Home Concorrências Internacionais Para jornal suíço, contrato de 36 Gripen do Brasil é consolo da...

Para jornal suíço, contrato de 36 Gripen do Brasil é consolo da Saab após perder os 22 da Suíça

3203
12

Gripen F em Axalp - foto Depto de Defesa da Suíça

Volta e meia, o tema do contrato não conseguido pela Saab na Suíça para o caça Gripen ressurge na mídia local. A mais recente ocasião foi a repercussão na  mídia suíça de língua francesa de uma queda de resultados pela empresa sueca, em que o jornal suíço 24heures (além de outros de língua francesa) aproveitou para relembrar o cancelamento do pedido que a Suíça faria de 22 caças, com a chamada “o Grupo Saab se consola com os Gripen do Brasil”. O sistema de financiamento dos caças Gripen na Suíça, escolhidos pelo governo do país numa seleção em que os jatos suecos concorreram com o Dassault Rafale e o Eurofighter Typhoon, foi rejeitado pela população suíça em referendo realizado em maio de 2014.

Gripen F em Axalp - foto 2 Depto de Defesa da Suíça

O jornal destacou que os ganhos da Saab no último trimestre caíram, mas que a encomenda de 36 caças Gripen pelo Brasil, finalmente formalizada com a assinatura de contrato de financiamento, representa uma encomenda recorde de exportação pela empresa. Apesar de dados ruins como a queda da margem operacional bruta (EBITDA – gross operating margin) para 7,4% em relação aos 9,3% de um ano antes, os pedidos em carteira passaram a equivaler a quatro anos de receita. O jornal também destacou que o contrato brasileiro dos 36 caças Gripen, após longa seleção em que concorreu com o francês Rafale e o americano Super Hornet, inclui 15 aeronaves a serem fabricadas no Brasil.

De forma geral, o contrato brasileiro é mostrado na imprensa de língua francesa da Suíça como um alívio para a empresa sueca, após ter perdido o contrato suíço de 22 caças.

Gripen F demonstrador - foto Departamento de Defesa da Suíça

FOTOS: Departamento de Defesa da Suíça

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
4 anos atrás

E se for? Qual o problema. A Suíça que fique com sua Defesa Aérea meia boca, das 09 às 18.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
4 anos atrás

Boa tarde Senhores!

Puro recalque francês e sua imprensa paga.

CM

Vader
4 anos atrás

Kkkkkkkk, esses suíços se acham a última bolacha do pacote…

Ah vá ô, enfia esses 22 cacinhas no meio do seu Lago Genebra…

🙂 🙂 🙂

Jackal975
Jackal975
4 anos atrás

Curiosa essa notícia: o “consolo” é maior do que a encomenda pedida! rsrsrsrsrs
Negócio é deixar suíços e franceses com suas bravatas e torcer para que o Canadá também queira “consolar” a SAAB.
Pois como diz um comentarista assíduo por aqui “escala é tudo”, ou seja, quanto mais Gripen forem vendidos, tanto mais barato será para todos os seus usuários mantê-los, nós nesse bolo.

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Vader,

“esses suíços se acham a última bolacha do pacote” – Se acham mesmo, literalmente… e são maaaalas ao extremo… chaaaatos… afff

Grande Abraço.

Jackal975
Jackal975
4 anos atrás

Corrigindo:

*é maior do que a encomenda peRdida!

cvn76
cvn76
4 anos atrás

“meia boca, das 09 às 18”

@Nery: com pausa para o almoço!!!!

Elezer Puglia
Elezer Puglia
4 anos atrás

Essa reportagem vem de um jornal da parte francesa da Suíça, que votou maciçamente contra a compra dos Gripen, ao contrário da parte alemã, que apoiava a compra dos Gripen. A parte italiana acompanhou a parte francesa. Ver sumário do referendo neste mapa: http://www.watson.ch/Schweiz/Gesellschaft%20&%20Politik/540980978-Kein-Gripen–kein-Mindestlohn–Ja-zur-P%C3%A4dophilie-Initiative.

Como se vê, coisa de dor de cotovelo dos franceses.

Marcelo
Marcelo
4 anos atrás

Infográfico interessante, Elezer, obrigado por compartilhar.

rommelqe
rommelqe
4 anos atrás

Isso tudo sem dizer que alem de ser economicamente mais atrativo, em todos os aspectos, para o TO suiço o Gripen é muito mais adequado. Aquele famoso relatorio cotejando Gripen x Rafale na minha opinião enfatizou em demasia o vetor em si e relegou a um segundo plano o que seria o mais importate para a Suiça: a inegavel supremacia sueca na centrada em rede com transferencia digital de dados. Vejo o TO brasileiro com caracteristicas obviamente suprlativamente distinta. Na suiça eles teriam que otimizar uma densidade extremamente alta de vetores em combate (inimigos, neutros e amigos). Ja no Brasil… Read more »

Juarez
Juarez
4 anos atrás

Um Suíço é um Alemão frustrado……falando Francês….

G abraço

Iväny Junior
4 anos atrás

Bem, eles não estão desdenhando da Saab ou da encomenda do brasil. Estão fulos com a degradação da capacidade de defesa de seu próprio país.

Ademais, nada contra os suíços. Possuem um país de fato, com um dos melhores IDH do mundo e tem ajudado à polícia brasileira a prender a escória política que mantém contas secretas por lá.

Saudações a todos.