domingo, junho 20, 2021

Gripen para o Brasil

Governo estuda transformar base de Alcântara em polo turístico

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

CLA - Centro de Lançamento de Alcântara - foto B Prado - O Estado via G1

Projeto é similar ao já utilizado nos EUA e Guiana Francesa – Plano inclui construção de hotel próximo ao CLA e reforma de aeroporto

vinheta-clipping-aereoOs ministérios do Turismo (Mtur), e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) começaram a discutir um plano de revitalização turística para Alcântara. A ideia é transformar o município num polo de turismo espacial, em torno do centro de lançamentos.

O plano se espelha no exemplo de outras bases espaciais, como Cabo Canaveral, nos EUA, e Kourou, da Guiana Francesa, que também transformaram suas atividades em atração turística. Para Alcântara, cidade que integra o patrimônio histórico nacional e que viu o turismo minguar nas últimas décadas, a proposta traz uma oportunidade de atrair turistas também para seu centro histórico.

O plano inclui a construção de um hotel na vizinhança do Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA), a reforma do aeroporto da base, com a construção de um terminal de passageiros que possa receber voos civis, e a reforma no cais do Jacaré, principal ponto de embarque e desembarque de passageiros que vêm e vão entre São Luís e Alcântara, que hoje funciona com limitações. “Essa é uma grande reivindicação da população de Alcântara. Hoje o atracadouro do Jacaré já não atende mais, as lanchas têm problemas mecânicos e até de segurança”, afirmou o ministro Gastão Vieira (Mtur).

Em uma reunião com Marco Antonio Raupp (MCTI) e o presidente da Agência Espacial Brasileira, José Raimundo Mussi, o ministro do Turismo propôs que as lanchas da Aeronáutica que trazem os funcionários da base espacial possam ser usadas pela população civil em dois horários ao longo do dia. Ao mesmo tempo, seriam feitos reparos no atracadouro existente.

“Nós ofertaríamos à população um novo meio de transporte, mais moderno, que aliviaria muito a tensão que todo mundo tem por falta de deslocamento”, prosseguiu o ministro. Paralelamente caminharia o projeto de construção de um cais em Cujupe, a 14 km de Alcântara, que atenderia tanto ao programa espacial quanto à população civil.

A proposta também visa consolidar a reaproximação da agência espacial com o município, após um relacionamento tenso no passado. “As operações de lançamento têm características específicas, mas fora das campanhas de lançamento não há problema nenhum em usar as instalações durante o resto do ano”, afirmou Marco Antonio Raupp.

FONTE / FOTO: G1

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

4 Comments

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
asbueno

A região parece ser propícia. Não sei sobre Kourou, mas no Cabo há uma História para se contar, algo que muito mal (e mal) começamos.

Vader

Imagino que isso deva ser uma prioridade dos gênios que conduzem nosso patético Programa Espacial…

Almeida

Pólo turístico pra ver o que mesmo? Uma torre de lançamento vazia?

Acabei de voltar dos EUA, passei no Kennedy Space Center (como sempre rs) e ali tem muito o que se ver: vários artefatos do programa Apollo, o VAB, astronautas de verdade guiando os passeios, agora tem até um ônibus espacial em exposição (ainda tava fechado para minha infelicidade). Mas em Alcantara? Sério?

Baschera

Rir para não chorar…. programa espacial de ‘índio”….

Sds.

Reportagens especiais

John Boyd, o piloto de caça que mudou a arte do combate aéreo – parte 3

Depois do caça F-86, os projetistas americanos desenvolveram uma crescente fascinação pela sofisticação nos caças, pela incorporação do avanço...
- Advertisement -
- Advertisement -