Home Exercício Polônia critica ataque simulado à Suécia realizado pela Rússia

Polônia critica ataque simulado à Suécia realizado pela Rússia

597
27

Bombardeiros Tu-22 russos - foto Ministério da Defesa da Federação Russa

A Polônia acusou a Rússia de causar um “alarme desnecessário” na Europa após aviões russos realizarem uma simulação de ataque à Suécia. Segundo nota publicada no NATOSource nesta quarta-feira, 24 de abril, o ministro das Relações Exteriores da Polônia, Radek Sikorski, afirmou sobre o exercício de treinamento russo: “Ele envolveu um país neutro que também é nosso parceiro próximo em defesa. Esses incidentes causam alarme desnecessário na Europa.”

Sikorski entrou em contato ontem com o Secretário Geral da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) para tratar do exercício de treinamento que envolveu dois bombardeiros russos, capazes de carregar armas nucleares, e dois caças. A formação se aproximou 24 milhas das águas territoriais suecas.

O ataque simulado à Suécia, que ocorreu na Sexta-Feira Santa, 29 de Março, tornou-se uma fonte de embaraço para o Governo Sueco após ser revelado que nenhum caça estava pronto para interceptar, devido ao feriado. A formação russa foi monitorada por dois caças dinamarqueses, que decolaram de uma base na Lituânia em que estavam estacionados, a serviço da OTAN.

FONTE: NATOSource (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

FOTO: Ministério da Defesa da Federação Russa

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marine
Marine
7 anos atrás

Mas ai e que esta, os paises nordicos sao tao avancados, tao progressistas, tao mais evoluidos que em dia de feriado pensam que nao ha necessidade de alerta aereo, ou de helicopteros policiais para reagir a massacres terroristas.

E o mundinho de algodao doce da vanguarda progressista do Ocidente continua….

Vader
7 anos atrás

Hehehehe…

ricardo_recife
ricardo_recife
7 anos atrás

Este felizmente não foi o Yom Kippur sueco.

Certamente eles não vão cometer o mesmo erro de novo.

Abs,

Ricardo

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Acontece… mas não podem criticar ninguém a não ser a falha dos suecos. Ou não é assim? No mais, hehehe…

Penguin
Penguin
7 anos atrás

Isso pode facilitar a liberação de recursos para os programas militares suecos.

Soyuz
Soyuz
7 anos atrás

Isto é uma noticia ótima para todo mundo. Os russos voltam a acreditar que são potencias militares como nos velhos tempos. Os suecos ganham melhores orçamentos. Vai que o pessoal de esquerda passe a acreditar que a Suécia não deve ter caças além de 12 Gripen para ações de policiamento aéreo em grandes eventos e fiscalização de trafego aéreo. Os poloneses criticam os russos, fazem uma média com o ocidente e seus político$ justificam cada vez mais a necessidade de caças modernos em seu país. Todos ganham na Polônia também

Vader
7 anos atrás

Comunicado Oficial do Grupo SAAB: “O Grupo SAAB, através de sua Assessoria de Imprensa, vem a público agradecer calorosamente ao povo russo e à Força Aérea da Federação Russa pela ótima iniciativa de invadir o espaço aéreo do Reino da Suécia na última sexta-feira santa, 29 de março. O Grupo SAAB faz votos de que a iniciativa russa não pare por aí, e que os amigos russos continuem empenhados na importante missão de invadir o espaço aéreo sueco e, se possível, do restante do continente europeu. A título de sugestão, o Grupo SAAB sugere que os próximos alvos da benemerência… Read more »

Vader
7 anos atrás

Nunão: 🙂

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
7 anos atrás

Eu acho q os colegas subestimam o poderio militar russo…

O Urso não está musculoso e com as garras afiadas de antes, mas q pais no mundo, tirando os EUA, tem cacife de peitar a ameaça russa ??

Se por um lado, uma boa parte do equipamento militar russo está obsoleto, por outro lado, a Europa já abriu mão de boa parte de seu orçamento militar, e por consequencia, estão, e vão ficar, cada vez mais enfraquecidos…

Soyuz
Soyuz
7 anos atrás

Concordo Alfredo que o poder russo não pode ser subestimado. Eles possuem uma quantidade significativa de equipamentos, cultura militar e algumas capacidades que só os EUA rivalizam. A Rússia é hoje individualmente mais poderosa militarmente que qualquer nação européia. A questão sobre o poderio russo me parece ser outra. Qualquer poder militar tem um componente qualitativo e outro quantitativo e ambos são importantes. A Rússia é importante em quantidade, uma guerra contra a Rússia dificilmente não implicaria em muitas baixas para qualquer inimigo, mesmo os EUA ou a China. Já em qualidade as forças russas tem seus calcanhares de Aquiles.… Read more »

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
7 anos atrás

Soyuz… Acho q vc vai concordar comigo… Eu ACHO q o problema da Russia na Geórgia foi soberba… Eles acharam q iria passear contra um país, teoricamente, infinitamente inferior… Vc sabe q a Russia possui bastante equipamento militar moderno. Eles possuem UAVs a bastante tempo, possuem forças terrestres muito mais sofisticadas que as usadas. Se eles tivessem levado a Geórgia a sério, teriam desfilado de T-80, BMP-3, etc… Eu já li em algum lugar (acho q aqui mesmo), q o distrito militar responsável pela aréa em que as fronteiras com a Geórgia ficam, foram uma das que ainda não foram… Read more »

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
7 anos atrás

Relacionado ao dilema de escolher entre qualidade ou quantidade, eu acho q o ultimo sempre ganhará a prioridade…

A Russia é muito grande !! Como q se deixa uma fronteira importante, dentro das dezenas existentes, desguarnecida ?

Vc citou a modernização chinesa…
Eles mantém o material bélico moderno, em paralelo com a grande maioria obsoleta, por esse motivo (na minha opnião)… as infinitamente extensas, e quentes, fronteiras…

Ivan
Ivan
7 anos atrás
Ivan
Ivan
7 anos atrás

Mas como era antes de 1989? https://www.3ad.com/history/cold.war/scans/nato.mp.1.jpg Lembram do Pacto de Varsóvia? E da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas? Bem, quem não era nascido ou era muito jovem deve ter lido, mas o mapa antigo e atual mostra algumas coisas interessantes. A Suécia, neutra, ficava do outro lado do Mar Báltico, com Alemanha Oriental e Polônia (do Pacto) ao sul e Estônia, Letônia e Lituania (então repúblicas soviéticas) ao sudeste. Gotlândia (ou Gotland) a maior ilha da Suécia e do Mar Báltico fica bem ali, no meio do caminho, por onde a esquadrilha russa deve ter passado bem perto. Apenas… Read more »

Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

Parafraseando e adaptando o colega Juarez, ter UAV’s a bastante tempo, não é sinonimo de saber opera-los c/ eficiência.
O UAV, perto da infra estrutura necessária a sua operação, é o de menos.
Haja largura de banda!!!

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
7 anos atrás

E considerando o tamanho continental da Russia, essa infra estrutura deve ser bem precária em váaarios pontos de seu território

Ivan
Ivan
7 anos atrás

Outro ponto interessante. Entre todos os países da OTAN atual é, provavelmente, a Polônia que mais critica e que se posiciona mais alerta contra a Rússia. Talvez porque já tenha sentido na própria carne e por muito tempo as garras do velho urso. Enquanto outros membros da OTAN reduzem de forma temerária suas forças armadas, principalmente aquelas voltadas para guerra convencional, os poloneses procuram constantemente, mas sem cometer loucuras, aprimorar, atualizar e ocidentalizar suas armas. Quando não é com equipamento novo (F-16C/D) é com excelente armas de segunda mão revisadas (Leopard 2). Até parece que no caso dos russos resolverem… Read more »

Ivan
Ivan
7 anos atrás

A propósito, o mapa (rs rs…) dos países membros da OTAN após 1999:

http://score.rims.k12.ca.us/activity/nato_russia/media/map.jpg

Wagner
Wagner
7 anos atrás

Bom, devemos salientar que o PIB brasileiro não é todo brasileiro : muitas de nossas indústrias não são nossas, ou seja, esse status de sesxta economia mundial é meio relativo. A Rússia tem muito mais industrias genuinamente nacionais do que o BR, a exceção das multis que fabricam carros, isso eles deixaram para os gringos mesmo. Outra, 90 % de nossos gastos são com pessoal, nos militares. Damos muita pouca importância para equipamento, então, devemos tomar cuidado tambem com essas comparações. Bom, o Distrito militar do sul tem feito progressos recentes e tem recebido muitos equipamentos novos, acredito que aos… Read more »

Soyuz
Soyuz
7 anos atrás

Ola Alfredo “Eu ACHO q o problema da Rússia na Geórgia foi soberba… Eles acharam q iria passear contra um país, teoricamente, infinitamente inferior…” Também acho que possa ter havido alguma soberba neste caso. Alias soberba é algo que sempre acompanhou a historia militar, de Roma a invasão soviética do Afeganistão a historia esta repleta de exemplos. No Brasil tivemos o conflito de Canudos como exemplo de como uma guerra em teoria fácil pode se tornar difícil. Aproveitando o post. Eu queria falar um pouco mais de quantidade x qualidade para melhorar o meu ponto de vista sobre a questão… Read more »

clsaraujo
clsaraujo
7 anos atrás

Teria alguma chance os gripens e F_16 MLU dinamarqueses ou noruegueses atuais contra os Su-35s, MiG-29CMT ou MiG-35 ?

Vader
7 anos atrás

clsaraujo disse: 25 de abril de 2013 às 16:03 Na base do “Super Trunfo”? 🙂 Sob condições normais de temperatura e pressão, com pilotos de mesmo nível de treinamento, excluindo-se efeitos surpresas, todos com armamentos ar-ar, etc., não só teriam chance como muito provavelmente impediriam qualquer aventura russa. Mas temos que lembrar que o MiG-35 é pouco mais que um protótipo (não foi produzido), que o MiG-29 é um avião de qualidade inferior, e que o Su-35S começou sua operação apenas agora, existindo pouquíssimas unidades operacionais. Por outro lado o Gripen C/D é um caça tremendamente moderno e ágil, pensado… Read more »

Vader
7 anos atrás

Wagner disse:
25 de abril de 2013 às 9:32

“Bom, devemos salientar que o PIB brasileiro não é todo brasileiro”

Ah sim claro. Deve ser da Argentina. Ou de Zamunda. Ou de Caladan… 🙂

PS: Conceito universalmente aceito de PIB:

“O produto interno bruto (PIB) representa a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um período determinado.”

Vader
7 anos atrás

Jesus Cristo, é cada uma que a gente lê que a gente não sabe se ri ou se chora…

Ivan
Ivan
7 anos atrás

Soyuz, Curiosamente o PLA chinês segue os passos que vc apontou. Controla o maior exército e uma das maiores forças aéreas, mas ao inventariar suas armas, aeronaves e veículos percebemos que a maioria é de concepção antiga, como os milhares (~4.000) T-59 (clone do T-54 russo) modernizados ou não que constituem mais da metade dos seus carros de combate. Esta disposição é clara e expressa formalmente pela cúpula política e militar de Pequim, na medida em que mantem uma imensa força necessária para manter suas longas fronteiras e controlar sua ainda maior população, mas também um núcleo poderoso para missões… Read more »