Home Aviação de Ataque Botswana diz que não tem dinheiro para comprar o caça Gripen

Botswana diz que não tem dinheiro para comprar o caça Gripen

11149
36

O governo de Botswana diz que nenhum acordo foi assinado ainda para a aquisição dos caças Saab Gripen C/D, porque não tem os US$ 1,7 bilhão necessários para financiar a compra.

As conversações sobre a aquisição planejada de 8 e 12 variantes JAS Gripen C e D da Suécia por Botswana começaram em 2016 e pareciam próximas de acontecer no ano passado, quando o presidente do país, o tenente-general Seretse Khama Ian Khama, visitou a Suécia.

Os Gripens deveriam substituir a frota envelhecida dos F-5 da Força de Defesa de Botswana (BDF) dos caças F-5 adquiridos nos EUA, adquiridos há duas décadas.

No entanto, o ministro da Defesa e Segurança, Shaw Kgathi, disse que nenhum acordo foi assinado com a Suécia e que o Botswana já está olhando para além do acordo com o Gripen para opções melhores e mais acessíveis de aeronaves.

“Nada foi finalizado ainda. De fato, nada foi feito (com relação ao acordo com o Gripen). Ainda estamos à procura de ofertas melhores e mais acessíveis”, disse Kgathi à Gazeta do Botswana.

O jornal também citou fontes da BDF dizendo que o desejo dos militares de adquirir os Gripens foi frustrado por restrições orçamentárias, já que o Ministério da Defesa e Segurança não tem o dinheiro necessário para prosseguir com a aquisição.

As fontes concordaram com o ministro Kgathi em que a BDF ainda está negociando com vários governos e fabricantes de aeronaves em todo o mundo em busca de opções de aeronaves a preços acessíveis.

A aquisição da aeronave faz parte de um programa de modernização que inclui também a substituição de antigos transportadores de tropas, tanques, veículos blindados, armas leves e sistemas de defesa aérea.

Canadair CF-5B de Botswana
Canadair CF-5B de Botswana

FONTE: defenceWeb

36
Deixe um comentário

avatar
15 Comment threads
21 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
23 Comment authors
AlanFewozAA+Defensor da LiberdadeCaerthal Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Na China tem avião balatinho…

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

Queria ver esses caras que zoam os aviões chineses enfrentando um.. é o típico ______________________. Deixei de ser inscrito no ______________ por causa dessa galera, zoam as armas alheias mas correriam se tivessem a possibilidade de enfrentar um.

COMENTÁRIO EDITADO. NÃO ROTULE OS OUTROS PARA NÃO SER ROTULADO. PROBLEMAS DE OUTRAS MÍDIAS DE DEFESA TAMBÉM NÃO SÃO TEMAS PARA DISCUSSÃO AQUI.

AA+
Visitante
AA+

Você vive zoando as armas americanas/nações aliadas nem por isso reclamam de você ou te chamam de _________________ ou _____________. Você parece o típico ______________ de hoje em dia, critica a tudo e todos, mas criticar algo que você goste não pode..

COMENTÁRIO EDITADO. NÃO ROTULE OS OUTROS PARA NÃO SER ROTULADO.DEBATA OS ARGUMENTOS SEM ATAQUES PESSOAIS.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

O que Botswana faz com porta-aviões?

Agnelo
Visitante
Agnelo

Deve ser aquele da Marvel…. q voa….

não entendi mesmo a possibilidade desta tradução

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Foi erro de tradução, o texto original diz:
“The aircraft acquisition is part of a force modernisation programme that also includes the replacement of old troop carriers, transporters, tanks, armoured vehicles, light weapons and aerial defence systems.”

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

O problema foi o “carriers” no texto. Eles querem comprar caminhões para transporte de tropa.
– A troop carrier is a means of transporting soldiers. A troop carrier vehicle may be configured for troop transport while used for other purposes at other times.
– An aircraft carrier is a warship that serves as a seagoing airbase, equipped with a full-length flight deck and facilities for carrying, arming, deploying, and recovering aircraft.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

Erro já corrigido, agradecemos o aviso.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

desculpe a pergunta irônica… não resisti!

Ramon Grigio
Visitante
Ramon Grigio

“o ministro da Defesa e Segurança, Shaw Kgathi, disse que nenhum acordo foi assinado com a Suécia e que o Botswana já está olhando para além do acordo com o Gripen para opções de aeronaves melhores e mais acessíveis.”

Sério? O que seria “melhor”?

Gabriel
Visitante
Gabriel

KAI T-50 Golden Eagle

Filipe Prestes
Visitante
Filipe Prestes

É fato qu3 o T-50 seria mais acessível, mas “melhor”, eu discordo. Botswana não encontrará nada melhor que um Gripen pelo preço de um T-50

Gabriel
Visitante
Gabriel

O melhor é o que cumpre a missão com o pressuposto orçamentário que eles tem. O Gripen pelo que eu entendi é inacessível logo ele não conta nem como alternativa…mas entendo seu pensamento e de fato o T-50 é mais limitado de fato.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

Pessoal, esse foi outro erro da tradução (além dos “carriers”) que já foi corrigido. O que está no texto original significa “opções melhores e mais acessíveis de aeronaves”, o que é diferente de como estava antes (opções de aeronaves melhores e mais acessíveis – o que dava margem a ambiguidade). Ou seja, melhores e mais acessíveis se refere diretamente a opções (para Botswana e suas condições econômicas) e não a aeronaves, na frase.

Ramon Grigio
Visitante
Ramon Grigio

Muito obrigado. Faz todo o sentido.

Marcos
Visitante
Marcos

“No entanto, o ministro da Defesa e Segurança, Shaw Kgathi, disse que nenhum acordo foi assinado com a Suécia e que o Botswana já está olhando para além do acordo com o Gripen para opções de aeronaves melhores e mais acessíveis.” Vão de F-35 igual o Chile, pois de acordo com a notícia anterior “A expectativa do mercado é de que, a partir de 2019, o F-35 americano possa ser comercializado pelo valor unitário de 85 milhões de dólares” – Poder Aéreo, 2018 Com 1,7 bilhão da pra comprar 20 F-35, mas como eles precisam de 8… vai sair por… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

Bateu desespero na LM para vender o F-35 para a África ?

Gabriel
Visitante
Gabriel

Na verdade é preciso criar toda uma certa infraestrutura operacional e olhando para os vizinhos deles acho que o T-50 coreano tem o melhor custo beneficio…acho que comprar o Gripen, mesmo que o dinheiro estivesse disponível, não seria algo muito necessário.
1,7 bilhões de dólares dava para comprar uns 12 T-50 e ainda umas aeronaves de asas rotativas.

Obs: Não entendo o sarcasmo nosso padrão de riqueza(PIB per capita) é praticamente igual ao deles e pelo andar da carruagem poderão vir a nos superar em pouquíssimo tempo.

Marcos
Visitante
Marcos

PIB per capita não quer dizer absolutamente nada, ainda mais quando você compara um país com população de 2 milhões de pessoas com outro de 200 milhões

O PIB da Botswana é de 15,27 bilhões

Patético esse seu argumento

Gabriel
Visitante
Gabriel

“PIB per capita não quer dizer absolutamente nada”…parei de ler aqui.
Não vou perder tempo com quem não tem conserto. Não estudei um semestre de macro e micro economia e me esforcei para tirar boas notas para vim debater com gente que não entende o elementar

Washington Menezes
Visitante
Washington Menezes

Tempos difíceis no blog, o colega faz um comentário sarcástico e precisa explicar que é sarcasmo, se não dá BO.

Delfim
Visitante
Delfim

Botswana tem um PIB de apenas US$ 40 bilhões, pouco mais de 2 milhões de habitantes para pouco mais de meio milhão de km2
Dá uma renda per capita de 16000 dólares por ano, legal, mas é mal distribuída e 30% da população tem HIV.
.
Para quem voa CF-5A/B e está apertado, o FA-50 é uma boa. O JF-17 também.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Eu colocaria o Textron AirLand Scorpion na lista de alternativas e ainda com um financiamento camarada dos EUA.

Davi
Visitante
Davi

A Argentina vai avaliar estes Gripen que Botswana não quer mais.

Gilson
Visitante
Gilson

Só uma ideia, a Embraer que agora é da Boing, será que não poderia financiar pelos menos umas oito aeronaves gripen a força de de Botswana, via empréstimos bancários.

Marcos
Visitante
Marcos

Tudo errado

Embraer = Setor comercial, executivo e militar

O acordo com a Boeing é no setor comercial

Gripen = SAAB

Rafael Grispen Boing Boing
Visitante
Rafael Grispen Boing Boing

Pois é. E o pior é que nem sarcástico o comentario dele foi.

JT8D
Visitante
JT8D

A área de defesa da Embraer não está sendo negociada com a Boeing. Informe-se melhor antes de opinar

sergio ribamar ferreira
Visitante

Provavelmente serão oferecidos alguns F16. Quanto à caminhões, há alguma possibilidade, mesmo que remota de indústrias brasileiras venderem caminhões ou meios de transporte de tropas. Apenas curiosidade. Obrigado .

Haroldo Fiocco
Visitante
Haroldo Fiocco

A Embraer poderia oferecer o A-29 Super Tucano, que é um excelente vetor leve contra insurgência, guerrilha, patrulha. Hora de vôo, manutenção baratas,
A Avibras vender seu carro de combate. E por aí vai. É só o nosso governo ajudar, não atrapalhando.

Gilson
Visitante
Gilson

Marcos, me desculpa talvez eu não me expressei claramente, quando eu escrevi Embraer, financiar os gripen vias empréstimos para Botswana, foi pensando naquele contrato que a Embraer tem com a Saab, que ela Embraer pode negociar vendas dos caças gripen,ou seja setor de defesa que não vai deixar de se chamar Embraer.

Sergio
Visitante
Sergio

Bom dia , eu gostaria de saber se o Gripen consegue voar supersônico quando configurado com estes tanques extras sob as asas ou apenas consegue voar supersônico quando está configurado com um único tanque ventral.
Desde já agradeço
Sérgio

Caerthal
Visitante
Caerthal

Ideias malucas vão bem nos discursos, o problema é na hora de colocar em prática …

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Um monte de nações que operavam Mig-21 e F-5, caças sabidamente baratos de manter, agora não sabem para onde vão, não há opções “baratas” de manter no mercado. Horas vôo de 5 mil dólares são passado, hoje em dia, 15 mil é o mínimo, pelo que se fala…

…e isso abre a discussão: as forças aéreas susbstituirão seus caças supersônicos por aviões como o Super Tucano? Farão mix? Menos aeronaves supersônicas e mais turbo-hélices? Ou será que o KAI T-50 e similares atingirão um custo operacional que equivalha aos antigos caças leves?

Fewoz
Visitante
Fewoz

Estão certíssimos. Se você ganha 900,00, viva como se ganhasse 700,00. Essa é uma lição básica que todos (pessoas e governos) em países pobres deveriam aprender. Falta muita consciência desse tipo no Brasil (país onde muitos comem presunto e arrotam caviar).

Alan
Visitante

Foi citado os caças chineses, mas acredito que para países com orçamentos tão limitados poderia observar o JF17 ou o Kai t50