quinta-feira, junho 30, 2022

Gripen para o Brasil

US$ 457 milhões em armas, apoio e equipamentos para os F-16 romenos

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-16 - foto Lockheed Martin

Governo Romeno requisitou o pacote via FMS para equipar os 12 caças F-16 Block 15 MLU adquiridos de Portugal

Segundo notificação da DSCA (Agência de Cooperação em Defesa e Segurança dos Estados Unidos) ao Congresso dos Estados Unidos, a Romênia solicitou, via FMS (programa de vendas militares ao exterior), um pacote de armas, equipamentos e apoio no valor estimado de 457 milhões de dólares para os 12 caças F-16 Block 15 MLU adquiridos de Portugal, e que serão transferidos para a Força Aérea Romena.

Dentro do pacote, estão incluídos:

  • 30 mísseis AIM-120C AMRAAM (mísseis ar-ar avançados de médio alcance), além de cinco exemplares para treinamento (Captive Air Training Missiles – CATMs)
  • 60 mísseis ar-ar AIM-9M Sidewinder, além de quatro exemplares para treinamento (CATMs)
  • 48 lançadores LAU-129
  • 10 unidades de bombas guiadas GBU-12
  • 12 mísseis AGM-65H/KB Maverick, além de quatro exemplares para treinamento (CATMs)
  • 13 sistemas integrados de navegação por posicionamento global / inercial (EGPS/INS – Embedded Global Positioning Systems/Inertial Navigation Systems) com dispositivos de segurança GPS, embarcados, e três pods AN/ALQ-131 de contramedidas eletrônicas;
  • 15 sistemas de distribuição multifuncionais de informação, em terminais de baixo volume (Multifunctional Information Distribution System/Low Volume Terminals)
  • 2 sistemas de apoio em solo para os sistemas de distribuição multifuncionais de informação

F-16 em apresentação - foto Lockheed Martin

Ainda segundo a nota da DSCA, também estão incluídas peças sobressalentes e de reparo, equipamento de apoio, serviços de transporte, apoio de aviões reabastecedores, serviços de reparo e devolução, desenvolvimento e integração de software, treinamento de pessoal, publicações, dados técnicos, além de outros elementos diversos de treinamento, logística e apoio. Além da capacidade de autodefesa da Romênia, os equipamentos deverão garantir a interoperabilidade dos caças com aviões dos Estados Unidos e de outras nações da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Como principais contratantes, foram citadas na nota as seguintes empresas com instalações nos Estados Unidos: Elbit Systems of America (Fort Worth, Texas), Pratt and Whitney (East Hartford, Connecticut), BAE Systems Inc. (Arlington, Virginia), Lockheed Martin Corp. (Fort Worth, Texas), Northrup Grumman Aerospace Systems (Redondo Beach, California), ViaSat Inc.(Carlsbad, California), Data Link Solutions LLC (Cedar Rapids, Iowa), Snap-On Inc.(Kenosha, Wisconsin) e Booz Allen Hamilton Engineering Services, LLC (McLean, Virginia).

Como de praxe em notas da DSCA, foi informado que não há acordos de offset conectados à possível venda, que ainda precisa ser concluída.

FONTE: DSCA (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

FOTOS (meramente ilustrativas): Lockheed Martin

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joner

Não vi nada sobre AESA, não seria possivel no block 15?
Seria um belo apgrade, no mais, uma boa aquisição da Romenia, eles sabem muito bem que não se compra certas tecnologias e muitas vezes a prateleira se torna mais inteligente!

Oganza

Negocinho bom esse ai… mas perdemos né? Afff falei que não comentaria mais nada sobre ou relacionado à Aquele que não deve ser nomeado…

– Ahhhh, sai desse corpo que ele não te pertence!!!

Sds.

lujuttel

Tem um pessoal tão obcecado por querelas políticas que consegue puxá-las para dentro de uma colisão de avião com pássaro!!!! A psicologia explica o pensamento circular… Às vezes se torna irritante acompanhar a discussão de assuntos da aeronáutica militar neste sítio por conta daqueles que insistem, a todo momento, em politizar tudo. Até colisão com pássaro. Seria polido se cada um guardasse as suas tendências ou preferências politicas para si, e só as indicasse se perguntado. Ou se o assunto conduzisse a tal. Mas, se ansiedade pela politização de tudo for insuportável, há sítios na internet onde este tipo de… Read more »

André Sávio Craveiro Bueno

A revista Aeromagazine, em sua última edição, cita a possibilidade do F-16 ser o substituto dos M-2000 e que pessoal da FAB pode ter ido aos EUA inspecionar células estocadas.

Tudo isso já comentado há algum tempo por aqui.

Últimas Notícias

República Tcheca estuda substituir caças Gripen C/D pelo F-35

O Ministério da Defesa da República Tcheca está decidindo a compra de novos caças, que substituirão 14 aeronaves supersônicas...
- Advertisement -
- Advertisement -