sexta-feira, outubro 22, 2021

Gripen para o Brasil

Nota Oficial – Acidente com avião da FAB em Santa Catarina

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Nota publicada no site da FAB em 06/12/2012 às 12h54 confirma que piloto do jato A-1 faleceu no acidente

 –

O Comando da Aeronáutica lamenta informar que por volta das 9h40 desta quinta-feira (06/12), uma aeronave de caça da Força Aérea Brasileira (FAB), modelo A-1 (AM-X), caiu em Piratuba (SC), nas proximidades da Usina de Machadinho. O Capitão Aviador André Ricardo Halmenschlager, piloto da aeronave, faleceu no acidente.

A aeronave era do 1º Esquadrão do 10º Grupo de Aviação (1º/10º GAV), sediado na Base Aérea de Santa Maria (RS), e estava em missão de treinamento operacional. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os possíveis fatores que contribuíram para o acidente.

Brasília, 6 de dezembro de 2012

Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno

Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

FONTE: FAB

NOTA DO PODER AÉREO: nossas condolências aos familiares e amigos do Capitão Aviador André Ricardo Halmenschlager

- Advertisement -

29 Comments

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader

Uma pena. Condolências à família.

asbueno

Triste… Condolências à família.

Baschera

Sinceras condolências aos familiares e a Força Aérea Brasileira !

Este sim é um caso para o CENIPA.

Sds.

alexandre

Minhas sinceras condolências aos familiares do Capitão e a Força Aérea Brasileira. Eu moro em Capinzal, SC, que é município vizinho de Zortéa e Piratuba e pela manhã, o AMX passou por minha cidade indo em sentido ao município de Zortéa, num voo a baixa altura, pelo que percebi, não havia nenhum sinal de problemas com a aeronave. Quando soube do acidente, procurei informações no noticiário local, tendo feito uma postagem no post sobre os F-5 no PAMA, com as primeiras notícias acerca do ocorrido. Mais uma vez minhas condolências a família e a FAB.

Hamadjr

Caramba, que situação desagradável, espero que não seja um caso de soltar pecinha.

cfsharm

Meus sinceros pêsames aos familares do Capitao e a FAB. Moro em Campos Novos-SC outro município vizinho de Zortéa. Tomei conhecimento a pouco.

Baschera

Os amigos que moram perto da localidade sabem dizer se esta linha de alta-tensão, provável motivo ou um dos fatores da queda, é nova …. ou se já estava nos mapas ??

sds.

Observador

Não que sirva de consolo, mas o Capitão Halmenschlager sabia perfeitamente de todo os riscos envolvidos neste tipo de vida e morreu fazendo o que gostava.

Como diria Fernando Pessoa:

“Segue o teu destino…
Rega as tuas plantas;
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
de árvores alheias.”

Meus pêsames à família e a todos os colegas de trabalho do falecido.

Observador

Bachera,

Muito provavelmente o avião chocou-se com a linha de transmissão da própria usina hidrelétrica.

A conclusão da UHE Machadinho ocorreu no mês de julho de 2002.

SE o problema realmente foi a ausência da linha nos mapas, estamos falando de uma desatualização de uma década.

maxi47

Todos nós estamos de luto, meus sinceros sentimentos a familia.

alexandre

Respondendo ao post do nobre colega Baschera, repasso parte da reportagem feita pelo Diário Catarinense:

“Segundo o gerente da Usina de Machadinho, o avião se chocou contra uma linha de transmissão que liga a usina hidrelétrica à subestação de Campos Novos. Por volta de 10h, o sistema teria caído em função do toque de avião da linha. Ele disse que o avião seria uma aeronave de pequeno porte e que esta linha estaria no território catarinense, em Zortéa.”

Fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2012/12/aviao-da-base-aerea-de-santa-maria-cai-na-divisa-entre-rs-e-sc-e-mata-piloto-3974036.html

alexandre

Repondendo ao colega Baschera, a aeronave se chocou com uma linha de transmissão que sai da Usina de Machadinho e vai até a substação de Campos Novos/SC.

Nesse site tem algumas fotos do acidente: http://www.vejaovale.com.br/portal/noticia/id/4178

Franco Ferreira

Observador disse:
6 de dezembro de 2012 às 13:58

É exatamente isto! À la chasse!

Nick

Pesar pela morte do Capitão Aviador. 🙁

E ao mesmo tempo, fica a dúvida: Porque ele não ejetou??

[]’s

Groo

Notícia triste para a família e amigos.

Nick, em voos a baixa altitude e alta velocidade não costuma dar tempo de ejetar.

Baschera

Grato pelas respostas colegas Observador e Alexandre !

Sds.

asbueno

Nick disse:
6 de dezembro de 2012 às 19:40

Ele ejetou, segundo o G1:

http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2012/12/piloto-da-fab-ejetou-banco-antes-de-caca-explodir-na-divisa-de-sc-e-rs.html

Se ejetou, provavelmente a atitude da aeronave determinou o fracasso da manobra.

Franco Ferreira

Franco Ferreira disse: 6 de dezembro de 2012 às 21:55 O portal G1 apresentou um filmete. Vê-se – claramente – 1- que houve ejeção; 2- que a foto do capacete está montada (não pode haver manual debaixo dele e cintas de paraquedas ou cadeira, juntas; 3- A ejeção é inquestionável à vista da aparência do canopi; 4- houve colisão com “torre”, não com linha de transmissão, estas praticamente invisíveis em voos desta natureza. A quantidade de tempo disponível para uma ejeção – logo antes ou depois da colisão – é tão pequena que o Aviador estava – sem nenhuma dúvida… Read more »

Franco Ferreira
Nick

Estranho… se ele ejetou, não deveria estar morto. O para-quedas não se abriu? O assento é do tipo zero-zero certo? E se estava voando baixo, não deveria saber que ali existia uma fiação???? Tem de ver tudo isso.

[]’s

tpivatto

NICK:
de fato, o assento ejetável do AMX é do tipo zero-zero, um Martin-Baker Mk.10L. Todavia, uma ejeção bem sucedida depende de uma séria de outros fatores (como, por exemplo, a posição e atitude da aeronave qdo da projeção do assento), como podes perceber pelo didático texto indicado pelo Franco F., no link acima.
Sauds.

tpivatto

NICK: complementando minha resposta, o Franco já respondeu no outro post que, no vôo voo conduzido – necessariamente visual – não obedece às regras de voo Visual Fligth Rules (mínimo de mil pés sobre o terreno); e o piloto, nestas condições, e altitude não tem meios de consultar mapa de navegação visual. Esse não é o primeiro acidente do tipo (colisão com a rede elétrica suspensa), nemdeverá ser o último. Giordani lembroude outro ocorrido perto de Erechim, no norte do RS e não muito distantes desse, ocorrido em Zortéa-SC. Eu lembro de outro havido perto de Santa Cruz do Sul-RS… Read more »

Nick

Caro tpivatto,

Mas deve existir um plano de vôo, não deve? E em um vôo treinamento à baixa altitude, detalhes do terreno devem ser préviamente conhecidos, ou não?? Se não, o risco é altíssimo mesmo.

[]’s

Justin Case

Nick, bom dia. Eu posso imaginar algumas respostas: Mas deve existir um plano de vôo, não deve? Deve. Aviões militares têm três alternativas: usam plano de voo normal, voam livres em área restrita ou usam plano de voo de COM (Circulação Operacional Militar). Nesse plano de voo COM, que deve ter sido o caso, a rota de navegação e outras características, tais como altitude ou altura, são registradas. E em um vôo treinamento à baixa altitude, detalhes do terreno devem ser préviamente conhecidos, ou não?? Sim. Devem ser conhecidos. Para tal, o conhecimento deve estar DISPONÍVEL; o piloto DEVE TER… Read more »

Justin Case

Concordo, Nunão.

Acho que a tração nos cabos, resultante do impacto da aeronave com estes, pode ser capaz de causar danos graves às torres.
Abraço,

Justin

Marcos

Segundo o “Zero Hora”, o piloto ejetou-se da aeronave.

Nick

Caro Justin,

Grato pelos esclarecimentos…

Então no caso, o piloto do AMX deveria ter conhecimento prévio daquela torre e dos fios de alta tensão. Se não tinha conhecimento, alguém comeu bola. =/

[]’s

Optimus

As mais sinceras condolências a família deste patriota!

Sds.

Últimas Notícias

Assista ao primeiro episódio da websérie Colaboração Real 4

Estreou hoje o primeiro episódio da quarta temporada da websérie Colaboração Real no canal do YouTube da Saab do...
- Advertisement -
- Advertisement -