quinta-feira, outubro 21, 2021

Gripen para o Brasil

Testes com bomba BAFG-120 no A-29 Super Tucano

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

a-29-testa-bafg-120-1

A Força Aérea Brasileira realizou, entre os dias 30 de outubro e 3 de novembro, os ensaios em voo para certificação da bomba BAFG-120 no caça A-29 Super Tucano. A operação, realizada pelo Instituto de Pesquisa e Ensaios em Voo (IPEV), aconteceu no estande de tiro de Marambaia, no Rio de Janeiro, e envolveu sete voos e doze lançamentos com armamentos inertes.

O objetivo dos ensaios foi verificar dois aspectos. Em primeiro lugar, a segurança no momento de separação da bomba, pois é preciso que ela se afaste rapidamente da aeronave. Em segundo, a precisão da pontaria, ou seja, a observação sobre se o cálculo de onde vai cair a bomba, fornecido pelo sistema aviônico, condiz com a prática do lançamento. Para as verificações, os procedimentos foram filmados a partir de uma aeronave paquera (aeronave que voa ao lado da outra); além disso, outras duas câmeras estavam instaladas nas laterais do alvo, de 50m de diâmetro.

Os resultados obtidos nos ensaios levaram à aprovação do emprego dessa bomba no Super Tucano.

a-29-testa-bafg-120-2

Segundo um dos pilotos da operação, Major Cristiano de Oliveira Peres, essa certificação vai incrementar a capacidade operacional da aeronave. “Os resultados positivos desta campanha de ensaios possibilitarão aos esquadrões operadores do A-29 o emprego seguro e preciso de mais um tipo de armamento”, afirma.

A BAFG-120 – bomba de baixo arrasto para fins gerais – pesa 128kg, metade do peso do armamento original do Super Tucano. A depender do tipo de alvo a ser atingido, é melhor que seja empregado um armamento mais leve, pois dá mais agilidade e autonomia à aeronave. “É uma opção a mais no arsenal bélico da Força Aérea Brasileira”, explica o Major Leonardo Maurício de Faria Lopes, um dos engenheiros de ensaio envolvidos na operação. Essa bomba é similar à americana MK-81, só que de fabricação brasileira.

O processo de certificação para emprego da BAFG-120 no A-29 Super Tucano está sendo coordenado pelo Instituto de Coordenação e Fomento Industrial (IFI), com participação da fabricante da aeronave, Embraer, e outras organizações da Força Aérea Brasileira. O ensaio em voo foi uma das últimas etapas da certificação.

FONTE: FAB

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Testes de separação são um assunto muito sério. Mesmo armamentos semelhantes aerodinamicamente podem ter características de separação diferentes que devem ser checadas com todo o cuidado. O vídeo abaixo mostra porque: 1- o teste tem que ser feito. 2- porque o paquera deve manter uma boa distância do evento de separação:
.
https://www.youtube.com/watch?v=mtGBrIYyIVk

Iväny Junior

Muito pertinente esse vídeo, Clésio.

Carlos Campos

incrível esse vídeo Clésio

Maria do Carmo Lacoste

Carlos Campos 14 de novembro de 2016 at 16:15
Esse vídeo é antigo, os dois tripulantes do A-4 conseguiram se ejetar e se salvaram, creio que a bomba foi atraída até o A-4 pela sucção na entrada de ar do motor.
Depois deste caso, eles criaram uma norma aumentando a distância entre as aeronaves nestes testes.

Antonio Sales

Clésio, talvez eu esteja enganado, mas neste outro vídeo um pouco mais longo do mesmo acidente, em 0:31 dá a impressão que parte do suporte da bomba soltou e foi junto com ela:
http://www.youtube.com/watch?v=Tynni6wpYZ0

Nonato

Interessante a matéria pois teaz informação técnica e objetiva. .muito útil para mim.

Falconbmsu1

Foi o suporte de bombas vazio que foi ejetado, claramente teve uma trajetória errante por ter formato trapezoidal.

Daniel Bezerra de Lima

Video interresante sobre o tema.

https://www.youtube.com/watch?v=fPTnmZ_HPAs

Delmo Almeida

Sei que o Brasil produz bomba da série Mk. 80, essa bomba é apenas uma nomenclatura ou é apenas de uma mesma categoria.

Space Jockey

Ainda bem que os testes sao com equipamento inerte… imagina no video acima uma MK 82 detonando no bojo…

Últimas Notícias

Assista ao primeiro episódio da websérie Colaboração Real 4

Estreou hoje o primeiro episódio da quarta temporada da websérie Colaboração Real no canal do YouTube da Saab do...
- Advertisement -
- Advertisement -