Home Aviação de Ataque Israel admite ter atacado reator nuclear secreto sírio em 2007

Israel admite ter atacado reator nuclear secreto sírio em 2007

5750
154
Caças F-15 e F-16 da IAF

Ataque foi realizado pela pela Força Aérea na noite do dia 5 para 6 de setembro de 2007

Israel admitiu nesta quarta-feira (21) que atacou e destruiu, em 2007, um suposto reator nuclear secreto da Síria, em uma operação aérea relâmpago contra o país vizinho.

“Durante a noite do dia 5 para 6 de setembro de 2007, aviões da Força Aérea Israelense (IAF) atingiram e destruíram um reator nuclear sírio em desenvolvimento. O reator estava a ponto de ser concluído. A operação permitiu suprimir uma ameaça emergente para Israel e toda a região”, diz comunicado do governo.

Não havia muitas dúvidas sobre a participação de Israel no ataque contra a usina de Al Kibar, na província oriental de Deir Ezzor, mas é a primeira vez que o país assume abertamente a responsabilidade pelo ataque.

O reconhecimento coincide com a multiplicação das advertências por parte de Israel contra o reforço da presença militar iraniana na Síria em guerra e os apelos para se anular o acordo sobre o programa nuclear do Irã, firmado entre as grandes potências e Teerã.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu um prazo até 12 de maio aos europeus para que corrijam os “defeitos” deste acordo firmado em 2015.

Imagens divulgadas pela IAF do ataque ao reator sírio em 2007

FONTE: G1/AFP

154
Deixe um comentário

avatar
36 Comment threads
118 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
47 Comment authors
RicardoNBSoldatTiger 777Walfrido Strobelpangloss Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

se o reator estivesse pronto e fosse bombardeado, haveria uma nuvem de radiação ?!?!?
seria usado o mesmo tipo de míssil para destruir um reator pronto/em construção?? (para evitar efeitos colaterais)

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

O reator iraquiano em Osirak foi atacado com bombas burras.
Essas missões israelenses, na sua maioria, são realizadas a distancias curtas. Como se fosse de Pirassununga a Pará de Minas. Não deve dar mais de duas horas, entre ida e volta. Facilita bastante o planejamento. Nem precisa de alternado: os campos não fecham por meteorologia.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Sim, cada F-16 do pacote de ataque levava duas Mk-84 de 907kg. Segundo consta os israelenses não confiavam o suficiente nas bombas guiadas.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Só tem que evitar os S-200 e uns AK-47 não?!?!
Ou será que é só quer e lá no meio da Síria e jogar as Bombinhas “BURRAS” e voltar pra Telavive?!?!
Quer saber nem os f-16 vão voltar depois do evento no abate!!

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Depois da queda do F-16 os sírios tomaram um ataque de retaliação brutal onde perderam sua IADS. Mas continuam a falar desse evento…

Essa é a sina dos inimigos de Israel, onde quer que estejam…..

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Os inimigos de Israel sempre foram mal perdedores e tem muita inveja dos Estado judeu.

Antonio
Visitante
Antonio

Imagine um brasileiro (palestino) sentado em sua casa e aparece um cacique (rabino) com uma pena branca na cabeça (quipá) e fale que vc deve abandoná-la porque, de acordo com o Livro Sagrado das Florestas (Torah) aquelas terras pertenciam aos antepassados deles.

José
Visitante
José

Muita cegueira de sua parte,pois com mais de trinta anos de guerra entre Israel e Síria sem nenhuma perda da parte de Israel,algo nunca dantes acontecido,nem nos filmes de Hollywood.Um acidente de percurso e agora torna-se a regra?
Em seguida a força aérea de Israel passeou em damasco sem nenhuma perda,já as defesas de Damasco não podem dizer o mesmo.Por que será?
Já é tempo dos inimigos gratuitos do pequeno e bravo estado de Israel reconhecerem os seus méritos,a sua bravura,seus direitos de se defender e o seu direito a sua existência.

Tiger 777
Visitante
Tiger 777

Os antisemitas piram ao ver Israel…
Eles não querem ajudar os Palestinos, querem sim a destruição de Israel. Não dá mano, estão tentando, isto, há 2400 anos.
Nosso povo, é resiliente e Am Israel Chai!!!

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Ainda bem que nascemos na America do Sul! Pelo menos estamos salvos de mísseis, aviões, bombas, e etc… Deve ser um inferno morar em países como estes dois, que a qualquer momento pode cair uma bomba na sua cabeça.

Rui chapéu
Visitante
Rui chapéu

É, é bem mais fácil ficar desviando de bala perdida por aqui!!!!

Salvo os israelenses que ficam levando katiushas a esmo, quem leva bomba por aqueles lados sabe muito bem o que está fazendo.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Israel é santooo.. o dó, vou até erguer um altar aqui.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Israel não é Santo. É uma nação inteligente e poderosa. Baixa o cacete quando tem que baixar.

Antonio
Visitante
Antonio

Israel só existe e mantém até hoje por causa dos EUA. É o filho do caçula deles.
O dia que esse apoio acabar, Israel some do mapa.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

A história, essa impiedosa, é sempre inclemente na hora de desmontar as falácias dos inimigos irracionais do Estado de Israel (esquerda e extrema-direita)

Agnelo
Visitante
Agnelo

Duvido de o dó

Agnelo
Visitante
Agnelo

Nao de vc HMS

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

A nação Israel se extende e se funde, para dentro dos Estados Unidos. Entendeu?

Antonio
Visitante
Antonio

A nação Israel só existe por causa do dinheiro americano.
Com uma economia do tamanho de Minas Gerais tem 400 aviões modernos, milhares de tanques, canhões, carros blindados e ainda navios e milhares de soldados.
Agora, vamos contra outra.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Como disse anteriormente os inimigos de Israel sempre lançam mão de argumentos rasos e irracionais, nesse caso típicos das estéreis plenárias do DCE…

Antonio
Visitante
Antonio

O povo judeu até poderia voltar para a Palestina, mas sob o governo que lá estava. Em comum acordos com habitantes que viviam lá há dois mil anos seguidos (palestinos). Criaram essa gambiarra artificial que gerou e gera até hoje esses conflitos.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

O “governo” que lá estava era um mandato britânico concedido ainda pela chamada liga das nações e o único consenso entre árabes e judeus é que eles, os britânicos, deveriam sair…

Sugiro se informar melhor viu!?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ataques dessa natureza são uma necessidade para Israel afinal seus vizinhos são belicosos, governados por ditadores populistas ou regimes fascistas religiosos, e jamais aceitaram a existência do Estado Judeu.

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

HMS TIRELESS 21 de Março de 2018 at 10:25,
“Quem planta vento, colhe tempestade.”
“O pau que bate em Francisco também bate em Chico.”

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ricardo, Israel nessa história é vítima e não carrasco! Seus vizinhos nunca aceitaram sua existência e o atacaram logo após a sua criação oficial em 1948. Em 1967 os israelenses foram obrigados a atacar preventivamente os países árabes tendo em vista a escalada de tensões promovida pelo tirano inescrupuloso Nasser, que abertamente dizia que iria “jogar os judeus no mar”. E em 1973 os árabes atacaram traiçoeiramente Israel no seu feriado religioso mais importante. Como se vê quem sempre plantou vento ( e colheu violentas tempestades cristalizadas em derrotas militares muitas vezes humilhantes) foram os vizinhos de Israel,que nesse tempo… Read more »

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

HMS TIRELESS,
Dê dois passos para trás veja o todo e não só um pedaço.
A criação do Estado de Israel em si foi uma forma de agressão mas isso você não considera.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

A criação do Estado de Israel deu-se pelo organismo multilateral competente, a ONU, e foi avalizada pelas Super Potências que emergiram da II GM mundial EUA e URSS (respectivamente o primeiro e o segundo a reconhecerem o novo país).

Ademais hoje o Estado de Israel é um fato consumado! Pregar o não reconhecimento e a destruição do mesmo apenas interessa à líderes e nações inescrupulosas que, como afirmei, se vale do sofrido povo palestino para os seus escusos interesses.

Doug385
Visitante
Doug385

A bem da verdade, aquele território era dos judeus muito antes de existir Palestina ou Maomé. Só saíram de lá porque foram tirados à força pelos romanos. Sendo assim, se é legítimo o fato de aquele território ser historicamente palestino, é mais legítimo ainda o fato de aquele território ser histocamente israelense.

Antonio
Visitante
Antonio

Israel é um Estado-pária que sistematicamente descumpre as Resoluções da ONU.
Tem como política de Estado agressões e assassinatos.
Certamente, a conta de tudo isso chegará.
Aliás, já está chegando.

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Tireless, Bem superficial: “A Agência Judaica aceitou a resolução, embora não tivesse ficado satisfeita com as soluções propostas para as restrições à imigração judia da Europa e os limites territoriais do futuro estado judeu (menores que os 65% adquiridos). Já os árabes palestinos, assim como os Estados Árabes, não aceitaram o Plano, pois consideraram que a proposta contrariava a Carta das Nações Unidas, segundo a qual cada povo tem o direito de decidir seu próprio destino, e declararam sua oposição a qualquer plano que propusesse a separação, segregação ou divisão do seu país ou que atribuísse direitos ou estatuto especiais… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Pois então Ricardo! Os judeus embora insatisfeitos aceitaram a partilha. Por seu turno os Palestinos se deixaram usar pois na verdade os países árabes não estavam nem um pouco preocupados com o princípio da autodeterminação dos povos mas sim com o fato de que o estabelecimento de um estado democrático nos moldes ocidentais tal como é Israel poderia representar uma influência perigosa sobre os povos desses países, que viviam (e vivem) sob o jugo de monarquias absolutistas e ditaduras que muitas vezes são dinásticas. No mais, uma vez que a ONU deliberou e criou o Estado de Israel não se… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Estados Párias são aqueles que são objeto de sanções da ONU. E naquela região o Estado Pária foi aquele objeto de pesadas sanções aplicadas em 2010 pelo CS da ONU ainda que os três patetas (Sultão, Heptarréu e megalonanico) tenham tentado livrar a cara do mesmo com um acordo farsesco.

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

HMS TIRELESS 21 de Março de 2018 at 12:53 Doug385 21 de Março de 2018 at 13:08 Bom seguindo a linha de raciocínio de vocês, TODOS os brasileiros que não sejam indígenas deveriam deixar o Brasil e devolvê-lo as comunidades indígenas? Os Negros voltam para a África? Os Brancos voltam para a Europa ? E se vier uma Resolução da ONU com esses termos, vocês ficaram “de boa”? Pimenta “no dos outros”, é refresco? Mas no “nosso” também arde. Não vejo um completo absurdo a criação do Estado de Israel, o problema é como foi feito. Foi imposto, não houve… Read more »

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Tem também aqueles psicopatas palestinos reclamando o no tem direito.

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Não se esqueça dos psicopatas muçulmanos, cristãos, judeus, budistas, hinduístas, ateus, agnósticos, esotéricos, espíritas, etc
Têm psicopatas para todos os lados!

Mas cuidado com os de gravata borboleta (Kkkkk-piadinha)

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

O lugar dos palestinos é na Cisjordania, de onde vieram.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

No way.

Tiago Jeronimo ☠ (@TiagoJL)
Visitante

Imagino quando será que vai chegar a vez do Irã e se Israel tem condições de acabar com o programa nuclear iraniano sozinho.

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

acabar nao, pode atrasar como ja o fez com o vírus “Stutnex”(acho que eh esse o nome)…

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Stuxnet é o nome do vírus. Basicamente ele mascarou a aceleração das centrifugas do complexo de Natanz, fazendo com que as mesmas se auto destruíssem. No meu entendimento, o mais complexo não foi nem o desenvolvimento do virus, mas sua inserção nas usinas. Ponto para a inteligencia Israelense e Americana.

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

foram instalados em equipamentos da Siemens… devem ter descoberto uma rede clandestina e “chiparam” as maquinas na fabrica alemã…
do mesmo jeito que todos os pen drive da marca SanDisk ja vinham com vírus dos EUA instalados… vide as smart tv da samsung… ja vem td “chipado”

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Segundo consta foi por uma impressora ou Pen drive contaminados

Mark
Visitante
Mark

Não só possui a capacidade, como vai sim acabar com o programa nuclear deles assim que se fizer necessário. Só que a confusão após um hipotético ataque seria enorme. Torço para que não chegue a tal ponto e que aquele regime seja derrubado pelo seu próprio povo antes.

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

ah sim, lógico… israel pode ate danificar alguma instalação iraniana… mas pagara um preço muito alto por isso… israel sera no futuro o que a Palestina eh hoje… sera que vale a pena o riso?!?!

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Não se esqueça onde estão as armas nucleares da região, lembrando que Israel pode lançá-las por terra dos seus MRBMs Jericho, dos Subs da Classe Dolphin e dos F-15I.

Antonio
Visitante
Antonio

Todo estudante iraniano do segundo grau deve sabe de ‘cor e salteado’ todas as instalações militares de Israel.
É um País minúsculo que em um ataque em massa não poderá se defender.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Sim pode de defender. Voce não sabe do que está falando.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

É um “país minúsculo” que se for atacado pode transformar Teerã em um aterro radiativo…..

Como de costume o antissemitismo,quer de esquerda ou de extrema-direita, mostra-se irracional é divorciado dos fatos..😉

claudio
Visitante

HMS TIRELESS ….bem isso … complexo mas que se Israel se sentir ameaçado é fato que tudo vira poeira FATO

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Mesmo no caso do reator de Osirak Israel tentou por outros meios parar o programa nuclear iraquiano antes de lançar mão de um ataque aéreo! Nos anos anteriores diversos cientistas foram assassinados. O principal responsável pelo programa foi encontrado morto a pauladas em um hotel em Paris. O primeiro reator foi destruído em um atentado à bomba quando já estava no porto para ser enviado ao Iraque. De igual forma foram feitas gestões junto ao então candidato (e futuro presidente) François Mitterand, que era amigo pessoal de Shimon Peres. Uma vez eleito ele declarou que não iria mais celebrar contratos… Read more »

marcio alves
Visitante

Se um dia acontecer esse ataque contra o Irã certamente vai ter ajuda da Arábia Saudita, com aviões REVO e uma base para pouso antes do ataque devido a grande distancia entre Israel e o Irã.

Antonio
Visitante
Antonio

Arábia Saudita? Está brincando, né?
Hoje acabaram de sofrer uma grande derrota para os houthis.

https://www.almasdarnews.com/article/saudi-military-suffers-heavy-losses-after-houthi-forces-seize-strategic-military-camp/

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Correto.

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Se Israel fosse uma pessoa, se olhasse para você e te considerasse uma ameaça:
Te daria um tiro na testa e diria que foi “um ataque preventivo de autodefesa”.
Se fosse qualquer outro país, exeto EUA e UK, seria um “crime de guerra”.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

A questão é que Israel tem fundados motivos para agir assim

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Concordo. Mas convenhamos, as vezes eles se aproveitam e fazem coisas que não deviam! Mas um país que é cerado por inimigos, não é de se estranhar que ele mate primeiro e depois avise que atirou!

Antonio
Visitante
Antonio

Israel só é cercado de inimigos porque aquela não é a terra deles.
Foram colocados lá artificialmente.
Simples assim.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Típico argumento, tão falacioso quanto vazio, de plenária do DCE. Só falta a cachaça, a calabresa frita e uma feminista raivosa que não depila o sovaco!

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Todos acreditam em seus fundamentos para atacar o outro, e nenhum deles está completamente certo.
Acredito que ninguém, em sã consciência, daria razão se alguém lhe der um tiro na perna porque acha que você é “meio suspeito”.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ricardo, a Síria está formalmente em guerra com Israel desde 1948,atacou Israel em 1948 e 1973 e participou da escalada de tensões que culminou na guerra de 1967. Apóia o Hezbollah com armas e dinheiro além de estar firmemente comprometida com a destruição do Estado Judeu assim como seus aliados iranianos.

Diante desse retrospecto, poderia Israel agir diferente do que costuma fazer?

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Muito se repete do que se fez com Israel, mas pouco se fala com o quê Israel fez para os outros.
A formação do Estado de Israel não foi nenhum ‘conto de fadas’.
E sempre foi dada prioridade à força ao invés do diálogo.

Já que você usou a expressão “Estado Judeu” (em vês de “Estado Sionista”) seria bom entender o quê significa a expressão “Olho por olho e dente por dente”.

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Você está contando a parte da história que convêm ao seu ponto de vista. É preciso voltar mais no tempo para entender melhor o quadro como um todo.

Tive um comentário não publicado

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ricardo, o Sionismo foi o movimento nascido na Europa no fim do Séc. XIX que tinha por objetivo constituir um Estado Nacional Judeu em seu território histórico. Assim o moderno Estado de Israel pode, sim, ser considerado um fruto do movimento sionista que é laico e inicialmente possuía forte viés socialista vide as fazendas coletivas (Kibbutz) que até hoje existem por lá. Contudo a expressão “sionismo” e o adjetivo “sionista” têm sido usados de forma desonesta ao longo dos anos pelos já citados inimigos do Estado de Israel como forma de deslegitimá-lo. Aliás, em 1975 e aproveitando uma conjuntura favorável… Read more »

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Os ataque antecipados configura, sim, como Legitima defesa (até no Brasil).

Legítima defesa

Art. 25 – Entende-se em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem.

Até por isso acho que o Japão não tem lá uma defesa sem os US (pois primeiro espera a tapa para revidar).

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Flávio Henrique 21 de Março de 2018 at 15:25
Se você levar um tiro na perna, lembre desses nossos comentários.

Antonio
Visitante
Antonio

Isso foi há onze anos.
Atualmente, se atacarem a padaria do Seu Nassib em Damasco serão derrubados.
O tempo passou.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Quanta bobagem como de costume! Aliás a represália à derrubada do F-16 foi dura….

No mais é mais uma prova de que as esquerdas e a extrema-direita são sócias no antissemitismo…

Mark
Visitante
Mark

Os turcos estão sapateando na síria, até avião russo já abateram, israel já lançou diversos ataques com apenas uma baixa, então pergunto: Você acredita mesmo no que falou ou apenas replicou a impressão dos “especialistas” militares que comentam notícias na Sputnik BR?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Interessante lembrar que antes desse F-16 a última aeronave israelense foi abatida no longínquo ano de 1982.

Ademais as causas já foram investigadas e amplamente divulgadas, como boa democracia que se preze como Israel é.

Antonio
Visitante
Antonio

Como disse: novos tempos.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Still Running behind the tail…

Mark
Visitante
Mark

Sem falar nos f-22 passando pra dar oi ao pilotos russos e sírios, saindo e entrando do TO quando querem etc etc…

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Quanta ignorância.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Meu comentário caiu aqui por erro.

Bravox
Visitante
Bravox

Duvida é , qual motivo de nao atacar em 2018 ? (ta demorando para limpar os novos reatores)

Otto Lima
Visitante

Essa não foi a primeira vez que a IAF atacou um reator nuclear de um país árabe. Em 1981, outro F-16 israelense atacou o canteiro de obras e um centro de pesquisas nucleares no Iraque. A aeronave está hoje exposta no Museu da IAF, em Tel Aviv. Segundo o livro Yellow Cake, do escritor brasileiro Alexandre von Baumgarten, essa usina iraquiana seria abastecida com urânio contrabandeado do Brasil e enriquecido na então Alemanha Ocidental, através de agentes do hoje extinto SNI, com a participação de políticos e empresários aliados do regime militar. O Iraque era então um importante parceiro comercial… Read more »

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

mossad??

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Segundo já se falou residia em SJ dos Campos no início dos anos 80 um oficial da FAB que tinha bastante expertise em tecnologia nuclear e mantinha contatos escusos com militares e diplomatas iraquianos. Um tempo depois de um vizinho ter se mudado para o mesmo prédio ele subitamente teria morrido envenenado e nunca mais ninguém teria sabido notícias desse vizinho que, suspeita-se, era um agente do Mossad. Acho que o Cel. Rinaldo Nery e o Walfrido devem conhecer a história.

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

isso sim eh uma “contra espionagem”…

Bruno w
Visitante

Eu posso ….vcs não….
Hipocresia ….

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Quantas vezes Israel foi atacado por seus vizinhos desde 1948?

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

criança arremessando pedra conta como ataque??

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Falo de exércitos mesmo, como o egípcio e o Sírio…..

Ademais os palestinos são usados como peões por seus vizinhos e também pelos iranianos.

Jacinto
Visitante
Jacinto

Uma criança arremessando pedra, na cultura judaica, tornou-se rei…

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Mas a terra era de Davi. Os palestinos são invasores.

Os palestinos adoram fazer seus filhos virarem mártires de uma causa injusta.

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Tadeu Mendes 21 de Março de 2018 at 13:51

A “Grande Diáspora”? Já ouviu falar ?
Os “herdeiros de Davi” ‘abandonaram’ suas terras.
Ou você vai devolver as terras dos nativos que você invadiu ?

Antonio
Visitante
Antonio

Ninguém está interessado em ‘Herdeiros de Davi’. E nem nos ‘Herdeiros de Arariboia’.
Ficar reclamando terras com base em escritos antigos é uma farsa.
Daqui a pouco vem um índio aqui em casa reclamar a posse dela, segundo suas tradições.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Israel foi criado por uma resolução da ONU, apoiada por EUA e Rússia.

Portanto, vire o disco que está feio mesmo para um militante lobotomizado…

Antonio
Visitante
Antonio

Resoluções da ONU que eles agora descumprem. Todas.
Mas, o tempo está passando e as coisas acontecendo.
Israel vai pagar o seu preço.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Vai pagar o preço quem, sim, achar que pode destruir o Estado Judeu. Terá o mesmo fim que teve o tirano Nasser…

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Os herdeiros de Davi nao abandonaram Jerusalem e os territorios ao redor da capital judaica. Eles foram expulsos algumas vezes por reis extrangeiros. O ultimo se deu com o Imperio Romano.

Mas como voce e um analfabeto em Historia, fica falando abobrinhas.

Eu se o que significa Diaspora. Sou fruto dela.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Os assentamentos hebreus na região remontam de mais de 5.000 anos! Os romanos e povos vizinhos chamavam a região de JUDEIA. ( Assim como havia a Galia, Germania, Lusitania, Britania, Grecia, etc…) Palestina é um termo “moderno”. No fundo, sabemos que o problema é o antiamericanismo da meninada do DCE… A combinação explosiva de sucrilhos, todynho, cannabis e doutrinação em sala de aula provocam estes delírios…

Walfrido Strobel
Visitante

O que “antiamericanismo” tem a ver com Israel x Síria?

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

O que tem a ver? Ora, os EUA são o grande apoiador desta democracia no OM. Basta ler os posts daqui do site que voce ve o pessoal da “canhota” recriminando os EUA por este apoio… No fim é tudo ideologia, do mesmo pessoal que diz “defender as minorias” aqui no Brasil

Cesar A. Ferreira
Visitante
Cesar A. Ferreira

O “reator” atacado na Síria estava abandonado, nada mais era do que uma base de concreto… O governo do “ditador” Baschar Al-Assad, havia desistido de levar adiante os planos de levantar a planta da central nuclear por acreditar que os custos de um programa nuclear seriam crescentes e iriam pressionar o orçamento sírio ao limite… A planta estava abandonada e não contava com baterias AAA significativas… O “ditador” Assad abandonou um programa nuclear para construir… Hospitais. Realmente, que “ditador” perigoso… Israel atacou uma planta nuclear já completada: Osirak. Iraque, 7 de junho de 1981. Esta planta nuclear contava com ao… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Apenas complementando César, os dispositivos que defendiam a central de Osirak eram os ZSU-23-4 Shilka e os SAM SA-6 Gainful

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Que base de concreto? Voce sabia que o pessoal que limpou os escombros depois do ataque, morreram por intoxicação radioativa?

Cesar A. Ferreira
Visitante
Cesar A. Ferreira

Não havia reator, portanto, não poderia haver combustível nuclear. A planta nunca passou da construção preliminar e fui suspensa antes disso por questões orçamentárias.
Você não deve acreditar em tudo que lê…

USGrant
Visitante

GO ISRAEL UNTIL VICTORY AWAYS.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Assino embaixo

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Se até hoje com a poderosa Força Aerea Russa na Siria o espaço aéreo ainda é considerado uma peneira (os pilotos de F-22 americanos que o digam) o que imaginar em 2007.

Faríamos (ou deveríamos fazer) o mesmo se vivessemos situações similares com nossos vizinhos.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Notícia interessante, em agosto do mesmo ano os sírios receberam os primeiros sistemas pantsir da Rússia…
Talvez isso tenha precipitado o ataque de israel…

GILMAR
Visitante
GILMAR

Uma pergunta para os estudiosos e entendidos acima:
É verdade que em 08/10/1973, no desenrolar da Guerra do Yom Kippur, o ministro Moshe Dayan e a Primeira Ministra Golda Meir decidiram armaram 13 caças F-4 com artefatos nucleares para “torrar” algumas capitais dos países inimigos envolvidos no conflito?

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Eu não duvido . . .

André Bueno
Visitante
André Bueno

Não há certeza de que Israel possua armas nucleares hoje. Mas creio que em 1973 elas com certeza não existiam, ao menos produzidas por eles.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Sim possuem. Oficialmente 200.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Sim. Mas não foram tantos caças.

Humberto
Visitante
Humberto

Gilmar, não sou um entendido, mas vou deixar o meu pitaco aqui. Nunca teremos certeza enquanto os papeis oficiais não forem liberados, mas.. Sim, é considerado como verdade que os Israelenses estavam com as armas nucleares prontas para serem utilizada, não sei se foi um blefe para assustar os seus vizinhos OU para forçar os americanos apoiar de forma mais concreta pois os Sirios e Egipcios estavam recebendo munição, peças de reposição da URSS. Dizem que Kissinger preocupado com as consequencias do uso de armas nucleares e com uma possível entrada da União Soviética com armas nucleares foi o fator… Read more »

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Não vejo motivo para tanta divergência: todos estão falando a mesma coisa, só que de pontos de vista ideologicamente distintos. Israel foi “plantado” ali para dividir, nunca houve um real interesse pelo povo judeu. Sendo conveniente às potências da época, atendeu-se ao pleito judeu. Os árabes (uma generalização, perdoem-me) nunca “engoliram” Israel e, apoiados pelos adversários do Tio Sam, tocaram um ataque após o outro, sempre com severas perdas militares e o desenho das fronteiras lá, até hoje, é fruto desses conflitos. A região, em que pese legítimos interesses dos povos envolvidos (nada de nações, por enquanto), é um conveniente… Read more »

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Se os palestinos deixarem de ser uma padra no sapato de Israel eles seriam massacrados.

Wagner
Visitante
Wagner

Talvez massacrados por outros palestinos, você quer dizer? Porque muçulmanos (árabes, palestinos, etc) que vivem em Israel amam viver ali sob o governo Judeu. Duvida? Segue o link…
http://www.pletz.com/blog/os-arabes-israelenses/

Wagner
Visitante
Wagner

Rapaz… Nunca houve real interesse do povo judeu na fundação do Estado de Israel? Tá dificil hoje, hein Galante? Tadeu Mendes, creio que você seja melhor que eu nesse assunto, então por favor ajude o rapaz e explique que o Estado de Israel foi fundado com luta, suor e sangue por um povo que durante parte significativa de sua história foi oprimido pelos povos à sua volta e simplesmente cansou de apanhar.

pangloss
Visitante
pangloss

Wagner, vou tentar ajudar, mas o estado do paciente é muito grave, talvez irreversível.
Creio que o que se tentou afirmar foi que o sionismo, em seu início, era um movimento laico, rejeitado pelos sacerdotes judeus, que entendiam que cabia somente a Deus indicar ao povo judeu a terra prometida.
Depois da IIWW, essa percepção idealista deu lugar a um pragmatismo laico, defendendo a criação de um Estado judeu.
Espero ter contribuído.

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

Se o Hezbollah deu uma surra em israel em 2016, imagine o Ira em 2018/2019….

Augusto L
Visitante
Augusto L

An???? Que surra foi essa ? Que ngm ficou sabendo. Pelo que eu sei a ultima guerra entre eles foi em 2006 e Israel venceu mas o Hezbolahh provou que mesmo perdendo pode provocar danos nas forcas israelenses, danos até acima do aceitavel

Antonio
Visitante
Antonio

Evento conhecido como ‘caça ao Merkava’.
Hezbollah fez a festa.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Surra? Rapaz….O Hezbollah correu para a ONU implorando um cessar fogo.

Augusto L
Visitante
Augusto L

O ataque foi feito exclusivamente com strike eagles, cada um carregando 4 mk84, 2 mavericks e 2 sidewinders.
Ta ate no wiki em ingles.

Mark
Visitante
Mark

Acho estranho que, ainda hoje, depois de décadas é décadas em que Israel aplicou surras homéricas em seus vizinhos, ainda existam pessoas que duvidem da capacidade do Estado Judeu de defender seu legitimo território e bater forte quando necessário. Parece mais uma espécie de torcida contra Israel do que uma avaliação baseada em fatos.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Exatamente.

ADRIANO M.
Visitante
ADRIANO M.

Bravos israelenses ! Será que “se” forem atacar o Irã,o farão sozinhos ou chamarão seu cafetão do norte?!

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

O cafetão do norte tem pressionado Israel a não atacar o Iran deste 2007. Não comente sobre um tema que você desconhece.

Leonardo
Visitante
Leonardo

Tem gente muito binária aqui, vocês só enxergam duas cores? Existem judeus anti-semitas, que discordam da criação de Israel porque um requisito para a criação seria o retorno do messias, que para eles, ainda não aconteceu. Esses seriam de extrema esquerda ou extrema direita pra vocês? Sarkozy, judeu, democrata, financiado com dinheiro de um ditador muçulmano que morreu em uma “primavera árabe” apoiada pelo próprio Sarkozy, é o que? Extrema direita, extrema esquerda ou extremo canalha, como qualquer outro político? Agora esqueçam a política e as ideologias e analisem o seguinte: um país criado por imposição de um organismo supranacional,… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Todo esse palavrório não o torna melhor entre os odiadores de Israel até porque, na essência, são os mesmos da turma de esquerda e da extrema-direita….

A propósito os tais “judeus antissemitas” aos quais você se refere são um grupelho chamado “Neturei Karta”. Não apenas são nanicos como são extremamente rejeitados pelos demais judeus, especialmente depois que se encontraram com o cão fascista Ahmadinejad.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Os filhos dos palestinos vão para as as escolas para aprender a odiar. Já os filhos dos judeus vão para as escolas para aprenderem História, Matemática e Ciencias……muita Ciencia.

Qual dos dois grupos tem melhor futuro?

Os palestinos matam com o ódio. Os judeus matam com o cérebro e tecnologia.

Walfrido Strobel
Visitante

Que besteirol, só esta declaração ja mostra o seu racismo ao dizer que crianças palestinas vão as escolas para apreender a odiar.
Em Curitiba tem judeus e muçulmanos, e não são tão diferentes, todos tem preocupação com a melhor educação para seus filhos.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Você já viu o que ensinam dentro das escolas palestinas? NÃO.

Faça um favor e fica quietinho aí no seu mundinho em Curitiba. O tema é muito complicado para voçê entender.
.

Leonardo
Visitante
Leonardo

Escrevi tanto e meu comentário foi engolido pelo cão raivoso. 🙁

José
Visitante
José

Pois é,pois é,¨enquanto os cães ladram Israel passa.¨

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Palestina não passa de uma invenção, nunca existiu como um Estado soberano. Israel tem uma história de milhares de anos naquela região, dizer que judeus não pertencem a essa região é o mesmo que dizer que os persas não pertencem ao Irã.

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Meu comentário também ‘-‘

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Observação!
Israel só ataca com aeronaves biplace ?! O contrário da USAF e o restante dos usuários do F-16!

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Verdade! Aliás existe uma tendência na Heyl Ha’Avir de adoção de aeronaves biplaces. Recentemente receberam 09 F-15D dos estoques da USAF e após serem modernizadas esses aviões irão substituir igual número de Eagles monoplaces.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Conclusão:
-Doutrina diferente!?
-Raramente vejo aeronaves de combate de Israel monoposto!
-Sinônimo de vários equipamentos/sensores para monitorar!?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Segundo se diz é melhor para dividir a carga de trabalho dentro da cabine. A USN está indo pelo mesmo caminho tanto que há tempos vem comprando mais F/A-18F que F/A-18E

Wagner
Visitante
Wagner

HMS, tenho a mesma impressão também. Ademais como o grosso do perfil das missões que os israeli voam parece ser à baixa altitude (bomba burra é que nem faca, tem que chegar pertinho para fazer o estrago valer mesmo), faz muito sentido que a carga de trabalho seja dividida, pois voar baixo e muito rápido não dá espaço para bobeira (na minha opinião, bobeira do piloto foi o que levou Israel a perder um dos seus F16I recentemente).

Jacinto
Visitante
Jacinto

Um WSO bem treinado parece ser muito mais eficiente em guerra eletrônica do que os sistemas automatizados atualmente em operação. Há visões conflitantes sobre isso. Os EUA acreditam que nos próximos sistemas de guerra eletrônica – como no F35 – a automação gerará resultados melhores do que um WSO.

Wagner
Visitante
Wagner

Gilmar, li uma vez a versão que Golda Meir foi quem, no limite do desespero, com os egipcios avançando forte pelo sul e os sírios vindo fortes pelo norte, teve a firmeza que só uma Chefe de Estado de um povo muito equilibrado teria: a de não autorizar o lançamento das nuke no Cairo e Damasco pelos F4 que ja estavam voando com elas. Se hoje tem gente mal informada (ou mal intencionada) que fala que Israel “é ruim e mau” com os palestinos, não se recorda (ou finge que não sabe) que quase foram eliminados como povo e como… Read more »

GILMAR
Visitante
GILMAR

Peraí Wagner, eu não não acusei Israel de coisa alguma. Na verdade, creio que “tio Jacó” tem mais e que se defender. Em guerra cada nação utiliza o que tem de melhor. Minha pergunta foi porque, se em 1973 Israel já dispunha de um considerável arsenal nuclear e com mísseis Jericho, imagina hoje. Não endosso os comentários da “turminha” avermelhada não.

Wagner
Visitante
Wagner

Não, não, Gilmar, não coloquei dessa forma! Respondi uma parte da sua questão e apenas deixei ao povinho anti israel as dicas. Perdoe se o texto ficou meio truncado.
Valeu!

Leandro Assis
Visitante
Leandro Assis

Não defendo EUA e nem Israel, não gosto de suas maneiras de agir mas sejamos sensatos. Se Israel não agisse dessa forma, atacando primeiro as ameaças que os rondam, já teriam deixado de existir há muito tempo. O povo judeu, que merece existir como qualquer outro povo, como muçulmanos, cristãos, hindus, etc. Ficaram com um País menor que a maioria dos estados brasileiros e mesmo assim para os Árabes não tá bom. Faça me o favor!

Delfim
Visitante
Delfim

Só vendo gentios se pegando, contra e a favor, pelo que não lhes pertence.

Leonardo Araujo
Visitante
Leonardo Araujo

O binômio F-15 e F-16 já fizeram muito estrago.
O F-22 e principalmente o F-35 terão que provar a que vieram.

Flanker
Visitante
Flanker

“Antonio 21 de Março de 2018 at 20:09
Israel só é cercado de inimigos porque aquela não é a terra deles.
Foram colocados lá artificialmente.
Simples assim.”

Ah, é? Aquela terra era deles muito antes de ser de qualquer outro que mora na redondeza hoje. Cada bobagem que se lê……

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Mais de 5000 anos apenas…

Delfim
Visitante
Delfim

Só sei que moro no maravilhoso Ocidente democrático, cristão e laicista.

Tiago Jeronimo Lopes
Visitante
Tiago Jeronimo Lopes

Segundo o Haaretz (jornal de Israel) o ataque foi realizado por 8 F-15 cada um carregando duas bombas, de vários tipos, e o mais impressionante é tire a rota de retorno do ataque foi feita pela Turquia. Combinaram com os turcos ou eles nem viram os caças israelitas?

Wagner
Visitante
Wagner

Do jeito que turcos e sirios se gostam, pode até ter rolado apoio da inteligencia turca nesse episódio.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes
Tiger 777
Visitante
Tiger 777

O Post do Tadeu explica a questão. Eles nunca fariam um ataque destes sem avisar os países vizinhos a Síria… E os Turcos, devem ter gostado.

Cesar A. Ferreira
Visitante
Cesar A. Ferreira

Com muito atraso Israel divulgou as imagens de reconhecimento do seu satélite de observação de órbita baixa sobre o ataque a base síria T-4…
Não se observa danos a base nem aos vetores, apenas um furgão, estacionado ao lado do acesso de uma pista auxiliar foi atingido.
Alguma coisa está errada para uma base que sofreu um ataque massivo…

Seguem as imagens (links):

comment image

comment image

comment image

comment image

comment image

comment image

comment image

comment image

RicardoNB
Visitante
RicardoNB

A base não sofreu ataque, somente a estação de controle.

RicardoNB
Visitante
RicardoNB

O primeiro pacote visou tão somente a estação de controle, que teve inclusive a imagem do ataque ao mesmo divulgada no mesmo dia.

Soldat
Visitante
Soldat

“Se até hoje com a poderosa Força Aerea Russa na Siria o espaço aéreo ainda é considerado uma peneira (os pilotos de F-22 americanos que o digam)”

Palhaçada os voos dos Âmis são monitorizado assim como os dos Russos enfim os Russos e Âmis nunca irão guerrear nos céus da Síria pois ambos adoram o mesmo deus la naquele muro que dizem que deus esta em jerusalém….