Chega ao Brasil a quinta aeronave Lockheed P-3AM Orion

    332
    7

    O 5° avião de patrulha marítima Lockheed P-3AM Orion da Força Aérea Brasileira chegou hoje à Base Aérea de Salvador-BA. O avião matrícula 7204 saiu da Espanha na sexta-feira e chegou neste sábado ao Brasil.

    Aos poucos a FAB vai formando sua frota de aeronaves para cuidar da imensidão da “Amazônia Azul” e dos interesses do Brasil no Atlântico Sul.

    VEJA TAMBÉM:

    Subscribe
    Notify of
    guest
    7 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Blind Man's Bluff
    Blind Man's Bluff
    7 anos atrás

    O P-3 cuida dessa imensidão de mar, mas quem é que cuida do P-3?

    Gilberto Rezende
    Gilberto Rezende
    7 anos atrás

    Uma pergunta, se o pessoal do site souber a resposta…

    Originalmente a FAB adquiriu 12 unidades de P-3A e o contrato final com a EADS-CASA era para a modernização de 7 aeronaves, mais 1 seria modernizada com os novos aviônicos para a função de treinamento das tripulações e mais 3 seriam apenas fonte de spare parts (peças) . Somando TUDO dá 11 aeronaves e havia a OPÇÃO contratual, a ser exercida pelo Brasil, de modernização de uma 8ª aeronave…

    Afinal faltam 2 ou faltam 3 P-3AM a serem entregues ????

    birut@
    birut@
    7 anos atrás

    E vindo mais lixo reciclado, comprado pelos políticos corruptos. http://www.aereo.jor.br/2012/02/28/p-3am-da-fab-pega-fogo-com-tripulantes-no-aeroporto-de-salvador/ http://www.aereo.jor.br/2010/01/14/p-3am-da-fab-estariam-com-problemas-nas-asas/ Mensalão do PT do DEM do PSDB, onde iremos parar Até o trem em São Paulo; Superfaturamento: A Licitação Alstom Com um contrato sob investigação por superfaturamento e após burlar a Lei das Licitações, a Alstom teve seu primeiro trem inaugurado, de um lote de 16 unidades, no dia 10/12/2008, pelo Governador de São Paulo junto ao prefeito Gilberto Kassab e diretores da Alstom. Até o momento o Metrô não conseguiu provar que optou pelo menor custo em sua escolha, tendo como pano para esta situação uma gafe do… Read more »

    champs
    champs
    7 anos atrás

    Vendo o gráfico fica claro que a medida de concentrar os poucos P-3 em Salvador foi acertada.

    Fico imaginando 1 ou 2 esquadrões de Su-34 no nosso litoral, teríamos capacidade real de intervir em todo o Atlântico Sul.

    HMS TIRELESS
    HMS TIRELESS
    7 anos atrás

    Pelo que eu ouvi falar seriam 8 aeronaves operacionais, uma de instrução e três como fornecedoras de peças de reposição. Mas eu sou brasileiro e não desisto nunca. Assim, ainda espero que prevaleça o bom senso e uma versão MPA do EMBRAER 190/195 seja encomendada.

    HMS TIRELESS
    HMS TIRELESS
    7 anos atrás

    Pelo que eu ouvi falar seriam 8 aeronaves operacionais, uma de instrução e três como fornecedoras de peças de reposição. Mas eu sou brasileiro e não desisto nunca Giba. Assim, ainda espero que prevaleça o bom senso e uma versão MPA do EMBRAER 190/195 seja encomendada.

    MAD DOG
    MAD DOG
    7 anos atrás

    Devemos aproveitar os P-3, para recuperar a doutrina de ASW, e desenvolver uma versão MPA EMB 190/195.

    Sugestão:

    20 MPA EMB 190/195;
    20 EMB P-99 ( Substituto P-95 Bandeirulhas);
    40 VANTs;

    7º GAV = 4 – MPA EMB 190/195, 4 – EMB P-99, 8 – VANTs;

    1º/ 7º GAV – SALVADOR – BA
    2º/ 7º GAV – FLORIANÓPOLIS – SC
    3º/ 7º GAV – BELÉM – PA
    4º/ 7º GAV – SANTA CRUZ – RJ
    5º/ 7º GAV – NATAL – RN