Pedro mas você fala de tirania das corporações e dos monopólios mas omite que do outro lado há despotismo, ditadura totalitária de partido único e até mesmo fascismo….

E agora?

Br
Visitante
Br

“Ai, faxista”. Como se as “democracias ocidentais” não fossem totalitárias, não tivessem despotismo e até partido único, veja o caso da Alemanha onde o mesmo partido governa a 60 anos. A “democracia liberal” se trata justamente disso, de um governo totalitário voltado para os interesses das corporações e monopólios com a fantasia de liberdade, eu já disse varias vezes aqui, esses governos “autoritários” acabam sendo muito mais livres que os governos “liberais”, porque nesses governos autoritários o cidadão tem armas e pode derruba-lo, nos governos “liberais” a primeira coisa que se faz é tirar do povo a capacidade de reagir… Read more »

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Deixa de onda, Tireless!
Netanyahu é fascista.
O filho dele também.
E todos os israelenses que votam nessa gente
Semana passada Yair declarou que esperava que todos os muçulmanos fossem expulsos de Israel.
Vergonhoso!
Espero que ele não estique muito a corda que pode arrebentar no lado mais fraco.
Pelo visto, os EUA estão disposto a rever sua atuação no O.M.
Melhor abrir o olho.

JPC3
Visitante
JPC3

“”inclusive derrubava todo e qualquer avião sírio que combatesse os terroristas.”””

Mentira, foi apenas um ou dois derrubados.

Elton
Visitante
Elton

Eles bombardearam pontes,refinarias,termoelétricas ,estações de tratamento de águas e aeroportos destruindo a infra-estrutura da Síria dizendo que atacavam o Isis apenas porque estava dentro da aérea dominada.fazendo parecer que a OTAN estava sendo ativa no combate ao terrorismo

Quatzy
Visitante
Quatzy

Disse tudo.,100nick-Elã.!!!. Você acompanhou bem a guerra na Síria.
Faltou acrescentar ataque de falsa bandeira de armas químicas que inventaram para demonizar o governo Sírio.

MGNVS
Visitante
MGNVS

100nick-Elã 21 de dezembro de 2018 at 15:50 Nesse comentario eu sou obrigado a concordar totalmente com vc. Tenho muitos amigos syrios aqui em minha cidade que concordam plenamente com a intervençao russa na Syria e condenam a invadao americana. Eles dizem que pior que o Assad seja, ainda assim eles tinham certas liberdades que jamais poderiam ter se um grupo radical islamico tomasse o poder. Muitos deles tem verdadeiro horror ao radicalismo do ISIS e nao aceitam esse tal “Observatorio Syrio” fantoche que na verdade tbm nao tem interesse algum no bem-estar do povo. Engraçado que alguns aqui criticam… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Sem falar que um país da OTAN, a Turquia comprava o petróleo roubado da Síria até a Rússia chegar e fritar os comboios de caminhões tanque.

Vinicius
Visitante
Vinicius

Só falta você dizer que a Rússia combinou com EUA Israel para não divulgar os dados de radar quanto a detecção do Su-57 quando era testado contra “barbudinhos de AK.” Muitos dizem que aquelas imagens foram tiradas no deserto russo.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Tanto não combinou que os israelenses detectaram o “furtivo” Su-57, e até tiraram fotos de satélite…rs!

Vinicius
Visitante
Vinicius

O ministro de Defesa da Rússia já tinha dito que o Su-57 fora enviado à Síria para testes antes mesmo de Israel fotografa-los. Respeite a cronológica dos fatos.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Os registros, inclusive fotográficos, foram relacionados à detecção e interceptação de um F-22. Saiu aqui no site.

JPC3
Visitante
JPC3

Mostra o registro da detcção do F-22 nos radares. Sabe muito bem que foi no alcance visual.

Vinicius
Visitante
Vinicius

Você sabe que dados de radar podem ser “maquiados” né? Não dá para levar isso como parâmetro principal, o que conta mesmo “avião no chão ou bateria destruída.”

JPC3
Visitante
JPC3

Você tem notícia de alguma fonte mais ou menos boa de que a furtividade do F-22 não funcionou na Síria?

Nós temos notícias de contatos visuais. Contato visual até qualquer avião faz. Não diminui o F-22 em nada. Mesmo que fosse rastreado por radares se a distância for curta também não significa nada.

Antoniokings
Visitante
JPC3
Visitante
JPC3

E daí?

A curta distância não significa nada. Aliás o F-22 é furtivo aos radares, não a sensores de imagem a curta distância.

Olhe quantas vezes ele se chegou perto dos sukhois sem alerta nenhum dos S-300 e s-400.

Isso que você está mostrando é mesma coisa que nada.

Até eu vou em um show aéreo e tiro fotos do raptor sem dificuldade nenhuma.

JPC3
Visitante
JPC3

Você tem ideia de quantas vezes o F-22 colocou esses caças russos dentro do alcance de suas armas sem ser notado?

Foram várias.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Fotos podem ser maquiadas com muito mais facilidade….

Tente outra….

JPC3
Visitante
JPC3

Por que os EUA iriam divulgar dados de radar do Su-57??????

A Rússia divulgou dados do F-22????

É a lógica do absurdo.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

E porque Israel ainda não atacou a síria depois do incidente com o avião transportador militar russo II20?

Usando F35 ou mesmo F22?

JPC3
Visitante
JPC3

Eles já atacaram a Síria três vezes depois do IL-20.

Vinicius
Visitante
Vinicius

Mostre os dados quanto à estas aproximações. Com que base você afirma isso.

JPC3
Visitante
JPC3

Primeiro todas as matérias de contado do Su-35 com o F-22 falam em contato visual..

https://drive.google.com/file/d/18shc1ncUFg-PTxt6tgDGDHT3Cd7O81ty/view?fbclid=IwAR2q5O1lAfwdwgEx0AUfQ4BxxbNi8slXpMH0ppZYCoopvUxyDug0tGewHBU

Tem de fontes russas mas não achei o link

Munhoz
Visitante
Munhoz

Sua analise esta equivocada ao avaliar informações genéricas e situações complexas, só saberíamos as reais condições se ocorresse um embate entre as partes. No momento estas situações nos fornecem apenas pequenas pistas do que poderia ocorrer ! Por exemplo o míssil AIM 9X que falhou, e os possíveis abates de misseis ocidentais no raid após o ataque químico, os T 90 escapando de misseis etc nos fornecem pistas sob a eficacia ou fracasso de alguns equipamentos russos e ocidentais, no entanto não são informações criveis mas sim genéricas. Oque ocorre na real é uma guinada da influencia russa naquela região,… Read more »

Br
Visitante
Br

Quanta besteira, quem derrotou o ISIS e os outros terroristas foram os russos, até a OTAN já admitiu a derrota por lá, e a OTAN fez o quê? Ajudou os terroristas e falhou, tentou financiar os curdos e falhou, além de ter matado milhares de civis, bombardeado hospitais etc… a tal “Primavera árabe” foi a maior amostra da “preocupação” do dito “ocidente” com a paz e a estabilidade, além de ter sido um show de incompetência, fizeram tudo errado e tudo se voltou contra eles, como é de praxe nas intervenções da OTAN.

MGNVS
Visitante
MGNVS

Br
22 de dezembro de 2018 at 8:51

Perfeito.
Assino embaixo.
Só náo vê isso quem não quer.

Igor Sasha
Visitante
Igor Sasha

A águia não aguentou e pediu pra sair? kkkkkkkkkkkkkkkk

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Rápido e eficiente.
Derrotou os terroristas apoiados pelos Estados Unidos e fixou as bases do poder russo no O.M.
Agora, com a retirada americana da Síria, o próximo passo será a sua expulsão do Iraque.
Considerando também o fracasso e futura retirada do Afeganistão, teremos, assim, uma enorme região hostil aos americanos.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Em tempo: Aviões maravilhosos tanto em performance quanto em estilo.
Su-30, Su-57 e o Tupolev.

JPC3
Visitante
JPC3

Sim, acho que Arábia Saudita, Kuwait, Qatar e Emirados Árabes vão se unir com o Irã e fazer oposição contra EUA.

Pode até incluir a Índia nisso…não é?

Por favor.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Calma. Arábia Saudita será o penúltimo problema a ser tratado. Depois, vem Israel.
Kuwait, Qatar e Emirados Árabes são muito pequenos e só servem de contra-peso.

JPC3
Visitante
JPC3

Ta bom, achei que você ia ter algum argumento. Mas prefere enrolar, e enrolar.

Vinicius
Visitante
Vinicius

No fundo é unânime que todas as repúblicas Islâmicas odeiam Israel. Nada impede que num futuro forme nova coalizão contra os semitas.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

E nada impede que venham a ser novamente derrotadas por Israel, como já aconteceu outras três vezes…… Entretanto a realidade no OM hoje é sutilmente diferente. As ações agressivas do regime iraniano estão provocando um paulatino alinhamento dos países árabes moderados e Israel. Além dos tratados de paz já estabelecidos com Egito e Jordânia existem contatos de alto nível com a Arábia Saudita, uma missão comercial israelense foi estabelecida nos EAU e recente o fundo soberano do Qatar foi autorizado por Telaviv a investir em Gaza, inclusive para efetuar o pagamento dos servidores públicos locais. E no mês de outubro… Read more »

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Isso Vinícius.
Até hoje só não ocorreu justamente por causa dos EUA.
Eles que bancam diversas monarquias árabes decrépitas, dando segurança política e militar e, ainda, vendendo muito armamento para eles.
Ou seja, utilizam o velho estratagema de dividir os inimigos para manter o poder.

Diogo araujo
Visitante

Por que vc odeia tanto os EUA? Acredita mesmo que em um mundo onde a China seria a superpotência dominante, os brasileiros teriam uma melhor oportunidade? Sinceramente eu tenho a sensação que eles iriam querer escravizar todo mundo por aqui…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Não sabemos. Apenas sabemos que após um século de influência americana, o Brasil está uma porcaria. E piorando.

JPC3
Visitante
JPC3

Nossa. E você acha que a China vem para industrializar o Brasil nos transformar em potência tecnológica?

Alemanha, Japão, Coréia do Sul, França e vários outros estão sob influência dos EUA e estão muito melhores que países como a Rússia e seus estados satélites.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Creditar o sucesso da Alemanha, Japão, França e Coreia do Sul aos EUA é ser torcida organizada demais.

BILL27
Visitante
BILL27

O Brasil está piorando por conta dos próprios brasileiros …A China tem uma ambição muito grande ,isso é muito pior do que faz os EUA no momento .

JPC3
Visitante
JPC3

Por que tanto ódio pelos EUA e por Israel???

Acho que eles não tem culpa dos problemas do país em que você vive, muito menos dos seus problemas pessoais.

Com todo o respeito, é só cometário de Hater que não acrescenta nada às discussões.

100nick-Elã
Visitante
100nick-Elã

Os EUA e Israel provocam o ódio pelas suas ações. Só que não os odeia são aqueles que não idiotizados com a ideologia pró-EUA, inflamada nos filmes, na música, na grande mídia em geral.

Quem não compra a propaganda deles e enxerga a realidade, ataca por perceber todo o mal que eles causam.

Me responde uma coisa: como está a Ucrânia, que escolheu a Europa e os Estados Unidos? aceita um convite para morar lá?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Os EUA defendem seus interesses tais como a Rússia e a China ao passo que Israel apenas se defende das agressões que sofre. Entendeu por que o seu raciocínio é falho meu caro 100?

Aliás, quem acha que a Rússia é “boazinha” termina justamente por comprar a propaganda veiculada pela Sputnik e afins, só não custa lembrar que a Rússia é um país sem qualquer liberdade de imprensa…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Perfeito 100nick

O mundo cansou de bancar o estilo de vida americano.
E ainda querem nos fazer crer que eles são melhores e merecedores disso.

Só que já chega, ne!?!?!

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Tampouco o mundo quer bancar o despotismo russo e o totalitarismo chinês….

JPC3
Visitante
JPC3

Sim e comunistas não cometeram milhares de crimes.

Conta outra…

Os EUA e Israel não são responsáveis pelos problemas de vocês, sua vida é culpa sua, não dos EUA.

Não passam de haters.

JPC3
Visitante
JPC3

E não tem ódio da Rússia por todos os crimes que eles cometeram? Contra o próprio povo ou contra os ucranianos?

Conversa furada…

Na real vocês culpam o estilo de vida americano pelas frustrações de vocês. Por isso projetam esse ódio todo.

mfb
Visitante
mfb

Hoje, depois de muitos anos, finalmente descobri de onde a rede globo tirou a inspiração para criar o personagem Tonho da Lua na novela.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Outrossim é sempre bom lembrar que o uso do poder aéreo pelos russos depois da Guerra da Coréia deixou muito a desejar. Em 1968 o ditador egípcio Gamal Abdel Nasser, na esteira da humilhante derrota sofrida na Guerra dos seis dias, solicitou armas e assessores militares, que passaram inclusive a operar os jatos Mig-21 em patrulhas perto do Sinai ocupado. Contudo não foram capazes de impedir as incursões israelenses e ao custo de apenas um A-4 danificado por um míssil AA-2 (e perdido no pouso em Rephidin) perderam cinco aviões e quatro pilotos em um único combate. De igual forma… Read more »

Mowag45
Visitante
Mowag45

Sempre resgatando o passado, hein escritório! Mas voltando ao assunto: havia um urso no meio do caminho da primavera árabe…. No meio da primavera árabe… havia um urso…
Chora globalistas.

Maurício.
Visitante
Maurício.

Bom, vamos falar a verdade, o modus operandi russo não liga muito para os efeitos colaterais (não que os americanos se preocupem muito mais), os russos chegaram na Síria despejando bombas igual uns loucos, os “moderados” não aguentaram, foi muita bomba na cabeça, os americanos até que se preocupam um pouco com a opinião pública, já a Rússia não. Quando começou essas escaramuças na Síria com a presença dos americanos, alguns diziam que os russos não iriam se meter a menos que sua base naval fosse atacada, diziam que os russos sempre ficavam em cima do muro(o que é verdade),… Read more »

PEDRO HENRIQUE PEREIRA SOARES
Visitante

HMS TIRELESS Você, entre outros aqui, se recusa a enxergar o óbvio. O grande vencedor na questão Síria e sem dúvida a Rússia! Fatos: Antes da interversão Russa. 1. As principais cidades Sírias estavam nas mãos dos rebeldes/Isis 2. A Capital estava sitiada. 3. O governo Sírio governava menos de 20% da Síria. 4. Assad estava com os dois Pés na cova, e ninguém acreditava que passasse daquele ano. Um pouco mais de 3 anos da interversão Russa. 1. Governo Sírio controla em torno de 80% do País. 2. As principais cidades estão sobre controle Sírio, incluído Palmira e Aleppo.… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Como eu disse, uma coisa é jogar bombas em barbudinhos de AK-47 e sandália ( e de quebra matar muitos civis). Outra bem distinta é enfrentar adversários a altura, e o fato é que em nenhum momento os russos conseguiram expulsar a coalizações dos EUA dos céus da Síria e tampouco impedir Israel de atacar os iranianos….

Esses são os fatos, simples assim…

PEDRO HENRIQUE PEREIRA SOARES
Visitante

Joga xadrez? Quando se enfrenta um adversário mais forte, a regra básica e minar os pontos de defesa dele e nunca partir para o conforto direto. Você confunde estratégia da Rússia, com medo ou incapacidade. Sim ele não revidou, militarmente falando, quando seu caça foi derrubado. Mas te pergunto: o que aconteceu depois? Quem pediu desculpas públicas? Quem ficou limitado por quase um ano? Quem cedeu? Se ela atacasse a base turca ou qualquer caça em território turco, o que aconteceria? Bom eu não sei, eles tbm não. Então o melhor foi deixar a coalização e Israel fazer seus ataques… Read more »

PEDRO HENRIQUE PEREIRA SOARES
Visitante

HMS
Até parece que eles não possuíam lançadores de granadas, misseis, dornes sofisticados, Igla e outros lançadores de terra-ar portátil.
Agora quanto aos encontros e travamentos de caças, ninguém sabe a verdade.
O seu problema e acreditar demais na versão ocidental. Eu pessoalmente coloco em dúvida as duas.
Foi o Su35 que deixou o F22 se aproximar do Su25 para mirar? Foi o F22 que se deixou ser visto enquanto a escolta dava cobertura? Tinha outros Su35 triangulando o sinal do F22? A Rússia interveio no sinal? Nunca saberemos.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Perfeito PEDRO HENRIQUE
Só acrescento que o outro grande vencedor foi o Irã.
Participou das batalhas, venceu e ainda aumentou sua influência junto ao Governo sírio e aos movimentos xiitas libanês e iraquiano.

PEDRO HENRIQUE PEREIRA SOARES
Visitante

Sim, concordo plenamente.
O Irã foi outro grande vencedor dessa guerra. É sem entrar nos motivos ideológicos das partes envolvidas, ele foi merecedor afinal o grosso das tropas e dos mortos foram dele.

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

É notório e mais do que sabido, de que a Rússia não tem como procedimento de verificação de civis em determinada área de ataque. Ela sempre agiu de forma criminosa contra a população civil. Vide as campanhas do Afeganistão, Chechênia e agora Síria. Ela não respeita nada nem ninguém, bombardeia indiscriminadamente aéreas civis, matando tudo o que vê pela frente. Infelizmente essa é uma prática adotada pela força aérea russa. O documentário capacetes brancos aborda muito bem isso. Voluntários sírios atendendo os horrores dos bombardeios russos e da ditadura de Assad. A mentalidade militar russa não é compatível com a… Read more »

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Antunes.
Pelo amor de Deus. O outro lado respeita isso que voce menciona?
E os ataques químicos inventados e falsos? Os hospitais atacados?
Os ataques contra posições do exercito sírio que estava atacando terroristas?
Um respeitoso feliz Natal.

Cangaceiro
Visitante
Cangaceiro

Sem nenhuma torcida por um ou outro lado, mas os Americanos realmente tem uma preocupação maior com civis do que a Russia, principalmente pelo potencial de dano a imprensa ao governo nos EUA, o que não existe na Russia. E sim, o Assad juntamente com os Russos, venceram essa guerra. Os americanos, inicialmente com a CIA e depois com a FA, apoiaram a tal “oposição moderada” (com laços bem estranhos com Al Qaeda e etc) e acharam que seria semelhante ao que ocorreu na Líbia. Mas o Assad soube se segurar muito mais, e os Russos efetivamente participando quebraram as… Read more »

Turino
Visitante
Turino

Que a Rússia não é exemplo no que diz respeito ao humanitarismo, todo mundo sabe; mas citar como fonte um documentário sobre os Capacetes Brancos, que comprovadamente nada mais são que um dos vários grupelhos de terroristas financiados pelo Ocidente, é dose. Respeite nossa inteligência.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

E os EUA que jogou duas bombas atómicas em duas cidades japonesas respeita muito a população civil, não me parece que EUA e Russia sejam diferentes.

Arariboia
Visitante
Arariboia

Depois de terem o F-22,F-15 e outros enquadrados pelos pelo SU-35S mais de uma vez tava ficando feio… A Turquia depois de atacar um avião sem misseis ar-ar e que não representava perigo aos turcos ficaram depois mais de um ano longe das fronteiras Sírias! Pra evitar alguma resposta do russos.* Esses por sinal com o uso do TU-204R foram capazes de “salvar” o Edorgan do golpe só com um pequeno preço. As tropas russas estão muitos engajados com botas no solo, mais que qualquer outro na Síria e sofreram baixíssimas e não teve nenhum veiculo perdido por IED. *https://theaviationist.com

JPC3
Visitante
JPC3

Ser enquadrado no alcance visual não significa nada. Até porque os caças russos também foram enquadrados diversas vezes.

E na verdade nós sabemos que quem está pegando o pesado dos combates no solos são as tropas do Assad.

Carlos Campos
Visitante

Bom eu vejo a situação da Síria não como terrível, mas como estável para bom, pq ali nunca foi foco grande de terroristas para a Europa e o Oriente Médio, EUA… Israel mesmo sabe disso, melhor o Assad que dá para conversar do que com radicais malucos que matam qualquer um por discordar deles. Tudo isso essa desgraça toda só aconteceu pq o Obosta fez essa porcaria, os EUA não deram armas para o ISIS, deram armas para o FSA, e para os Curdos, e os curdos no Iraque não os da Síria, problema é que uma certa monarquia árabe… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

A verdade é que embora inferiores, os russos venceram pelo cansaço.

Rene Dos Reis
Visitante

A verdade e so uma, o plano era derrubar o Assad , ninguém nem mesmo os Eua tiverem peito pra isso, depois que a Russia entrou pra valer, ” o Assad ja estava no bico do urubu” diga-se de passagem.

Flanker
Visitante
Flanker

O governo Assad é um exemplo de democracia, né? Como alguns “russo-chineses” escreveram acima, o problema na Síria começou com manifestações contra o governo. E o que o bonzinho do Assad fez? Atacou os manifestantes. Esse ditador se agarrou ao poder e prefeiu destruir o próprio país. A situação sõ piorou e cada vez mais outros atores foram entrando em cena, tornando aquilo lá um caos. O país está literalmente destruído! Assad governa um país em ruínas. Centenas de milhares de mortos e refugiados. À quem pertence, de fato, um país? Ao governante, agarrado com unhas e dentes ao seu… Read more »

MGNVS
Visitante
MGNVS

Flanker Ja que falou com tanta enfase do governo Assad, agora nos fale do governo da Arabya Saudita, que tbm é uma ditadura sanguinaria que manda matar aqueles que se opoem ao principe. Nos fale tbm de Erdogan que esta transformando a Turkya de estado laico democratico em teocracia fundamentalista. Nos fale tbm sobre o fato de Israel mandar prender jovens judeus que se recusam a servir nas IDF por serem adeptos da nao violencia e da solucao de dois Estados. Ou sera que por ser aliada dos EUA entao Arabya Saudita, que tbm é uma ditadura, pode fazer o… Read more »

Flanker
Visitante
Flanker

O assunto do tópico é a Síria. Por isso não falei em Arábia Saudita e Turquia…..e ainda outras ditaduras, apoiadas tamto por EUA como Rússia. Esses dois países apoiam quem lhes convém política e economicamente. Nem um nem outro apoia outros governos por questões humanitárias. Basta ter um mínimo de inteligência para constatar isso. Mas, eu que te pergunto: Onde isso muda os fatos que eu escrevi no meu comentário?Os EUA apoiarem a ditadura monarquista da Arábia Saudita torna o irreal o horror que esta acontecendo na Síria? O fato dos EUA apoiar os grupos que tentaram derrubar o governo… Read more »

Wagner
Visitante
Wagner

Vencedor foi o Irã,ganhou mais 4 quintal,Qatar,Siria,Iraque e Yemem.

Vinicius
Visitante
Vinicius

Se os EUA deixaram também Iraque e Afeganistão, isolará mais ainda Israel.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Sem dúvidas. Restará aos EUA apenas o apoio firme de Israel e Arábia Saudita. Talvez a Jordânia, mas é pouca sombra.

JPC3
Visitante
JPC3

Qual o benefício para mundo se o Oriente Médio for dominado por nações árabes radicais?

Além do mais, esses países vão se acabar junto com a era do petróleo, junto com Irã e possivelmente Rússia. Ao menos a Rússia tem terras férteis, porque só o que vai sobrar para eles.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Israel bombardeia impunemente os prepostos iranianos na Síria, e as ações agressivas do regime de Teerã aproximam cada vez mais os países árabes moderados de Israel.

Quem está isolado mesmo?

Curiango
Visitante
Curiango

Desejo um
Brasil Grande, como China, USA com
Projeção é influência internacional. Não
Quero um
Brasil pequeno batendo continência nem pra China nem para USA. Patriotismo e atitude é que precisamos para mudar nosso status.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Zzzzzzzz

Cabeça Fraca
Visitante
Cabeça Fraca

“Nilton L Junior 21 de dezembro de 2018 at 15:51

Bom então os rebeldes do Daesh e Cia Ltdas receberam armas e apoio finaceiro de quem?”

AJUDE-NOS a compartilhar: Missionária cristã desmonta as mentiras do ocidente sobre a Síria :

https://www.youtube.com/watch?v=p8k-t-anfH8

Genocídio na Síria: o outro lado da história :

https://www.youtube.com/watch?v=Ao6vY6QmiLo

SOBRE A SÍRIA E A MANIPULAÇÃO DA IMPRENSA :

https://www.youtube.com/watch?v=2Yk-JrlUEJY

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Falar do conflito da Síria pelos olhos e narrativas dos a favor e contra é fácil né, como se houvesse um lado é bonzinho o outro é mauzinho enquanto que a disputa pela hegemonia é meramente acadêmica.

Nico 88
Visitante
Nico 88

A Rússia claramente venceu a guerra na Síria. Não há o que contestar em relação a isso.

Rustam Bogaudinov
Visitante

JPC3 – HMS TIRELESS – Leonardo I’m sorry for you)))

Those to whom you worship run away from Syria leaving the Kurds to be torn apart by the Iraqi army and Turkey

Rene Dos Reis
Visitante

Agente não sabe oque acontece nos bastidores nas relações entre as potencias mas imagino que antes da Russia entrar de vez provavelmente foi levantada a possibilidade de uma Zona de exclusão aérea por parte da Otan, o putin foi mais rápido e deu noque deu.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Poder Aéreo da Rússia é o verdadeiro freio e contrapeso que o mundo tem para se defender hodiernamente.

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Faltou falar quantas aeronaves perderam, entre helicópteros e caças, só sei que foram vários.

Gilbert
Visitante
Gilbert

A unica coisa que olhado os números da reportagem me vem a cabeça é que hoje não temos condições de fazer 10% do que a Russia fez no que diz a surtidas e bombardeios.

Delfim
Visitante
Delfim

Assad é um FDP, mas é o FDP conhecido. Está mal com ele, pode ser pior sem ele. Vide alguns países varridos pela Primavera Árabe. Nem Israel comenta de derrubá-lo.
Vamos nós, ocidentais e cristãos, manter uma boa distância do OM.

MGNVS
Visitante
MGNVS

Delfim
22 de dezembro de 2018 at 15:50

Perfeito sr.Delfim.
Resumiu tudo em poucas palavras e de forma imparcial.

Ruim com Assad, pior sem ele.
Imagine os Estado Islamico nas fronteiras de Israel?
Terroristas fundamentalistas sociopatas que nao tem medo de morrer… eles infestariam a regiao como uma praga de gafanhotos e alem de ameacar Israel tbm ameaçariam os outros países como Egyto e Jordania.

A mesma coisa pode ser dita de Putin na Russia.
Imaginem os radicais saudosistas do comunismo tomando o poder na Russia? Gostem ou nao, Putin gera estabidade na Eurásia.

Binho
Visitante
Binho

Por incrível que pareça, Assad foi presidente que mais fez pela Síria, antes da guerra, maioria da população com educação a nível superior, taxa de desemprego baixa, sem gente nas ruas, um bom país pra se viver…..

Falo isso porque tenho contato com alguns sírios que mesmo defendendo uma democracia em seu país reconheceram isso.

Márcio
Visitante
Márcio

Os terroristas foram atraídos para serem mortos na Síria

Cleber
Visitante

Agora tudo isso , começa a bater no nosso quintal ! Se liga Brasil …

PEDRO HENRIQUE PEREIRA SOARES
Visitante

Parece que a Venezuela será o próximo capitulo.
Daí não sei se a Rússia terá peito não, porque está claro que os EUA não vão tolerar um ponto de apoio Russo tão perto assim.
Inclusive fiquei pensando se essa saída repentina dos EUA na Síria não são algum tipo de acordo. Tipo assim: Vamos vazar fora da Síria e vcs não se metam na Venezuela.

Cadu
Visitante
Cadu

caraca…..aqui nesse forum de comentários quase todos são alienados…..defendem com unhas e dentes EUA ou Russia……

Tanto faz se EUA, Europeus, Russos Chineses…..no final são todos hipócritas que tem apenas o mesmo objetivo….ter o poder……e o pior que a grande maioria aqui que veneram esses sao justamente aqueles que falam mal de todas as formas do Brasil……talvez se tivessemos milhares que defendam o nosso Brasil como voces defendem os estrangeiros…..nosso pais seria muito melhor.

Bruno
Visitante
Bruno

É isso mesmo, é triste a mentalidade do brasileiro, sem duvida um povo que não sente que tem um país, os comentários aqui da trilogia mostram da forma mais clara e direta o quanto nosso povo em maioria ainda é formado por um bando de ignorantes.

Flanker
Visitante
Flanker

Os comentários do Cadu e do Bruno combinam com o meu comentário mais acima! Tenho vários senões contra russos e chineses, mas isso não quer dizer que venere os EUA! E esse é o problema da maioria aqui e em qualquer ligar de debate….nas redes sociais, nem se fala! Tudo no zbrasil hoje é dicotômico! Tem que ser azul ou vermelho, quente ou frio, coxinha ou mortadela, 8 ou 80….nada pode ser intermediário ou buscar uma terceira via! Se agarram na defesa de países que sequer sabem que sses torcedores existem! Quando se debate coisas do Brasil, seus problemas e… Read more »

GABRIEL NERY
Visitante

Cadu. Muito obrigado pelo seu comentário. Eu já estava desistindo de ler mais, até ler seu comentário. Vejo gente comentando até feliz com essa notícia. É como se a única coisa que importasse é que EUA perdeu e Rússia venceu. Mas esquecem que milhares de vidas foram perdidas e os que sobreviveram sofrem com traumas num cenário de um país arrasado pela guerra.

Henrique
Visitante
Henrique

Boa caro Cadu… no cenário geopolítico não há inocentes, vale o que mais atrai os interesses econômicos e militares de cada lado. Todos sabem de onde certos grupos terroristas surgiram, como foram treinados e financiados etc…. Sabem tb como se portam Rússia e China. Tomar lado nesse imbróglio internacional é perda de tempo. Enquanto o Brasil não for visto pelos brasileiros como sua casa, sua pátria, sua vida…. estaremos fadados é velha mentalidade originária lá dos portugueses quando aqui chegaram, que estamos nessas terras somente de passagem portanto o negócio é pilhar e ir embora, .. não teremos de fato… Read more »