terça-feira, junho 15, 2021

Gripen para o Brasil

Israel abate avião militar sírio; país diz que caça violou espaço aéreo

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Syrian aircraft in flames after being intercepted by Israel's military. Credit Jalaa Marey Agence France-Presse — Getty Images

 

ClippingNEWS-PA  Israel abateu um avião militar sírio nesta terça-feira (23), alegando que a aeronave atravessou as linhas de batalha da guerra civil na Síria e sobrevoou as Colinas de Golã, território sírio ocupado pelos israelenses, talvez por acidente.

O incidente coincidiu, mas aparentemente não teve ligação direta, com os ataques aéreos dos Estados Unidos, com o apoio de aliados árabes do Golfo Pérsico, contra redutos do Estado Islâmico na Síria.

Mas representa outra complicação para a vontade israelense de permanecer fora do conflito em seu vizinho do norte, no qual rebeldes da Frente Nusra, ligada à Al Qaeda, tomaram uma travessia de fronteira em Golã no mês passado.

Os militares israelenses disseram que o sistema de defesa Patriot, produzido nos EUA, abateu um caça sírio Sukhoi, de fabricação russa, que havia “infiltrado o espaço aéreo israelense” sobre as Colinas de Golã, território tomado por Israel na guerra de 1967 no Oriente Médio.

Essa foi a primeira vez em três décadas que Israel derrubou um avião militar sírio.

De acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, que monitora a violência na guerra civil, o avião estava bombardeando áreas nos arredores de Quneitra, uma cidade síria perto do lado da fronteira controlado por Israel, quando foi abatido. Segundo a organização, o piloto conseguiu se ejetar.

A Síria descreveu o abate do avião como um ato de agressão.

FONTE: UOL Notícias

- Advertisement -

85 Comments

Subscribe
Notify of
guest
85 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Blackhawk

Ao meu ver falta de bom senso por parte de Israel ao abater um avião que realizava bombardeios no EI.
Creio ser senso comum que no momento a Síria não tem a mínima vontade em se envolver em conflito armado com Israel…
Enfim…

Edgar

Blackhawk, Israel está em guerra constante desde o seu primeiro dia de existência, logo, quem deveria ter tido “bom senso” era o piloto e o controle sírio.

A fronteira de Israel não é “do povão” como a nossa. Lá, a Defesa dos cidadãos é levada a sério. E para quem discordar, a “moderação” virá na base dos SAMs.

Carlos

Pagar para ver, nem a pau Juvenal.

Lembrando que não há acordo de Paz entre os dois países, se não me falha a memória se quer armistício.

Triscou, KABUM …..

Shana Tová

Blackhawk

Se houvesse abate em todas invasões de área de defesa aérea já teríamos muitos outros conflitos no momento. Bastava uma interceptação para “devolver” o avião sírio.
Ou alguém aqui acha que a aeronave iria de fato bombardear Israel?

Corsario137

Caro Blackhawk,

O território de Israel é minúsculo, em menos de 5 minutos em voo supersônico a aeronave ou missil inimigo já estaria pronto para atacar uma grande cidade israelense. Então lá não da pra titubear, apareceu na tela, abate.

costamarques

Israel é aliada dos EUA, sera que a mesma não sabia da missão do caça Sirio?

Edgar

Blackhawk, como bem disseram o Carlos Soares e o Corsario, dado o tamanho de Israel (menor do que a metade do meu estado do ES) eles não podem pagar pra ver, como fazemos todos os dias.

joseboscojr

Só de curiosidade, a defesa antiaérea israelense é formada por:
Mísseis Stinger (manpads) -5 km
Sistema Macbeth (M113/Vulcan/Stinger) – 7 km
Mìsseis Hawk – 45 km
Sistema Patriot (PAC-2) – 180 km
Sistema Iron Dome – 17 km
Sistema Arrow (antibalístico).

Edgar

costamarques, dadas as proximidades geográficas e o nível tecnológico israelense, acho que eles monitoram os caças dos vizinhos desde o momento em que o piloto caminha para o cockpit.

Phacsantos

Bosco,

Se não for muito incomodo, pode discorrer sobre como é feito esse tipo de interceptação?

O caça é travado quando? Antes da fronteira? No limite? Já dentro do território israelense?
Quantos mísseis são disparados? 1? Imagino que 2.
Algum caça decola pra interceptar?

Muito obrigado desde já!

Baschera

Só lembrando a defesa AA no Brasil:

Funda ou Estilingue
Arco e Flecha
Fila/Bofors 40 mm
Bofors 70 mm
Guepard 35 mm
Missies Igla
Misseis RBS 70MK2

Sds.

joseboscojr

Phac,
Eu acho que vai depender se há ou não um AEW on station, o que depende de como os nervos andam por lá.
Provavelmente um sistema de longo alcance como o Patriot já deve travar no alvo antes dele chegar à fronteira de forma a desencorajar uma aproximação maior, mas realmente eu não sei muito acerca da operação em si.
Quanto a lançarem mais de um míssil “Patriot” isso é a norma contra alvos balísticos mas não faço ideia se foi esse o caso contra uma aeronave.
Um abraço.

Rogério

Tô com o Blackhawk

Ao meu ver falta de bom senso por parte de Israel ao abater um avião que realizava bombardeios no EI. (2)

Lord Trader

Interessante que Israel não utiliza seu sistema SPYDER baseado nos mísseis Pyton e Derby .São apenas para exportação se eu não estiver enganado .

costamarques

Tô com o Blackhawk

Ao meu ver falta de bom senso por parte de Israel ao abater um avião que realizava bombardeios no EI. (3)

Vader

“Bobeou a gente pimba” 🙂

Phacsantos

Bosco, obrigado.

Ademais, acho descabida a comparação entre Israel e Brasil nesse aspecto em específico.

joseboscojr

Lord,
O sistema Spyder, se adotado por Israel, ocuparia o espaço que hoje é preenchido pelo Hawk.Eles devem ter uma boa quantidade desses mísseis ainda, o que não justifica o investimento.
Só de curiosidade, dentro de alguns anos estará operacional o sistema David Sling, que usa o míssil Stunner, com 200 km de alcance.
Nos EUA o Stunner deverá compor o Patriot, se juntando ao PAC-2 e 3, aumentando em muito a flexibilidade do sistema americano.

wwolf22

eu queria ver a reacao dos sionostas se uma aeronave deles fosse abatida sobre o Libano…. com certeza iriam descontar sua raiva/felicidade na população libanesa(mulheres e crianças)…
dois pesos e duas medidas….

thomas_dw

wwolf22 23 de setembro de 2014 at 13:14 # ‘eu queria ver a reacao dos sionostas’+… não importa o que vem depois de : ‘eu queria ver a reacao dos sionostas’ por que qualquer um que começa a frase assim, a gente ja sabe que deve ser mais um daqueles que odeiam o Estado de Israel e possivelmente os Judeus em geral. so para responder, Israel nao toma partido no conflito da Siria, a unica coisa que faz e’ atender os feridos que chegam na fronteira, e sao muitos. Quanto a intrusos no seu espaço aéreo – nao se titubeia… Read more »

joseboscojr

Israel operava até a algum tempo com o sistema Chaparral (MIM-72) mas já não o utiliza.
Também existem sistemas M163 VADS que não foram convertidos para a versão Macbeth e adotam só o canhão Vulcan.

wwolf22

ha ha ha, so rindo mesmo…
que eu saiba, as colinas de gola são do Libano ou da Siria… não de israel…
nesse caso, o invasor eh israel…

wwolf22

thomas_dw
23 de setembro de 2014 at 13:23 #
“por que qualquer um que começa a frase assim, a gente ja sabe que deve ser mais um daqueles que odeiam o Estado de Israel e possivelmente os Judeus em geral.”

em nenhum momento me referi ao termo judeu… me referi ao estado de israel…. não misture as coisas… são DUAS COISAS BEM DIFERENTES…
eh a mesma coisa que dizer que não gosta do Brasil e por isso os católicos não prestam… ENTENDEU ?!?!

Soldat

1- As colinas de Golá pertencem a Síria e não a Israel!

2- O Mig 21 foi abatido dentro do território Sírio.

Resumindo:

“A Síria descreveu o abate do avião como um ato de agressão”

3- Sim é agressão a um estado soberano.

Enfim não é a 1 vez que israel bombardeá tropas da SAA quando estes estão lutando contra os terroristas o que é bem estranho para não dizer “suspeito”!!!!.

por favor respeitem opiniões contrarias a geopolítica de israel.

Tô com o Blackhawk [4]

joseboscojr

Wolf,
Esse país perdeu o direito a esse território o dia que fez guerra contra Israel e perdeu.
É assim que guerra funciona.
Israel já quis devolver pra Síria em troca de paz, mas a Síria não aceitou.
Perdeu na Guerra e não quer receber de volta em troca de um compromisso de paz, então fica pra Israel por enquanto.
Ah! Quanto a Israel ter abatido o avião sírio eu, a princípio, acho que foi um ato precipitado de Israel, mas não estava lá e não sei o contexto para julgar esse fato isolado.

joseboscojr

Wolf,
Não cabe mais o uso do termo sionista já que Israel já existe e é um Estado legitimado pela ONU e reconhecido pela maioria absoluta dos Estados soberanos da Terra.
O uso desse termo só tem conotação pejorativa e claramente xenofóbica e preconceituosa já que outros povos, Estados e governos são tão ou mais execráveis que Israel mas por algum fenômeno da natureza são tratados de forma bem mais condescendente.

wwolf22

Bosco, para a comunidade internacional, as colinas de Gola eh uma área invadida… mas ali qq coisa eh complicado… basta um espirro e pronto….
clic clac ta ta ta , granada….
enquanto a “velha guarda” estiver no poder nos países daquela região, não haverá solução….

wwolf22

Bosco, nao chamarei mais os israelenses de sionistas para não ter problemas…

Blackhawk

Não postei com a intenção de acirrar o debate ideológico ou qualquer coisa do tipo, inclusive entendo a opinião de quem acha que Israel agiu em defesa própria, afinal quem tem ** tem medo. Apenas acho que antes de se apertar o botão é necessário analisar a geopolítica da região, que convenhamos, atualmente pega fogo. Além da problemática envolvendo a Síria como nação apenas, ainda temos o EI por lá, que incomoda tanto sírios, vizinhos e outras nações (EUA, França, etc.). Por isso reforço, que, na minha opinião, foi um ato precipitado, pois deveria ter sido considerado o contexto dessa… Read more »

joseboscojr

Wolf, “Ocupada” é um termo mais apropriado que “invadida”. rrsss Israel estava quieto no seu canto quando ele foi atacado e invadido, mas aí com uma reviravolta dos acontecimento ele “empurrou” um dos países inimigos atacantes até além das sua própria fronteira e lá permaneceu. Duvido muito que Israel queira que as Colinas de Golã façam parte permanente de seu território como forma de compensação pela guerra ou como um troféu pela vitória. Muito pelo contrário. Aquilo lá traz é dor de cabeça pra Israel, mas tendo em vista o vespeiro que é a região, o jeito é eles permanecerem… Read more »

Intruder

MIG-21? Ta confirmado isso?

wwolf22

Roberto F Santana,

sou católico sim, mas não praticante…

wwolf22

Bosco, de vez em quando eh necessário dar um passo pra trás para no futuro vc poder dar um salto maior…
israel sairia ganhando e muito se eles reconhecessem as fronteiras de 1967, isso vc pode ter certeza. quer coisa melhor do que PAZ ?!?!

wwolf22

ueh, nao entendi…. vcs são todos ateus ??? budistas ?? naturistas ??
aha ha ha ha

Edgar

Pessoal, como diria o Ivan, o cartógrafo, olhem o mapa!

ISIS Map

Sinceramente não entendi o que o Su-24 (?) fazia na fronteira de Israel sendo que supostamente estava em operações contra o ISIS.

A IDF fez o que deveria ser feito. Não se pode brincar com caças armados.

Acredito que fariam o mesmo, caso os STs que estão à caminho da Indonésia passassem por lá sem avisar.

Edgar

Falando de mapa (e tendendo ao off-topic 😀 ), é bom que o ocidente expurgue logo o ISIS da órbita terrestre pois os planos expansionistas deles para os próximos anos deixariam Gengis Khan com inveja:

ISIS Expansion

ISIS Expansion

joseboscojr

Wolf,
Concordo plenamente. Israel, como os outros envolvidos, é um cabeça dura da pior espécie, e esse abate do avião sírio comprova isso.
A política de Israel de manter o dedo no gatilho e de nunca demonstrar fraqueza ou titubeio não raro produz ações danosas.
Um abraço.

joseboscojr

Wolf,
Eu faço parte do grupo dos ateus não naturistas, hétero.

Edgar,
Boa pergunta!

wwolf22

nao sei que ta pior…

_______________________________________

COMENTÁRIO EDITADO. NÃO USE ESSE ESPAÇO PARA PROPAGANDA POLÍTICA. LEIA AS REGRAS PARA COMENTÁRIOS NA COLUNA À DIREITA DA PÁGINA.

wwolf22

ha ha ha ha, boa Bosco…
sou católico, hetero e nunca fui coroinha. ha ha ha ha
a foto do meu mapa não saiu, veio so o link…

Edgar

Roberto, o interessante é perceber que o Cristianismo, mesmo sendo uma das religiões mais acusadas pelos ditos “intelectuais” como sendo fundamentalista, é a mais receptível à Ciência e a questionamentos e críticas, tendo formado o mundo ocidental como conhecemos hoje. Interessante o vídeo que você postou. Nele, o jornalista fala que o piloto sírio adentrou 2,600 ft do espaço aéreo israelense. Para o azar dele, a IDF se mostrou implacável como deve ser e permanecer. Imagino a sensação do piloto quando viu o Patriot “clareando” em seu radar, algo como “tenho 15 segundos de vida, إخراج ! إخراج ! (ejetar!… Read more »

Augusto
Edgar

Augusto, este é o mesmo vídeo que o Roberto postou há pouco. Esta foto do Su-22 é de 2012 e em 0:31 do vídeo o jornalista identifica o jato:

“A defense official identified the downed aircraft as a Sukhoi Su-24 Russian fighter plane. Previously, it was reported to have been a MiG aircraft.”

Augusto

Desculpe, inicialmente se falou em um SU-24. Posteriormente, foi noticiado que se trataria de um MIG.

costamarques

Sabe, entendo que Israel precisa mesmo se defender, só acho que nesse caso ela deveria passar um radio antes “Amigo vou explodir você, caso não saia dai!”, mas pelo contrario, eles apenas disparam e pronto, agora pode ser que estamos tomando conclusões precipitadas, as vezes o sistema de defesa deles seja altomatico seilá!

Augusto

Opa, tô lento hoje! Não vi que o Roberto F Santana já havia postado o mesmo vídeo.

Edgar

Roberto, não sei qual a “manobrabilidade” de um assento ejetor, mas 2,600 ft não parece muita distância para se manobrar um pára-quedas a certa altitude, ao menos pra mim, que o mais próximo que cheguei de pára-quedas foi no início da década de 90, quando coordenava alguns exercícios de assalto aeroterrestre da Brigada de Infantaria Pára-quedista dos meus Comandos em Ação. 😀

Talvez tenha sido possível ao piloto sírio evitar cair “atrás das linhas inimigas” 🙂

wwolf22

Santana, todos os assentos ejetáveis funcionam assim ????
eu achava que os pilotos ficassem “presos” no assentos ate tocarem o solo/agua…

Carlos

Muita gente não entende como as coisas funcionam em Israel, nem tampouco se dão ao trabalho de consultar a História. A grande maioria nunca esteve lá ou mantem amizade próxima com Judeus e Israelenses.

https://www.facebook.com/IsraeliAirForce.EN/photos/a.247957101913936.56748.234494436593536/802748533101454/?type=1&theater

joseboscojr

Wolf,
Todos os aviões que usam assentos ejetores funcionam assim, agora, nem todos os aviões usam assentos ejetores, alguns usam cabines ou cápsulas ejetáveis, como o F-111 e o B-58, respectivamente.
https://i.imgur.com/XAWNYpJ.jpg
Essa da foto é da cápsula individual do aposentado B-58 e que usava airbags para flutuar na água e reduzir o impacto no solo.
O F-111 ejetava toda a cabine, com os dois tripulantes juntos.
Um abraço.

joseboscojr

Roberto,
E além do paraquedas do piloto não ser controlável, não raro o piloto está inconsciente, mesmo porque não se sabe se ele foi atingido quando da interceptação do avião. Um Patriot tem uma ogiva de fragmentação de 90 kg e explode a menos de 10 metros (quando não impacta direto) e é muita sorte do piloto sair incólume.
Se não perder os sentidos pela interceptação em si, perderá pelo susto ou pela “pressão” da ejeção.

joseboscojr

Correção:
onde se lê “pressão da ejeção” lê-se “trauma da ejeção”.

Reportagens especiais

Fotos do sábado da XXVII Convenção Nacional de Plastimodelismo 2013, no PAMA-SP

Você está em São Paulo? Gosta de plastimodelismo e assuntos relacionados? Então não perca! Neste domingo, último dia, a...
- Advertisement -
- Advertisement -