Home Noticiário Nacional Venezuela derruba aeronave brasileira. Dois mortos

Venezuela derruba aeronave brasileira. Dois mortos

1935
12

EMB-820C Navajo com dois amazonenses a bordo e mais de 600 tabletes de cocaína foi abatido na Venezuela

Aeronave-abatida-Venezuela-amazonenses-dinheiro

ClippingNEWS-PA Um avião com dois amazonenses a bordo foi abatido pela Força Aérea Venezuelana, da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB), na madrugada do último domingo (24) no espaço aéreo do país vizinho, divulgou o Ministério para Relações Interiores, Justiça e Paz da Venezuela. Klender Hideo de Paula Ida, de 24 anos, e Fernando César Silva Da Graca, de 32, morreram no local e mais de 600 tabletes de cocaína foram encontrados na aeronave.

O avião bimotor Embraer EMB-820C, de prefixo PT-RCN – que teria supostamente saído do Aeroclube de Manaus e estava com a documentação em dia – foi derrubado no município de Ricaurte, no estado venezuelano de Cojedes, na Venezuela. Ele estava sendo pilotado por Klender Hideo, segundo autoridades. De acordo com informações, a família de Klender estava sem notícias do piloto há vários dias.

Uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (26), encabeçada por Ascanio Irwin, presidente do Escritório Nacional Antidrogas da Venezuela, e com a presença do comandante da Defesa Integral e do prefeito de Cojedes, informou que a aeronave foi detectada ainda por volta de 19h45 de sábado (23) pelos radares, na região de Puerto Ayacucho, no Sul da Venezuela e próximo ao Amazonas.

A FANB solicitou a identificação e pouso do avião pilotado pelos amazonenses, sem resposta. De acordo com Irwin, o avião Embraer conseguiu despistar os dois caças que o seguiam, auxiliados pelo mau tempo meteorológico que se formou acima da cidade de Elorza, e fez menção de pousar, sumindo dos radares. Só quase 3 horas depois é que os caças avistaram a aeronave brasileira novamente, abatendo-a por volta de 0h40 de domingo.

No local da queda dos destroços, visitado por Irwin na segunda-feira (25), os corpos já estavam parcialmente carbonizados, mas documentos, como Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e passaportes dos dois amazonenses, foram encontrados, assim como US$ 500, 1,7 mil pesos colombianos e algumas moedas de real.

Ao todo, 616 tabletes de cocaína (comprovado por laudos forenses apresentados pelas autoridades venezuelanas) também estavam no avião. O local onde a droga estava armazenada e o motivo de estare intacta, apesar do avião estar irreconhecível, não foram esclarecidos. Também foi comprovado que a aeronave tinha um prefixo venezuelano falso “colado” em cima da identificação real.

Ainda segundo Irwin, é claro para eles que a droga veio da Colômbia e tinha Arauca como um dos destinos, mas que também poderia estar sendo levada para alguma ilha do Caribe, já que o avião fazia a rota comumente utilizada por narcotraficantes da América Central. Investigações estão sendo conduzidas.

Procurado pela reportagem no início da tarde desta quarta-feira (27), o Aeroclube afirmou que só se pronunciará por meio de seus diretores, que estão no local apenas pela parte da manhã. Uma atendente, que não quis se identificar e nem pode responder oficialmente pela empresa, afirmou que funcionários ficaram sabendo do incidente por meio da imprensa.

A reportagem também entrou em contato com a Força Aérea Brasileira (FAB), que ficou sabendo do incidente nesta quarta-feira (27) e já deu início às investigações sobre o incidente. Mais informações serão repassadas ainda nesta quinta. Já a assessoria de comunicação da Polícia Federal no Amazonas informou que ainda não teve pedido para investigar o caso.

FONTE: A Crítica

12
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
GardusiDouglas FalcãoVaderHamadjrPangloss Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo
Visitante
Member
Marcelo

1) bem feito.
2) A Venezuela cuida bem de su espaço aéreo, hein? Creio ser o segundo em poucos meses.

Vader
Visitante
Member

Será mesmo que os bolivarianos abateram essa aeronave porque “cuidam bem de seu espaço aéreo”?

Ou será que é porque estes pobres-diabos brasileiros estariam a fazer concorrência ilegal com Diosdato Cabello, presidente do Congresso deles, e atualmente o maior traficante de drogas do Planeta Terra, chefe da maior rede narcotraficante do mundo, com mandado de prisão expedido pelo FBI, e procurado pela Interpol?

E essa então de o avião ficar destruído, os corpos carbonizados, mas a droga intacta? Será mesmo que essa droga foi “apreendida”? Ou será que será posta “em circulação” pelos “canais oficiais” rapidinho rapidinho?

Abre o olho, povo…

Brandenburg
Visitante
Brandenburg

Concordo integralmente com o Vader. O avião fica naquele estado de destruição e os 600 pacotinhos sem nenhum dano, colocados em forma no chão, para a televisão? Foi abatido como? Míssil ou metralhadora/ canhão?Acredite quem quiser mas a explicação tá simplista demais.!É claro que o governo brasileiro vai aceitar qualquer coisa que os amigos disserem! Fica a ressalva de que se eram traficantes mesmo, são menos dois.

rommelqe
Visitante
Member
rommelqe

Logicamente o governo do ParTido bolivariano vai reclamar na ONU que houve um assassinato frio de pobres coitados traficantes que nem sequer foram julgados. “Quiném” na Malasia.
Ps: claro, concordo com o Vader e Brandenburg, menos dois! E ninguem pega um fio do Cabello?

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Se é que estava transportando drogas.

Pangloss
Visitante
Member
Pangloss

Rommelqe,

O PT (Perda Total) vai ficar quietinho, porque não é louco de criar embaraços para quem está acima deles na organização criminosa de que participa.

Mas se o fato tivesse ocorrido na Colômbia, aí a Dilma Roubeff mostraria como é macho.

Marcelo
Visitante
Member
Marcelo

Vi mais fotos em outros veículos de comunicação. Sobraram partes relativamente grandes e não carbonizadas da aeronave. Acredito ser possível sim que a carga tenha sobrevivido, afinal são pacotes não muito grandes e bem embalados para não vazarem.
Se o avião não estivesse carregando algo ilícito, por que fugiria dos caças?

Hamadjr
Visitante
Member
Hamadjr

Parabéns a Venezuela, já que alucinação é livre eu também estou convencido que se aquele piloto do helipótero lá em Minas, que transportava produto químico para a fazenda de um amigo de um senador do psdbost, não tenha a menor vontade de voar nos céus bolivariano.

Vader
Visitante
Member

O senso de justiça do esquerdista brasileiro típico é algo de fenomenal.

Dois traficantes brasileiros julgados, condenados e executados na Indonésia = “Crime internacional! Vamos declarar guerra à Indonésia!”

(Só esqueceram que não temos poder militar para isso, rsrsrs…)

Dois traficantes brasileiros executados sem julgamento algum na Venezuela, país do “Pablo Escobar que foi eleito” Diosdato Cabello = “Já foram tarde, bandido bom é bandido morto”…

Inacreditável a canalhice dessa gente…

🙂

Pangloss
Visitante
Member
Pangloss

Vader, não podemos deixar de reconhecer algum coerência nisso: quem defende o “relativismo cultural” também padece de relativismo de caráter.

Douglas Falcão
Visitante
Douglas Falcão

Vader e Pangloss tem razão. Na Indonésia, houve um julgamento com base em leis que já estavam em vigor na época do cometimento do crime. O traficante teve oportunidade de se defender e a pena demorou anos para ser cumprida dando chance inclusive de alguém apresentar alguma prova que mitigasse a responsabilidade do traficante no caso (se bem que tendo sido preso em flagrante, isso era quase impossível) Ai a imprensa medíocre do Brasil compra o papo de pilantra do governo e começa a fazer altas reportagens sobre diretos humanos etc e tal… E agora.??? Os caras foram liquidados em… Read more »

Gardusi
Visitante
Gardusi

Quando vi a chamada, pensei a mesma coisa que muitos. “Será que o nosso governo vai reclamar, como fez no caso da Indonésia?” Mas será que dá pra comparar os dois casos? Aqui também não temos a lei de abate? (aliás, como está?) No caso de uma invasão do espaço aéreo, não dá tempo de protestar pela punição, como num corredor da morte. O comando deve decidir no ato se o abate acontecerá ou não. Em tempos de malucos se jogando pra cima de prédios, essa rapidez na execução da pena é algo vital. Se os caras estavam ou não… Read more »