Home Noticiário Internacional Rússia poderia neutralizar os F-35 do Reino Unido, matando seus 40 pilotos...

Rússia poderia neutralizar os F-35 do Reino Unido, matando seus 40 pilotos – diz general

7380
40
Primeiro F-35B pousa no Reino Unido
Primeiro F-35B pousa no Reino Unido

Um general britânico aposentado acredita que a Rússia não teria necessidade de abater os F-35 aviões de combate do Reino Unido – seria suficiente matar as “mais ou menos 40” pessoas que podem pilotá-los. Ele deu a opinião em um memorando obtido pelo Financial Times.
O documento de 10 páginas foi enviado ao secretário de Defesa, Michael Fallon em abril pelo general Richard Barrons, que se aposentou como o comandante do UK Joint Forces Command no mesmo mês.

Barrons criticou o estado dos militares britânicos, dizendo que se acostumaram a combater inimigos mais fracos, e não estavam preparados para uma guerra em grande escala com outra nação avançada, destacando a Rússia como um inimigo potencial.

“O Exército atual tem sido usado cada vez mais para operar a partir de bases seguras no meio de sua área de atuação, contra adversários que não manobram em escala, não têm mobilidade protegida, sem defesa aérea, sem artilharia substancial, sem capacidade de guerra eletrônica, nem – especialmente – uma força aérea ou o recurso a mísseis balísticos ou de cruzeiro convencionais “, disse o memorando visto pelo Financial Times.

O general argumentou que se a Rússia começar uma guerra aérea importante contra o Reino Unido, as defesas aéreas britânicas seriam capazes de proteger “apenas o Whitehall, e jatos rápidos da RAF.”

Os militares britânicos são “by design” desguarnecidos, subfinanciados e despreparados para uma grande guerra, Barrons argumentou. Uma das preocupações manifestadas é que ele vê uma dependência excessiva de uma pequena quantidade de equipamentos caros como os caças americanos F-35 Joint Strike. O general disse que não seria necessário abater os aviões de guerra avançados, mas sim de “saber matar em suas camas” todos os 40 pilotos no Reino Unido que sabem como pilotá-los.

A ameaça de agressão russa tornou-se um argumento normal para os generais da OTAN para solicitar financiamento adicional aos militares. No ano passado, o governo do Reino Unido se comprometeu a aumentar os gastos com defesa em US$ 15,6 bilhões e para atender ao valor de referência de 2 por cento do PIB da OTAN em 2020.

No entanto, o desejo de reduzir o déficit orçamentário recorde também afetou os gastos com defesa.

FONTE: www.rt.com

40 COMMENTS

  1. Essa manchete transmite uma genialidade sem limites! Avisa pra ele que se matar TODOS os pilotos você neutraliza TODAS as forças aéreas!
    No texto ele se justifica um pouco dizendo que o medo é porque a confiança está depositada em um número demasiadamente pequeno de aparelhos pra tornar uma operação infiltrada com chance de surtir efeito estratégico.

  2. parece ridiculo de fato, mas se voce tem um unico atirador com a famosa bala de prata que tudo resolverá, de fato uma das primeiras estratégias é a de neutralizar o atirador….nada de novo….
    .
    A critica está relacionada a eventual concentração destas balas de prata….é um catrastofismo, mas não deixa de ser um ponto de atenção…

  3. Nos anos da Primeira Guerra Fria, os soviéticos tencionavam fazer o mesmo, mas com os pilotos de caça suecos, usando agentes disfarçados de vendedores de enciclopédias, então muito em voga…Não é uma tática “risível” como poderia parecer, ainda mais considerando o efetivo pequeno de tripulantes de F-35…

  4. Tem 40 pilotos formados hoje e o o f-35 nem esta operacional e quando estiver vai ter mais pilotos, sem contar que a RAF tem typhoons que dao um caudo em qualquer vetor russo hoje, “á mais russia tem o pak fa ” nao nao tem pelo menos hoje, eles assim como o f-35 nao estao operacionais. E a tatica russa de matar os pilotos britanicos tambem serve pros britanicos matarem os russos e pode ter certeza o MI6 é o melhor do mundo nisso nao tem pra ngm nem pro Mossad!

  5. Roberto F Santana 22 de setembro de 2016 at 19:02
    Europa, pobre Europa.
    Com mais de três milhões de muçulmanos só na Inglaterra, não chame de inimigo aquele que um dia poderá ser sua salvação. Os britanicos assim como o outros europeus e os Amis, tem um objetivo a primazia do ocidente no mundo, principalmente na Europa se os russos se oponhem á isso seram eliminados se mulcumanos tambem se oponhem á isso tambem morreram, se voce tem dois inimigos mate os dois é isso que o RU e o resto da europa vao fazer com o rasputin e os mulcumanos

  6. Quem acompanha assuntos de defesa a pelo menos uns 10 anos, sabe que as forças armadas britânicas sofreram enormes perdas de verbas e de materiais. O que esse general fala é uma reflexão disso.

  7. Ora Delmo… Os suecos sempre “se gabaram” de nao possuirem pistas de pouso, logo nao poderiam ser “neutralizados”, Entao a Uniao sovietica resolveu “mandar um recado”: No mesmo dia, todos os pilotos da Força Aerea sueca, receberam uma caixa com o mesmo presente…
    .
    Recado dado: Nao sabemos onde estao seus avioes, mas sabemos onde estao seus pilotos….
    .
    😉
    .

  8. Clesio foram invadir o Iraque ne da nisso! Sem cpntar q muitos projetos foram mal geridos iam pra frente em quando o dinheiro entrava quando a crise bateu na porta foram jogados no lixo ex: nimrod. A franca por exemplo nao se envolveu em guerras desastrosas e nao tiveram uma pessima gestao quando a crise bateu nao sofreram tanto

  9. A história de comandos Spetznaz visitando as residências de pilotos suecos é verdadeira. A maioria dos pilotos europeus moram fora das bases e está era uma ideia bastante plausível.

    Não é à toa que nossos militares, oficiais, principalmente os pilotos moram nas vilas militares dentro das Bases Aéreas!!!

  10. Ok. Estão tecnicamente em paz. Politicamente ….. não sabemos …..
    Ao menor sinal de Kabum, esses pilotos serão aquartelados …..
    E as CI’s estão fazendo o quê ? Dormindo ?
    Calma pessoal, o Bob Santana cantou a realidade,
    muito 007 e missão impossível dá nisso !

  11. Mais F 35 estão em parte em alerta constante, portanto com pilotos (parte),
    ai o Urso invade a base, os caras estão aquartelados (parte), matam os caras e saem de táxi,
    vão há um Pub tomar Guiness (adoro) e comer um bolo de carnen(adoro), terminam com uma Norueguesa na cama.
    Tô falando, 007 é soda !

  12. Mais uma daquelas matérias delirantes da mídia russa, indubitavelmente uma das mais corruptas do mundo. Provavelmente pegaram alguma declaração do comandante britânico, destorceram e descontextualizaram para parecer que eles, russos, são sempre os invulneráveis, os temidos. Pena que os sites brasileiros publicam essas porcarias!

  13. A muitos anos a Europa Ocidental vem cortando fortemente seus gastos militares e obviamente enfraquecendo. Mas, em parte isso ocorre porque sabem que em caso de conflito o Tio Sam virá a seu socorro. E chegamos naquela questão que o Trump disse. A América tem um déficit gigantesco e parte desse déficit é porque arcam com a defesa de outros países. Se ele for eleito, certamente vai pressionar por isso. Sobre os F-35 se a Rússia ainda não tem um radar capaz de detectar travar um míssil neles, está muito próximo disso, com bem disse uma publicação do National Interest, é questão de tempo. Por isso, rusgas entre ingleses e russos até podem acontecer, agora uma guerra total é praticamente impossível, todos sabem disso.

  14. Qualquer radar pode travar num stealth Ricardo o que a tecnologia reduz é o alcance dele para o avião(agressor) dispare primeiro e essa da tecnologia stealth esta defasada ou próxima é uma mentira defasada é são as defesas anti-aereas em relação ao um caça stealth uma prova disso é que os russo estão desenvolvendo aviões e misseis stealth não tem e não terão numa quantidade e qualidade equivalente ao ocidente por serem mais pobres

  15. Donitz123
    Há relatos que os ingleses realmente tentaram eliminar os pilotos argentinos a partir de helis no Chile mas foram descobertos e fugiram de volta.

  16. isso me fez lembrar daquela missão mal sucedida de comandos da SAS na guerra das Falklands cujo objetivo era infiltrar-se em territorio argentino e destruir aviões ,os misseis exocet alem de matar os pilotos de super Etendart

  17. esse General de pijama anda vendo muito GoT… próxima tática russa será contaminar a agua dos quartéis ingleses com laxante……todos estarão se “borrando” …rsrsrsrs

  18. Quando eu imagino que já vi, maus vejo que nada vi. Os Russos são insuperáveis em determinados segmentos, o de mídia então…

    G abraco

  19. Existem precedentes de ações desse tipo. Dizem que nos anos 80 espiões soviéticos, disfarçados de vendedores de arte, levantaram o perfil, endereço e hábitos de mais de 100 pilotos suecos. Imaginem o estrago que isso faria em caso de guerra, especialmente se eles quisessem dar o primeiro tiro.

    Talvez esse lance de vila militar não seja necessariamente um luxo absurdo, não?

    fonte: http://www.washingtonpost.com/archive/opinions/1990/05/06/the-soviets-vs-the-swedes/5416ca78-15d3-4099-824f-b9ff42612987/?utm_term=.0ada3fe64e12

  20. A contra-inteligência britânica agiu da seguinte forma, para eliminar essa ameaça russa: com o desmanche da URSS, os então agentes da KGB apropriaram-se do que restou do Estado, ficaram milionários e se mudaram para Londres.
    Sem matar um único agente soviético, deram ao efetivo do inimigo boas razões para não agredirem o UK.
    Ironic mode off.

  21. Não sei se e verdade, mas dizem que a família de todos os pilotos de uma base aérea da Suécia, receberam, no mesmo dia, visita de vendedor de enciclopédia (isso lá pelos anos 70) e depois descobriram que esses “vendedores” não existiam. Mensagem da antiga URSS. Não sabemos onde estão os aviões mas sabemos onde moram os pilotos.

  22. A vice-presidente de comunicações de Saab, casada com um ex-piloto de Viggen, me confirmoi essa história na LAAD 2013. Toda vez que se mudavam, recebiam visitas de “vendedores” de alguma coisa, como molduras ou tapeçarias, apenas para confirmação do novo endereço. Em caso de crise militar, a ordem era deixarem as casas e irem para esconderijos.

  23. Bom dia, o Augusto envolveu o Mossad, quanto a esses não tem “pra” ninguém, eles matam russos e ingleses havendo necessidade, quanto aos ingleses estarem acostumados a enfrentarem inimigos mais fracos (não digo menos letal), isso também é verdade, a Russia é diferente, quanto ao equipamento, talvez a Europa (e só ela) tenha qualidade maior, mas aí a Russia fará uso de sua antiga arma, números e produção em massa, além de ter seu território muito protegido, não consigo desprezar todos os SU’s e até os migs.

  24. Uma boa sacada da Russia, falando apenas nos F-35.
    Tirando o lado ruim disso, gosto da Russia nesse aspecto, onde não tem papas na língua. Mas falam isso porque sabem que tem capacidade ofensiva contra grandes nações bélicas (quiçá USA).
    Sem incentivos a guerra, mas esse conservadorismo do mundo e o politicamente correto é um saco.

    Mas convenhamos, tudo não passa de um jogo de palavras, provocações e … Russia sendo Russia. Lembre-se, em uma possível guerra Russia x ENG, pense não quantidade de aliados da ENG.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here