Evergreen Aviation Space Museum 3

Só houve um exemplar e este voou apenas uma única vez. Mesmo assim é um dos aviões mais memoráveis da história. Trata-se do Hughes H-4 Hercules, ou “Spruce Goose”. A ideia era criar uma aeronave de transporte estratégico ao melhor estilo do C-5A Galaxy, mas isto na década de 1940!

Até hoje não foi construído um avião com envergadura maior que a dele, recorde que ainda lhe pertence. As aeronaves próximas a ele dão bem a dimensão das asas.

O Spruce Goose encontra-se preservado no Evergreen Aviation & Space Museum, no Oregon.

Evergreen Aviation Space Museum 13

Evergreen Aviation Space Museum 12

Evergreen Aviation Space Museum 11

Evergreen Aviation Space Museum 10

Evergreen Aviation Space Museum 9

Evergreen Aviation Space Museum 8

Evergreen Aviation Space Museum 7

Evergreen Aviation Space Museum 6

Evergreen Aviation Space Museum 5

Evergreen Aviation Space Museum 4

Evergreen Aviation Space Museum 14

Previous articleEvergreen Aviation & Space Museum
Next articleHá 44 anos voava o primeiro caça F-5E Tiger II
Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Andcal

É quase impossível tirar boas fotos deste gigante devido às suas dimensões. O Roberto está mesmo de parabéns.

Este museu é um complexo de 4 prédios e um deles é um indolor water park. E no teto tem um… Boeing 747, de inde saem alguns escorregadores que levam até a piscina. Fascinante!

Hawk

Alguém sabe porque com tantos motores e um envergadura assim esse monstro conseguiu apenas voar tão pouco?

Jeff

Belíssimas fotos, parabéns Roberto.

Luciano

No caso de uma grande necessidade e falta de reservas (que são muitas!!), basta que os EUA recorram aos seus museus e vamos ter uma quantidade impressionante de aeronaves em condições de voo pra completar lacunas em suas unidades aéreas!!

Hawk

Guilherme Poggio 12 de agosto de 2016 at 12:32.
Obrigado pelas explicações! Eu vi o filme! O “Aviador” certo? Justamente a parte que mais “forçada” foi o voo do “Ganso” já que o vídeo original mostra que ele não voou tanto assim. Fiquei impressionado com XF-11 no filme, não sabia que aquele avião existiu.

Renato

O que é a última foto?

Rommelqe

O Roberto, muito obrigado. Excelentes posts! Esse ” ganso” é impressionante!

Rommelqe

Off topic, mas nem tanto. Por falar em museu de aeronautica, sugiro, para quem tiver a oportunidade, visitar o Techikmuseum Sinsheim, naquele “paisinho” que não sabe nada de Aeronautica, chamado Alemanha. Quem tiver o “azar” de chegar por lá terá o “desprazer” de visitar, ao vivo e a cores, por fora e por dentro, apenas um Concorde e um TU-144. Como aperitivo, ou sobremesa, como queiram, ainda há expostos centenas de outros aviões e veiculos…até tanque do “meu xará”, Erwin von Rommel, pode ser visto, viu Reinaldo. Pendurado no batente da porta do pavilhäo automobilistico ha um F-1 cuja aerodinâmica… Read more »

Mauricio Veiga

Hawk, o avião não decolou por completo e jamais decolaria, devido ao excesso de peso, na época da construção o governo Americano vetou o uso de alumínio, devido a escassez do material que era amplamente utilizado no “esforço de guerra” na produção de caças e bombardeiros, por isso o “Spruce Goose’ foi construido em madeira o que resultou em excesso de peso, o “primeiro voo” e único diga-se de passagem teve o intuito de cumprir uma cláusula contratual com o governo de “Washington” …

Abraço.

Cristiano.GR

Faltou expertise comercial ao Huges neste ponto da falta de alumínio. Ele poderia ter comprado alumínio do Brasil, que já tinha em 1941 companhia de alumínio. Ou talvez não houvesse o interesse por ele ter percebido que o avião não seria eficiente. Voaria bem com alumínio, mas, talvez, mesmo assim, não conseguisse transportar o volume de carga para o qual foi projetado, pois o calado e o atrito com água tornariam a tarefa um tanto difícil. É um belo avião, com certeza, mas sempre tive a impressão de ter motores fracos para o que se destinava, daí o uso de… Read more »

Fresney

Parece um hidroavião ou estou viajando na maionese??

Fresney

É isso mesmo, é um hidroavião:

https://youtu.be/M_auaeK2B7g

Marcos Gilbert

Só uma sugestão não só para essa matéria mas para as demais, colocar legenda para as fotos, muitas vezes não sabemos o que é na foto que foi fotografado, tipo painel de controle do motores?
Aquela caixa azul o que é aquilo? A foto do leme é para mostrar o quão grade ele é ou tem algo que deveríamos identificar em especial?
Não levem a mal é só dificuldade de entender.

Parabéns pelos fotos

Mauricio Veiga

Cristiano, o Brasil nesta época também participava do “esforço de guerra” exportando matéria prima para os EUA e aliados, por isso os Alemães torpedearam nossas embarcações comerciais, oque forçou nossa entrada no conflito.

Abraço.

Ricardo Da Silva

Guilherme Poggio 12 de agosto de 2016 at 12:32

Vi há muito tempo o comentário de que esse avião “poderia ter sido” o 1º Ekranoplano [veículo de efeito solo] operacional, mas o lobby das “grandes” não houve aproveitamento da aeronave.
Parece que mesmo que o modelo fosse feito de alumínio o peso ainda seria excessivo para motorização, assim voos seriam muito estressantes para a estrutura apenas “saltos” como no A-90

Rodrigo Maçolla

Sr. Roberto Belas fotos, obrigado por compartilhar…..Muito interessante é a foto interna da cabine do piloto com um chapéu sob um painel de controles o chapéu de Hughes ? uma representação claro