Home Exercício Conexão FAB mostra lançamentos de mísseis

Conexão FAB mostra lançamentos de mísseis

623
25

A edição de dezembro da revista eletrônica Conexão FAB, publicada no último dia 5 no canal FAB TV do YouTube, mostra como foi a operação de lançamento de mísseis reais no Rio Grande do Sul.

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena 2 vídeo Conexão FAB dez 2014

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena vídeo Conexão FAB dez 2014

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena 4 vídeo Conexão FAB dez 2014

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena 3 vídeo Conexão FAB dez 2014

O programa também traz uma matéria sobre o sistema ILS, que possibilita o aumento da fluidez do tráfego aéreo em situações de pouca visibilidade, informa sobre o  Campeonato Mundial de Pentatlo Aeronáutico Militar realizado na AFA (Academia da Força Aérea), do Clube de Voo a Vela, também da AFA, e de simpósio sobre operações de busca e salvamento realizado em Curitiba.

Mísseis MAA-1 - cena vídeo Conexão FAB dez 2014 Mísseis Phyton 3 sendo preparado - cena vídeo Conexão FAB dez 2014

VÍDEO: FAB

COLABOROU: Claudio Moreno

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
5 anos atrás

Aos 50s, a parte mais interessante do vídeo para mim: o Python faz uma curva de quase 90° logo após o lançamento.

É por essas e outras que eu acredito que o melhor negócio para os caças daqui para frente é desempenho cinético, e não manobrabilidade.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
5 anos atrás

A penúltima foto que você postou Nunão, mostra algo raríssimo de se ver: os Piranha de linha de frente da FAB. Acho que é a primeira imagem de um que vejo.

Galeão Cumbica
Galeão Cumbica
5 anos atrás

Sera qual foi a taca de acerto?

Sds
GC

thomas_dw
thomas_dw
5 anos atrás

hoje em dia, a capacidade de manter uma posição vantajosa é mais importante do que ser muito agil, entretanto, quanto mais agil, mais facil manter uma posição contra o oponente negando lhe uma oportunidade de disparo, dai que se continua a querer ter um caca muito manobrável como o F-22 ou Su-35.

juarezmartinez
juarezmartinez
5 anos atrás

Este lote de Piranha que foi lançado, era um lote de pré´produção e teste que a FAB tinha comprado, mas tem muito ainda para amadurecer, por enquanto a linha de frente vai com P 4 e P 5.

Grande abraço

Rogério
Rogério
5 anos atrás

juarezmartinez
7 de dezembro de 2014 at 19:35

Caro Juarez,

Não seria P 3 e 4?

juarezmartinez
juarezmartinez
5 anos atrás

Caro Rogerio! P III não existem mais nos estoques da FAB, pelo menos com validade, ou foram lançados ou desmobilizados..A FAB opera hoje principalmente com P IV e recentemente chegou um lote pequeno P V .

Grande abraço

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Nunão,

A do míssil sendo lançado, eu juraria sobre a Bíblia que é um Python V.

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Perdão Nunão.
Deve ser sim um Python IV. Eles são praticamente idênticos.
Me deixei levar por essa imagem: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/e/ea/PythonGenerHe.png/220px-PythonGenerHe.png

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Nessa imagem que postei os strakes do Python 4 parecem ser menos proeminentes que os do Python 5, mas olhando nas fotos não dá pra observar esse detalhe.

Joker
Joker
5 anos atrás

Pelo que me lembro…

– os P III vias de vencer ou vencidos
– os P IV são os mais voados (lembram da Copa do Mundo)

Agora um pergunta, eles estão atirando em que?

Guilherme Poggio
Reply to  Joker
5 anos atrás

Agora um pergunta, eles estão atirando em que?

Flares

Mauricio R.
Mauricio R.
5 anos atrás

Atirando em flare??? Que fim levou o drone sulafricano “Skua”, tomou teco???

Mto tempo atrás, apareceu uma foto no site Sistemas de Armas de um míssil “Python V”, no “outboard wing pylon” do F-5.
A legenda da foto dizia que a integração do míssil a aeronave não fora possível, devido a vibração indizida pela instalação.

Interessante ver a FAB usando o “Piranha”, mesmo que de lote de avaliação e o “Python IV” sendo lançado do “wing tip pylon”.

Joker
Joker
5 anos atrás

O Skua eh alugado, então se ele tomar teco míssil tem que indenizar ou eh um drone com muitos ciclos. Na verdade, eles foram usados para a campanha de qualificação dos misseis piranha e adarter. Era mais ou menos assim, o drone manobrava se o míssil acompanhava tava qualificado e era teledestruido (ou deixava cair no mar), caso contrario prancheta…

Parabens a FAB por treinar o lançamento real de misseis, poderia ser melhor, mas como esta melhor do que nada!

Rogério
Rogério
5 anos atrás

Obrigado pelas resposta, Juarez e Joker.

Abraço!!!

juarezmartinez
juarezmartinez
5 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini 7 de dezembro de 2014 at 23:21 # Juarez, só pra constar – as imagens mostram pelo menos um caça com Phyton III em pilone subalar (até destaquei uma imagem da preparação do mesmo, a última da matéria). Agora, se foram disparados, ou se estão ou não com validade, já é um outro assunto. A narração do vídeo também os cita. Sim Nunão, eu me expressei de forma não clara: Os P III estão praticamente caducos e então estão lançando para desenvolver doutrina. Os P IV devem ter lançado dois ou três no máximo para checagem… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
5 anos atrás

Só como curiosidade, é o E-99 que faz o controle dessas missões.

eparro
eparro
5 anos atrás

Rinaldo Nery 8 de dezembro de 2014 at 17:50

Então, meu caro Rinaldo Nery, podemos concluir que todas as integrações de programas de computador, enlances de rádio comunicação e máquinas estão funcionando a contento! É isso mesmo?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
5 anos atrás

Não entendi. É controle radar. Órgão de Controle de Operações Aéreas Militares Aeroembarcado (OCOAM-R).
Vulgarmente conhecido como AWACS.
Nada a ver com datalink. O link BR2 ainda não está operacional.
Durante os lançamentos o E-99 faz o controle do espaço aéreo. Só isso.

eparro
eparro
5 anos atrás

Rinaldo Nery 8 de dezembro de 2014 at 19:24

Olá Rinaldo Nery, muito agradecido pelo esclarecimento, é que sou leigo e fui concluíndo bem além daquilo que você escreveu. Coisa minha, que não conheco nada e fui “acelerando na curva”.