segunda-feira, outubro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Em ação contra o narcotráfico, PF abate avião suspeito

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Durante a operação um policial foi morto

 

26set2013---uma-aeronave-de-pequeno-porte-foi-abatida-pela-policia-federal-na-noite-desta-quarta-feira-25-ao-tentar-aterrissar-em-uma-pista-clandestina-em-bocaina-a-311-km-de-sao-paulo-1380172617089_615x300

vinheta-clipping-aereoUm policial federal de Bauru foi morto na noite desta quarta-feira (25) em um tiroteio com suspeitos em Bocaina (a 311 km de São Paulo), durante operação contra o narcotráfico na região. Alvejado com um tiro no peito, Fábio Ricardo Paiva Luciano, 40, chegou a ser socorrido, mas morreu na Santa Casa de Jaú (município vizinho).

Durante a ação da PF, os policiais abateram uma aeronave de pequeno porte que tentava aterrissar em uma pista clandestina na zona rural de Bocaina com carregamentos de drogas e armas.

No momento em que a aeronave se preparava para pousar, no início da noite, homens suspeitos perceberam a movimentação dos policiais e reagiram. Houve intensa troca de tiros.

O avião foi abatido durante a ação e pegou fogo, formando um imenso clarão às margens da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255) (que liga Jaú à Araraquara), na altura do km 136.

A área foi isolada. Segundo a PM, o piloto conseguiu deixar a aeronave antes do início do fogo e foi preso.

Durante a madrugada, outros três integrantes da quadrilha também foram detidos. Eles estavam escondidos em um canavial próximo ao local onde a aeronave caiu.

Um caminhoneiro contou aos policiais que, logo após a queda do avião, viu um homem sujo de sangue correndo do canavial em direção a rodovia. Durante a manhã, dezenas de policiais federais trabalhavam nas buscas pelos outros suspeitos.

Não foram informados a rota do tráfico e nem quantos traficantes estão envolvidos. Segundo a polícia, foram recolhidos da aeronave pelo menos meia tonelada de drogas e armas de diversos calibres –incluindo fuzis ponto 50, de uso exclusivo das Forças Armadas. Uma parte do carregamento foi consumida pelo fogo. 

Município é rota internacional do tráfico

Bocaina, na região de Bauru, é considerada rota internacional do tráfico. Em janeiro deste ano, em outra operação contra o narcotráfico, um avião que era monitorado via radar conseguiu abortar a aterrissagem ao perceber a presença de um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) no local.

Na mesma operação, um vereador do município foi preso por suspeito de associação ao tráfico, e um dos suspeito foi morto durante troca de tiros.

FONTE: UOL

- Advertisement -

14 Comments

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fighting Falcon

Lamentável foi a perda da vida de um policial.
Se tivessemos regras mais rígidas, uma polícia bem paga e equipada talvez isso diminuiria muito.
Mas a lei do abate ao menos do que foi a público até hoje só é mais um papel dentro do nosso ordenamento jurídico e não uma lei aplicada diariamente.

Alfredo Araujo

FF…

A Policia Federal ganha sim bons salários… então não cabe essa discussão nesse tópico..

Pelo que eu entendi, a aeronave foi abatida por tiros originários do solo… Acho q a lei do abate não se aplica a esse caso… EU ACHO

André Sávio Craveiro Bueno

Assistindo ao Bom Dia Cidade, produzido pela TV TEM Bauru, o apresentador disse que ao perceber a polícia a aeronave arremeteu, porém veio a cair logo depois, cerca de 300m.

Guizmo

Pois é, tenho a mesma dúvida…….nesse caso se aplica a Lei do Abate? Isso não é papel da FAB?? Ou a Guarda Revolucionária Federal pode atuar também alvejando aviões?

Vader

Parabéns à PF. E uma pena que morreu um policial.

Essa aeronave deveria ser abatida em vôo. Mas lei do abate no Brasil é só mais uma letra morta.

Fighting Falcon

AA,
Se pegar a média nacional o salário realmente é bom, mas considerando outras profissões os profissionais em geral no Brasil é muito mal remunerado.
Se pensar que o ascensorista do Senado ganha mais que um 4 estrela e assim vai, o salário pode melhorar.
Mas isso vamos falar lá no forte.
Abs

André Sávio Craveiro Bueno

Apenas para completar o que escrevi, assistindo o JH da Globo, a afirmação é de que a aeronave iria em uma “pista rural” (possivelmente utilizada por aeronaves agrícolas) e não clandestina. Ao perceber a presença da PF o piloto tentou arremeter. Como a pista [e curta, não teve área suficiente para a manobra.

A cidade de Bocaina, próxima a Jaú é rota de tráfico de drogas e armas.

sergiocintra

E os Helis da PF, onde estavam?

Acredito q com cobertura aérea no meio do canavial, as coisas seriam “menos” complicadas e pouparia-se vida(s) e outros recur$o$.

Como é o nome dos “sapões mudernos” e onde estão mesmo?
Porque?

Blind Man's Bluff

Desculpem a ignorancia, mas uma operação como essas não deveria contar com o apoio de unidades do exercito, seja para garantir a segurança do perimetro de operações, seja para garantir a segurança dos próprios agentes da policia federal?

Colombelli

Blind, o Exercito não é pra isso e a PF é muito bem armada e tem condições de dar cabo da missão. Sérgio, a presença dos Helicopteros denunciaria a ação antes da hora e no canavial denso não faria muita diferença. Aliás, se verdadeira a parte que fala em fuzis .50, os vagabundos que esperavam poderiam ter este tipo de arma também, e as aeronaves estariam em risco. Elementos deste tipo, traficantes de estirpe, tem que emboscar e encher de bala sem dizer uma palavra sequer. Se parar pda falar se morre. Tem que fazer como aquele video do exercito… Read more »

Corsario137

A PF daqui a pouco vai ter CIWS, Manpad e se duvidar ainda recebe um Pantsir!

Mauricio R.

Não digo os helicópteros, mas pelo exposto aqui até o momento, o emprego de alguns UAV’s fez bastante falta a operação,

sergiocintra

Pois é Poggio, as notas sobre o assunto estavam fresquinhas e é isso mesmo a q referia e Colombelli também acredito que frente a uma .50, a coisa ia “jambrar”. Mesmo que deslocados o apoio aéreo teria sua chegada rápida p/ cobertura e v. sabe que com algo sobre sua cabeça os elementos de terra têem mais segurança e os “vagabundos” pensam – aliás eles não pensam – “ripam”. Eu só não acostumei com a idéia é que os caras estavam no meio do estado, tudo bem que eram para pegar os caras em terra, mas os caras chegam! e… Read more »

Últimas Notícias

IMAGENS: Cerimônia do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira

Por André Magalhães Aconteceu na manhã do dia 22 de outubro, na ALA 1, em Brasília (DF), a cerimônia alusiva...
- Advertisement -
- Advertisement -