Home Força Aérea Brasileira Asa Brasil – 1ª convenção brasileira para agenda de show aéreo

Asa Brasil – 1ª convenção brasileira para agenda de show aéreo

3132
34

asa-brasil

Precursor da aviação, o Brasil possui um vasto potencial para proporcionar eventos especializados em shows aéreos por todo o país. Para discutir e analisar a importância de se ter uma programação de qualidade na área, como forma de facilitar a organização por parte dos realizadores desse tipo de atividade e de entreter toda a população brasileira, a Esquadrilha da Fumaça e a Força Aérea Brasileira, por meio do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), promovem a “1ª Convenção para Agenda de Show Aéreo Brasileira”, também chamada de “ASA BRASIL”, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, no Aeroclube de São Paulo.

Apostando na capacidade do país, o Comandante da Esquadrilha da Fumaça, Tenente-Coronel Líbero Onoda Luiz Caldas, ressalta que o evento será uma oportunidade extremamente relevante para abordar o tema. “Esse assunto precisa ser explorado por todos, pois o país tem um talento enorme ainda a ser descoberto na área de shows aéreos. E a convenção será de imensa importância para unir todos os profissionais da área. Podemos criar uma programação anual de atividades aéreas de forma a continuar inspirando crianças, jovens e adultos para que possam conhecer novas possibilidades de carreira, admirando e respeitando a aviação”.

eda-1

O público-alvo da convenção será composto por organizadores, patrocinadores e demonstradores de shows aéreos interessados em realizar eventos profissionais e de qualidade na área. Os objetivos perpassam por vários temas, como planejamento e compatibilização de agendas, otimização dos meios, sobretudo os aéreos, elevação da confiabilidade, segurança de voo e aumento da qualidade dos eventos aeronáuticos.

Com o intuito principal de construir uma agenda nacional de eventos, os temas a serem apresentados nas palestras serão: o potencial brasileiro para show aéreo; modelo americano e europeu da área; planejamento e organização; regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para realização de shows; regulamentação de competência acrobática proposta; segurança para apresentadores e para o público; apresentação sobre as instituições aeronáuticas e aerodesportivas brasileiras atuais; marketing e captação de recursos; organização de Portões Abertos na FAB e palestra institucional sobre a Esquadrilha da Fumaça.

eda-2

Inscrição

Mais informações sobre a convenção e as inscrições podem ser conferidas no site da ASA BRASIL: www.fumaca.org/asa. O valor da inscrição, até o dia 23 de novembro, é de R$ 195. Depois passa para R$ 245. Acompanhe também as novidades e todas as informações da ASA BRASIL no site oficial do evento, em www.fab.mil.br/eda e nas redes sociais da Esquadrilha da Fumaça.

*Outras informações com a Seção de Comunicação Social da Esquadrilha da Fumaça pelo telefone: (19) 3565-7236.

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Negrão
Negrão
3 anos atrás

Qual o custo/benefício para o país com essas convenções, exposições aéreas e portões abertos?
Deixando o romantismo de lado, mais se ganha ou se perde?
Esses recursos não poderiam ser usados para aquisição de equipamentos?

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
3 anos atrás

Uma ótima ferramenta de propaganda, insuflando o patriotismo e a vocação.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
3 anos atrás

Ótima idéia.

Melhorando o planejamento poderemos otimizar os eventos, criando oportunidades tanto comerciais, quanto vocacionais, a memória aeronáutica e a nossa vocação agradecem. ão adianta um monte de eventos mal conhecidos e mal organizados, sendo poucos os eventos profissionais, pode-se otimizar , gerando economia , oportunidades de negócios e, ao mesmo tempo, despertando no público, em geral que desconhece aviação na terra de Santos Dumont, paixões e vocações.

Negrão, os eventos , em sua maioria, são privados, a presença da FAB é mais institucional do que patrocinadora.

Petardo
Petardo
3 anos atrás

Eu me pergunto também. Mas sem olhar a crueza dos números não dá pra saber o quanto se ganha ou se perde com esses eventos.

Farroupilha
Farroupilha
3 anos atrás

Desculpem, mas show aéreo no Brasil para ver teco-tecos, qual a graça? – Vão convidar pilotos e aviões de fora para então dar um brilho nos tais shows? – Quanto vai custar a entrada para esses shows, será cara como a dessa tal convenção que será num aeroclube, pois se fosse num bom salão de convenções de um hotel quanto seria então? – Particulares no Brasil podem ter e voar caças supersônicos colocados à venda pelo mundo? Vão discutir isso também, nessa cara convenção? – Poderemos comprar e operar um velho e desativado xavante da FAB? Ahh! Nem pensar. –… Read more »

fabianomartins35
fabianomartins35
3 anos atrás

Lindas fotos do super tucano.

Ivan da Silveiraa
Ivan da Silveiraa
3 anos atrás

Boa tarde

Lindas fotos! Legal…quanto mais shows melhor!

Abraço!

GERA
3 anos atrás

Boa tarde, ótima ideia. A propósito, não observei em nenhum meio a informação sobre a morte, no último dia 26, do grande aviador e acrobata Bob Hoover. Será que o site não poderia postar os filmes de seus voos de acrobacias com o Aerocomander de motores DESLIGADOS, isso mesmo, desligados e com loopings e outras manobras asssociadas. Abraço a todos. obs: e dia 16 de novembro tem An225 em SBGR.

Alberto Figueiredo
Alberto Figueiredo
3 anos atrás

Engraçado… tudo que se tenta fazer para melhorar o conhecimento (principalmente para os jovens) é criticado. Como crescer sem estímulos??? Como curiosidade eu pergunto: Quantas “esquadrilhas da fumaça” no planeta são consideradas melhores do que a brasileira? Quantos países tem uma fabricante de aeronaves melhore que a Embraer? Será que os números de brasileiros são maiores que os números de vira-latas? E a pessoa me vem falar de “teco-tecos””” faça-me um favor…

Matheus Henrique
Matheus Henrique
3 anos atrás

Pois é Alberto, como eu e o Galante já comentamos o Brasileiro é o único povo que se auto-esculacha. saudações

Petardo
Petardo
3 anos atrás

A questão não é essa. O ponto é que tudo mais que não seja a Esquadrilha da Fumaça é limitado ou proibido. Em vários outros países se tem muito menos restrições. Qual o motivo?

Alberto Figueiredo
Alberto Figueiredo
3 anos atrás

Então Matheus, AMX, EMB 120, EMB 145, EMB 170, EMB 175, EMB 190, ERJ 145, EMB 195, IPANEMA, Os Legacy’s Os Phenom’s, Modernização dos F-5BR, sem contar o KC-390 e os Gripen’s que estão chegando… Tudo TECO-TECO… Dá pra fazer um show da hora, e dá pra convidar outros (de fora) também. Por que não??? Fora Helicópteros, projetos, etc. Me desculpem a relação das aeronaves. Com certeza, faltou alguns e outros sobraram. Mas o pensamento é esse e acho que todos entenderam. Abçs.

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
3 anos atrás

Temos de incentivar os jovens para á importância da indústria de defesa e esta ao meu ver é uma delas . O incentivo á Educação, principalmente às áreas exatas(sem desmerecer as humanas, pelo contrário, também introduzi-las) é de grande significado. Falta sim, bom senso dos nossos governantes em buscar profissionais técnicos e engenheiros; mesmo estrangeiros(com gabarito) para ensinar á esses jovens que o futuro está na industrialização e progresso do país. área de defesa gera lucro, divisas, trabalho ,progressão internacional. Concordo com Srs. Alberto Figueiredo e Galante, parabéns. deus abençoe a todos.

Glasquis 7
3 anos atrás

Acho estes eventos “demais”, adoro. Sempre que tenho chance vou. Se vai ter teco teco, mirage, F 22 ou pipa, tanto faz. Eu quero é ver uma Força Aérea demonstrando as suas capacidades, mesmo que seja uma exibição limitada. Ver a Esquadrilha da Fumaça com os motores zunindo passando perto da gente é o máximo. Poder conversar com os oficiais, perguntar sobre caraterísticas de aeronaves, pacotes de manobras, armamentos, etc. Acho sensacional. Estes eventos, ao meu ver, criam uma interação da FAB com os civis ajuda a criar uma consciência sobre a importância de uma boa Força Aérea. Esta aproximação… Read more »

Silvio Souza
Silvio Souza
3 anos atrás

Eu já isso uma tremenda perda de tempo e um tremendo desperdício.

Ricardo L de Lacerda
Ricardo L de Lacerda
3 anos atrás

Boa noticia. Está claro que existem cabeças modernas nas forças armadas que enxergam que o papel de defesa de uma sociedade vai muito alem de exercícios militares. Desenvolver massa critica, e conhecimento na organização de espetáculos aéreos, aproxima e integra a sociedade civil com as forças armadas. Esta integração também é trabalho de defesa, saudável, produtivo e também pode movimentar economia no nicho da industria do entretenimento.
Aplausos sem restrição.

Farroupilha
Farroupilha
3 anos atrás

É dose ler argumentos que não conseguem se ater a boa convivência. Sempre a velha tentativa de desqualificar a pessoa. Não se pode ter opiniões divergentes. Depois querem um país melhor. Como? Se a crítica livre é podada. Cogitei da variedade de aeronaves e do preço das entradas, e mais ainda, da impossibilidade dos amantes da aviação que possuem recursos de terem maior liberdade de aquisições. Simples e lúcido comentário, sob um ponto de vista próprio. – Tem muita coisa que se pode considerar a partir da proposta dessa convenção sobre shows aéreos no Brasil, sendo que seria um espaço… Read more »

bluethunder54
bluethunder54
3 anos atrás

Acho valida esta convencao, que ao contrario de um salao aeronautico, o objetivo e a apresentacao das aeronaves de acrobacia aeraa (aerobatics), e a coreografia das manobras aereas em conjunto.

So gostaria de ressaltar que deveriam convidar equipes extrangeiras tambem. Nao sei se exista a viabilidade “$$$$$$” na FAB para custear os Thunderbirds da USAF ou Blue Angels da US. Navy,
e outras esquadrilhas internacionais para participarem do show.

O evento em si e uma oportunidade de fazer marketing e vender produtos de consumo publico.

Alberto Figueiredo
Alberto Figueiredo
3 anos atrás

Farroupilha, boa tarde.
De repente uma lucides a vista. Senti um certo arrependimento de vossa parte nesse comentário. É válido cara!!! Eu vivo falando bobagens, mas também vivo aprendendo. Você quer boa convivência??? então conviva. Você não está aceitando exatamente aquilo que outros “pregam”. Você poderia ter a gentileza de aceitar também, outras opiniões???? Estamos em uma discussão onde todos tem direitos as palavras. Seja democrático, e pelo amor de Deus… vá falar de Teco-Tecos lá em Madagascar… Quanto a desqualificar pessoas… me desculpe… desqualifiquei o seu comentário… apenas. Capitche????

Ricardo L de Lacerda
Ricardo L de Lacerda
3 anos atrás

Farroupilha, sem criticas a suas colocações, a notícia é de uma 1ª convenção, ou seja estão abrindo espaço para discussão, que as idéias a anseios surjam. Não sou da área e não sei se ou como este blog possa participar, espero que tenha sido convidado, que aja esta abertura já que aqui é um ponto de encontro dos aficionados.

Farroupilha
Farroupilha
3 anos atrás

Prezado Alberto Figueiredo, Você tem um teco-teco? Por acaso ele é de alumínio e vc mandou tirar a tinta e polir sua superfície como se todo cromado fosse? Acho que deixa o pequeno monomotor bem jeitoso. E fica muito bonito no céu, parecendo uma gota de prata nas alturas dando piruetas, quando em voo acrobático. Ficaria muito feliz em poder apreciar o espetáculo num futuro show aéreo, mesmo sendo… teco-teco. – Quanto aos tais vira latas eles ficam muito bem em Madagascar. Bem longe de mim (Sabe como eu identifico fácil vira latas? Quando vejo esse pessoal brasileiro que adora… Read more »

Luiz Antonio
Luiz Antonio
3 anos atrás

OFF: O 2º Protótipo do KC-390 (PT-ZNJ) em voo na área de Gavião Peixoto.

Alberto Figueiredo
Alberto Figueiredo
3 anos atrás

Prezado Farroupilha,
rssss…. rssss….rssss…
Não acho que esteja falando sério…. rssssss De qualquer forma, agradeço o cavalheirismo e a educação.
Porém… (sempre existe um porém) não mude de assunto. De repente me deu vontade de chorar… rsssssss com seu comentário. Estávamos falando sobre “Shows Aéreos” no Brasil… Lembra??? Tudo tem que ter um começo e aprovo essa iniciativa. Se você não aprova, tudo bem. Mas falar de “Teco-Tecos”… … … e mais uma,” não spikinglichhh” kkkk, sou da maloca.

Leandro Costa
Leandro Costa
3 anos atrás

Ô Farroupilha, que tal parar de usar a expressão ‘Show Aéreo’ e passar a usar ‘Apresentação Aérea’ então?

Farroupilha
Farroupilha
3 anos atrás

Leandro Costa,
Ótimo, bem observado.
Abç!

Glasquis 7
3 anos atrás

Tem gente muito susceptível por aqui ultimamente.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
3 anos atrás

Farroupilha,

Quando você entra no MacDonald, voce pede Hamburger ou pão com carne?

Você come salada de alface? Toma Coca Cola? Tem abajour na cabeceira da cama?

Todos são substantivos extrangeiros.

Comun no Brasil e rm outras partes do mundo.

Nonato
Nonato
3 anos atrás

Não falo dos eventos. Mas pergunto: qual o custo x benefício de se manter uma esquadrilha da fumaça?
Acho bonito, mas se há tantas restrições orçamentárias, é viável mantê-la?
Não temos caças nem mísseis, mas temos esquadrilha…
Muito parecido com banda de música na PM e nas ffaa.
Muito bonito. Mas talvez retire dinheiro da atividade-fim.

Farroupilha
Farroupilha
3 anos atrás

Tadeu, Não falei em proibir expressões estrangeiras, leia mais atentamente meu comentário, citei apenas duas que “me” indicam viralatice. Além de palavras ou expressões, há também várias outras coisas* que certas pessoas passaram a fazer no nosso meio que julgo sinal de grande desvirtuamento ou desprezo pela cultura local. Atenção amigo, perceba que a simples observação do que ocorre ao redor não tem nada a ver com proibição. Não queira forçar sobre mim algo que não fiz ou disse. *Halloween, gangs de motoqueiros de jaqueta de couro etc, são dois exemplos, que do nada caíram de paraquedas no nosso país,… Read more »

Maximus
3 anos atrás

Bom, o assunto acabou fora do tópico, mas a interação com outras culturas reflete como um todo na sociedade, pois aqui todos usam o “mouse” do computador (no seu “laptop”/ “tablet”), ou alguém aqui fala que usou o rato? Da mesma forma, com o passar dos anos usamos o você ou invés de vossa mercê, e em algumas regiões abreviam mais ainda, como o “cê”, e isto é errado? Claro que não. E ninguém é “vira-lata” por isso. É tudo uma questão de evolução e absorção de costumes, pois vivemos numa sociedade global, e afinal de contas seria muito chato,… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
3 anos atrás

Farroupilha,

Interessante seu comentário. Agora entendo claramente sua análise. Obrigade pelo esclarecimento.

Bom final de semana.

Bardini
3 anos atrás

Off Topic: “Test flight for the first two Aermacchi M-346 of the Polish Air Force”
.
https://www.youtube.com/watch?v=OJ9czpDdE8Y

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Não vejo nada demais num milionário adquirir um Xavante. Como a ANAC vai homologar? Quem vai fazer as inspeções e revisões (principalmente no assento ejetavel)? Quem vai checar o piloto anualmente (INSPAC civil não tem curso de Xavante)?
O EDA tem custos? Muito. Mas a FAB acha por bem fazer essa propaganda, dela própria e da indústria aeronáutica brasileira. Tem gente dentro da FAB que também não concorda. Eu nunca tive opinião formada. Tive companheiro de turma comandando o EDA.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
3 anos atrás

Tadeu, quando o “Tunderchickens” ou o Blue Angels (esse nunca veio) vêm aqui, vêm atendendo a convite. Ninguém arca com custo nenhum. Eles é quem arcam. Todas as vezes que o EDA foi aos EUA o governo norte americano, ou a USAF, nunca pagou nada.