Home Aviação Militar Vídeo de encerramento do Exercício CRUZEX 2018

Vídeo de encerramento do Exercício CRUZEX 2018

6872
30

A CRUZEX 2018 encerrou suas atividades nesta sexta-feira (30/11), e você pode conferir os melhores momentos assistindo ao vídeo preparado pela FAB.

Confira os melhores momentos do exercício operacional promovido pela FAB que reuniu 13 países e mais de 100 aeronaves.

30 COMMENTS

  1. Alguém sabe me informar se os helicópteros Caracal já tiveram todos os seus problemas resolvidos, se já podem operar sem nenhuma restrição?

      • Chico Novato: vc poderia mostrar onde esta dito que substituiram as MGBs das unidades brasileiras? É so para que todos nos saibamos, uma vez que estas informaçoes devem ter sido divulgadas apenas no meio de vcs, hiper fontados…

      • Buenas.

        Foram realizadas as trocas dos módulos epicilcloidais das MGB. Foi instalado um plug magnético no radiador da MGB, As inspeções da MGB de 20.000h passaram para 1500h, e nada foi feito para compensar financeiramente os custos extras de reengenharia em função das mudanças (afinal o número de overhaul aumentou em 1300%).

        Tem os problemas de medição radial das pás que a Airbus ainda não conseguiu explicar como tem que fazer (toda hora sai um boletim mudando o procedimento), tem o motor que queima óleo, problema de corrosão não 5a seção da fuselagem, os pinos das pas que apresentam corrosão a cada 100h, entre outros. Problemas com custo alto, por que quase tudo envolve compra de peça nova ou aplicação de boletim que o operador entra com uma boa parte da grana.

        As máquinas são limitadas na sua carga máxima, o que reduz as capacidades operacionais.

        Lógico que a aviônica é muito sinistra. Os recursos eletrônicos são excelentes, quando funcionam.

        Acho que a Airbus não faz os ajustes porque requer investimento e ainda eles lucram vendendo componentes.

        Abraço.

          • Basicamente problemas intermitentes, tipo TAWS, DMAP, HF, algumas leituras do HUMS, entre outros. Como não são basicamente equipamentos NOGO, e existem custos envolvidos, a opção é sempre ir postergando reparos pra um momento mai$ oportuno. A contrapartida é que algumas ferramentas não estão presentes na maior parte do tempo.

          • Depois quando você critica a criminosa compra desses aparelhos é chamado de entreguista, vendido, traidor da pátria e inimigo do desenvolvimento nacional.

        • Foi por essas e outras que a MB mandou o Atlântico a Santos com a “Rural” (UH-15 -queimando um bom óleo – toda suja imunda ) e não com a “Kombosa”?

          A MB está usando a Kombosa em alto-mar ou só perto do continente?

          Outra: pq a Aeronáutica não usou os sabres? E perdeu uma vitrine pra mostrar o 390 Orca.

          • São máquinas boas? Até que sim. Mas pra realidade brasiliana, custo elevado, muitas horas de hangar, muita hora apertando parafuso, pra pouca entrega.

            Na minha opinião, com preço de 50 225M comprava-se 114 H60…

            Esses sim, mostraram ao que vieram. Logística mais simples, máquinas mais robustas, inspeções mais dinâmicas, custo menor, muito mais com a realidade do nosso país, inclusive em guerra se preciso for. Devíamos ter ido na linha da Colômbia de helicópteros que estaríamos melhor.

            E digo mais: pro cenário atual brasiliano, melhor que helicópteros de ataque seriam os h60 armados com o apkws e mísseis, e canhões 20mm.

        • Mas existe uma grande diferença entre um helicóptero que nasceu militar e depois virou civil e um civil que depois virou militar.

          Comparar um Black Hawk UH-60 e um 225M … é covardia ….

  2. Caramba que maravilha este vídeo, entre tantas notícias de soldados com balas suficientes pra 30 minutos de luta e caças com combustível e mísseis somente para metade da frota este vídeo mostra que não é bem assim, isso que eu digo que deve ser feito imagens que mostrem os nossos meios em funcionamento e não parados em hangares, temos que meios capazes e modernos. Parabéns a FAB pelo maravilhoso vídeo que novamente coloca um pouco de esperança que tudo não esta tão ruim assim.

    • com tantos mercadinhos e postos ipiranga nunca vai faltar bala e combustível kkkk

      Mas voce tem razao colega em uma coisa…

      A FAB ta de Parabéns sucesso da CRUZEX 2018 e que o proximo com o Gripen seja melhor

    • Meu Deus, mais um que acreditou nessa baboseira de falta de bala, Jesus minha gente, achei que em pleno 2018, com mídias especializadas, já tinha ficado muito claro que essa história foi uma baita ladainha feita por um jornal abertamente de esquerda e com a clara intenção de denegrir q imagem das forças armadas. Já está mais do que claro que a CBC tem capacidade de produção de munições, assim como a avibras e outras tem mais do que capacidade de produzir misses. Can do parar de repetir essa fake News que tem quase um decada e ainda não morreu

  3. Boa noite
    Não sei se alguem já postou esse video sobre o último dia da CRUZEX 2018. É bem longo, 28 minutos, mas vale a pena. Praticamente todas as aeronaves decolando ou em voo.
    Parabéns FAB.

  4. Muito legal! Parabéns para os envolvidos e para o setor de comunicação que produziu um bom video!
    Vem k, a unidade usando o S-SG 551 era o PARA-SAR? O exercicio para qual foi desdobrada era o salvamento de um piloto aliado abatido?

  5. Acho que quem teve mais ganho nesta cruzex foi o VF-1… Pessoal teve que se inserir bum contexto um pouco diferente do usual.

    Queria ver umas unidades de aviação do EB participando tb. Pra eles ia ser bem diferente por conta do processo de planejamento e execução. Nada de outro mundo, mas sai do cercado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here