quinta-feira, outubro 21, 2021

Gripen para o Brasil

Conexão FAB mostra lançamentos de mísseis

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A edição de dezembro da revista eletrônica Conexão FAB, publicada no último dia 5 no canal FAB TV do YouTube, mostra como foi a operação de lançamento de mísseis reais no Rio Grande do Sul.

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena 2 vídeo Conexão FAB dez 2014

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena vídeo Conexão FAB dez 2014

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena 4 vídeo Conexão FAB dez 2014

Lançamento Phyton 4 de F-5M - cena 3 vídeo Conexão FAB dez 2014

O programa também traz uma matéria sobre o sistema ILS, que possibilita o aumento da fluidez do tráfego aéreo em situações de pouca visibilidade, informa sobre o  Campeonato Mundial de Pentatlo Aeronáutico Militar realizado na AFA (Academia da Força Aérea), do Clube de Voo a Vela, também da AFA, e de simpósio sobre operações de busca e salvamento realizado em Curitiba.

Mísseis MAA-1 - cena vídeo Conexão FAB dez 2014 Mísseis Phyton 3 sendo preparado - cena vídeo Conexão FAB dez 2014

VÍDEO: FAB

COLABOROU: Claudio Moreno

- Advertisement -

25 Comments

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Aos 50s, a parte mais interessante do vídeo para mim: o Python faz uma curva de quase 90° logo após o lançamento.

É por essas e outras que eu acredito que o melhor negócio para os caças daqui para frente é desempenho cinético, e não manobrabilidade.

Clésio Luiz

A penúltima foto que você postou Nunão, mostra algo raríssimo de se ver: os Piranha de linha de frente da FAB. Acho que é a primeira imagem de um que vejo.

Galeão Cumbica

Sera qual foi a taca de acerto?

Sds
GC

thomas_dw

hoje em dia, a capacidade de manter uma posição vantajosa é mais importante do que ser muito agil, entretanto, quanto mais agil, mais facil manter uma posição contra o oponente negando lhe uma oportunidade de disparo, dai que se continua a querer ter um caca muito manobrável como o F-22 ou Su-35.

Marcelo Pamplona
juarezmartinez

Este lote de Piranha que foi lançado, era um lote de pré´produção e teste que a FAB tinha comprado, mas tem muito ainda para amadurecer, por enquanto a linha de frente vai com P 4 e P 5.

Grande abraço

Rogério

juarezmartinez
7 de dezembro de 2014 at 19:35

Caro Juarez,

Não seria P 3 e 4?

juarezmartinez

Caro Rogerio! P III não existem mais nos estoques da FAB, pelo menos com validade, ou foram lançados ou desmobilizados..A FAB opera hoje principalmente com P IV e recentemente chegou um lote pequeno P V .

Grande abraço

joseboscojr

Nunão,

A do míssil sendo lançado, eu juraria sobre a Bíblia que é um Python V.

joseboscojr

Perdão Nunão.
Deve ser sim um Python IV. Eles são praticamente idênticos.
Me deixei levar por essa imagem: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/e/ea/PythonGenerHe.png/220px-PythonGenerHe.png

joseboscojr

Nessa imagem que postei os strakes do Python 4 parecem ser menos proeminentes que os do Python 5, mas olhando nas fotos não dá pra observar esse detalhe.

Joker

Pelo que me lembro…

– os P III vias de vencer ou vencidos
– os P IV são os mais voados (lembram da Copa do Mundo)

Agora um pergunta, eles estão atirando em que?

Guilherme Poggio

Agora um pergunta, eles estão atirando em que?

Flares

Mauricio R.

Atirando em flare??? Que fim levou o drone sulafricano “Skua”, tomou teco???

Mto tempo atrás, apareceu uma foto no site Sistemas de Armas de um míssil “Python V”, no “outboard wing pylon” do F-5.
A legenda da foto dizia que a integração do míssil a aeronave não fora possível, devido a vibração indizida pela instalação.

Interessante ver a FAB usando o “Piranha”, mesmo que de lote de avaliação e o “Python IV” sendo lançado do “wing tip pylon”.

Joker

O Skua eh alugado, então se ele tomar teco míssil tem que indenizar ou eh um drone com muitos ciclos. Na verdade, eles foram usados para a campanha de qualificação dos misseis piranha e adarter. Era mais ou menos assim, o drone manobrava se o míssil acompanhava tava qualificado e era teledestruido (ou deixava cair no mar), caso contrario prancheta…

Parabens a FAB por treinar o lançamento real de misseis, poderia ser melhor, mas como esta melhor do que nada!

Rogério

Obrigado pelas resposta, Juarez e Joker.

Abraço!!!

juarezmartinez

Fernando “Nunão” De Martini 7 de dezembro de 2014 at 23:21 # Juarez, só pra constar – as imagens mostram pelo menos um caça com Phyton III em pilone subalar (até destaquei uma imagem da preparação do mesmo, a última da matéria). Agora, se foram disparados, ou se estão ou não com validade, já é um outro assunto. A narração do vídeo também os cita. Sim Nunão, eu me expressei de forma não clara: Os P III estão praticamente caducos e então estão lançando para desenvolver doutrina. Os P IV devem ter lançado dois ou três no máximo para checagem… Read more »

Rinaldo Nery

Só como curiosidade, é o E-99 que faz o controle dessas missões.

eparro

Rinaldo Nery 8 de dezembro de 2014 at 17:50

Então, meu caro Rinaldo Nery, podemos concluir que todas as integrações de programas de computador, enlances de rádio comunicação e máquinas estão funcionando a contento! É isso mesmo?

Rinaldo Nery

Não entendi. É controle radar. Órgão de Controle de Operações Aéreas Militares Aeroembarcado (OCOAM-R).
Vulgarmente conhecido como AWACS.
Nada a ver com datalink. O link BR2 ainda não está operacional.
Durante os lançamentos o E-99 faz o controle do espaço aéreo. Só isso.

eparro

Rinaldo Nery 8 de dezembro de 2014 at 19:24

Olá Rinaldo Nery, muito agradecido pelo esclarecimento, é que sou leigo e fui concluíndo bem além daquilo que você escreveu. Coisa minha, que não conheco nada e fui “acelerando na curva”.

Últimas Notícias

Assista ao primeiro episódio da websérie Colaboração Real 4

Estreou hoje o primeiro episódio da quarta temporada da websérie Colaboração Real no canal do YouTube da Saab do...
- Advertisement -
- Advertisement -