Home Aviação de Caça Saab e Brasil assinam contrato do Gripen NG

Saab e Brasil assinam contrato do Gripen NG

420
87

Gripen NG com seis mísseis e duas bombas - foto Saab

A empresa de defesa e segurança Saab assinou um contrato com o Governo Brasileiro, por meio do Ministério da Defesa – Comando da Aeronáutica (COMAER) para o desenvolvimento e produção de 36 aviões de caça Gripen NG para a Força Aérea Brasileira. O valor total do pedido é de aproximadamente SEK 39,3 bilhões de coroas suecas. Saab e COMAER também assinaram um contrato de cooperação industrial para oferecer transferência de tecnologia substancial da Saab para a indústria brasileira.

Em 18 de dezembro de 2013, o Brasil selecionou o Gripen NG para ser seu avião de caça de última geração, por meio do programa de avaliação F-X2. Desde então, todas as partes negociaram para finalizar o contrato. O anúncio de hoje marca a conclusão bem sucedida desse processo.

Saab e COMAER assinaram um contrato para o desenvolvimento e produção de 36 aviões de caça Gripen NG, além de sistemas e equipamentos relacionados. O programa é composto por 28 caças monoposto e oito caças de dois lugares Gripen NG. O valor total do pedido é de aproximadamente SEK 39,3 bilhões de coroas suecas.

Saab e COMAER também assinaram um contrato para projetos de cooperação industrial, incluindo a transferência de tecnologia para a indústria brasileira, a ser realizada ao longo de aproximadamente 10 anos.

“Estamos orgulhosos de estar lado a lado com o Brasil nesse importante programa. Já existe uma longa história de sucesso da cooperação industrial entre os dois países, e este acordo histórico leva essa parceria a um novo nível”, diz Marcus Wallenberg, presidente do Conselho de Administração da Saab.

O contrato com COMAER para Gripen NG e o contrato de cooperação industrial associada entrarão em vigor uma vez que certas condições estejam cumpridas. Estas incluem, entre outras, as autorizações necessárias de controle de exportação. Todas essas condições deverão ser cumpridas durante o primeiro semestre de 2015. As entregas do Gripen NG para a Força Aérea Brasileira acontecerão de 2019 a 2024.

“O contrato com o Brasil valida o Gripen como o sistema de combate mais capaz e moderno no mercado. Solidifica a posição da Saab como produtor aviões de caça líder mundial e reforça a nossa plataforma de crescimento”, diz Håkan Buskhe, Presidente e CEO da Saab.

O contrato com o Brasil fortalece os laços entre a Saab e a indústria brasileira. A Embraer terá um papel de liderança como o parceiro estratégico no programa F-X2. Como parte do plano de transferência de tecnologia, a indústria brasileira vai ter um papel importante no desenvolvimento do modelo de dois lugares do Gripen NG e ser responsável pela sua produção para a Força Aérea Brasileira.

O Brasil se junta a Suécia como cliente de lançamento da próxima geração do Gripen, que compartilha o mesmo design e tecnologia inovadores das versões Gripen de hoje. Gripen estão atualmente em serviço operacional em forças aéreas sueca, tcheca, húngara, Sul Africana, tailandesa, além da Escola de Pilotos de teste do Reino Unido.

A próxima geração do Gripen atende à demanda do mercado por um avião de combate sofisticado e flexível, com custos sustentáveis. A aeronave oferece mais confiança, alcance e resistência, capacidade de armas expandida, novos sensores, incluindo um radar AESA avançado, sistemas de combate eletrônico altamente eficazes e comunicações multi-função.

O Gripen NG para o Brasil e Gripen E para a Suécia compartilham todos os atributos do projeto Gripen de última geração, mas também são adaptados às necessidades nacionais específicas de cada país. Os compromissos da Suécia e Brasil garantem ao Gripen um futuro industrial e operacional do Gripen para as próximas quatro décadas.

DIVULGAÇÃO: Saab

FOTO em caráter meramente ilustrativo.

87
Deixe um comentário

avatar
80 Comment threads
7 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
29 Comment authors
Marcelo PamplonaAntonio MRinaldo NeryjuarezmartinezVader Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bogaz
Visitante
Bogaz

Olha…depois de ontem..nem uma notícia boa assim consegue me animar.

Bogaz
Visitante
Bogaz

O problema é que agora que temos os aviões..não temos mais o país pra defender.

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

Bogaz, eu não vejo nada de bom nesta noticia, pois vai custar mais caro que um F 35, e ninguém sabe aonde esta conta vai parar e se tudo vai funcionar as mil maravilhas, mas como dinheiro neste não é problema segue o baile. Não se esqueça que cada povo tem o governo que merece. Só lembrando que hoje existem uns 10 contratos que não estão sendo honrados pelo GF, principalmente de fornecedores que não concordaram em adiantar a parcela da “gratificação” antes do dia 26. Quem steve no lançamento do KC 390 viu que oclima não era lá bem… Read more »

Vassili
Visitante
Vassili

Bogaz,

Realmente a notícia é muito boa e devemos sim comemorar a assinatura do contrato de aquisição.

A realidade do que aconteceu ontem foi pura e simplesmente a vontade da maioria da população, quer nós concordando ou não amigo………..

Abraços.

Bogaz
Visitante
Bogaz

Juarez..eu não tinha dúvidas que ia ser super faturado..hehehe

mas enfim..vamos q vamos..que venham os Gripen!

Aldo Ghisolfi
Visitante
Aldo Ghisolfi

Bogaz… como disse o Juarez, cada povo tem o governo que merece!

O povo lá do ___________________________

Agora, que a notícia da assinatura do contrato é boa, por favor!… é excelente!, sob todos os ângulos que analisarmos a questão.

COMENTARIO EDITADO

wwolf22
Visitante
wwolf22

o engracado eh o povo do_______________________

esse contrato deve ter sido assinado ontem as 20:12 (horário de Brasilia) he he he he
antes tarde do que nunca !!!!!!!!!!
imaginem se o 1o FX tivesse sido assinado, hj estaríamos de Mirrage 2000, hj eles ja estariam sofrendo um upgrade…

COMENTARIO EDITADO

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

Alguém sabe os motivos da elevação do preço?
A taxa do dólar não é!

Alguma exigência brasileira?

Estão inclusos os custos dos tampões?

Lembro que um figurão da SAAB disse no ano passado que “…provavelmente vai até ficar mais barato (do que os US$ 4,5 bi)…”.

Que houve afinal?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

“Phacsantos em 27/10/2014 as 8:15 Alguém sabe os motivos da elevação do preço? A taxa do dólar não é! Alguma exigência brasileira?” Phacsantos, Genericamente, a resposta oficial está na outra matéria publicada hoje. http://www.aereo.jor.br/2014/10/27/brasil-assina-contrato-para-aquisicao-de-36-cacas-gripen-ng/?trashed=1&ids=295655 “De acordo com o Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso, presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), a assinatura ocorreu após dez meses de intensas negociações contratuais. “Nós atualizamos a proposta. Trouxemos os requisitos para um cenário mais moderno”, explicou.” Lembrando que publicamos mais de uma notícia, nos últimos meses, de que a FAB estava revendo e atualizando os requisitos. Detalhes a… Read more »

Guilherme Poggio
Editor
Active Member

Eu nem acredito que assinamos o F-X2 antes do MMRCA dos indianos.

Anderson Petronio
Visitante
Anderson Petronio

Praia news…Pena que não dá pra postar foto tbm pq hoje está um contraste bonito do mar com as nuvens aqui em Copacabana …aí editor, fica a sugestão…

Será que dará para ver no domingo aéreo do Campo dos Afonsos em 2016 um desses? Como ficou a oferta da Suécia, sobre empréstimo de ums modelos C/D? Virão aquelas técnicas loiras maravilhosas da SAAB também?

Guilherme Poggio
Editor
Active Member

Juarez..eu não tinha dúvidas que ia ser super faturado..hehehe

Eu espero que daqui a quatro anos a gente não tenha que discutir o “gripelão”.

marciomacedo
Visitante
marciomacedo

É o contrário do que você pensa, amigo bogaz!!! Agora, sim, continuaremos a ter país a defender. Não são todas as forças políticas brasileiras que tem um projeto de país que requeira forças armadas fortes.

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

Esse release da SAAB diz claramente:

“O Gripen NG para o Brasil e Gripen E para a Suécia…”

São aeronaves distintas!

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

Phacsantos, Já respondi isso em outra ocasião: são versões customizadas de uma mesma aeronave, e não aeronaves distintas, sendo que a grande diferença é o desenvolvimento e produção do modelo biposto para o Brasil, e outras são equipamentos específicos. Isso não transforma em outra aeronave, muito menos as diferenças de nomenclatura que têm mais a ver com esforços de venda do que questões técnicas de raiz. Quanto a diferenças na comunicação, mesmo essas são relativas. Dê uma olhada em outra declaração da Saab, para o mercado, publicada na quinta-feira passada (que dizia que a negociação do contrato estava “nos trilhos”),… Read more »

Alexandre Galante
Visitante
Member

Sim, distintas como foram os AMX da Itália e do Brasil, cada um atendendo aos requisitos da Força Aérea de seu país.

Blackhawk
Visitante
Blackhawk

Aldo Ghisolfi 27 de outubro de 2014 at 8:08 #

Caro Aldo, pode até soar estranho, mas isso se chama DEMOCRACIA.

abraço

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Off-Topic

Bom, eu poderia fazer um cometário político/partidário, mas a minha mensagem seria (corretamente) editada.
Porém, dadas as circunstâncias, qualquer comentário se torna desnecessário. E para bons entendedores, “me pa ba”!
Parabéns a FAB e a todas as pessoas que, mesmo tardiamente, entenderam e atenderam a necessidade do nosso país. Pode ser pouco, mas o pouco é infinitamente maior que o nada.
E que venha 2019.
SDS.

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

Nunão,

Permita-me discordar.

Se fosse a mesma aeronave customizada, não deveria ser denominado “Gripen E-BR”, por exemplo?

Assim como acontece com os Su-30, F-16, Mirage 2000, etc, mundo afora!

Afinal, o Gripen NG sempre foi um protótipo genérico participante de várias concorrências…se tivesse vencido na Índia ele também chamaria Gripen NG? Já que a Índia tem muitas peculiaridades/necessidades em seus caças?
Faria mais sentido se chamar “Gripen E-I”.

Não sei quais são as implicações práticas dessa diferença de nomenclatura, só sei que é esquisito!

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

“Phacsantos em 27/10/2014 as 9:49” Claro que permito discordar, Phacsantos, mas aí eu te faço a seguinte pergunta: Quais diferenças técnicas reais, na sua opinião, seriam suficientes para caracterizar uma aeronave distinta e não uma versão customizada? Acho que você está se apegando muito mais em nomenclaturas ligadas a ofertas, campanhas de vendas etc do que em dados divulgados ao longo de meses e anos sobre o histórico do programa, características e equipamentos oferecidos nas concorrências etc. O Gripen ofertado para a Índia era chamado de Gripen IN, no marketing. Mas se você olhar os itens básicos e as características… Read more »

Blackhawk
Visitante
Blackhawk

A notícia, sem dúvida, é ótima.
A pedra havia sido cantada ainda no dia 24 pelo Nick!

“Nick
24 de outubro de 2014 at 8:41 #
Parece que é hoje. Fiquem atentos pessoal do PA….”

Iväny Junior
Visitante

Bom. Para animar o dia.

Israel E S Martins
Visitante
Israel E S Martins

Ótima notícia para o Brasil! Finalmente caças novos! e no futuro, ainda faremos o ‘nosso’ caça! Em Agosto ou Setembro, irei de lua-de-mel para a Suécia e tirarei fotos em frente e ao lado de um Gripen! Se o Nunão liberar, postarei essas fotos por aqui quando eu retornar…

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

rsrsrsrsrsrs, cuidado apenas para não gerar ciúme na patroa, com você querendo foto do lado de avião em plena lua de mel!

Brincadeira! 🙂

Agora falando sério:

É só mandar as fotos para os e-mails dos editores, Israel Martins.

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

Nunão, vou me auto citar tal qual o Carlos fez outro dia:

“Não sei quais são as implicações práticas dessa diferença de nomenclatura, só sei que é esquisito!”

Mas…pior seria se resolvessem batizar nossa versão (da Argentina tb??) de:

“Aeronave de Liberácion de Pueblos Latinos”, vulgo :GRIPENSUR

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

Mas Phacsantos, estou justamente perguntando isso pra você, sobre as implicações práticas que você entende como diferenciais, não em relação a essa questão de nomenclaturas, mas reais, baseadas em tudo que já se sabe sobre a aeronave, tecnicamente. Porque senão a gente vai ficar discutindo só nomenclatura, nomes fantasia para as ofertas de venda, o histórico da mudança dessas nomenclaturas etc, o que não vai adiantar muita coisa.

Na sua opinião, quais teriam que ser as diferenças técnicas para caracterizar uma nova aeronave, distinta, e não uma versão customizada de uma mesma aeronave básica?

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Phacsantos: Alguém sabe os motivos da elevação do preço? Wide Display único e todas as outras diferenças de configuração exigidas pela COPAC em relação a configuração original da Flygvapnet que AINDA não sabemos. Os custos de adaptar armamentos diferentes para o uso das aeronaves brasileiras. Pagar o custo de desenvolvimento da versão F para a EMBRAER (talvez a maior e ÓBVIA razão) legalmente tem de se pagar a SAAB que é dona dos direitos de propriedade sobre o projeto Gripen e vencedora do FX-2. Para que esta repasse a sua subcontratada Embraer a REMUNERAÇÃO pelos serviços de engenharia necessários para… Read more »

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Pois é a carruagem continua a virar abóbora do Gripen baratinho…

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Gripen E/F x Gripen NG

A palavra é: marketing.
Tanto por parte da SAAB quanto da FAB.
Desenvolver dois aparelhos diferentes seria muito mais caro que um só.
Claro que haverá diferenças entre as células da Suécia e do Brasil. Mas em termos de projeto e construção, será feito o mesmo modelo (tirando o “F” que sei lá eu qual nomenclatura terá…).
SDS.

eparro
Visitante
eparro

Meus, quanto será que vale uma Coroa Sueca?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

“Eparro em 27/10/2014 as 10:24
Meus, quanto será que vale uma Coroa Sueca?”

http://www4.bcb.gov.br/pec/conversao/conversao.asp

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Off-Topic

Lembram da fábula “O Velho, o Menino e o Burro”? Nela, de forma simples e didática, era mostrada a impossibilidade de se satisfazer todo mundo.
Sábia fábula…
SDS.

Blackhawk
Visitante
Blackhawk

Po nunão, se soubesse tinha mandado algumas fotos do Portões Abertos em Canoas.
O tempo não tava lá aquelas coisas, nublado e feio, mas alguma coisa consegui tirar…

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

Nunão,

Leigamente falando, seriam diferenças em partes consideráveis e de acordo com certa porcentagem.

Porém:

1)O motor deve ser o mesmo para Gripen E e NG.

2)A estrutura (carcaça) também deve ser a mesma ou próxima disto. Com exceção à versão biplace.

3) Os sistemas serão em sua maior parte compartilhados, com exceção do rádio, painel e o link-BR.
* * * * * *
O que pega é a SAAB e a FAB ficarem divulgando como produtos diferentes (NG e E).

Aliás, como ficará a versão biplace que será só brasileira? Será Gripen NG-B? ou Gripen F?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

“Phacsantos em 27/10/2014 as 10:27” Então você mesmo já se respondeu. Se as diferenças não abrangem esses três itens básicos que citou, trata-se de uma mesma aeronave, porém em versão customizada. “Aliás, como ficará a versão biplace que será só brasileira? Será Gripen NG-B? ou Gripen F?” A própria Saab chama de Gripen F, conforme o link de quinta-feira passada que já te passei. Segue novamente o trecho do mesmo: “The negotiations with Brazil regarding Gripen NG (Gripen E/F) move forward according to plan…” Se a FAB vai resolver dar outro nome ao invés de Gripen F, aí é uma… Read more »

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Uma Coroa Sueca vale US$ 0,14. Assim 39,3 bilhões de Coroas Suecas valem US$ 5,5 bilhões.
SDS.

Israel E S Martins
Visitante
Israel E S Martins

Kkkkk… pode deixar Nunão! ela também gosta de caças! aí fica tudo em casa!…kkkkkk….. Mas, em relação ao que o povo está escrevendo que os preços do Gripen vão subir, ou ficar superfaturados… imagine o quanto ficaria se fosse o Rafale ou o F-18? ia ser a uma “senhora” superfaturação! Então, aconselho a pensar no futuro agora em diante e pensar em como valorizar o que já é nosso, que aconteceu no governo X e não desvalorizar o governo X ou Y ou que poderia ser melhor no Z! Que venha o Gripen! Que venha novas tecnologias para “apreendermos” e… Read more »

eparro
Visitante
eparro

juarezmartinez 27 de outubro de 2014 at 7:57 # Mas juarezmartinez, mesmo que se gaste além da conta, mesmo que haja “tavez desvios de R$”, mesmo que sei lá, não seja uma maravilha, você não acredita que haverá ganho de tecnologia e capacitação industrial e de mão de obra com esse desenvolvimento do Gripen aqui no Brasil. Vamos lá, num exercício de conta de padaria: 1) se fosse um aviãozinho de prateleira, haveria todas as mesmas mazelas, sem agregar tecnologia e nem capacitação; 2) continuaríamos dependendo dos âmis, para armas, radares, assentos ejetores e o que mais iremos precisar com… Read more »

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Aqui no país qualquer elevação no valor de um contrato já é pensado como desvio de verba, falcatrua, roubo ou equivalente.
Nelson Rodrigues explica…
SDS.

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

Bom, então a SAAB/FAB tem de se decidir:
Gripen E, Gripen NG e Gripen F.

Pra mim, quando começaram a chamar a nova versão de Gripen E/F, deveriam ter extinto a versão NG.

Mesmo que seja só nomenclatura é estranho.

Enfim…o que importa é que ta assinado, capítulo concluído nessa novela!

Carlos
Visitante
Carlos
Visitante

Melhor nome:

Gripen BR 2022

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

Xô ave agourenta!kkkk

Carlos
Visitante

$ 4,5 bi para $ 5,5 bi

Gripen BR 2022

O “presente” ficou entre 20% e 22%.

Até 2022.

Carlos
Visitante

“Israel E S Martins
27 de outubro de 2014 at 10:05 #”

Israel ?

Carlos
Visitante

“Phacsantos
27 de outubro de 2014 at 10:08 #

Nunão, vou me auto citar tal qual o Carlos fez outro dia:”

Eu sabia, a culpa é do Judeu 🙂

20% a 22%

Gripen BR 2022 🙂

Victor Matheus
Visitante
Victor Matheus

Oh Índia!!!

Carlos
Visitante

Bom falando um pouco de política:

______________________________ AUTO EDITADO.

Solskhaer
Visitante
Solskhaer

UFA, que novela foi essa! Lembro-me que foi através do Programa FX que fiquei sabendo desse fórum e desde então foram intensas discursões acalouradas e tal, ofensas, pauladas, apertos de mão e por ai vai…. pronto acalmamos e qual será agora os intensos debates????? Que ótimo tudo esta no papel, pena que até a primeira entrega ainda tenha alguns anos, que venha então o tampões C/D. Será?!?!? Texto bonito esse: O Brasil se junta a Suécia como cliente de lançamento da próxima geração do Gripen, que compartilha o mesmo design e tecnologia inovadores das versões Gripen de hoje. Gripen estão… Read more »

Carlos
Visitante

EDITORES:

Ponham algum tema sobre o atual momento no FORTE para que possamos nos gladiar lá,

sugestão:

“A ignorância é a maior multinacional do mundo.”

Paulo Francis

eparro
Visitante
eparro

Fernando “Nunão” De Martini 27 de outubro de 2014 at 10:28 # Mauricio Silva 27 de outubro de 2014 at 10:30 # Agradeço a presteza e o esclarecimento. Então, o pacotão sueco para nós brasileiros é de aproximadamente US$152 milhões por aeroplano de ataque (mais benefícios). Se os “benefícios” forem adequados, nem me parece tanto assim. Considerando que a refinaria Abreu e Lima teve custo orçado em US$2,5 bi e já passa de US$18 bi, US$5,5 bi é menos de 1/3 daquilo que a refinaria vai custar a mais e pelo que sei não houve tecnologia e nem capacitatação agregados… Read more »

Luiz Monteiro
Visitante
Luiz Monteiro

Parabéns à FAB pela conclusão deste programa tão importante para a defesa de nosso país!

Nick
Visitante
Member
Nick

Podemos especular quais são essas melhoras em relação à proposta original.

Uma com certeza é o Display único com o Targo. Podemos inferir atualização do radar e sistemas de EW/ECM. O desenvolvimento da versão “F” já estava na proposta original. Pode ser que tenham incluído a versão Naval, ou mesmo, o valor do aluguel dos C/D. Que depois seriam anunciados como de forma “gratuita”.

Ou então, é a “bola” .

[]’s

Carlos
Visitante

ABRIL DE 2022

22 – Dia da Aviação de Caça

Boa data, 22 de Abril de 2022.

Carlos
Visitante

Fui pro PN, estou decepcionado, não a tema atual do futuro Gripen N 🙂