Home Indústria Aeroespacial Primeira cauda de ATR feita nos Emirados aumenta ambições para Eurofighter

Primeira cauda de ATR feita nos Emirados aumenta ambições para Eurofighter

195
1

Fabricação de partes do ATR para a Alenia Aermacchi é vista por italianos como vantagem para os Emirados, numa futura transferência de tecnologia, caso optem pelo Typhoon e se tornem parceiros do programa Eurofighter

No último domingo, 2 de dezembro, o jornal The National dos Emirados Árabes Unidos (EAU) noticiou a entrega da primeira superfície vertical para avião regional ATR no país. A peça foi produzida pela empresa Strata em sua fábrica em Al Ain. O marco foi atingido no 41º Dia Nacional dos Emirados, e é o mais recente dentro dos esforços do país para diversificar sua economia, fugindo da dependência dos setores de óleo e gás e transformando-se num grande fabricante mundial de alta tecnologia.

Com isso, a empresa dos UAE confirmou-se como um fornecedor direto do fabricante do ATR, a italiana Alenia Aermacchi, cujo vice-presidente Maurizio De Mitri afirmou que o contrato pode levar a trabalhos no projeto Eurofighter: “Os trabalhadores da Strata mostraram seu comprometimento em fornecer estruturas vitais com os mais altos padrões de qualidade. Estamos ansiosos para estender essa colaboração a outros programas.” A Alenia Aermacchi é a divisão aeroespacial do Grupo Finmeccanica italiano, que é um parceiro no consórcio Eurofighter que produz o caça Typhoon.

De Mitri completou: “Se os EAU selecionarem o Eurofighter, estaremos trabalhando com a Strata para decidir que pacotes seriam interessantes para entrega. Não estamos falando mais de uma relação de fornecedores, na qual a Strata apenas ‘produz de acordo com desenhos’, mas numa transferência completa de tecnologia onde a Strata poderia se tornar um parceiro completo.”

No contrato atual para os ATR, além das superfícies verticais a Strata vai fabricar lemes e estabilizadores horizontais, num caminho para se tornar o fornecedor único da seção de cauda dos aviões ATR. A espectativa é entregar 50 unidades por ano.

Quarenta e três empregados da Strata (incluindo três mulheres) foram enviados às instalações da Alenia Aermacchi na Itália, para treinamento em todos os aspectos de montagem e fabricação de compósitos. Eles já voltaram a Al Ain para colocar seus conhecimentos em prática e completar com sucesso esse pacote.

Atualmente, a Strata fabrica seções da fuselagem para os programas Airbus A330, 340 e 380, procurando também atingir o “status” de fornecedor para o novo A350, assim como para os programas 777 e 787 da Boeing.

Sobre contratos com a empresa norte-americana, o jornal já havia noticiado em meados do ano (na inauguração do “Global Aerospace Summit” em Abu Dhabi) o acordo de 1 bilhão de dólares entre a Strata e a Boeing. Para o modelo 777, o contrato compreende a fabricação de cavernas da fuselagem principal. Já para o 787, a fabricação é da superfície vertical, que seria completamente produzida assim que as instalações e os empregados estivessem prontos. Trata-se do primeiro acordo de fornecimento da Boeing com um país do mundo Árabe, segundo o jornal.

Vale lembrar que a Etihad Airways tem encomendas de 41 jatos Boeing 787 Dreamliner, mais do que qualquer outra companhia aérea, e que a Emirates é o maior operador mundial do Boeing 777.

FONTE: The National (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

FOTOS: Alenia Aermacchi e The National

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DrCockroach
DrCockroach
7 anos atrás

Eh interessante observar como o pacote de offsets oferecido fez uma enorme diferenca na (pre)decisao dos Emirados, que estao muito mais satisfeitos com o pacote oferecido pelo consorcio da Eurofighter do que estavam com o da Dassault.

[]s!