quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

Dubai Airshow 2017: Turquia apresenta o TAI Hurkus para treinamento e ataque leve

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

TAI Hurkus

O treinador Turkish Aerospace Industries Hurkus, propulsado por motor PT6 Pratt & Whitney Canadá, é o primeiro avião de asa fixa tripulado de produção da Turquia certificado pela EASA e está sendo apresentado no Dubai Airshow 2017 com outros produtos da indústria turca.

Tendo feito sua estreia internacional no Paris Air Show, a TAI está se preparando para testes de voo do modelo Hurkus-B, 15 dos quais foram encomendados pela Força Aérea Turca e equipados com uma série de aviônica desenvolvida pela Aselsan e o LiteHUD da BAE Systems.

Espera-se que os testes de voo estejam em andamento no final deste ano, e as entregas deverão começar em meados de 2018.

A empresa também iniciou o desenvolvimento do Hurkus-C, uma versão de ataque leve equipada com quatro pontos duros, para mísseis, foguetes guiados e não guiados e bombas.

A aeronave está equipada com um sistema de câmera eletro-ótica de alta-precisão para encontrar alvos e fornecer orientação para armas guiadas a laser. As Forças Terrestres Turcas assinaram cartas de intenção para comprar 12 Hurkus armados e possuem opções para 12 adicionais.

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio M

Tem mercado para todos? E está que nem os automóveis atuais, todos parecidos uns com os outros como, Pilatus PC7 / PC21, Bader, Tucano, Super Tucano …..

Walfrido Strobel

Este turco já voa desde 2013 e foi desenvolvido com tecnologia adquirida com a compra do KAI KT-1T que teve as ultimas unidades produzidas pela TAI com kits da KAI.
É baseado no KT-1, porem anabolizado e com as devidas alterações para receber o motor de 1600 shp.

Alex Nogueira

Todos esses derivados de treinadores são desproporcionais com esses motores de 1600 shp, a impressão é que o centro de gravidade fica comprometido com esse nariz gigante e traseira pequena, desenho equilibrado só o do Super Tucano mesmo. se bem que o PC-21 acho show de bola (mas é só treinador)!

JT8D

Não queria imitar o Mauricio R., mas é inevitável: + um

Delfim Sobreira

Uma coisa é certa, a Pratt & Whitney Canadá deve estar adorando todos esses clientes.

JT8D

O surgimento de todos esses aviões mostra que a descontinuação da produção do Tucano foi um erro imenso da Embraer e criou um vácuo no mercado

Flávio Cardia

“O surgimento de todos esses aviões mostra que a descontinuação da produção do Tucano foi um erro imenso da Embraer e criou um vácuo no mercado”

SEMPRE pensei isso…. nem que tivesse criado uma subsidiária pra isso… a própria Novaer no caso, mas agora já era!!

Kobáμca

Jt8d… Tive que rir… Com o +um.
Cotovelada-inha, de leve, ao pra descontrair!!!

camargoer

Riso.. Mas como tem tucano genérico no mundo….

Carlos Alberto Soares

Defendo para AFA o T 27 com MRO na Colômbia como treinador avançado.
__________________________

Como treinador primário-básico prefiro ler primeiro a opinião dos Fabiano, pilotos e colegas.

Carlos Alberto Soares

“As Forças Terrestres Turcas assinaram cartas de intenção para comprar 12 Hurkus armados e possuem opções para 12 adicionais.”

Pouco.

“A aeronave está equipada com um sistema de câmera eletro-ótica de alta-precisão para encontrar alvos e fornecer orientação para armas guiadas a laser.”

Nervosinho.
_______________________

T 27, tem um monte por ai, MRO na Colômbia e ficará muito bom, muito bom mesmo.

Carlos Alberto Soares

Dois vídeos e texto, muito bons
http://www.aereo.jor.br/2014/10/05/videos-sobre-a-modernizacao-dos-avioes-t-27-tucano-da-colombia/
______________________________

Mais de 700 unidades produzidas, merece mais atenção da CIAC e EMBRAER.

Victor Moraes

Parecem bons aviões, estes concorrentes do Super Tucano. A questão que talvez decida, no fim, é “dinheiro”. Preço! Custos iniciais, custos de manutenção, mais do que propriamente a capacidade, que serão todas provavelmente muito similares. Eu sei que alguns países, com a Turquia e os Emirados Árabes Unidos podem investir dinheiro um tempo para forçar vendas, internas e externas, mas talvez isto forçará EMBRAER criar algo superior, barato, para os mesmos fins. Esta interessante o jogo…

Sérgio Luis

Esses t-x ‘s que estão surgindo aos montes para concorrer com o glorioso Tucano estão mais pra aeronaves de acrobacias (minúsculos )do que vetores de ataque leve!!

Walfrido Strobel

Carlos Alberto Soares 12 de novembro de 2017 at 22:44
C. A., apesar da modernização da CIAC para o T-27parecer muito boa e ser idealizada e certificada pela Embraer parece que terão dificuldades em conseguir clientes, o Peru resolveu aposentar os T-27 e foi de KT-1P e a Argentina foi de Beech T-6C.
Dois clientes que poderiam esticar a vida útil de seus T-27, vai ser pena a modernização morrer nos poucos T-27 da Colômbia.

André Luiz.'.

camargoer 12 de novembro de 2017 at 22:28
Riso.. Mas como tem tucano genérico no mundo….
— mas é assim mesmo, camargoer! Só se faz cópia de coisa boa! Você já viu alguém sair copiando produto que não tem qualidade?!… 🙂
Abraços!

camargoer

Olá André. Lembrei daquelas camisas falsas da Lacoste.. tenho um monte delas que ganho todo ano de Natal.. riso. São ótimas para dar aula.

Últimas Notícias

FAB realiza enlaces de dados entre aeronaves usando o LINK-BR2 pela primeira vez

Os voos foram realizados durante a execução da Operação Íris, como foi denominada a segunda fase de ensaios de...
- Advertisement -
- Advertisement -