Home Espaço FAB destaca lançamento de foguetes brasileiros na Suécia e no CLBI

FAB destaca lançamento de foguetes brasileiros na Suécia e no CLBI

520
3

Foguete brasileiro é lançado com sucesso na Suécia

A Suécia lançou com sucesso o foguete brasileiro VSB-30, projeto desenvolvido pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). O VSB-30 V14 foi lançado com a carga útil TEXUS 48, contendo experimentos do Programa Microgravidade europeu.

O foguete, fabricado pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), atingiu altura maior do que o previsto e caiu com precisão no ponto de impacto. De acordo com o Chefe da Subdiretoria de Espaço (SESP) do IAE, Coronel Aviador Avandelino Santana Junior, isso demonstra a qualidade de projeto do foguete brasileiro, favorecida pelas ótimas condições atmosféricas que contribuíram para o sucesso do lançamento.

O lançamento ocorreu nesta semana (27/11), em Esrange (Suécia), às 10h10 horário local, 7h30 pelo horário de Brasília.

O VSB-30 é certificado pela Agência Espacial Européia e pelo Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI). Foi 12º lançamento do foguete de sondagem VSB-30, que faz parte da cooperação entre Brasil e Agência Espacial Alemã (DLR). Três lançamentos aconteceram no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, e os demais em Esrange.

Dados do voo:

  • Apogeu: 258,4 km (estimado); 263 km (real);
  • Alcance da carga útil: 74,16 km (estimado); 72 km (real);
  • Dispersão do ponto de impacto = 1 sigma;
  • Tempo de microgravidade: 6 min 11 seg.

Foguete ORION V05 é lançado em exercício noturno da Operação Brasil-Alemanha, no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI)

Foram divulgadas hoje (29/11) as imagens do lançamento do foguete ORION V05, a partir do Lançador Móvel de Foguetes, recebido da Agência Espacial Alemã (DLR). O voo faz parte da Operação Brasil-Alemanha que marca os 40 anos do acordo tecnológico internacional entre os dois países. O lançamento aconteceu no final de semana (25/11), às 20h, no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Natal (RN).

Durante todo o voo do foguete, desde o lançamento até a queda da carga útil no mar, foi realizado rastreamento e obtidos os dados de telemetria. O exercício serve de preparação para o lançamento do foguete VS-30 V08, previsto para o dia 2 de dezembro, que vai carregar carga útil científica portando dois experimentos: um do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), visando estudo sobre o início da geração de bolhas ionosféricas e outro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O objetivo do voo é o treinamento das equipes no emprego da Estação de Telemedidas Móvel, bem como a verificação dos meios de lançamento. Esse foi o quinto voo do ORION no Brasil, na versão monoestágio. Os vôos anteriores foram realizados por meio de operações no Centro de Lançamento de Alcântara – CLA (MARACATI I e II) e no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno – CLBI (Parelhas e Camurupim), todos transportando cargas úteis tecnológicas.

A Operação Brasil-Alemanha marca os 40 anos do acordo tecnológico internacional entre o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e o Centro Espacial da Alemanha (DLR). Os principais objetivos da operação são o lançamento e rastreamento do foguete de sondagem VS-30 V08. O evento servirá também para o treinamento dos profissionais do CLBI para operar a estação Móvel de Telemedidas e o Lançador Móvel, além de interligar as estações (Telemetria, Radar e CTDL) do CLA e do CLBI.

 FONTE: FAB (Agência Força Aérea/CLBI/IAE)

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos
Marcos
8 anos atrás

Temos uma das melhores locais para efetuar lançamento de foguetes do mundo, no entanto, além de não locarmos para outros fazerem lançamentos aqui, ainda locamos a dos outros para efetuar os nossos lançamentos.
Isso é o Brasil “Potência”!!!!

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
8 anos atrás

Enquanto isso…

http://www.foxnews.com/world/2011/11/29/satellite-image-shows-extensively-damaged-iranian-missile-site/?test=latestnews

Supresa…quem foi que destruiu toda essa instalacao, com edificios espalhados por toda a parte ?????Rsrsssrrs.

Qual seria a arma secreta usada para causar tantos danos???

Leonardo
Leonardo
8 anos atrás

É tem cara do Mossad!!!

Somente o fato de levar a morte do chefe do programa do programa de mísseis balísticos do Iran, ou seja, estava no lugar errado(certo) na hora errada(certa).