Home Aviação Comercial Air Astana recebe seu primeiro jato Embraer E190-E2

Air Astana recebe seu primeiro jato Embraer E190-E2

4386
21
Embraer E190-E2 “Snow Leopard”

A Air Astana, companhia aérea de bandeira do Cazaquistão, recebeu seu primeiro de cinco jatos Embraer E190-E2 encomendados.

A aeronave está registrada como P4-KHA e foi transportada do Brasil para o Cazaquistão na semana passada.

Para chamar a atenção mundial para a ameaça de extinção do leopardo das neves, que é nativo das cadeias montanhosas no sul do Cazaquistão, o novíssimo jato da Air Astana usa a pintura especial “Snow Leopard”.

A nova geração de aeronaves Embraer E190-E2 substituirá os antigos E190 da frota.

Atualmente, a companhia opera nove aeronaves Embraer E190, com a primeira aeronave em operação desde 2011.

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Stene Nilton
Stene Nilton
1 ano atrás

Tem hora que a vontade de fazer muito acaba produzindo pouco. A pintura do tubarão ficou show, esse daí… Sei não.

Alma
Alma
1 ano atrás

Isso seria pintura ou adesivo?

fernandoEMB
fernandoEMB
1 ano atrás

Pintura.

Rodrigo
1 ano atrás

Achei bacana a pintura , mais uma vez parabéns a Embraer

Kemen
Kemen
1 ano atrás

E segue a Embraer no seu caminho de sucessos sucessivos, engenheiros nacionais provando seu valor, negociadores experientes sabendo vender, dirigentes de sucesso levando a empresa aos olhos de cobiça da Boeing e outras…

julio
1 ano atrás

Parece o nome de uma pessoa – tipo – Leopardo ferreira-das-neves. Tipos

cesar
cesar
1 ano atrás

Nossa como a embraer ainda consegue vender aviões….está com risco de quebrar se não for entregue a Boeing…..kkkkk

mcremp
mcremp
Reply to  cesar
1 ano atrás

Nossa, cinco aviões! A Airbus deve estar morrendo de inveja…

Cristiano
Cristiano
Reply to  mcremp
1 ano atrás

Esta vendendo, dando lucro! é isto que importa!

A Embraer é uma empresa Brasileira, uma escola que mantem e cria profissionais de altismo valor, atuando em tecnologia extremamente restrita, que poucos países detém, ela não precisa dar lucro para grandes fundos estrangeiros!

Renato Vieira
Renato Vieira
Reply to  Cristiano
1 ano atrás

A Embraer SA é uma transnacional brasileira com sede no Brasil.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Renato Vieira
1 ano atrás

Melhor que ser uma estatal ineficiente, aparelhada e corrupta, o sonho de alguns por aqui…

fernandoEMB
fernandoEMB
Reply to  Cristiano
1 ano atrás

Sim, está vendendo, mas pouco, abaixo do previsto. E se não vender mais os níveis de produção tendem a cair.
Quanto ao lucro, bom… Os balanços estão aí.
Mas o problema não é a competência, mas as condições do mercado.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  fernandoEMB
1 ano atrás

Vc que faz parte do corpo de colaboradores da Embraer, me diga, pra vcs o negócio da JV nos moldes que estão é interessante?????

fernandoEMB
fernandoEMB
Reply to  cesar
1 ano atrás

Tomcat
Como é que vou saber?

mowag45
mowag45
1 ano atrás

Bom dia escritório HMS TIRELESS! A empresa MiG (e seus 18 MiG-29M2 vendidos à Argélia em agosto) manda lembranças para vocês…. rs!

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  mowag45
1 ano atrás

Agora compara com a LM, aí você se dará conta do fiasco que é o Mig-29, que em combate serviu apenas de alvo de tiro ao pato.

Aceita que dói menos! E o “Aiatolavo” manda lembranças…,

Wanderson lopes
Wanderson lopes
1 ano atrás

A Embraer tem potêncial para ir além mas a Boeing fica perseguindo os diretores da Embraer para fazerem o acordo, acho uma idiotice fazerem essa fusão, a Boeing tá com inveja da Airbus e fica choramingando.

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

O fato, inquestionável, é que as encomendas da EMBRAER estão muito baixas.
E para piorar, enfrentou diversos cancelamentos.
E não há garantia nenhuma de que a ‘venda’ para a Boeing possa ajudar.

fernandoEMB
fernandoEMB
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

O fato é que as encomendas estão ruins para todos neste segmento!

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

O fato inquestionável é que as pouquíssimas vendas do agora chamado A220 apenas se deveram ao enorme desconto dado. Ou seja, na hora de produzir e entregar cada aparelho as fabricantes (Airbus e Bombardier) estarão perdendo muito dinheiro, fato esse que traz muito desgosto a pretensos “descendentes de canadenses”

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Ótima venda para o Cazaquistão, talvez as repúblicas vizinhas olhem para essa anv.

FernandoEMB

Notícias do PropJet ?