Home Treinamento Hornets e Vipers combatem na Austrália

Hornets e Vipers combatem na Austrália

401
7

Esquadrão ‘aggressor’ da USAF, desdobrado desde o Alasca, coopera com curso de instrutores de combate da RAAF

Belas imagens disponibilizadas na sexta-feira, 22 de março, pelo Ministério da Defesa da Austrália mostram uma formação de caças F/A-18 Hornet da Unidade de Conversão Operacional N.2 da RAAF (Força Aérea Real Australiana) e de F-16 Viper do 18º Esquadrão Aggressor da USAF (Força Aérea dos EUA). Os caças estavam, na ocasião das fotos, realizando uma surtida de treinamento próximo à base Williamtown, da RAAF.

Trata-se do curso FCI (Fighter Combat Instructor – instrutor de combate em caças) que está sendo realizado desde 14 de janeiro e vai até 28 de junho. O objetivo é graduar líderes e instrutores capazes de desenvolver táticas e realizar validação e instrução. Neste anos, o FCI tem pilotos de  F/A-18 Hornet e F/A-18F Super Hornet, além de oficiais de sistemas de armas, e os adversários são tanto das alas número 81 e 82 quanto do 18º Esquadrão Aggressor da USAF, que se deslocaram desde sua base em Eielson, no Alasca. Os F-16 apoiaram o curso entre 17 de fevereiro e 20 de março, com 10 aeronaves e 120 pessoas.

FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da Austrália

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Almeida
Almeida
7 anos atrás

Seria uma boa marcar uma visita dessas dos Agressors aqui no Brasil, hein? Puta troca boa de experiências (para nós).

E seria legal os pilotos norte americanos se reencontrando com seus antigos vetores que foram parar no Pampa.

eduardo pereira
eduardo pereira
7 anos atrás

Como é bacana o F-16 viu, também eternizado em minha mente após o filme “AGUIA DE AÇO” assim como o F-14 Tomcat após “TOP GUN” . Puxar uns 50 do inventario da USAF e compra-los ja com pacote de atualizaçao p/ o padrao bloc52 seria demais( alé de comprar os SH é claro) poderiamos ficar tranquilos durante um bom tempo.
Mas como o Gripen briga nesta faixa de caças leves/médios poderiamos entao comprar só 36 SH e ja encomendar uns 50 Gripen NG .

eduardo pereira
eduardo pereira
7 anos atrás

No caso será que algum piloto americano choraria de tristeza ao reencontrar um velho amigo( F-5) que ja voou (ou viu o pai,avô,tio voar)??rs
Acho que chorarao os pilotos da FAB ao verem as maquinas que lhes sao impedidas de chegar as maos devido a politicagem e descaso c/ a segurança nacional.

Marcos
Marcos
7 anos atrás

Esse F-16 saíram do Alaska e foram até a Austrália?

Aja reabastecimento!!!!

Marcos
Marcos
7 anos atrás

Alaska > Hawai > Australia: +/- 12 mil km.

Marcos
Marcos
7 anos atrás

Aliás, o cara para fazer um vôo de monoreator sobre o Pacífico, numa distância dessas, com tubarão de sobra em baixo, tem de ter aquilo de adamantium*.

* liga de metal idestrutível, com a qual foram feitas as garras do Wolverine.

Mas tem muita história de translados de monomotores, os próprios Tucanos são exemplo.